Segunda, 30 Março 2020 | Login
No geral, a mídia deveria noticiar também os avanços no combate à doença, além dos que já se curaram. Isso ameniza o pânico diante dos números de casos e mortes.
 Diante de tantas notícias ruins a respeito da pandemia do novo coronavírus, uma boa notícia: de acordo com levantamento divulgado neste domingo, 29/03, já são 145.696 casos de pessoas completamente curadas da Covid-19 em todo mundo. Os dados foram coletados pelos Centros de Ciência e Engenharia de Sistemas da Johns Hopkins Whiting School of Engineering.
O número de diagnosticados ao redor do planeta chega a 684.652 casos oficiais em 176 países – vale destacar que esta pode ser uma fração dos infectados, que podem ser assintomáticos ou simplesmente não terem sido testados. São 32.113 mortes ao todo, até o momento.
Os Estados Unidos agora têm o maior número de casos no mundo, com 124.763 casos e pelo menos 2 191 mortes. A China, onde o vírus foi detectado pela primeira vez em dezembro, tem 82.120 casos e 3.304 mortes. A Itália, epicentro da pandemia na Europa, tem mais casos do que a China, um total de 92.472, e 10.023 mortes. A Espanha tem 78.797 casos e 6.528 mortes. (Fonte: Jovem Pan)

 

Por Renato Ferreira - 

Além da politicagem feita em cima do coronavírus, uma desgraça mundial, agora, começa o sensacionalismo que, infelizmente, muitos brasileiros adoram ver e curtir.

Hoje, vi nas redes sociais a foto de um homem com máscara caído no Metrô de Itaquera, com a seguinte manchete: "Homem morre de coronavírus na estação do Metrô". Certamente, uma imagem triste, mas, que só faz aumentar o medo e o pânico causado pela doença.

Daqui a pouco, a internet vai estar pior que o antigo jornal Notícias Populares, com fotos de mortos em todo canto e afirmando que todos são vítimas do coronavírus. O que pode não corresponder à realidade.

Em minha opinião, que trabalhei muito tempo em editoria policial, porém, sempre tendo cuidado pra não expor para a população e leitores imagens fortes de tudo que presenciava, é muito triste essa falta de humanidade e empatia.

Mas, infelizmente, tem gente que gosta desse tipo de imagem e até diz que não tem problema nenhum a internet mostrar a "realidade". Para essas pessoas, o importante é "sair na frente" com uma foto "sensacional".

Mas, tenho certeza, que se a vítima for um parente dessa pessoa, ela não vai gostar de ver o corpo de seu ente querido, exposto como se fosse de um animal qualquer. (O jornalista Renato Ferreira é editor do Portal Notícias & Opinião)

Sexta, 27 Março 2020 23:32

OSASCO DE LUTO: Morre o Dr. Faisal Cury



Médico, político, ex-vereador e ex-vice-prefeito de Osasco. Acima de tudo, um ser humano admirável, amigo, atencioso e que sempre se preocupou, de verdade, com o seu próximo, fosse como médico, ou como representante do povo no Legislativo e no Executivo. Assim era o Dr. Cury, que nos deixou na tarde desta sexta-feira, 27/03, vencido na luta contra um câncer.

Em qualquer tempo, falar de política e de medicina em Osasco e região, foi e sempre será impossível não lembrar ou não se referir ao Dr. Cury. Com uma educação refinada, cultura geral e com profundo conhecimento da Medicina, o seu nome já faz parte da história de Osasco, não somente na política, como vereador de vários mandatos, vice-prefeito nos dois mandatos do ex-prefeito e atual deputado Estadual, Emídio de Souza, mas, sobretudo na área da Saúde.

Como médico e empresário, ele fundou a tradicional Maternidade Dr. Cury, na Rua Pedro Fioretti, há alguns anos repassada a outro grupo. E foi pelas suas mãos que milhares de osasquenses e de outras cidades vieram ao mundo. Além da maternidade, ele fundou também e deixa em Osasco, com filhos também da área médica, unidades de outras especialidades no ramo da medicina. Ele deixou também a sua colaboração como Secretário Municipal da Saúde.

Como jornalista, conheci o Dr. Cury na Câmara Municipal. Tive o prazer de entrevistá-lo por várias vezes, além de conversas informais em seu gabinete de vice-prefeito. Eu trabalhava Secretaria de Comunicação Social.

Além de amar a vida e tudo que fazia como médico e gestor público, o Dr. Cury amava viajar. Era um cidadão do mundo e conhecia centenas de países. E por diversas vezes conversamos em sua sala, quando ele nos mostrava fotos e filmes de lugares belos por onde ele já tinha passado em todos os continentes. Adorava falar sobre costumes, culinária e arte de outros povos.

Em nome do Portal Notícias & Opinião, expressamos os nossos sentimentos de pesar, pedindo a Deus que console o coração de todos os familiares e amigos desde grande osasquense. Obrigado, Dr. Cury! (Renato Ferreira)

Grupo se comprometeu a fazer o que for necessário para minimizar danos econômicos e sociais da pandemia em teleconferência com Bolsonaro e Araújo.
Diante da maior pandemia que o planeta já viveu, nesta quinta-feira, 26/03, o G20 anunciou que vai injetar US$ 5 trilhões — o equivalente a R$ 25 trilhões — na economia mundial como forma de combater a pandemia do novo coronavírus, que provoca a covid-19, e os seus danos na economia de todos os países.
"Estamos injetando US$ 5 trilhões na economia global como parte da política fiscal direcionada, medidas econômicas e esquemas de garantia para combater a impactos sociais, econômicos e financeiros da pandemia", informou o grupo dos 20 países mais ricos do mundo em um comunicado após reunião extraordinária realizada na Arábia Saudita.
O informativo diz ainda que o grupo "se compromete a fazer o que for necessário e a usar todas as ferramentas de política disponíveis para minimizar os danos econômicos e sociais da pandemia, restaurar o crescimento global, manter a estabilidade do mercado e fortalecer a resiliência".
Bolsonaro e Araújo
O Brasil foi representado na reunião virtual pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.
A reunião do G20 se concentrou em encontrar meios de cooperação e de como os países devem agir para enfrentar a epidemia, mas também deixar os fluxos de comércio abertos e manter as cadeias de suprimento.
Teleconferência
Bolsonaro levou à cúpula virtual do G20 o mesmo discurso que tem defendido internamente no combate ao coronavírus, de defender a saúde das pessoas, mas também os empregos. O presidente levantou mais uma vez o uso da hidroxicloroquina como tratamento para covid-19, mesmo sem pesquisas conclusivas.
"O presidente concentrou-se em falar da necessidade de proteger a saúde das pessoas e ao mesmo tempo proteger os empregos, pensando prioritariamente nas pessoas mais vulneráveis. Falou do avanço das pesquisas, no Brasil, nos Estados Unidos e em outros lugares, sobre o tratamento com hidroxicloroquina", disse uma fonte diplomática.
Em fotos distribuídas pelo Palácio do Planalto, Bolsonaro aparece com uma das versões do medicamento usado contra malária, produzido por um laboratório brasileiro, na mesa a sua frente. Em outra, enquanto está falando, segura a caixa do medicamento.
Remédio em estudo
Na última quarta-feira, 25, o Ministério da Saúde decidiu abrir um estudo nacional e anunciou que vai adotar a cloroquina no tratamento de casos graves de infecção pelo novo coronavírus, mas ressaltou que o medicamento não deve ser usado fora de ambientes hospitalares.
O ministro da Saúde, Henrique Mandetta, disse que a intenção é deixar o medicamento à disposição dos médicos para o caso de decidirem usar em pacientes graves, com determinadas condições, que possam responder ao medicamento. (Fonte: R7)
Esperamos que todas as Câmaras Municipais do Brasil sigam o exemplo de Osasco.
 
Mesmo diante do cenário econômico nacional, o Presidente da Câmara Municipal de Osasco, Ribamar Silva, anunciou na manhã desta terça-feira, 25, medida tomada com os vereadores, no sentido de destinar parte do orçamento anual do Poder Legislativo osasquense para as medidas de combate ao coronavírus no município.
Ribamar destaca a incerteza do que acontecerá com as famílias brasileiras, e afirma que a decisão visa colaborar com os esforços da administração pública municipal para minimizar os danos causados pelo coronavírus na cidade.
“Estamos fiscalizando as ações da prefeitura na aplicação desses recursos. Nesse primeiro momento, este valor será destinado à saúde”, explica Ribamar.
Para o Chefe do Legislativo municipal, todos têm deveres e responsabilidades no combate à pandemia. “A Câmara, os vereadores e todos os servidores sabem a importância de destinar essa verba para adquirir o que for útil para enfrentar o vírus. Não é momento de fazer política. Estamos dando apoio ao Prefeito na luta contra o coronavírus”, enfatiza Ribamar. (Fonte: Departamento de Comunicação - CMO)

 

Nesse momento de pandemia, de quarentena, de angústia no mundo inteiro, e também de tantas dúvidas e incertezas, devido ao novo coronavírus, o Portal Notícias & Opinião agradece a esses "anjos" de jalecos, que, abaixo de Deus, aqui na terra significam o socorro para aqueles que por ventura já contraíram ou que possam ainda contrair o coronavírus.

São eles, médicos e enfermeiros, profissionais com conhecimentos técnicos e científicos, os primeiros a terem contato com pessoas contaminadas. Por profissionalismo, vocação e também por obrigação de juramento, são esses profissionais que estão em todo o mundo na linha de frente dessa batalha invisível que o planeta enfrenta nesse momento. E não podemos esquecer também dos demais funcionários da área da Saúde, como os administrativos, assessores, assistentes, recepcionistas e motoristas que dão assistência e apoio aos médicos e enfermeiros.

Muito obrigado a todos vocês médicos, muitos até de forma voluntária, que nesse momento de confinamento e de medo da população, estão no front dessa guerra, mesmo se expondo, correndo risco de contaminação, como muitos que já se contaminaram, e outros que já morreram mundo afora na missão de salvar vidas..

Nossa oração a Deus nesse momento é de agradecimento pela existência de vocês e também para pedir que Deus lhes dê força nessa batalha e protejam seus familiares.

E fazemos essa singela homenagem em nome de quatro médicos.Três que conhecemos pessoalmente e que já entrevistamos, e um que, apesarde não termos relacionamento de amizade, também já o entrevistei em duas oportunidades. São profissionais competentes em suas especialidades e que sempre atendem a imprensa com muita atenção para dar informações da área médica.

Davi Uip

Dr. David Uip

Um deles é o doutor David Uip (quarta foto), infectologista renomado e chefe do Centro de Contingenciamento do Coronavírus do governo de São Paulo. Já o entrevistei duas vezes. Nesta segunda-feira, 23, infelizmente, o Dr. Uip foi diagnosticado com o novo coronavírus e encontra-se em isolamento em sua casa. Desejamos rápida recuperação a ele.

Dr. André Sacco Jr

Dr. André Sacco Júnior

Dr. Calos Gaspar

Dr. Carlos Gaspar

Dr. Lindoso

Dr. Lindoso

Os outros são médicos de Osasco, cidade da região Oeste da Grande São Paulo. São os doutores André Sacco Júnior (primeira foto), Carlos Gaspar (segunda foto) e Elissandro Lindoso. Em nome desses profissionais, agradecemos a todos os médicos e profissionais da Saúde de São Paulo, do Brasil e do mundo. (Renato Ferreira)

 

Nesse momento de tensão e dúvidas, as autoridades do Governo Federal, dos Estados e Municípios têm procurado passar todas as informações necessárias para que os munícipes fiquem o maior tempo possível em casa e só procurem as unidades de saúde em caso de urgência.

Assim, é importante que todas as pessoas sigam, por exemplo, essas informações sobre os sintomas do novo coronavírus, divulgadas pela Prefeitura de Osasco, na Grande São Paulo.

E, nós, jornalistas perdemos um grande colega!

 

A segunda-feira, 23/03, amanheceu mais triste na cidade de Osasco. Após sofrer uma AVC, há pouco mais de 15 dias, faleceu o jornalista e um defensor da Segurança Pública, Osvaldo Gregorio Jr, conhecido carinhosamente pelos amigos como Osvaldão.

E, por restrição da pandemia do coronavírus, a despedida final foi restrita aos familiares, como a sua irmã e também nossa coleja jornalista, Maria Do Carmo Gregório, a Du Carmo, com quem tivemos o prazer de trabalhar no Diário de Osasco. E, com certeza, se não fossem essas restrições, o velório Bela Vista seria pequeno para abrigar o grande número de amigos em sua despedida final.

Eu com Osvaldo Gregório e amigos

Osvaldo Gregório Jr (ao centro) estava sempre sorrindo e de bom humor ao lado de amigos e colegas

Atualmente filiado ao PSD e presidente do Conseg Centro, Osvaldo Gregório Jr não era apenas um jornalista muito antenado e bem informado sobre esporte, história e política, mas, acima de tudo, um profissional preocupado com a área de segurança pública, onde atuava com desenvoltura e competência.

Era um apaixonado pela cidade de Osasco e, principalmente, pelo nosso querido bairro de Presidente Altino, a quem ele se referia como República Independente de Presidente Altino (RIPA). Era comum encontrá-lo em eventos filantrópicos, públicos ou não, e também eventos do meio jornalístico.

O amigo Osvaldão nos deixa muito cedo. Vai fazer muita falta. Passados esses momentos conturbados do mundo por conta do coronavírus, vai ser muito estranho e vazio caminhar por Osasco e São Paulo, sabendo que não vamos mais nos encontrar com esse amigo e colega. Um verdadeiro gentleman, de fala mansa, de sorriso fácil e muito atencioso com os amigos.

Eu com Osvaldo Gregório e amigos 2

A presença de Osvaldo Gregório Jr era constante em eventos públicos ou privados. E onde ele estava sempre havia alegria

Quantas vezes nos encontramos em eventos públicos ou privados, num cafezinho em algum shopping, ou nos corredores de órgãos públicos para um papo descontraído. Sempre estava de bom humor.

Mesmo por telefone, por várias vezes liguei para o Osvaldão para pedir alguma sugestão ou ajuda para a solução de problemas de segurança em Osasco ou mesmo em São Paulo. Foi assessor da dona Lu Alckmin e era muito bem relacionado com a Secretaria de Segurança do Estado. Se ele falasse que iria tentar resolver, poderia ficar tranquilo.

Adeus, Osvaldo Gregório, grande e leal amigo!

Em meu nome e em nome de Notícias & Opinião, peço que Deus conforte todos os familiares nesse momento de dor! (Renato Ferreira)

Em meio à pandemia do coronavírus, têm também notícias boas e de esperança no mundo.
Gente, sem dúvida, o mundo está passando por momentos conturbados, mas, apesar de tanta apreensão, não podemos entrar em pânico. A China, onde tudo começou e onde, infelizmente, milhares de pessoas morreram, já superou o pior momento. A Itália também vai superar tantas mortes e voltará a ser o país alegre e de gente feliz que conhecemos E, claro, também o Brasil, onde o vírus acabou de chegar, vai também superar essa pandemia. Aqui, o governo Federal e os governos estaduais estão tomando medidas de emergência para combater o avanço da doença. O Exército está de prontidão, inclusive, para a produção de medicamentos, estádios de futebol vão funcionar até como hospitais de campanha e hotéis que vão abrigar médicos e enfermeiros mais próximos aos hospitais.
E ao lado das medidas de precaução que devemos tomar para evitar o contágio, não vamos esquecer que a fé e a esperança são combustíveis essenciais para o ser humano não entrar em pânico diante das piores situações. Para nós, que somos cristãos e acreditamos em Deus, Jesus nos deixou esta palavra: "No mundo tereis aflições, mas, tendes bom ânimo. Eu venci o mundo".
Veja, a seguir, quantas boas notícias, acontecem paralelamente, à pandemia do coronavírus. O site americano Good News Network fez um levantamento e postou 10 notícias boas a respeito do coronavírus no mundo e a gente reproduz abaixo pra você:
  1. Anticorpos de pacientes recuperados do coronavírus podem ajudar a proteger outras pessoas. Um imunologista da Universidade Johns Hopkins está usando anticorpos do plasma sanguíneo, ou soro de pessoas que se recuperaram da infecção por COVID-19, para aumentar a imunidade de pacientes recém-infectados e nas pessoas com risco de contrair a doença.
  2. Surto da Coréia do Sul diminui e recuperações superam as novas infecções. A Reuters informou que a Coréia do Sul registrou pela primeira vez mais casos de recuperação de COVID-19, em 6 de março do que novas infecções, desde que o país teve o maior surto asiático fora da China. O país atingiu um pico de 909 novas infecções em 29 de fevereiro. Agora a taxa de infecção caiu para menos de 100 novos casos relatados durante dias seguidos.
  3. China comemora recuperação, fecha hospitais temporários e reabre parques. Funcionários, médicos e pacientes dispensados foram filmados comemorando o fechamento dos 14 hospitais temporários, que foram abertos em Wuhan para tratar pacientes com COVID-19 durante o pior momento do surto.O South China Morning Post informou nesta semana que o continente teve 11 novos casos em 13 de março, a maioria de viajantes internacional. Os parques e as atrações turísticas estão começando a reabrir sob cuidadosa moderação.
  4. Pesquisadores australianos testam duas drogas contra o vírus. No Centro de Pesquisa Clínica da Universidade de Queensland, cientistas descobriram que dois medicamentos diferentes – ambos registrados e disponíveis na Austrália – eliminaram completamente os vestígios da doença em tubos de ensaio. As drogas foram dadas a alguns dos primeiros pacientes do país, o que resultou no “desaparecimento do vírus e recuperação completa da infecção”, disseram os pesquisadores à News.com.au .
  5. Pesquisadores holandeses e canadenses isolam o vírus. Em Toronto, pesquisadores conseguiram isolar o agente responsável pela pandemia do do coronavírus. Isso ajudará pesquisadores de todo o mundo a desenvolver melhores testes de diagnóstico, tratamentos e vacinas. Já pesquisadores holandeses identificaram um anti-corpo para o vírus. Eles enviaram a descoberta para publicação em um artigo científico.
  6. Pesquisadores dos EUA testam primeira vacina em voluntários. Cientistas do Instituto de Pesquisa Kaiser Permanente Washington, em Seattle, aplicaram as primeiras vacinas experimentais contra o coronavírus em dezenas de voluntários no início desta semana. Uma beneficiária da vacina é Jennifer Haller, mãe de dois adolescentes. Ela disse aos repórteres da AP que estava “se sentindo ótima” ao sair da clínica.
  7. Poluição despenca em cidades com altas taxas de quarentena. Leituras por satélite dos níveis de poluição do ar na China e na Itália mostram que as regiões mais atingidas pelo COVID-19 também tiveram níveis de poluição do ar reduzidos drasticamente. Alguns relatórios apontam que a quarentena da China reduziu em mais de 100 milhões de toneladas as emissões de dióxido de carbono na atmosfera – o que equivale ao que o Chile produz em um ano. Na Itália , os canais e vias navegáveis de Veneza estão mais limpos do que nunca, sem barcos e gondoleiros movidos a diesel.
  8. Pessoas e empresas se ajudam durante o surto nos EUA. A Dollar General anunciou que vai dedicar seu horário de funcionamento a clientes idosos. Atletas e equipes esportivas estão se comprometendo a pagar os salários dos funcionários da arena durante o desligamento. Empresas de serviços públicos , proprietários de imóveis , montadoras e provedores de internet estão renunciando a uma série de taxas e pagamentos em atraso para aliviar os encargos financeiros da paralisação. Os distritos escolares de todo o país estão abrindo as portas para servir refeições para crianças e famílias.
  9. Uber Eats não cobra taxas de entrega para 100.000 restaurantes. Como os restaurantes no Canadá e nos Estados Unidos foram forçados a fechar as portas durante a quarentena, o Uber Eats anunciou que vai renunciar às taxas de entrega para restaurantes independentes da América do Norte. Em comunicado a empresa informou que que vai ajudar a compensar a queda nas vendas de refeições nos restaurantes.
  10. Destilarias dos EUA estão produzindo álcool em gel para doar. Destilarias de álcool em Atlanta , Portland , zona rural da Geórgia e Carolina do Norte começaram a usar suas instalações para fabricar álcool em gel. As destilarias informam que vão manter a produção até que o vírus seja contido.
Com informações do GNN
Mesmo diante de uma pandemia que mata e com o mundo inteiro assustado, os inconsequentes opositores de Bolsonaro continuam fazendo politicagem no Brasil em cima de uma desgraça mundial. Para eles, hoje, existem dois personagens no Brasil: Coronavírus e Bolsonaro. E o último terá que ser derrotado. Hoje à noite, deve ter "Parabéns" das janelas em homenagem a Bolsonaro, que faz aniversário.
 
Por Renato Ferreira -
Para a oposição brasileira, não tem jeito. Bolsonaro é culpado por todas as desgraças do país, inclusive, pelo coronavírus, e por isso tem que deixar a Presidência, de preferência, imediatamente. Mesmo com uma equipe peuena e competente de ministros, que ele escolheu, Bolsonaro é massacrado diuturnamente pelos adversários que tentam, assim, conseguir mais alguns votinhos, já para 2020 e, principalmente, para 2022. E muitos nem desceram do palanque político de 2018. Querem a todo custo um terceiro turno das eleições. Querem porque querem o impeachment de Bolsonaro, via coronavírus.
Esse pessoal é tão patético que, hoje, se represetantes do crime organizado, traficantes, milicianos, políticos corruptos, ex-presidentes condenados, ou qualquer um zé ninguém fizer algo em algum estado, ou município contra o vírus, como esse ex-juiz que governa o Rio de Janeiro, pretenso candidato à Presidência da República, que vibra quando uma pessoa é morta a tiros pela polícia, diz que vai fechar os aeroportos do Rio, mesmo sem competência para isso, estes são elogiados e chamados até de gênios pela oposição ao governo. Só para fustigar Bolsonaro. Pura politicagem rasteira. E claro, sempre usando como base, matérias patéticas da ex-toda poderosa rede Globo de Televisão, que perdeu as polpudas verbas publicitárias do Governo Federal.
Ao contrário disso, o chefe maior da Nação, eleito democraticamente, mesmo reunindo-se diariamente com ministros, com chefes de outros Poderes, com chefes das Forças Armadas, com empresários, com a comunidade médica e tomando providências corretas de acordo com determinações da OMS (Organização Mundial da Saúde), para combater a disseminação do coronavírus, Bolsonaro é criticado, ironizado e desrespeitado pelos canhotinhos revoltados. Tudo isso só por ele ter sido eleito por 58 milhões de votos sem recursos financeiros e sem depender de nenhum esquema com políticos ou sindicatos corruptos.
Desçam do palanque político eleitoral, gente. Em 2022, teremos novamente eleição para Presidente da República. Quem sabe até lá, o Lula já esteja livre da cadeia para se candidatar novamente, ou vocês consigam eleger, por exemplo, o Guilherme Boulos. Parem e se preocupem um pouco mais com o combate ao coronavírus, dêem sugestões de como vencer melhor a quarentena e de como vocês e seus familiares poderão evitar a doença. Deixem de lado o ódio ao Bolsonaro. O vírus não foi criado por ele. Apareceu na China e se espalhou pelo mundo.
Tem que estar contaminado
Outra bronca de seus adversários é que até o momento, o Presidente Bolsonaro ainda não foi contaminado com o novo coronavírus. Para alguns, possivelmente, menos inteligentes, como 23 membros do governo, que participaram da comitiva em viagem aos Estados Unidos, já foram diagnosticados com o vírus, "é impossível", que Bolsonaro também não esteja doente.
Como o próprio Presidente tem afirmado, ele já fez dois exames a pedido de sua equipe médica e os dois deram negativos. Nesta sexta-feira, 20, um dos repórteres que participava de uma coletiva não se conteve e perguntou se o presidente poderia mostrar os exames. Ou seja, ele fez a pergunta porque, pessoalmente, ou a mando de seu órgão de comunicação, não acredita que Bolsonaro esteja falando a verdade. Precisou do ministro da Saúde, Henrique Mandetta, que é medico, explicar que os exames de laboratório são de propriedade pessoal do paciente e cabe a este divulgar ou não.
O que, talvez, o afoito repórter não sabe é que o hospital que realiza o exame tem a obrigação de informar às autoridades e, principalmente, ao Ministério da Saúde e à Vigilância Sanitária, se o exame deu positivo, pois se não informar, a unidade será punida por deixar de fornecer uma informação imprescindível à saúde pública. Isso é crime. Então, mesmo que o indivíduo, Presidente da Repúplica ou qualuer outro cidadão, não queira, o seu exame dando positivo, ele será notificado e terá que permanecer em quarentena no hospital ou em casa para se tratar.
Diante desse impasse, até a Justiça já foi acionada. Por determinação da juíza Raquel Soares Chiarelli, da 4ª Vara da Justiça Federal em Brasília, em atençao a uma liminar do Governo do Distrito Federal, o Hospital das Forças Armadas, que atendeu todos os membros da comitiva presidencial, terá que fornecer ao governo do DF uma lista com os nomes de todos os pacientes cujos testes deram positivo para o coronavírus. Não podemos esquecer que, como os governadores João Doria (PSDB-SP), e Wilson Witzel (PSC-RJ), o governador Ibaneis Rocha (MDB-DF), é também um desafeto de Bolsonaro. Os três querem ser candidatos à Presidência em 2022.
Todo esse pessoal exige que Jair Bolsonaro faça um terceiro exame, ou quantos forem necessários, para eles terem certeza que o Presidente esteja falando a verdade. Fico até imaginando como seria a manchete da extrema imprensa, caso mesmo que seja o quadragésimo exame de Bolsonaro dando positivo. A Globo, certamete, faria chamada de urgência e publicariaem todos seus jornais com a seguinte manchete, na voz empostada de Willian Bonner: "Bolsonaro é contaminado pela gripezinha do coronavírus e terá que ficar em quarentena até 2022".
Parabéns das janelas
E por falar no Presidente Jair Bolsonaro, neste sábado, 21, ele faz aniversário. E seus correligionários e admiradores - ele tem mais de 35 milhões de seguidores nas redes sociais - estão programando um ato para homenageá-lo pela data. Para isso, seus eleitores estão sendo conclamados a cantarem o "Parabéns a você", hoje à noite das janelas de suas residências. A homenagem, segundo os organizadores, deverá acontecer no horário do Jornal Nacional da TV Globo. (O jornalista Renato Ferreira é editor do Portal Notícias & Opinião)
Página 1 de 98

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.