Segunda, 25 Setembro 2017 | Login

Por Renato Ferreira - 

Na última quarta-feira, (28/06), a Polícia Militar do Estado de  São Paulo realizou a primeira formatura do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência), de 2017, na cidade de Osasco, sob o tema: “Nossas crianças de bem com a vida”. Com a presença do prefeito Rogério Lins, da vice-prefeita, Ana Maria Rossi, da secretária de Educação, Ana Paula Rossi, e demais autoridades civis e militares, o evento foi promovido para entregar o certificado de conclusão do curso para 1.649 alunos das quintas séries de oito escolas da zona Norte de Osasco

Proerd 2 menor

No Estado de São Paulo, o Proerd é desenvolvido pela Polícia Militar já há várias décadas, sendo o maior programa do Brasil com mais de 700 instrutores, que trabalham anualmente com mais de 640 mil crianças. O Proerd é aplicado em mais de 40 países e trata de temas como cidadania e prevenção contra as drogas e a violência. Antes das falas das autoridades, foram executados o Hino Nacional e o Hino de Osasco pela Banda Regimental Musical do CPA/M-8 (Comando de Policiamento de Área Militar 8), sob a regência do primeiro Sargento Vaz.

Proerd 3.JPG menor

Em Osasco, o curso é ministrado por instrutores do 42º Batalhão da Polícia Militar. E a atenção que os instrutores do Proerd dispensam aos alunos, intruindo-os sobre o perigo das drogas, pôde ser observado no carinho que eles recebem dos formando. Na formatura, os mais de 1.600 alunos fizeram uma grande festa para receber os instrutores cabo Amanda e os soldados Diego e Silvano.

Civismo e diversão

Para atender ao grande número de alunos e também de familiares que prestigiaram o evento, a formatura foi realizada numa grande tenda armada no local da Feira Norturna, ao lado do SESC, na Avenida Sport Clube Corínthians, 1300, zona Sul.

No local, foram instalados diversos brinquedos como cama elástiga e escorregadores, onde a criançada pôde se divertir antes de iniciar a solenidade. Houve também apresentaçõs de super heróis, como o Batman e o Capitão América.

Os 1.649 alunos que participaram dessa formatura estudam nas seguintes EMEFs (Escola Municipal de Ensino Fundamental): Tobias Barreto de Menezes, Irmã Tecla Merlo, Professora Oneide Bortolotti, Professor Manoel Barbosa de Souza, Victor Brecheret, Pastor Josias Batista, Luiz Bortolosso e Professor João Euclydes Pereira. Todos os alunos fizeram uma redação sobre o Proerd e a melhor redação de cada escola foi premiada com uma bicicleta, entregue no final da solenidade pelos instrurores aos vencedores. O sargento Valdeci foi o mestre de cerimônia.

Semente plantada

Proerd 1 menor

Conforme os instrutores do Proerd destacaram o curso é uma semente plantada na cabeça dos alunos sobre a prevenção contra as drogas e cabe aos pais e respeonsáveis regar essa semente para colher os melhores frutos. A secretária Ana Paula agradeceu ao apoio do prefeito Rogério Lins e à Polícia Militar pela existência do Proerd. “Sem dúvida, o Proerd é uma das melhores realizações da Polícia Militar, tanto para nossas crianças, como para as famílias, pois ele trata o problema das drogas da violência na base com as nossas crianças. Temos que incentivar sempre essa iniciativa para que o Proerd continue atendendo e instruindo nossos alunos”;

Falaram também sobre a importância do evento, o vereador de Osasco, Daniel Matias; o coronel Vladimir, Comandante do 2º Batalhão de Polícia do Exército, e o Tenente-coronel Jayro, comandante do 42º Batalhão da Polícia Militar. “Agradecemnos o apoio do prefeito Rogério Lins nesse trabalho do Proerd. Aqui está o futuro do Brasil e por isso ficamos felizes com alcance que o Proerd atinge a cada ano, cuidando e prevenindo nossas crianças contra o perigo das drogas”, disse o comandante do 42º BPM.

A iniciar a sua fala, Rogério Lins destacou a importância do Proerd, principalmente, na época em que vivemos com o alto índice de criminalidade. “Nossas crianças são os nossos tesouros, os quais temos que cuidar sempre, em nosssos lares e nas escolas. E, sem dúvida, é muito grande a importância do Proerd no combate às drogas e à violência. Agrademos aos pais, aos instrutores, à Polícia Militar e parabenizamos a todos os formandos de hoje. Que Deus continue abençoando a todos”, disse o prefeito.

A cerimônia foi encerrada com diversas apresentações musicais, com destaque para as músicas “Cuida de Mim” e a canção do Proerd, cantada com entusiasmo pelo instrutores e pelos formandos. O aluno Tiago prestou homenagem aos instrutores.

Participaram do evento os secretários municipais Sérgio Di Nizo (Administração), José Carlo Vido (Saúde), Délbio Teruel (Esportes), Suzete Franco (Assistência Social), Valdeci Magdanelo (Segurança) e Claudio Monteiro (Obras); os vereadores Daniel Matias, professora Régia e Alex da Academia; Major Paolillo (sub-comandane do 42º BPM); Dina Klen (Presidente do Conseg zona Norte); Paulo Siniauskas (Presidente do Conseg 2); Ana Paula Malteze (Gerente do Sesc-Osasco), e o ex-deputado Estadual Osvaldo Vergínio. (Fotos - Sérgio Gobatti -SECOM)

 

Na tarde de terça-feira, (27/06), o prefeito de Osasco, Rogério Lins, reuniu-se com a Executiva Municipal do Partido da Mulher Brasileira (PMB-Osasco), oportunidade em que conheceu os integrantes da diretoria do partido, como também algumas bandeiras de interesse da cidade, defendidas pela legenda.

 

A presidente municipal do PMB, ex-vereadora professora Mazé Favarão,(que era do PT), direcionou o encontro falando sobre do reconhecimento do papel da mulher em todas as áreas da sociedade e a luta pela igualdade entre brasileiros e brasileiras. Mazé ressaltou a importância do apoio aos mais diversos movimentos sociais e das lutas da classe trabalhadora.

 

Estiveram presentes também a ex-secretária de Educação, Solange Cristina Silva; Rose Janeri, professora aposentada; Wellington Adriano, articulador e militante de Economia Solidária, e membros da Executiva Municipal.

 

O PMB municipal afirmou seu compromisso com a cidade e suas lutas populares. O partido também confirmou sua participação no movimento do dia 30 próximo e a luta por diretas já. (Informações da Assessoria)

Alguns vereadores brasileiros conseguem ultrapassar todos os limites do ridículo e mostram o quanto temos que avançar para escolher melhor os representantes do povo nos Legislativos municipais 

 

Conforme matéria publicada no site - http://www.ilisp.org - um vereador da cidade mineira de Divinópolis resolveu inovar no que ela chama de "racismo". A matéria diz que "em mais um projeto de “alta relevância” para os pagadores de impostos, o vereador Edson Sousa (PMDB) quer alterar a cor que simboliza o luto oficial na cidade de Divinópolis – MG para cinza, ao invés da tradicional cor preta. E o motivo é o mais absurdo possível: evitar “agredir a identidade negra”.

De acordo com o Projeto de Lei n° 83/2017, apresentado pelo peemeddbista no último dia 20 de junho,  “as palavras preto/preta em nosso país se tornaram formas de expressões para agredir a identidade e cultura negra”, dado que “expressões como ‘dia de preto’, ‘coisa de preto’ e ‘a coisa está preta'” continuam sendo utilizadas. Segundo o vereador, isso “demostra que a palavra ‘preto’ ainda está sendo muito usada para perpetuar os conceitos de cunho racista”.

Segundo a lógica do vereador, que é ligado ao movimento racista negro e líder do governo na Câmara dos Vereadores, a cidade deve alterar a cor do luto oficial do preto para cinza, a fim de “esvaziar a cor/palavra preto de seu caráter pejorativo, convertendo a simbologia cromática do luto num termo positivo socialmente e assim neutralizar os poderes ofensivos das armas mais usuais do racismo: a linguagem”. Seria iniciada, dessa forma, “uma mudança cultural, começando pelo município de Divinópolis”.

A matéria termina lembrando que "cabe lembrar que a associação do preto com o luto nada tem a ver com o racismo. O uso do preto durante o luto começou na Idade Média, durante o período gótico, por causa do grande número de pessoas que morriam em sofrimento, seja por doenças ou violência. As pessoas relacionaram essa cor à dor e à ausência de luz, portanto, de vida. Esse costume acabou se consolidando e foi adotado por várias culturas ao longo dos séculos".

Qual a sua opinião a respeito desse projeto do vereador de Divinópolis?

 

Nesta quarta-feira (28/06), o presidente Michel Temer (PMDB) escolheu Raquel Dodge para o cargo de procurador-geral da República. Ela ficou em segundo lugar na lista tríplice da eleição interna da Associação Nacional dos Procuradores da república (ANPR). Raquel Dodge não é alinhada ao atual procurador-geral da República, Rodrigo Janot, desafeto de Temer.

Os procuradores, em todo País, elegeram na terça-feira, 27, os subprocuradores-gerais da República Nicolao Dino, Raquel Dodge e Mario Bonsaglia, pela ordem, para a lista tríplice. Nicolao teve 621 votos, Raquel, 587, e Mário, 564. Não se tratava de norma lega, mas, desde 2003, os presidente vinham escolhedo sempre o primeiro colocada da lista.

A Constituição Federal confere ao presidente a prerrogativa de escolher o chefe do Ministério Público Federal. Em recente entrevista, Raquel Dodge garantiu que a Operação Lava Jato não sofrerá interferência da chefia do Ministério Público. Será? A indicação da Raquel Dodge será apreciada e votada pelo Senado.


Quem é Raquel

Raquel Elias Ferreira Dodge é subprocuradora-Geral da República e oficia no Superior Tribunal de Justiça em matéria criminal. Integra a 3ª Câmara de Coordenação e Revisão, que trata de assuntos relacionados ao Consumidor e à Ordem Econômica. É membro do Conselho Superior do Ministério Público pelo terceiro biênio consecutivo. Foi Coordenadora da Câmara Criminal do MPF, membro da 6ª Câmara, Procuradora Federal dos Direitos do Cidadão Adjunta. Atuou na equipe que redigiu o I Plano Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo no Brasil, e na I e II Comissão para adaptar o Código Penal Brasileiro ao Estatuto de Roma. Atuou na Operação Caixa de Pandora e, em primeira instância, na equipe que processou criminalmente Hildebrando Paschoal e o Esquadrão da Morte. É Mestre em Direito pela Universidade de Harvard. Ingressou no MPF em 1987. (Fonte: Jornal O Estado de Minas)

 

Por Renato Ferreira - 

 

O presidente Michel Temer (PMDB-SP), que recebeu um criminoso para uma conversa nada republicana em sua residência, merece mesmo ser denunciado, condenado e preso.

Mas, em suas delações, Joesley Batista, dono da JBS e da Friboi, confessa uma série de crimes que vão de corrupção ativa, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. Segundo pesquisa do Datafolha, mais de 82% dos brasileiros acham que ele também deveria ser condenado e preso.

Os próprios dados oficiais do governo confirmam que a JBS saldou de um orçamento anual de R$ 4 bilhões, em 2004, para R$ 170 bilhões, em 2015. E foi nesse período que a JBS se transformou na processadora de proteína animal do mundo e tudo com empréstimos a juros baixos do BNDES.

Diante desses super benefícios para as delações de Joesley Batista, restam duas perguntas: Elas não seriam um incentivo aos empresários corruptos e, ao mesmo tempo, não significam que o crime de corrupção compensa no Brasil?

Matéria do UOL: https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/06/26/janot-apresenta-denuncia-contra-temer-no-stf-por-corrupcao-passiva.htm

Na zona Sul, eles inauguraram as obras de modernização da Estação Quitaúna da CPTM; e na zona Norte, foi entregue uma ponte na Avenida Ônix e também assinado o  termo que dá início à segunda etapa da canalização do Ribeirão Vermelho

 

Por Renato Ferreira

Na manhã desta segunda-feira, (26/06), o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, esteve na cidade Osasco, região Oeste da Grande São Paulo, onde inaugurou obras públicas ao lado do prefeito Rogério Lins. São obras que atendem às áreas de mobilidade urbana, transporte coletivo, sistema viário e saneamento básico. Às 9h, eles inauguraram as obras de modernização da Estação Quitaúna da CPTM, na zona Sul. De Quitaúna, Alckmin e Lins seguiram para o bairro do Rochdale, na zona Norte, onde entregaram uma ponte sobre a Avenida Ônix e onde também o governador assinou o termo que dá início à segunda etapa das obras de canalização do Riberão Vermelho.

 

Nova estação

 

O bairro de Quitaúna ganha praticamente uma nova Estação de trem da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). A estação que integra a Linha 8-Diamante (Júlio Prestes-Itapevi) passou por ampla reforma, com ampliação da estrutura existente. Foram instalados todos os ítens de acessibilidade e de readequação do layout das salas técnicas e operacionais.

 

O projeto também incluiu piso e rotas táteis, comunicação em Braille e sanitário para pessoas com deficiência, além da ampliação das coberturas das plataformas, instalação de câmeras internas de monitoramento e sistema de combate a incêndio. Foram ainda realizadas obras de paisagismo e urbanismo no entorno da estação e uma passarela externa para pedestres.

 

Combate às enchentes

 

No Rochdale, Alckmin e Rogério Lins deram início a mais uma importante obra de combate às enchentes na região. Foi assinado o termo que dá início à segunda etapa das obras de canalização do Ribeirão Vermelho, na divisa de São Paulo com Osasco, no trecho entre a ponte da Avenida Presidente Vargas e a rodovia Anhanguera, num total de de 2, 6 mil metros de canalização.

 

O conjunto de obras, realizado pela DAEE (Departamento de Águas e Nergia Elétrica), beneficiará mais de 100 mil pessoas dos dois municípios. São obras que representam investimentos de R$ 38,8 milhões com recursos do governo do Estado e também do Orçamento Geral da União, por meio do Ministério das Cidades e Caixa Econômica Federal. A canalização vai permitir elevar a vazão do Ribeirão Vermelho de 60 para 125 metros cúbicos por segundo e reduzir o risco de inundações. A conclusão das obras é estimada para o segundo semestre de 2018. Prefeito e governador também entregaram uma ponte sobre a Avenida Ônix.

 

Ao falar sobre a importância das obras no município, o prefeito Rogério Lins destacou que elas foram realizadas graças à parceria da Prefeitura com o Goveno do Estado. “A modernização da Estação de Quitaúna vai beneficiar milhares de pessoas que utilizam o transporte ferroviário, enquanto as obras de canalização do Ribeirão Vermelho são inprenscindíveis no combate às enchentes em nossa cidade. Hoje, as nossas palavras são apenas de agradecimento ao governador Geraldo Alckmin”, disse o prefeito.

 

“O nosso governo tem uma grande preocupação com a mobilidade urbana e é por esse motivo que estamos mais uma vez em Osasco para entregar a Estação Quitaúna totalmente reformada e modernizada. Essa linha ganhará mais duas estações modernizadas até 2018, que são as estações do Jardim Silveira e do Jardim Belval, em Barueri. Quanto às obras de canalização do Ribeirão Vermelho, elas foram contratadas em 2012, mas tiveram que ser divididas em duas etapas devido à necessidade de remoção pela Prefeitura de 250 famílias que moravam nas margens. Já concluímos a primeira etapa e, hoje, iniciamos às obras da segunda etapa vão beneficiar mais 100 mil pessoas da região”, afirmou Alckmin.

 

Os dois eventos contaram com a presença de diversas autoridades locais e do Estado, como a vice-prefeita de Osasco, Ana Maria Rossi; do secretário de Recursos Hidricos do Estado, Benedito Braga; do secretario de Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni; de Paulo Magalhães, presidente da CPTM; da deputada federal, Renata Abreu (Podemos-SP); do prefeito de Carapicuíba, Marcos Neves; dos deputados estaduais, Gilmaci Santos, Marcos Martins e Márcio Campos, de vereadores e secretários municipais. (Renato Ferreira - Fotos: Sérgio Gobatti)

 

Notícias & Opinião esteve presente e gravou o governador Alckmin falando sobre a importância das obras inauguradas em Osasco. Veja aqui: 

 

Nesta segunda-feira (26/06), policiais de Osasco e representantes do Ministério Público realizaram uma operação de busca e apreensão na Câmara Municipal de Osasco e em duas clínicas da rede pública da cidade. As informções dão conta de que o vereador Renato Bonin (PR) é acusado de ter montado um esquema para "furar a fila" da saúde e antecipar a realização dos exames, consultas e cirurgias dos indicados. O vereador, que ainda não se manifestou, é médico.

Segundo matéria do G1, devido a fila de espera de até 4 meses, alguns pessoas procuravam pediam ajuda do vereador. E, assim, elas eram atendidas na mesma semana. O Ministério Público investiga também outros suspeitos no esquema. Promotores e policiais deixaram a Câmara por volta das 11h depois de permanecerem por mais de 2 horas no segundo andar do Legislativo. 

 

Nesta semana o governador Geraldo Alckmin estará em Osasco para inauguração de obras públicas ao lado do prefeito Rogério Lins. Em parceria com o governo do Estado, a Prefeitura entregará a reforma da estação CPTM/Quitaúna, na segunda-feira (26/06) a partir das 9h.

Em seguida, o governador e o prefeito seguirão para o Rochdale, na zona Norte, onde assinarão o termo para início da segunda etapa das obras de canalização do Ribeirão Vermelho. No local, eles vão inaugurar também a ponte que fará a ligação entre a avenida Ônix e rua Siriema.

Serviço:
Entrega da reforma da estação CPTM/Quitaúna 
 Data: 26/6
Hora:9h
Local: Avenida dos Autonomistas, Km 18

Assinatura do termo segunda etapa de canalização do Ribeirão Vermelho
Data: 26/6
Hora: 11h
Local: Avenida Ônix s/n, Rochdale

As alterações devem estar concluídas até o final do ano para que

o Projeto de Lei seja encaminhado ao Legislativo no início de 2018

Por Renato Ferreira

 

Na quinta-feira (22/06), a Prefeitura de Osasco iniciou o processo de revisão do Plano Diretor do município, conforme determina a Constituição Federal. Todos os municípios brasileiros com mais de 20 mil habitantes são obrigados a ter um Plano Diretor, que a cada dez anos deve ser revisado e adequado às novas exigências legais. Em Osasco, esse processo de revisão é coordenado pelas secretarias de Planejamento e Gestão (Seplag), Habitação e Desenvolvimento Urbano (SHDE) e pelo Conselho Municipal de Política Urbana e Habitacional.

PD Mapa menor

Denominada de 1ª Oficina do Plano Diretor, a reunião de quinta-feira, realizada na Sala Osasco, contou com a presença do secretário de Habitação, Marco Vilela, da titular da Seplag, Dulce Helena Cazzuni, e reuniu técnicos dessas duas pastas, além de representantes do Conselho e de todas as secretarias municipais. Nessa primeira reunião foram discutidas as metodologias e o calendário do processo de revisão do Plano Diretor.

Posteriormente, conforme explicou Marco Vilela, as discussões serão abertas a todos os segmentos da sociedade, como representantes dos construtores, Ministério Público e Câmara Municpal. Além de audiências públicas, o processo de revisão contará também com sugestões e consultas públicas que poderão ser feitas pela internet. Vilela afirmou que, conforme acertado com o prefeito Rogério Lins, todo o processo de revisão do Plano Diretor será conduzido pelo corpo técnico da própria Prefeitura de Osasco.

O Plano Diretor é uma lei aprovada pelo Legislativo. De dez em dez anos, ele tem que ser revisado e novamente votado pela Câmara Municipal, para que os municípios se adequem às novas exigências legais e não percam acesso a recursos federais. É um conjunto de normas e diretrizes que buscam o desenvolvimento equilibrado e sustentável da cidade, de acordo, por exemplo, com o Código de Obras e o Uso e Ocupação do Solo.

PD Secretários

 

Ao abrir o encontro, Marco Vilela falou sobre a importância da revisão do Plano Diretor para o reequilíbrio do desenvolvimento de Osasco em todas áreas como habitacional, trabalhista, educacional, ambiental e viário. “O Plano Diretor direciona as políticas públicas no sentido de buscar o desenvolvimento, o crescimento e a organização territorial do município de forma equilibrada”, enfatizou.

“Estamos iniciando uma nova gestão em Osasco, mas precisamos pensar também o que a gente sonha para esta cidade para as próximas décadas. Por isso, iniciamos hoje esse processo de revisão do Plano Diretor, que precisamos concluir em seis meses. É um trabalho árduo, porque estamos elaborando o PPA (Plano Plurianual), com metas até 2020, porém, o desevolvimento de uma cidade não pode ser pensado apenas para um mandato, mas, sim, para as próximas décadas e gerações”, afirmou Dulce Helena Cazzuni. (Fotos: Sérgio Gobatti - Secom)

Conforme projeto da deputada Renata Abreu, indícios de violência terão que ser inseridos no prontuário de atendimento médico, sob pena de sanção administrativa. Proposta segue, agora, para análise do Senado.

 

A Câmara dos Deputados aprovou na terça-feira (20/06), o Projeto de Lei 3837, apresentado pela deputada federal Renata Abreu (Podemos –SP) em defesa de mulheres vítimas de agressão no Brasil. O projeto torna obrigatório o registro, pelos profissionais de saúde, no prontuário de atendimento médico, de indícios de violência contra a mulher, para fins de apuração da infração penal, prevenção e estatística.


Todo o profissional de atendimento clínico que, identificando sinais de violência contra a mulher, deverá efetuar o registro no prontuário de atendimento médico, sob pena de sanções administrativas. Os prontuários deverão ser encaminhados para a Secretaria de Segurança Pública.


Segundo Renata Abreu, ”até hoje não existe por parte dos órgãos governamentais qualquer canal de comunicação entre hospitais e delegacias, e que tenham a obrigação de trocarem informações sobre sinais de agressão. Precisamos de ações que ajudem a eliminar os abusos. O registro no prontuário torna obrigatório o envio da denúncia às autoridades, o que auxilia na agilidade da investigação. Hoje, demos mais um passo na luta pelos direitos e proteção das mulheres”, afirmou a deputada.


Agora, o projeto segue para o Senado e, depois de aprovado, será encaminhado à sanção presidencial.

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.