Sábado, 22 Julho 2017 | Login

 

Segundo pesquisa do ranking Connected Smart Cities, elaborada pela Urban Systems e divulgada com exclusividade na Exame.com, no dia 2/7, e Revista Exame, edição 1140, de 21/6, Osasco está entre as 20 cidades com a melhor mobilidade e acessibilidade do país, ficando na 19º posição.

Este resultado mostra o intenso trabalho que está sendo realizado pela prefeitura, em parceria com as secretarias municipais. São diversas ações e intervenções que atendem às áreas de mobilidade urbana, transporte coletivo, sistema viário e saneamento básico e promovem mais qualidade de vida, transformando Osasco em uma cidade cada dia melhor para se viver.

Entre algumas ações estão a readequação e implantação de acessibilidade no calçamento da região centro-sul, com rebaixamento de guias e de rampas de acesso para cadeirantes; frota adaptada e anti-poluente; central de monitoramento de trânsito operando diariamente na fiscalização, em tempo real, do fluxo de ônibus coletivos e também do trânsito.

Entre outros pontos, está a parceria da prefeitura com o governo do estado, avançando em mais serviços à população, como amodernização da Estação Quitaúna da CPTM -que integra a Linha 8-Diamante (Júlio Prestes-Itapevi),- a entrega recente da ponte sobre a Avenida Ônix, no Rochdale, a liberação de recursos para continuidade das obras de combate às enchentes para a canalização do Riberão Vermelho e a implantação, em breve, de um novo acesso da cidade à Rodovia Castello Branco. (Texto: Olga Liotta
Foto: Divulgação - Secom)

 

Veja o ranking completo das 50 cidades mais acessíveis do Brasil:

Fonte: http://exame.abril.com.br/brasil/as-50-cidades-com-a-melhor-mobilidade-do-pais/

2017   2016   Município      Pontuação

1º        1          São Paulo (SP)        3,381

2º        2º        Brasília (DF) 3,32

3º        3º        Rio de Janeiro (RJ) 3,195

4º        4º        Curitiba (PR) 2,285

5º        7º        Belo Horizonte (MG)           2,243

6º        10º      Fortaleza (CE)         2,007

7º        27º      Salvador (BA)          1,94

8º        8º        Porto Alegre (RS)    1,915

9º        22º      Recife (PE)   1,758

10º      –          Curvelo (MG)            1,723

11º      11º      Teresina (PI) 1,7

12º      16º      São Caetano do Sul (SP)  1,659

13º      9º        Guarulhos (SP)        1,647

14º      –          Moju (PA)      1,628

15º      37º      Nilópolis (RJ)           1,61

16º      18º      Valinhos (SP)           1,568

17º      5º        Campinas (SP)        1,561

18º      –          Lauro de Freitas (BA)         1,533

19º      23º      Osasco (SP)            1,527

20º      6º        Goiânia (GO)            1,527

21º      –          Parauapebas (PA)   1,517

22º      –          João Pessoa (PB)   1,516

23º      –          Maceió (AL)  1,484

24º      –          Barcarena (PA)        1,465

25º      –          Barueri (SP)  1,45

26º      12º      Balneário Camboriú (SC)  1,44

27º      43º      Mauá (SP)     1,43

28º      –          Caieiras (SP)           1,421

29º      –          Natal (RN)     1,415

30º      21º      Vitória (ES)   1,404

31º      –          Parnamirim (RN)     1,4

32º      –          Contagem (MG)       1,398

33º      –          Várzea Paulista (SP)          1,397

34º      26º      Jundiaí (SP)  1,396

35º      –          Tobias Barreto (SE) 1,364

36º      40º      Palmas (TO) 1,36

37º      –          Juazeiro do Norte (CE)      1,359

38º      –          Altamira (PA) 1,352

39º      –          São João de Meriti (RJ)     1,349

40º      –          Ribeirão Pires (SP) 1,339

41º      –          Manicoré (AM)         1,323

42º      –          Poá (SP)       1,31

43º      –          Simões Filho (BA)   1,303

44º      –          Rio Largo (AL)         1,29

45º      –          Surubim (PE)           1,286

46º      –          Suzano (SP) 1,28

47º      –          Esteio (RS)   1,279

48º      –          Crato (CE)     1,271

49º     39º      Aracaju (SE)1,267

50º      –          Acará (PA)     1,261

Programa irá recuperar centro e bairros com intervenções urbanísticas, entrega de novos equipamentos, contratação de mais profissionais e ampliação de serviços de zeladoria 
No último sábado (15/07), o prefeito de Itapevi, Igor Soares, lançou o programa Cidade Bela, que irá recuperar o centro da cidade com uma série de intervenções urbanísticas, além de ampliar os serviços de zeladoria em todos os bairros do município. O lançamento aconteceu em cerimônia na Praça 18 de Fevereiro. 
O marco inicial do programa, que será contínuo, foi a entrega de 10 novos caminhões compactadores 0km com capacidade de coletar 15m³ de lixo doméstico, que irão substituir os antigos, e uniformes para todos os profissionais que trabalham na limpeza e zeladoria urbana. 
Nesta primeira ação, também foram entregues veículos reformados para coleta seletiva, cata-bagulho, caminhão pipa, caminhão compactador com capacidade de 5m³ e oito caminhões com cabine para transporte de materiais e funcionários. 
Itapevi Igor e funcionários menor
 
“Mais que um programa de revitalização e manutenção, esta ação irá resgatar a admiração do itapeviense pela cidade. Queremos que cada morador da nossa cidade tenha orgulho de viver aqui”, disse o prefeito Igor Soares. "Esse é só o primeiro passo", afirmou. 
Igor adiantou que nos próximos dias a cidade contará com caminhão de varrição automatizada, veículo para aspirar sujeiras em praças e canteiros, implantação de contêineres, instalação de lixeiras, sinalização de trânsito vertical e horizontal e a retirada da passarela inativa da CPTM, no centro da cidade, dentre outras ações. 
“O trabalho da equipe de limpeza ficará muito mais rápido e ágil com planejamento, organização e equipamentos de ponta”, explicou Igor.  A entrega dos equipamentos é fruto de um acordo entre a Prefeitura e a EcoIta, empresa responsável pela limpeza e conservação do município.  
"Quando chegamos à Prefeitura, percebemos que os caminhões e os equipamentos estavam defasados", disse o prefeito. "Cobramos a empresa e agora trouxemos essas melhorias para a nossa cidade", finalizou. Para o vice-prefeito Marcos "Teco" Godoy, o programa irá "marcar a gestão" no segundo semestre deste ano. "A Prefeitura vai reestruturar o centro de maneira nunca vista", disse.
 
Próximas ações
No dia 22 deste mês, a administração dará início ao recapeamento de ruas do Setor A da Cohab I. Três dias depois, em 25 de julho, serão entregues novos equipamentos para automatizar a varrição e a limpeza das vias públicas municipais. 
 
O que é o Cidade Bela? 
Itapevi funcionários menor
 
O programa contempla uma série de ações para recuperar a região central de Itapevi e ampliar os serviços de manutenção e zeladoria em todos os bairros do município.  
Ele consiste na renovação da frota atual de coleta de lixo, acréscimo de modernos equipamentos para ajudar e colaborar na limpeza da cidade, entrega de novos uniformes e novo sistema de coleta por meio de contêineres.
O objetivo é deixar o município mais bonito, resgatando a autoestima dos itapevienses pela sua cidade. “Trata-se de um novo sistema de limpeza de dar orgulho ao povo de Itapevi”, afirmou Igor. 
Para isso, a Prefeitura também realizará uma série de intervenções urbanísticas, com ações de paisagismo e recuperação de praças e canteiros centrais, reforçando a poda de árvores, a retirada de pichações e a limpeza de vias públicas. 
Também estão previstas obras para readequar o trânsito em pontos estratégicos da cidade, com a implantação de semáforos inteligentes e o reparo de sinalizações. Haverá também obras de acessibilidade e a instalação de novos pontos de ônibus. 
 
Cidade Bela No Seu Bairro
A Prefeitura também criou uma versão local do programa, chamada Cidade Bela No Seu Bairro. Ele consiste na realização de mutirões constantes para atender toda a cidade com os serviços de limpeza de ruas, pintura de guias e postes, retirada de detritos de bueiros e corte de mato. 
O Cidade Bela No Seu Bairro será lançado no dia 22 de julho, na Cohab. (SECOM/PMI- Fotos: Felipe Barros e Rogério Valente/ExLibris)

Mas, essa afirmação não seria preconceituosa, conforme o Movimento Negro sempre protesta contra termos do mesmo sentido?

 

"Esperamos que esse quadro [sentença], que joga uma página negra sobre a Justiça brasileira, seja revertido a fim de resgatar a confiança, de que a presunção da inocência vai ser respeitada pelo Judiciário", afirmou Cristiano Zanin.

Como será que o Movimento Negro vê essa afirmação de Zanin, um legítimo representante das "elites brancas", como diria Lula?

Atualmente, dentro do "politicamente correto", é muito comum a gente vê protestos dos Movimentos criticando o uso de termos como "buraco negro", "peste negra", "situação preta", dentre outras, classificando-os como afirmações racistas e preconceituosas.

Recentemente, um vereador de uma cidade mineira, chegou a propor que a cor preta, oficial do luto na cidade, por ser uma "forma de racismo", deve ser trocada pela cor cinza.

E qual a sua opinião? Você acha que a afirmação de Cristiano Zanin é racista? Até agora o Movimento Negro não se manifestou.

Veja, aqui, - https://goo.gl/NsvgN8 - o vídeo, onde o advogado critica a sentença de 9 anos e 6 meses, proferida pelo juiz Sergio Moro contra Lula. (Renato Ferreira)

A CARA DO BRASIL! INFELIZMENTE!
 
 
Por Renato Ferreira -
Na última terça-feira (11/07), apesar de fazerem discurso em defesa da Democracia, as senadoras da chamada esquerda brasileira deram o mais claro exemplo de intolerância com as normas democráticas, bem ao estilo do que ocorre na Venezuela pelos defensores do presidente/ditador Nícolas Maduro.
Era o início da votação da Reforma Trabalhista e, por não concordarem com a reforma, as senadoras petistas Gleisi Hoffmann, Fátima Bezerra (PT-RN), Gleisi Hoffmann (PT-PR), presidente do PT, Regina Sousa (PT-PI), Lídice da Mata (PSB-BA) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), simplesmente, ocuparam a Mesa do Senado, impedindo que o presidente da Casa, Eunício Oliveira, iniciasse a votação.
Sem condições de conduzir democraticamente os trabalhos da Casa, Eunício mandou apagar as luzes e desligar os microfones. E essa baderna das "democráticas" senadoras durou por 12 horas. Durante esse tempo e se mostrando como verdadeiras militantes de um sindicato, as senadoras pediram marmitas e se alimentaram na própria Mesa e no escuro. Simplesmente, uma ação ridícula!
Como ocorre em qualquer Parlamento de um país democrático, as senadoras teriam outras ferramentas para dificultar a votação, como a obstrução, mas, preferiram o uso do impedimento físico. Isso é Democracia? Já pensou se a moda pega nas Casas Legislativas do Brasil?
 
Como resultado dessa ação anti democrática, o Conselho de Ética do Senado já acatou um pedido para processar as quatro senadoras por falta de decoro parlamentar. (Renato Ferreira)

 

 Por Renato Ferreira - 

 

Na quinta-feira, 13/07, o prefeito de Osasco, Rogério Lins, lançou o “Programa Osasco Transparente”, e oficializou, junto à União, por meio do Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), a adesão ao Programa “Brasil Transparente”. Na ocasião foram empossados os membros da Comissão Municipal de Acesso à Informação (CMAI) e da Rede de Interlocutores, formadas por servidores públicos e que serão responsáveis pela implementação e fiscalização do cumprimento das exigências legais de acesso à informação.

 Osasco transparente 2 menor

O evento realizado na Sala Osasco contou com a presença da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Aline Lins, da vice-prefeita, Ana Maria Rossi, secretários municipais, vereadores e de representantes da CGU (Controladoria Geral da União).

 

Após a abertura do evento, Talita Bottas, servidora da Secretaria de Planejamento e Gestão (SEPLAG), fez uma explanação sobre os novos serviços que serão disponibilizados aos cidadãos no dia 24 de julho de 2017, data que entra em vigor o Decreto Municipal nº 11.440/2017 e que Regulamenta a Lei Federal de Acesso à Informação nº 12.527/2011.

 

O Decreto Municipal regulamenta a referida lei federal e o direito constitucional de acesso às informações públicas, criando mecanismos que possibilitem, a qualquer pessoa, física ou jurídica, sem necessidade de apresentar motivo, o acesso e recebimento de informações públicas dos órgãos e entidades.

 

Falaram também sobre a importância do programa, o secretário-adjunto da Secretaria de Assuntos Jurídicos, Dênis Ramazzini, responsável pela assinatura do Termo de Ajustamento de Conduta firmado com o Ministério Público do Estado de São Paulo; o vereador Ricardo Silva; a titular da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), Dulce Helena Cazzuni, e o representante da CGU, Márcio Sobral (Coordenador do Núcleo de Ações de Prevenção da Corrupção da Controladoria Geral da União).

 Osasco transparente 3 menor

Para a secretária Dulce Helena Cazzuni, titular da Seplag, “o lançamento do Programa Osasco Transparente representa um importante marco para a mudança de orientação da gestão pública municipal, o que possibilitará a transição da cultura do sigilo para a cultura da transparência, ensejando a maior participação popular por meio dos instrumentais disponibilizados pelo programa, permitindo desse modo a aproximação da municipalidade com os cidadãos”.

 

Em seguida, Márcio Sobral, chefe do Núcleo de Ações de Prevenção e Combate à Corrupção da Controladoria Geral da União, parabenizou à administração do prefeito Rogério Lins pela criação do Programa Osasco Transparente que, segundo ele, está alinhado ao Programa Brasil Transparente da CGU. De acordo com Márcio Sobral, o objetivo principal do Brasil Transparente é conscientizar e capacitar servidores públicos para que atuem como agentes de mudança na implementação de uma cultura de acesso à informação.

 Osasco transparente 4 menor

Em sua fala, Rogério Lins destacou que o lançamento do Programa Osasco Transparente, que ratifica a adesão do Município ao Programa Brasil Transparente da CGU, é um ato histórico para Osasco. “A Lei de Acesso à Informação já deveria ter sido regulamentada em Osasco há quatro anos e, portanto, esse evento é histórico para a nossa cidade. Estamos cumprindo também mais um compromisso do nosso governo, posto que a transparência é uma obrigação dos gestores públicos”, enfatizou.

 

Acesso à Informação no Munícipio de Osasco

 

Para viabilizar o acesso à informação, o Decreto estabelece que o município deverá disponibilizar o instrumento Portal da Transparência, através de sítio eletrônico transparencia.osasco.sp.gov.br.

Além do Portal da Transparência, a Prefeitura do Município de Osasco irá disponibilizar no próximo dia 24 de julho de 2017, o Serviço de Informação ao Cidadão (SIC), que possibilita ao Cidadão realizar um pedido de informação que não foi divulgada no Portal da Transparência. Para acessar  tal serviço, o cidadão poderá utilizar os seguintes canais:

 

I – Eletrônico, por meio do Sistema Eletrônico do Serviço de Informação ao Cidadão (E-SIC), disponível na área “Acesso à Informação”:

- no Portal do E-SIC (e-sic.osasco.sp.gov.br);

- no PortaI da Transparência (transparencia.osasco.sp.gov.br);

- no Portal da Prefeitura (www.osasco.sp.gov.br).

II – Telefônico, mediante o Serviço de Informação ao Cidadão:

- da Ouvidoria Municipal, pelo número 0800-7711175

Horário de atendimento: das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira

- da Central do Cidadão 156:

- pelo número 156, para quem estiver dentro de Osasco

  Horário de atendimento: 24 horas por dia, 7 dias por semana

- pelo número 011 3651-7080, para quem estiver fora do município

             Horário de atendimento: 24 horas por dia, 7 dias por semana

III – Presencial, junto à Ouvidoria, no endereço: Rua Dimitri Sensaud de Lavoud, n° 228 – Vila Campesina – Osasco

Horário de atendimento: das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira

 

Capacitação

 

Para a implementação do programa “Osasco Transparente”, haverá também duas etapas de capacitação para os membros da Rede de Interlocutores e da Comissão Municipal de Acesso à Informação.

 

Na parte da tarde de quinta-feira, 13, e na sexta-feira, 14, as palestras de capacitação serão ministradas pelos representantes da CGU, na Sala Osasco. E nos dias 17 e 18, a capacitação será realizada por técnicos da Central 156 e Comissão Municipal de Acesso à Informação.

 

Participaram também do evento na Sala Osasco, Priscila Coradi (Auditora Fiscal), os secretários municipais Cláudio Monteiro (Serviços e Obras), José Bento (Comunicação), Marco Vilella (Habitação), Francisco Cordeiro (IPMO), José Carlos Pedrosa (Fito), José Carlos Vido (Saúde), Ana Paula Rossi (Educação), Elsa Oliveira (Chefe de Gabinete), Élio Salvini (Meio Ambiente), Délbio Teruel (Esportes), Jair Anastácio (CMTO), Carlos Piteri (Trânsito e Mobilidade Urbana), Valdeci Magdanello (Segurança) e Sérgio di Nizo (Administração), além dos vereadores Ricardo Silva, Rogério Santos e Daniel Matias. (Fotos: Romulo Fasanaro Filho - SECOM)

Avanço é resultado de investimentos em instalação de sistema de fibra ótica e modernização de equipamentos

 

Desde a última quarta-feira, (12/07), a Câmara Municipal de Santana de Parnaíba passou a contar com 100 megas de  velocidade de internet, número cinco vezes superior a que era praticado anteriormente.

 Câmara de Parnaíba

Esse avanço tencnológico no Legislativo da cidade foi possível graças ao contrato firmado com a empresa Vivo, que possibilitou, além do aumento da velocidade de internet com emprego de novas tecnologias, uma significativa economia na ordem de 50% do preço pago anteriormente.

Segundo o setor que cuida da tecnologia da Câmara Municipal, esse avanço se deu pela necessidade de otimização dos serviços, que fazem parte da plataforma do atual presidente, vereador Marcos Tonho, aliado a uma política de redução de gastos, que foi possível de ser realizada através da implantação do sistema de fibras óticas, que resultou no aumento significativo da velocidade e desempenho de internet na Câmara.

 Outros estudos para redução de custos e modernização dos serviços estão em andamento e deverão envolver todos os setores da Casa de Leis de Santana de Parnaíba. (Assessria de Imprensa)

Com base em levantamento estatístico, o Tribunal da 4ª Região tem acatado a maioria das decisões do juiz Sergio Moro

 

Segundo o presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), desembargador Carlos Eduardo Thompson, “com quase absoluta certeza” o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) será julgado antes das eleições de 2018. Em entrevista à rádio BandNews FM nesta quinta-feira, Thompson disse imaginar que a decisão ocorrerá antes mesmo de agosto do ano que vem, mês em que se abrem as inscrições para a disputa eleitoral. As informações são do site da revista Veja.

Em discurso na sede nacional do PT, em São Paulo, Lula reiterou a sua intenção de disputar a Presidência da República novamente. No entanto, isso só será possível caso o ex-presidente não tenha sido condenado em segunda instância até o ato do registro da candidatura. Thompson ressalvou que, no entanto, antes mesmo de o processo chegar ao TRF4, ambas as partes – Lula e o Ministério Público Federal, que o acusa – podem recorrer ao próprio juiz Sergio Moro, com os chamados “embargos de declaração”.

 

Considerando o prazo para que esses pedidos sejam avaliados – e eventualmente negados – pelo juiz, o desembargador calcula que o processo demoraria de dois a três meses para chegar ao TRF4, que é a segunda instância da Justiça Federal na Região Sul. “Acredito que em agosto, mais tardar em setembro, esse processo já vai estar no tribunal. E eu imagino que até agosto do ano que vem, quando nós temos o calendário eleitoral, [o processo] deva estar julgado ou pautado para julgamento”.

No entanto, o juiz disse que não haverá “nenhum privilégio” para o processo que envolve o petista, que será julgado pelos prazos normais do TRF4. Ele fez questão de ressaltar que, das 28 sentenças de Moro que provocaram recursos ao tribunal, doze já foram decididas. Levantamento de VEJA mostrou que, em geral, os desembargadores são ainda mais rígidos que Sergio Moro, apesar de já terem absolvido outros condenados – como o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto.

Candidatura

Se o ex-presidente Lula for condenado antes do registro da sua candidatura ao Planalto, ficará impedido de disputar o cargo, uma vez que a Lei da Ficha Limpa impede que políticos com sentença em segunda instância disputem cargos públicos. Em pronunciamento feito nesta quinta-feira no PT, o ex-presidente diz que iniciará uma “briga jurídica” para poder ser candidato.

No entanto, se a condenação vier depois do registro da candidatura transitado em julgado, Lula – segundo o especialista em legislação eleitoral Alberto Rollo – ficará passível apenas de outra forma de impugnação, o Recurso contra Expedição de Diploma, que costuma demorar de seis meses a um ano para ser julgado – assim, a decisão seria tomada apenas quando o petista, caso eleito, já estivesse no cargo. (Fonte: Veja)

Conforme a denúncia, Lula recebeu R$ 3,7 milhões da OAS por meio de entrega e reforma do triplex no Guarujá. É a primeira vez que um ex-presidente da República é condenado por corrupção

 

Na tarde desta quarta-feira (12/07), aconteceu o que a maioria dos brasileiros já esperava. O juiz Sergio Moro condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a nove anos e meio de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

 

A sentença é referente ao processo em que o ex-presidente petista foi acusado pela força-tarefa da Lava-Jato de receber propina da OAS, uma das empreiteiras envolvidas no mega esquema de corrupção da Petrobras. 

Segundo a denúncia do Ministério Público aceita pela Justiça, a OAS pagou R$ 3,7 milhões por meio de entrega e reforma do triplex no Guarujá. Lula nega ser dono do imóvel. 

No entanto, para que o ex-presidente Lula seja efetivamente preso, é necessário que a segunda instância (Tribunal Regional Federal 4) confirme a sentença de condenação de primeira instância.

No caso de armazenamento e transporte do acervo presidencial, ele foi inocentado pelo juiz Sergio Moro.

 

Num dos artigos da sentença, Sergio Moro afirma também que Lula tenta desqualificar a Justiça e o Ministério Público, que caberia, inclusive, um pedido de prisão preventiva:  "Como defesa na presente ação penal, tem ele, orientado por seus advogados, adotado táticas bastante questionáveis, como de intimidação do ora julgador, com a propositura de queixa-crime improcedente,  e de intimidação de outros agentes da lei, Procurador da República e Delegado, com a propositura de ações de indenização por crimes contra a honra. Até mesmo promoveu ação de indenização contra testemunha e que foi julgada improcedente, além de ação de indenização contra jornalistas que revelaram fatos relevantes sobre o presente caso, também julgada improcedente (tópico II.1 a II.4). Tem ainda proferido declarações públicas no mínimo inadequadas sobre o processo, por exemplo sugerindo que se assumir o poder irá prender os Procuradores da República ou Delegados da Polícia Federal (05 de maio de 2017, "se eles não me prenderem logo quem sabe um dia eu mando prendê-los pelas mentiras que eles contam, conforme http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/se-eles-nao-me-prenderem-logo-quem-sabe-eu-mando-prende-los-diz-lula/). Essas condutas são inapropriadas e revelam tentativa de intimidação da Justiça, dos agentes da lei e até da imprensa para que não cumpram o seu dever.."

 

Clique aqui e leia a íntegra da decisão


Lula ainda é réu em outras duas ações da Lava-Jato, uma delas ligada à Operação Janus, que trata de contrato no BNDES, e outra da Operação Zelotes, que apura venda de medidas provisórias. 

Como cabe recurso, a defesa de Lula já informou que vai recorrer junto Tribunal Regional Federal, em Porto Alegre.

 

Petistas em guerra

 

Como já era esperado também, logo após a divulgação da sentença, parlamentares petistas começaram a ocupar as tribunas do Senado e da Câmara dos Deputados para criticar e desqualificar o juiz Sergio Moro. A presidente do Partido dos Trabalhadores, senadora Gleise Hoffmann (PT-PR), afirmou no Senado que "Lula é inocente e que os movimentos sociais já foram mobilizados para irem às ruas em defesa do ex-presidente petista". Segundo os petistas, a condenação de Lula tem apenas um motivo: "Os governistas e a mídia têm medo que Lula volte ao poder". (Renato Ferreira - Fonte: O Estado de Minas e Agências)

Quarta, 12 Julho 2017 12:55

TRE de São Paulo absolve Rubens Furlan

 

Nesta terça-feira (11/07), o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) indeferiu o pedido de impugnação da candidatura de Rubens Furlan, eleito prefeito de Barueri, em outubro do ano passado, com 84% dos votos válidos.

A vitória foi por 4 votos a 2. Os desembargadores decidiram que é improcedente a reivindicação da coligação derrotada na última eleição, que pedia a inelegibilidade de Furlan. A ação teve como base questões administrativas da Câmara Municipal, na aprovação das contas de sua última gestão à frente da Prefeitura.  

O processo no TRE aguardava um pedido de vistas e Furlan já vencia o julgamento por 3 votos a 2. Era aguardado o voto do desembargador  Luiz Guilherme Costa Wagner Junior, que havia pedido vistas do processo em 29 de junho.

A ação proposta pelo Ministério Público reprovava as contas do prefeito – no mandato de 2013 –, e poderia interromper seu mandato atual, caso ele perdesse na Justiça O processo contra Furlan foi impetrado pela coligação do ex-vereador Saulo Goes. Ele disse que vai recorrer da decisão do TRE junto ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).  (Renato Ferreira)

Celso Giglio era médico, foi prefeito de Osasco por dois mandatos, deputado Federal e ocupava o seu quarto mandato como deputado Estadual. O prefeito de Osasco, Rogério Lins decretou luto por sete dias

Por Renato Ferreira -

A cidade de Osasco, região Oeste da Grande São Paulo, perdeu nesta terça-feira (11/07), o seu ex-prefeito Celso Giglio. Ele faleceu no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, por volta das 17h30. O dr. Celso Giglio estava internado desde o início do mês de maio, após sofrer uma queda em casa. Seu falecimento, segundo informações de sua assessoria, foi em decorrência de uma infecção que se prolongou após uma cirurgia craniana.

Celso Giglio, natural da cidade paulista de Bebedouro, era médico, formado pela Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro, com especialização em Cirurgia Geral e Obstetrícia na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Também era formado em Administração Hospitalar pela USP.

Giglio e Gloria

Celso Giglio e sua esposa, dona Gloria Giglio, falecida em junho de 2013

Ele foi prefeito de Osasco durante dois mandatos, deputado federal e cumpria seu quarto mandato de deputado estadual. Líder municipalista, o atuante político do PSDB foi presidente da Associação Paulista dos Municípios por nove anos. Sua gestão à frente do Executivo osasquense transformou a a cidade, onde deixou diversas obras públicas. Em Osasco, ele construiu o Hospital Municipal Antonio Giglio,o Hospital e Maternidade Amador Aguiar, 22 postos de saúde, além do Teatro Municipal, que hoje leva o nome de sua esposa e ex-primeira-dama, dona Glória Giglio, além e Bibliotecas, Terminais de Ônibus, dentre outras diversas obras nas áreas do Esporte, saneamento básico, habitação e do sistema viário.

Giglio e filhos

Dr. Celso Giglio e seus filhos: Guilherme, Isabela, Giovana, Neto e Celso Júnior

Como dissemos, Celso Giglio era viúvo de dona Glória Giglio, falecida em junho de 2013, em um grave acidente na Rodovia Castelo Branco. O casal vinha do interior para São Paulo, quando o carro dirigido pelo ex-prefeito perdeu o controle. Nesse acidente, ele também ficou muito ferido. Dr. Celso deixa os filhos Giovana, Isabela, Antonio, Celso Júnior e Guilherme, o genro Rubens, as noras Roberta e Stefanie, e os netos João Pedro, Beatriz, Gabriel e Laura.

Giglio e tucanos

Dr. Celso Giglio e outras lideranças políticas, como o senador e atual ministro das Relações Exteriores, Aloisio Nunes Ferreira (à esquerda)

O velório do dr. Celso Giglio ocorrerá a partir das 8 horas, desta quarta-feira (12), no Teatro Municipal Glória Giglio, na avenida dos Autonomistas, 1533, Centro.

O sepultamento será realizado às 16 horas no Cemitério Bela Vista, em Osasco.

Políticos e amigos lamentam a morte do dr. Celso Giglio

O falecimento do dr. Celso Giglio deixa uma lacuna, não somente no PSDB, partido do qual era líder há muitos anos, mas, também na política de Osasco e do Estado de São Paulo. Logo após a informação oficial de sua morte, diversos líderes políticos e entidades externaram solidariedade à família e publicaram notas de pesar na redes sociais. O prefeito de Osasco Rogério Lins publicou uma nota externando seus sentimentos e também decretando luto oficial na cidade por sete dias.

Veja, a seguir, algumas dessas notas de pesar:

Lins decreta luto de sete dias em Osasco

NOTA DE FALECIMENTO - Foi com imenso pesar que recebi a notícia do falecimento do amigo e mestre, deputado estadual Dr. Celso Giglio. Giglio governou Osasco por dois mandatos e deixou a marca do desenvolvimento na cidade. Correto, exemplar, e muito competente, ele nos emprestou sua experiência e dedicação. Osasco perde um grande líder. Que nosso Senhor Jesus Cristo o receba iluminando seu caminho e que conforte a família e aos amigos nessa hora tão difícil da despedida.

Fica decretado luto oficial de 7 dias.

Rogério Lins 
Prefeito de Osasco

Nota de pesar do ex-prefeito Jorge Lapas

Foi com grande tristeza que recebi no final da tarde desta terça-feira, 11 de julho, a notícia do falecimento do Dr. Celso Giglio.

Prefeito por duas ocasiões, deputado e vereador de nossa cidade, Giglio dedicou sua vida à Osasco, primeiramente como médico, e depois como expoente da política municipal e regional. Aqui formou família, construiu carreira e deixou sua marca na história.

Registro aqui minha solidariedade e a de minha família. Desejamos, sinceramente, que Deus console todos os seus familiares e amigos.

Jorge Lapas

Nota do ex-prefeito Emidio de Souza

Boa noite! 

Osasco perdeu hoje um dos seus mais ilustres filhos . O falecimento do ex prefeito Celso GIGLIO deixa uma imensa lacuna na vida da política da cidade que governou por dois mandatos .
Minhas disputas com ele sempre se deram no campo estritamente político sem jamais resvalar ao campo pessoal . 
Como milhares de osasquenses , me solidarizo hoje com seus familiares e rogo a Deus que os conforte para superar esse momento de dor e separação .
Por essa razão estou cancelando o café programado para amanhã.

Respeitosamente

Emidio de Souza

Nota do secretário de Saúde de Osasco, José Carlos Vido

NOTA DE FALECIMENTO: É com muita tristeza que informo oficialmente o falecimento do dr. Celso Giglio. Um mestre e grande líder. De caráter ímpar, trabalhava todos os dias com a mesma paixão e vontade de ver Osasco melhor. Amava as pessoas acima de qualquer coisa. Deixou em Osasco a sua marca com ousadia e muita competência. Trouxe o progresso e o crescimento econômico para a cidade. Como médico, salvou inúmeras vidas e ajudou muitas outras a vir ao mundo. Exemplo de político e homem. Hoje, perco mais que um líder. Hoje perco um grande e amado amigo, um pai, um companheiro de ideologias, que deixou um legado para todos os osasquenses. Que Deus possa amparar os que ficam, principalmente a família com muito amor e misericórdia!!! Foi uma honra trabalhar ao lado! Descanse em paz!

José Carlos Vido

Nota da AmeCom

A Associação Metropolitana de Comunicação (AmeCom) manifesta o seu profundo pesar pela morte do ex-prefeito de Osasco e deputado Estadual, Celso Giglio (PSDB), na tarde desta terça-feira (11).

Em seu terceiro mandato de deputado estadual, o parlamentar trilhou uma rica caminhada política: foi também prefeito de Osasco em duas ocasiões, além de ter assumido funções de destaque em órgãos públicos.

A associação solidariza-se com seus familiares e com toda a sociedade osasquense pela perda deste notável homem político.

Mauro Sérgio 
Presidente da AmeCom

Rodolfo Andrade 
Presidente da AmeCom Osasco

Diretoria

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.