Segunda, 27 Maio 2019 | Login

 

Nesta terça-feira, 19 de fevereiro, a cidade de Osasco, na região Oeste da Grande São Paulo, comemora 57 anos de emancipação político-administrativa. Até fevereiro de 1962, Osasco não passava de um bairro periférico, distante e, praticamente, abandonado da cidade de São Paulo. A Prefeitura organizou uma série de atividades para comemorar a data: Veja, aqui, a programação completa, que se iniciou na semana passa e vai até o mês de março: http://www.57anos.osasco.sp.gov.br/

Graças à luta de bravos emancipadores, no dia 19 de fevereiro de 1962, o então, bairro Osasco, fundado por Antonio Agu, tornou-se independente da Capital. Hoje, governada pelo jovem prefeito Rogério Lins, Osasco é a sexta economia do país e a segunda do Estado de São Paulo.

Osasco 2

E nesses 57 anos de desenvolvimento político, econômico e social, não podemos esquecer de todos os prefeitos que governaram Osasco, desde o primeiro Prefeito, Hirant Sanazar, passando pelos interventores e interinos (Marino Nicoletti e Primo Broseghini); Guaçu Piteri (2 mandatos); José Liberatti; Francisco Rossi (dois mandatos); Humberto Parro; Celso Giglio (2 mandatos); Silas Bortolosso; Emidio de Souza (2 mandatos); Jorge Lapas e Rogério Lins.

Todos esses prefeitos, com apoio de seus secretários municipais e também da Câmara Municipal, trabalharam e deixaram as suas marcas nesta pequena cidade em território (apenas 64 quilômetros quadrados), mas, grande em termos econômicos. Em Osasco residem pessoas de vários países, com grande colônias como da Itália, Japão e Armênia, e de todas as regiões do Brasil.

Mudança no perfil econômico

Osasco 3 Cobrasma

Até os anos 1980, Osasco era tipicamente uma cidade industrial de todos os ramos. Ela abrigava as sedes de empresas como a Eternit, Santista, Brow Boveri, Braseixos, Cobrasma, Granada e Osran, dentre outras indústrias que, aos poucos, foram se transferindo para outras regiões do Estado por uma questão de logística.

Osasco não abandonou sua vocação industrial. Hoje, a cidade tem ainda um grande Distrito Industrial, com grandes conglomerados instalados no município. Mas, a partir da década de 1980, a cidade foi se transformando num grande pólo de prestação de serviços. Hoje, o Calçadão da Antonio Agu e ruas do entorno, formam o segundo maior centro de comércio varejista do Brasil, perdendo somente para a Rua 25 de Março em São Paulo.

Osasco 4 Whal Mart

Hoje, a verticalizada Osasco, possui uma série de hipermercados, como Carrefour, Wal-Mart, Assaí, Extra, excelente rede hoteleira e inúmeros empreendimentos imobiliários residenciais e comerciais. A cidade não para de crescer. Osasco é também um grande Centro Universitário e financeiro. Há décadas, a cidade é da matriz do Bradesco, a conhecida Cidade de Deus. (Renato Ferreira)

Published in Cidade

 

O rock está em alta neste mês e a Secretaria de Cultura e Turismo de Barueri aproveita a onda musical para organizar eventos pela cidade. Na sexta-feira, 13/07, quem for ao Ganha Tempo poderá prestigiar uma exposição com desenhos exclusivos do artista André Araújo em alusão aos grandes astros e bandas do rock nacional e internacional.  E no sábado, 14, 07, a partir das 13h, o Parque Municipal vai receber bandas locais para comemorar as seis décadas desse estilo que continua contagiando gerações.

Em 1985, no dia 13 de julho, aconteceu o festival Live Aid, em Londres, na Inglaterra e na Filadélfia, nos EUA. O megaevento foi organizado pelo escocês Midge Ure e pelo vocalista da banca Boomtown Rats, Bob Geldof. O objetivo era arrecadar fundos para revertê-los à Etiópia, país cuja população sofre com a fome. Na ocasião, Phill Collins, então da banda Genesis, declarou aquele como o “Dia do Rock”.

Os brasileiros abraçaram a data e a comemoram todo ano, mas Europa e EUA não levaram muito a sério a declaração entusiasmada de Phill Collins, segundo explicação do saudoso jornalista e roqueiro Kid Vinil, em entrevista concedida em 2014. Segundo ele, para os “gringos” dia do rock é todo dia.

De qualquer forma, em Barueri a data está mais do que valendo. A Exposição “Mitos do Rock” tem entrada gratuita e fica até o dia 31 de julho. No Parque Municipal o rock dominará o palco e a plateia a partir das 13h do sábado com bandas locais, como o Triares, dona de um estilo identificado como “Modern Rock” com influência de grupos como Deep Purple e Alter Bridge. (Secom/PMB)

Locais e horários:

Exposição “Mitos do Rock”, dia 13, no Ganha Tempo.  Av. Henrique Mendes Guerra, 550. Centro. Informações 4199-1600.

Barueri no Dia Mundial do Rock, dia 14, Parque Municipal. Rua Ângela Mirella, 500, Vila Porto, a partir das 13h.

Published in Cidade

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.