Quinta, 22 Agosto 2019 | Login
Dentre várias contratações, como a central Mara e a levantadora Roberta, a surpresa foi o anúncio da volta de Jaqueline depois de 6 anos.
 
Esta terça-feira, 13/08, foi um dia de festa para o esporte de Osasco. A cidade que respira vôlei conheceu a nova equipe do Vôlei Osasco Audax para a temporada 2019/2020. Em evento realizado de manhã, no Teatro Municipal Glória Giglio, o técnico Luizomar apresentou as atletas que vestirão a camisa do mais tradicional clube do vôlei feminino do Brasil e que lutará pelos títulos do Campeonato Paulista e Superliga. A apresentação teve um elemento surpresa para a fanática osasquense:Jaqueline está de volta.
 
“É uma emoção muito grande. Estou voltando onde tudo começou. Estou me sentindo como uma juvenil, até frio na barriga eu estou sentindo. Agora é fazer uma boa pré-temporada, me recondicionar e entrar na minha melhor forma para me colocar à disposição para Osasco na luta por títulos”, afirmou Jaque, muito solicitada pelo grande número de torcedores osasquenses ao lançamento.
Quem também se sentiu voltando para o lar foi a central Bia, que retornou após uma temporada no Rio. “Vocês não sabem como é bom voltar para Osasco”, enfatizou a atleta. Bia vai formar o paredão do Vôlei Osasco-Audax com Mara. “Pode me chamar agora de Mara de Osasco. Vamos trabalhar muito e, com certeza, lutar por conquistas nessa temporada”, garantiu a central, que ontem mesmo se apresentou à seleção brasileira ao lado de Bia e da levantadora Roberta. “Já joguei muito contra Osasco e vai ser uma emoção forte quando retornarmos da seleção para jogar com a torcida a favor”, revelou.
Brait volta à Seleção
- O trio que ajudou o Brasil a conquistar a vaga para os Jogos Olímpico de Tóquio ‘vai levar um reforço de Osasco’ para a seleção. Camila Brait está de volta e disposta a trabalhar para realizar o sonho de disputar uma Olimpíada. “É um sonho que alimento desde pequena e só posso agradecer a Osasco e ao técnico Luizomar por terem me dado todo o apoio e incentivo para voltar a jogar em alto nível após o nascimento da Alice. Sou muito grata e estou duplamente feliz. Pela apresentação no nosso time para a nova temporada e por voltar a vestir a camisa do Brasil”.
Vôlei Osasco Luizomar
O prefeito de Osasco, Rogério Lins, que abriu o evento, observa a fala do técnico Luizomar que apresentou a nova equipe para a temporada 2019/2020
O técnico Luizomar também não escondeu a satisfação em apresentar o time de Osasco para mais uma temporada. “É sempre uma satisfação apresentar nossas atletas. Temos um time renovado, mantendo o DNA de Osasco de lapidar novos talentos e é com alegria que estou aqui, com apoio incondicional da prefeitura, na figura do Rogério Lins, e de marcas tão importantes que nos apoiam com o patrocínio”, afirmou o treinador, que completou. “Além das atletas com grande potencial, também tenho a alegria de receber grandes nomes como a Mara e a Roberta, que foram adversárias e revelaram o desejo de vestir a nossa camisa, além de receber de volta a Bia e seguir contando com a Camila Brait.”
O treinador também fez questão de dar as boas vindas as novas estrangeiras Casanova e Bjelica. “São atletas de grande qualidade que nos ajudarão muito. A Casanova já está com a gente e a Bjelica segue servindo a seleção servia, que conquistou a vaga olímpica recentemente”, disse Luizomar. A cubana Casanova também comentou sua chegada. “Defender um time como Osasco é uma grande oportunidade e estou preparada e motivada a ajudar na luta por títulos”, afirmou, lembrando da importância do apoio de grandes marcas para o time. Os patrocinadores são Audax, Bradesco, iFood, São Cristóvão/Saúde, Grupo Rezek (Reserva Raposo), Grupo Marquise (EcoOsasco), Hummel, com apoio da Prefeitura de Osasco.
Apoio do Prefeito
O prefeito Rogério Lins engrossou o coro na expectativa por uma grande temporada. “O vôlei é um patrimônio do povo de Osasco, que é apaixonado pelo esporte. É tanta paixão que até minha filha, que antes queria ser bailarina, agora treina para se tornar líbero. Essa é só uma amostra do amor da cidade por esse time, que tem uma torcida maravilhosa. Quem assiste a um jogo nosso no José Liberatti jamais esquece. E estamos formando um grande time para uma grande temporada e agradeço muito aos patrocinadores pelo apoio e por nos ajudar a tornar tudo isso em realidade”, completou.
Osasco Vôlei público
 
O novo time
O Vôlei Osasco-Audax para a temporada 2019/20 está reformulado, mas segue apostando na mescla de atletas de alto nível com jovens valores do esporte. Entre os nomes consagrados que vestirão a camisa osasquense estão as do trio que auxiliou o Brasil a conquistar a vaga para a Olimpíada de Tóquio: Bia, Mara e Roberta. Outro destaque é líbero Camila Brait, que segue na equipe e após uma grande desempenho na temporada passada, está de volta à seleção brasileira.
A cubana Heidy Casanova e a sérvia Ana Bjelica são as estrangeiras contratadas para a nova temporada. A atacante da Sérvia já é conhecida da torcida e volta para defender Osasco após jogar pelo clube na temporada 2016/17. A equipe contará ainda com nomes conhecidos do cenários nacional como Ellen Braga, Vanessa Janke, Pri Heldes e Fernanda Tomé além de investir em jovens atletas como Adriani Vilvert, Fernanda Tomé, Amanda, Karyna Malachias e Kika, que, assim como Camila Brait, renovou com o time. À frente do projeto segue o técnico Luizomar de Moura. O treinador tem uma carreira vitoriosa na modalidade, com um título mundial (2012), três conquistas de Superliga, sendo duas pelo time de Osasco (2009/10 e 2011/12) e uma pelo Flamengo (2000/01), em seu primeiro ano como técnico. Ele também é tricampeão da Copa Brasil, tetracampeão sul-americano de clubes e tem nove títulos do Campeonato Paulista, todos comandando o time osasquense. Segundo o calendário divulgado pela Federação Paulista de Vôlei (FPV) e Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), a temporada 2019/20 tem início a partir de setembro, com o Campeonato Paulista. A Superliga tem a primeira rodada programada para o início de novembro.
 
VÍDEOS
Torcida osasquense aplaude a nova equipe:
Confira neste vídeo: https://bit.ly/2H7pxnj
 
Camila Brait fala sobre suas expectativas para a próxima temporada e de sua volta à Seleção Brasileira:
Confira neste vídeo: https://bit.ly/302BbHq
 
VOLEI OSASCO-AUDAX - TEMPORADA 2019/20
JAQUELINE Nome completo: Jaqueline Maria Pereira de Carvalho Endres Posição: Ponteira Altura: 1,86m Nascimento: 31 de dezmebro de 1983 Local: Recife (PE)
CAMILA BRAIT Nome completo: Camila de Paula Brait Posição: líbero Altura: 1,68m Nascimento: 28 de outubro de 1988 Local: Frutal (MG)
BIA Nome completo: Ana Beatriz Silva Correa Posição: Central Altura: 1,88m Nascimento: 7 de fevereiro de 1992 Local: Sorocaba (SP) ROBERTA Nome completo: Roberta Silva Ratzke Posição: levantadora Altura: 1,85m Nascimento: 28 de abril de 1990 Local: Curitiba (PR)
MARA Nome completo: Mara Ferreira Leão Posição: Central Altura: 1,92m Nascimento: 26 de julho de 1991 Local: Sabinópolis (MG)
ANA BJELICA Nome completo: Ana Bjelica Posição: Ponteira/Oposta Altura: 1,90m Nascimento: 3 de abril de 1992 Local: Belgrado (Sérvia)
HEIDY CASANOVA Nome completo: Heidy Casanova Álvarez Posição: Oposta Altura: 1,84 metro Nascimento: 6 de novembro de 1998 Local: Havana (Cuba)
FERNANDA TOMÉ Nome completo: Fernanda Tomé Davis Posição: Ponteira/Oposta Altura: 1,94m Nascimento: 10 de dezembro de 1989 Local: Penápolis (SP)
ELLEN BRAGA Nome completo: Ellen Vilas Boas Braga Trugillo Posição: Ponteira Altura: 1,80m Nascimento: 12 de junho 1991 Local: Recife (PE)
KIKA Nome completo: Érica Motta Lima Posição: Líbero Altura: 1,65m Nascimento: 21 de maio de 1996 Local: Osasco (SP)
PRI HELDES Nome completo: Priscila Oliveira Heldes Posição: Levantadora Altura: 1,78m Nascimento: 27 de março de 1992 Local: Belo Horizonte (MG)
VANESSA JANKE Nome completo: Vanessa Janke Posição: Ponta Altura: 1,84m Nascimento: 8 de março de 1991 Local: Pomerode (SC)
ADRIANI VILVERT Nome completo: Adriani Vilvert Joaquim Posição: Central Altura: 1,86m Nascimento: 26 de abril de 1993 Local: São José (SC)
KARYNA MALACHIAS Nome completo: Karyna Malachias Posição: Central Altura: 1,94m Nascimento: 26 de fevereiro de 1999 Local: São Paulo (SP)
AMANDA SEHN Nome completo: Amanda Rodrigues Sehn Posição: Levantadora Altura: 1,82m Nascimento: 16 de julho de 1998 Local: Lajeado (RS)
 
COMISSÃO TÉCNICA Técnico – Luizomar de Moura Assistente técnico – Jefferson Arosti Auxiliar técnico – Spencer Lee Christian Fjos Preparador físico – Marcelo Vitorino de Souza Fisioterapeuta – Thiago Menezes Lessa Moreira Estatístico – Leonard Lopes Barbosa
Published in Esporte
 
No geral, país terminou com 55 medalhas de ouro, 45 de prata e 71 de bronze, totalizando 171 medalhas.
 
 
Neste domingo, 11/08, último dia de competição dos Jogos Pan-Americanos 2019, o Brasil encerrou a sua participação histórica, na Capital peruana. Depois de 46 anos, o país ficou na segunda colocação, atrás apenas dos Estados Unidos, com 55 ouros, 45 pratas e 71 bronzes, totalizando 171 medalhas. O Brasil fez a sua melhor participação na história dos Jogos Pan-Americanos. A última vez que o país conseguiu a segunda colocação foi em 1963, quando sediou o Pan em São Paulo.
Até domingo, a classificação já registrava uma excelente campanha brasileira, que poderia ter sido ainda melhor. Isso porque, nas últimas provas dos Jogos, o Brasil ainda disputou três finais. No caratê, Hernani Veríssimo, pela categoria até 75kg, foi derrotado pelo norte-americano Thomas Scott e ficou apenas com a prata. Já pela categoria até 60kg, Douglas Brose, ouro em Toronto 2015, foi derrotado por Camilo Velozo, do Chile, e também ficou com o segundo lugar.
Essa foi também a trajetória que viveu Marcus D'Almeida, no tiro com arco. O brasileiro chegou até a final, mas perdeu para o canadense Crispin Duenas e também ficou com a prata.
Porém, mesmo com as derrotas nas provas finais, a campanha do Brasil foi histórica. Com os 55 ouros, os atletas brasileiros superaram a participação no Pan Rio 2007, no lugar mais alto do pódio. Além disso, a segunda colocação no quadro geral também é marcante. Desde 1963, no Pan de São Paulo, o Brasil não repetia tal feito.
Segundo o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), a entidade não fez projeção de medalhas para os Jogos Pan-Americanos de Lima, preferindo apostar nas vagas a conquistar para as Olimpíadas 2020, como aconteceu no handebol feminino, hipismo, tiro com arco, tênis e tênis de mesa, por exemplo.
Estados Unidos na liderança
Como a maior potência esportiva das Américas e uma das maiores do mundo, os Estados Unidos confirmaram o favoritismo e terminaram o Pan na primeira colocação, com 120 ouros, 88 pratas e 85 bronzes, totalizando 293 medalhas. Em terceiro lugar, o México conseguiu 37 ouros, 36 pratas e 63 bronzes, com 136 no total.
Em quarto, o Canadá teve 35 ouros, 64 pratas e 53 bronzes, com 152 medalhas no total. E fehando o quadro entre os cinco melhores colocados do Pan de Lima, ficou Cuba com 33 ouros, 27 pratas e 38 bronzes, colecionando 98 medalhas.

Medalhas brasileiras na história dos Jogos Pan-Americanos (Wikipédia)

(Números compilados até o final da edição de 2019)

Jogos Ouro Prata Bronze Total Posição
1951 Buenos Aires 5 15 12 32
1955 Cidade do México 2 3 13 18
1959 Chicago 8 8 6 22
1963 São Paulo 14 20 18 52
1967 Winnipeg 11 10 5 26
1971 Cáli 9 7 14 30
1975 Cidade do México 8 13 23 44
1979 San Juan 9 13 17 39
1983 Caracas 14 20 23 57
1987 Indianápolis 14 14 33 61
1991 Havana 21 21 37 79
1995 Mar del Plata 18 27 37 82
1999 Winnipeg 25 32 44 101
2003 Santo Domingo 29 40 54 123
2007 Rio de Janeiro 52 40 65 157
2011 Guadalajara 48 35 58 141
2015 Toronto 42 39 60 141
2019 Lima 55 45 71 171
Total3844025901376

Quadro de medalhas do Pan de Lima

  • POS
     
                  PAÍS
                                                                             OURO
                      PRATA
                  BRONZE
                   TOTAL
  • 1
    Estados Unidos
    120
    88
    85
    293
  • 2
    Brasil
    55
    45
    71
    171
  • 3
    México
    37
    36
    63
    136
  • 4
    Canadá
    35
    64
    53
    152
  • 5
    Cuba
    33
    27
    38
    98
  • 6
    Argentina
    32
    35
    34
    101
  • 7
    Colômbia
    28
    23
    33
    84
  • 8
    Chile
    13
    19
    18
    50
  • 9
    Peru
    11
    7
    21
    39
  • 10
    Rep. Dominicana
    10
    13
    17
    40
  • 11
    Equador
    10
    7
    14
    31
  • 12
    Venezuela
    9
    15
    19
    43
  • 13
    Jamaica
    6
    6
    7
    19
  • 14
    Porto Rico
    5
    5
    14
    24
  • 15
    El Salvador
    3
    0
    1
    4
  • 16
    Guatemala
    2
    9
    8
    19
  • 17
    Trinidad e Tobago
    2
    8
    3
    13
  • 18
    Uruguai
    1
    4
    4
    9
  • 19
    Paraguai
    1
    3
    1
    5
  • 20
    Bolívia
    1
    2
    2
    5
  • 21
    Granada
    1
    1
    0
    2
  • 22
    Costa Rica
    1
    0
    4
    5
  • 23
    Santa Lúcia
    1
    0
    1
    2
  • 24
    Barbados
    1
    0
    0
    1
  • 25
    Ilhas Virgens Britânicas
    1
    0
    0
    1
  • 26
    Antígua e Barbuda
    0
    1
    2
    3
  • 27
    Honduras
    0
    1
    1
    2
  • 28
    Panamá
    0
    0
    4
    4
  • 29
    Nicarágua
    0
    0
    3
    3
  • 30
    Aruba
    0
    0
    1
    1
  • 31
    Bahamas
    0
    0
    1
    1
  • -
    Belize
    0
    0
    0
    0
  • -
    Bermudas
    0
    0
    0
    0
  • -
    Dominica
    0
    0
    0
    0
  • -
    Guiana
    0
    0
    0
    0
  • -
    Haiti
    0
    0
    0
    0
  • -
    Ilhas Cayman
    0
    0
    0
    0
  • -
    Ilhas Virgens Americanas
    0
    0
    0
    0
  • -
    São Cristóvão e Névis
    0
    0
    0
    0
  • -
    São Vicente e Granadinas
    0
    0
    0
    0
  • -
    Suriname
    0
    0
    0
    0
Published in Esporte
Delegações de ginástica artística, handebol e squash já chegaram ao local, que abriu as portas neste domingo, 21, e receberá mais de 6000 atletas.
 
A Vila Pan-Americana, em Lima, abriu suas portas neste domingo, 21/07, e receberá, ao longo dos próximos dias, cerca de 6.700 atletas que disputarão os Jogos Pan-Americanos de Lima. As delegações brasileiras de ginástica artística, handebol e squash já chegaram ao local.
Medalhista de bronze na Olimpíada Rio 2016 e prata no Pan de Toronto, em 2015, o ginasta Arthur Nory afirmou, em entrevista ao R7, que “a Vila é ótima, bem organizada... A estrutura está bem montada, e assim ficamos bem tranquilos pra competir”.
Colega de Nory na ginástica artística, Flavia Saraiva também aprovou a Vila. “A impressão é muito boa. Gostei muito do quarto, e estou ansiosa para a área internacional que está sendo montada. Quero participar de tudo”, disse a atleta do Flamengo.
Ainda no domingo chegaram à capital peruana as equipes de rugby, patinação artística, levantamento de peso, boliche, pentatlo moderno, basquete 3x3 e vôlei de praia.
“A nossa impressão é a melhor possível. Nos impressionamos com a qualidade das instalações e a recepção dos peruanos e do Comitê de Lima conosco”, avaliou o recém-chegado Sebastian Pereira, ex-atleta da seleção brasileira de judô e sub-chefe da delegação brasileira no Pan.
Estrutura
Ao todo, são 1.096 apartamentos para as delegações de 41 países, distribuídas nos sete prédios – três com 19 andares e quatro com 20. Dos Jogos Pan-Americanos e Parapan-Americanos, são esperados aproximadamente 10 mil atletas na Vila.
O Pan-Americano terá início no dia 26 de julho e se encerra em 11 de agosto. O Parapan, por sua vez, vai de 23 de agosto e a 1º de setembro.
A Record TV é a emissora oficial dos Jogos Pan-Americanos Lima 2019. Você pode acompanhar os eventos ao vivo no R7.com e conferir todas as transmissões e as íntegras no Playplus.com. (R7 - Foto: Divulgação do PAN)
Published in Esporte
Técnico diz ser são-paulino e quer aproveitar a força do clube no futebol para alavancar torcida para o vôlei.
 
Tricampeão olímpico com a Seleção Brasileira, o técnico Zé Roberto Guimarães exaltou a parceria entre São Paulo e Barueri no vôlei feminino. A equipe foi apresentada nesta sexta-feira, 19/07, no Morumbi.
O técnico Zé Roberto Guimarães, que idealizou e fundou a a equipe do Vôlei Barueri, há 3 anos, é são-paulino e disse estar vivendo um sonho. Ele disse que quer aproveitar a força do clube no futebol para alavancar a torcida para a equipe de vôlei.
"Estar aqui é um motivo de orgulho, porque eu torço para o São Paulo, torço, sofro e leio sobre o time. Conheci vários jogadores do São Paulo, porque o time treinou em Barueri. Nunca estive em uma apresentação de um time da Superliga como estamos tendo hoje. Precisamos aproveitar a força do São Paulo para trazer o torcedor, e sei que ele reconhece, sabe que a gente vai lutar", exaltou o treinador.
"Seria muito importante que todos os times de massa do futebol tivesse times em outros esportes, seria um pecado não aproveitar o gancho do futebol, que é uma religião. É como um sonho. Na Turquia, eu pude dirigir o Fenerbahce. Quando ganhamos a Champions Legue da Europa, ficamos duas horas sem conseguir sair do aeroporto por causa de tantos torcedores que queriam celebrar com o time. É outro ambiente, é diferente. Tem muita gente que torce para o Barueri, e acho que essa torcida vai duplicar a partir de agora", acrescentou.
Time
O elenco será formado por Diana (central), Juma (levantadora), Maira (ponta), Thayane (levantadora), Nyeme (líbero), Lays (central), Jheovana (ponteira-oposta), Tai Santos (ponteira), Lorenne (oposta), Larissa (central), Jacke (levantadora), Carol (ponteira), Moara (ponteira) e Mayany (central).
No vôlei feminino, o São Paulo será o terceiro clube de futebol a disputar a Superliga em 2019/2020. O Flamengo conseguiu o acesso pela Superliga B, enquanto o Fluminense já disputava a competição.
O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, destacou o investimento em esportes olímpicos. O clube estreou no basquete, ficou em segundo lugar na Liga Ouro e disputará o próximo NBB. Além disso, a equipe feminina de futebol luta por um acesso à elite do Campeonato Brasileiro.
"A decisão do São Paulo veio de um contato que tive com o Zé Roberto há quase um ano quando ele veio assistir a um jogo. Ficamos de conversar e chegou o momento. Ele desenvolveu ideias que batiam com filosofia para a parceria com São Paulo, e para nosso torcedor, tem um efeito extraordinário. Já temos um time de futebol feminino, um de basquete masculino, que vai disputar o NBB. Queremos mobilizar os torcedores, como aconteceu com o basquete no jogo final da Liga Ouro, com 3.000 pessoas torcendo", afirmou Leco.
Com certeza, o vôlei de Barueri, que já é uma realidade no cenário nacional, com grande destaque no Campeonato Paulista, Copa Brasil e Superliga, vai se fortalecer muito, agora, com essa parceria com o grande São Paulo Futebol Clube.
Notícias & Opinião parabeniza o treinador Zé Roberto Guimarães pela iniciativa e pela sua dedicação ao esporte, à cidade de Barueri e ao Tricolor do Morumbi. Sucesso! (Com informações da Gazeta Esportiva)
Published in Esporte
 
A Abertura dos Jogos Regionais 2019, em Osasco, acontece terça-feira, 16/07, às 19 horas, com o desfile das agremiações no Ginásio de Esportes José Liberatti, em Presidente Altino.
Durante 12 dias o município receberá aproximadamente 6 mil pessoas, com 27 cidades participantes em 19 locais de competição. As competições em 23 modalidades ocorrem entre os dias 16 a 27 de julho.
Pela quinta vez, desde o início dos Jogos, na década de 1950, Osasco é escolhida como cidade-sede.
As competições são classificatórias para os Jogos Abertos do Interior, que acontecerão em outubro, em Marília.
Os Jogos Regionais tiveram início na década de 1950, em Presidente Prudente. Desde então, Osasco foi sede em 1983 (27ª edição), 1995 (39ª edição), 1996 (40ª edição) e 2014 (58ª edição).
O torneio é realizado sempre no mês de julho para que coincida com as férias escolares e para que as unidades de ensino sejam utilizadas como alojamento ou instalações esportivas.
“Será um grande desafio para todos nós realizarmos pela quinta vez os Jogos Regionais em Osasco. Entramos em contagem regressiva e desde já contamos com a presença de todos”, disse o secretário de Esporte, Carmônio Bastos. (Texto: Giane Vieira - Foto: Arquivo Serel)
Published in Esporte
 
Neste sábado, 22/06, finalmente, a seleção brasileira jogou bem, arrancou aplausos da torcida e goleou o Peru por 5 a 0, terminando a primeira fase da Copa América como líder do grupo A, com sete pontos. Como primeiro colocado do grupo, o Brasil volta a jogar no dia 27 de junho contra o terceiro colocado do grupo B ou C. O jogo será em Porto Alegre. Casemiro, que recebeu o segundo amarelo na partida de hoje, é ausência certa para o próximo jogo da seleção brasileira.
A seleção peruana começou melhor a partida, impedindo o Brasil de avançar do meio de campo. O primeiro lance de perigo foi do Peru, aos 3 minutos do primeiro tempo. Na cobrança de uma falta, Cueva levantou a bola na área, ninguém do Brasil tirou e ela passou perto do gol de Alisson. Aos 9 minutos, a torcida brasileira já vaiava a posse de bola peruana e permitia que a torcida peruana, menor no estádio, fizesse uma grande festa na arena. A torcida brasileira respondeu com gritos. Aos 10 minutos, Casemiro fez uma falta dura e tomou um cartão amarelo, que o tirou da próxima partida do Brasil.
Mas um minuto depois, o cenário de jogo mudou. Casemiro, que tinha acabado de tomar um amarelo, fez o primeiro gol do Brasil, após cobrança de escanteio de Coutinho para Thiago Silva, no primeiro pau. Em um bate rebate, a bola sobrou para Casemiro mandar para o fundo da rede. Primeiro gol dele com a camisa da seleção.
O segundo gol do Brasil aconteceu aos 18 minutos, em uma falha do goleiro Gallese. O goleiro peruano bobeou na saída de bola e chutou em cima de Firmino. A bola acaba batendo na trave, mas Firmino mesmo aproveitou, driblando o goleiro e mandando para o fundo do gol. Na comemoração brasileira, o capitão Daniel Alves foi até o goleiro Gallese, sozinho, para demonstrar apoio ao jogador.
Aos 31 minutos, com o Brasil já dominando completamente a partida, Everton ampliou com um golaço. Ele recebeu a bola com espaço, cortou para o meio e bateu forte da entrada da grande área.
Só após o terceiro gol é que a torcida brasileira se animou e começou a gritar “Eu sou brasileiro com muito orgulho, com muito amor” e olé a cada vez que a seleção pegava na bola. O Peru só voltou a assustar no final do primeiro tempo, quase fazendo um gol aos 43 minutos, com Trauco, que recebeu a bola dentro da área e soltou a bomba, para defesa do goleiro brasileiro.
Segundo tempo
Brasil e Peru 2
No intervalo, o técnico peruano fez sua primeira substituição, tirando Youtún e colocando Édison Flores. Mas a primeira grande jogada foi do Brasil.
Inspirado, o jogador Everton arrancou gritos de "É, Cebolinha", após um outro lance brilhante aos 2 minutos do segundo tempo, quando driblou três defensores e quase conseguiu passar pelo goleiro Gallese. Coutinho ficou com a sobra, mas foi travado.
Aos 9 minutos, o Brasil ampliou a partida com Daniel Alves, com um belo gol após uma tabela com Arthur e Firmino.
Após o gol, o técnico peruano tirou Guerreiro, que foi vaiado pela torcida e colocou Gonzales. O Brasil também fez sua primeira substituição, saindo Filipe Luis e entrando Alex Sandro. Aos 22 minutos, o Peru faz sua última substituição, tirando Cueva e colocando Josepmir Ballón. Muito aplaudido e sob gritos, Casemiro também é substituído para a entrada de Allan. Tite ainda faria a sua terceira substituição tirando Coutinho e colocando Willian.
As trocas no Peru, no entanto, não fizeram efeito. Abatida em campo, a seleção peruana deixou o Brasil continuar dominando a partida e animar a torcida, com apenas um lance de perigo em direção ao gol brasileiro, aos 39 minutos do segundo tempo, quando Polo chutou tentando encobrir Alisson. A bola passou perto da trave.
Superior, o Brasil ainda fez o último da goleada, aos 45 minutos do segundo tempo, com Willian, após cobrança de escanteio curto. Willian dominou e bateu colocado, em outro belo gol na Arena Corinthians. Dois minutos depois, o Brasil ainda perdeu a chance de fazer o sexto gol, após o goleiro Gallese defender a cobrança de pênalti de Gabriel Jesus.
Torcida
Antes do início do jogo, os torcedores brasileiros, maioria no estádio, vaiaram a chegada da seleção do Peru que foi transmitido pelo telão da arena. No anúncio das escalações no telão, Cueva, que jogou no São Paulo, foi vaiado. Já Guerreiro, que jogou no Corinthians, foi aplaudido. Tite e Everton também foram bastante aplaudidos.
Assim como em todos os jogos da seleção brasileira, a torcida cantou parte do hino nacional à capela, após o hino ter parado de ser executado no audio-falante da arena. No início do jogo, a torcida peruana chegou a fazer mais festa que a brasileira. Mas após os gols, a seleção brasileira tomou conta da arena e gritou olé.
Mais uma vez, como se observou em todos os jogos da Copa América, o estádio não encheu. Menor do que o Morumbi, a Arena Corinthians recebeu hoje 42.317 torcedores, mas o que se observou é que haviam também lugares vazios. Segundo o Corinthians, a Arena tem capacidade para 48.234 pessoas. (Agência Brasil)
Published in Esporte
Time de José Roberto Guimarães enfrenta a China, às 20h, em Brasília.
 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Pelo lado das chinesas, a a capitã Chunlei Zeng mostrou entusiasmo por jogar pela primeira vez no Brasil. “Essa semana será muito difícil. Estamos no mesmo grupo da Rússia, do Brasil e da República Dominicana. Sabemos da nossa força e estamos prontas para as dificuldades. Essa é a minha primeira vez no Brasil e escutei que as pessoas realmente amam o voleibol por aqui. Acredito que será um grande início de Liga das Nações”, analisou.
Liga das Nações
A competição acontece entre os dias 21 de maio e 20 de junho de 2019, na qual as 16 principais seleções disputam a fase classificatória. A cada semana são formados quatro grupos com quatro seleções cada, definidos por sorteio. Ao fim desta primeira fase, as cinco equipes mais bem posicionadas avançam à fase final, que contará ainda com a China, país-sede. Essa última fase acontecerá entre 3 e 7 de julho, na China. Na sequência desta etapa de Brasília, o Brasil viaja para Apeldoorn, na Holanda, onde jogará, entre os dias 28 e 30 de maio, contra as donas da casa, a Polônia e a Bulgária. Na sequência, pela terceira semana da competição, as brasileiras terão como sede a cidade de Lincoln, nos EUA. Entre os dias 4 e 6 de junho, elas enfrentarão Alemanha, Coreia do Sul e os Estados Unidos. Já na quarta semana, entre 11 e 13 de junho, a Seleção estará em Tóquio, no Japão, e terá pela frente as donas da casa, Tailândia e Sérvia. Na quinta e última semana da fase classificatória, que acontecerá entre 18 e 20 de junho, em Ancara, na Turquia, elas medirão forças contra as turcas, italianas e belgas. A fase final, que reunirá a China mais as cinco seleções mais bem classificadas ao final da primeira fase, será disputada em Nanquim, na China, entre os dias 3 e 7 de julho. (Estado de Minas)
 
LIGA DAS NAÇÕES 2019
Brasília
 21/05 - Brasil x China, às 20h
22/05 - Brasil x República Dominicana, às 20h
23/05 - Brasil x Rússia, às 20h
Published in Esporte

 

A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Esporte, Recreação e Lazer (SEREL), realizou o tradicional Passeio Ciclístico do Trabalhador nesta quarta-feira, 1º de Maio.

Passeio ciclístico 2

O evento contou com aproximadamente 500 ciclistas que percorreram 16 quilômetros pelas principais vias do Centro de Osasco. No final do evento, foi realizado sorteios de 5 bicicletas e de diversos brindes.

Passeio ciclístico 3

O secretário de Esporte, Carmônio Bastos, que participou do evento e concluiu o trajeto, anunciou que o próximo passeio ciclístico será o da primavera. “Será mais uma oportunidade para os munícipes terem uma manhã de esporte e diversão”. (Texto: Giane Vieira - Fotos: Arquivo Serel)

Published in Esporte

Fase dos playoffs terá mais uma disputa sensacional entre o Osasco Audax e o Hinode Barueri.

A fase de classificação da Superliga Feminina de Vôlei 2018/19 terminou na sexta-feira, 15/03 e a etapa de playoffs já começa nesta segunda-feira, 18. E nesta primeira fase, os times de Minas Gerais - Minas Tênis Clube e o Praia Clube - deram as cartas. As meninas de Belo Horizonte perderam apenas duas partidas e terminaram em primeiro, enquanto que as mineiras de Uberlândia ficaram em segundo lugar.  Vale destacar  que a partir desta desta fase, as partidas serão disputadas em série melhor de três jogos, no sistema mata-mata.

Minas Tênis V feminino
O Minas Tênis Clube perdeu apenas duas partidas e terminou em primeiro lugar na fase de classificação
 O primeiro jogo das quartas-de finais será entre Itambé Minas e Curitiba Vôlei. As duas equipes jogam a partir das 19h, em Curitiba. Melhor classificado na primeira, o time mineiro é o grande favorito para conquistar o título desta temporda. Enquanto isso, a equipe paranaese aparece como sensação da Superliga. O time de Curitiba conseguiu a vaga nos playoffs, na primeira vez que disputa o torneio principal do vôlei brasileiro.
Praia Clube
As meninas do Praia Clube, de Uberlândia, ficaram em segundo lugar na primeira fase
A segunda partida das quartas de final, será entre o Dentil Praia Clube, que recebe em Uberlândia o time do Fluminense, às 21h30. O atual campeão da Superliga Feminina fez também uma excelente campanha. Enquanto o Fluminense, depois um bom início de no campeonato caiu na tabela e terminou a primeira fase na sétima posição.

Osasco X Barueri

Osasco e Barueri

Hinode Barueri (4º colocado), enfrentará o Osasco Audax (5º) em mais um sensacional confronto paulista nos playoffs

Na terça-feira, 19, acontecerão mais dois jogos da primeira rodada dos playoffs. Em Barueri, o Hinode (4º colocado) enfrenta o Osasco-Audax (5º), às 19h, em mais um confronto no clássico paulista. O confronto é a reedição das quartas de finais da Copa Brasil, quando a equipe de Camila Brait e companhia levou a melhor. A partida também marca o encontro das duas melhores atacantes da Superliga. De um lado a polonesa Skowronka, do Hinode, e do outro a norte-americana Hooker, do Osasco Audax.

E no encerramento dos jogos da primeira rodada, o Sesi Vôlei Bauru (6º) recebe no interior de São Paulo o Sesc-RJ (3º). A partida será mais uma reedição das quartas da Copa Brasil. Na ocasião,  quem levou a  melhor foi o time paulista. Agora, paulistas e cariocas prometem uma partida equilibrada. O confronto está marcado para às 21h30.

Segunda rodada

A segunda rodada das quartas de final será disputada entre os dias 21 e 22 de março e a terceira, se for necessária, em caso de empate nos dois primeiros jogos, será disputadas nos dias 25 e 26 de março.
Confira a tabela completa:
Primeira rodada
18.03 – Curitiba Vôlei (PR) x Minas (MG), às 19h, no ginásio da Univ. Positivo, em Curitiba (PR)
18.03 – Praia Clube (MG) x Fluminense (RJ), às 21h30, no Praia Clube, em Uberlândia (MG)
19.03 – Barueri (SP) x Osasco (SP), às 19h, no José Correa, em Barueri (SP)
19.03 – Bauru (SP) x Sesc/RJ, às 21h30, no Panela de Pressão, em Bauru (SP)
Segunda rodada
21.03 – Minas (MG) x Curitiba Vôlei (PR), às 19h, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG)
21.03 – Fluminense (RJ) x Praia Clube (MG), às 21h30, no ginásio do Hebraica, no Rio de Janeiro (RJ)
22.03 – Osasco (SP) x Barueri (SP), às 19h, no José Liberatti, em Osasco (SP)
22.03 – Sesc/RJ x Bauru, às 21h30, no Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ)
Terceira rodada (SE NECESSÁRIO)
25.03 – Minas (MG) x Curitiba Vôlei (PR), às 19h, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG)
25.03 – Praia Clube (MG) x Fluminense (RJ), às 21h30, no ginásio do Praia, em Uberlândia (MG)
26.03 – Barueri (SP) x Osasco (SP), às 19h, no José Correa, em Barueri (SP)
26.03 – Sesc/RJ x Bauru (SP), às 21h30, no Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ)
Published in Esporte
Prefeitura executa pacote de obras para impulsionar desenvolvimento da cidade, nas áreas de educação, esporte, lazer, saneamento e infraestrutura
Depois de um ano apertando os cintos para colocar a casa em dia, a Prefeitura de Itapevi, região Oeste da Grande São Paulo, sob o comando do prefeito Igor Soares (Podemos), está tocando um pacote de obras para atender as necessidades da população de Itapevi. Ao todo, são 10 intervenções que estão sendo realizadas simultaneamente em todo o município, em diversas frentes - que vão de obras de infraestrutura à construção de escolas e áreas esportivas.
Combate às enchentes
 
Itapevi Suburbano Pedro Godoy
Prefeitura dá início às obras do Piscinão do Suburbano - (Foto: Pedro Godoy)
 
Uma das áreas que tem recebido mais investimentos é a de combate às enchentes, com destaque para o Piscinão do Vitápolis. Com 91% dos trabalhos concluídos, o reservatório tem 68 mil m² de área e receberá águas do rio Barueri-Mirim, diminuindo alagamentos no Vitápolis e na região central de Itapevi. A obra deve ser entregue até setembro deste ano.
 
A cidade também será beneficiada por outro reservatório, localizado entre a Avenida Rubens Caramez e as ruas dos Sulamericanos e dos Paulistas. O piscinão do Parque Suburbano terá 16.500 m² de área de alagamento e recolherá as águas do córrego Paim, beneficiando ainda a Cohab e o centro. A execução dos trabalhos começou nesta segunda-feira (23).
 
Já os subterrâneos da região da Estrada do Itaqui, no Jardim Nova Itapevi, estão ganhando novas galerias de drenagem pluvial e rede coletora de esgoto. Ao todo, serão executados 996 metros de obras de drenagem e 737 metros de colocação de rede coletora de esgoto. As obras estão quase prontas, sendo realizadas pela Sanca, proprietária do Centro Logístico de Itapevi II, com autorização da administração municipal.
Educação
 
Itapevi Escola Integral Pedro Godoy
 Gestão Igor constroi a primeira Escola de Tempo Integral da história de Itapevi - (Foto: Pedro Godoy)
 
A Prefeitura também está construindo a primeira Escola de Tempo Integral da história de Itapevi. O equipamento ficará no local onde funcionava o Cemip (Centro de Eventos Jaci Januário da Silva), no Parque Suburbano.
 
A unidade terá uma área construída de 6.591,15 m², com espaço térreo, dois pavimentos superiores e um estacionamento com capacidade para 90 vagas de veículos. Serão 25 salas de aula, quadra poliesportiva, piscina, laboratório, salas de dança, artes e informática, dentre outros espaços.
A administração irá investir R$ 13.663.314,78 na obra, que deve ser entregue em fevereiro de 2019.
Esporte
O Jardim Vitápolis vai ganhar uma nova área de lazer: a Areninha, um equipamento esportivo multiuso destinado à toda comunidade de seu entorno. As obras começaram em fevereiro de 2018. Ela terá pista de caminhada, academia ao ar livre, playground, meia quadra de basquete para modalidade street e uma quadra de futebol society.
 
O local oferecerá ainda aulas de futebol, futsal, basquete e outras modalidades esportivas à população, com o acompanhamento especializado de profissionais de educação física da gestão municipal. A Areninha terá sua zeladoria realizada pela Prefeitura em parceria com os próprios moradores. A previsão é que o espaço seja entregue em junho.
Já no Alto da Colina, quem vai entrar em operação em breve é o CIE (Centro de Iniciação do Esporte).
 
Iniciada em novembro de 2015, a obra deve ser entregue neste ano à população. Fruto de uma parceria entre a Prefeitura e o Governo Federal, o equipamento custará R$ 3,9 milhões aos cofres da União, com contrapartida de R$ 729 mil da administração municipal.
 
O espaço será aberto aos jovens e crianças da comunidade, oferecendo atividades como ballet e ginástica no contraturno do período escolar, dentre outras modalidades. Ele também atenderá atletas de alto rendimento e federados.
 
Em uma área de 3,7 mil m², o projeto terá um ginásio poliesportivo além de um complexo dotado de equipamentos para a prática de basquete, futsal, handebol, vôlei e atletismo em diversas modalidades (salto em altura, salto em distância, salto triplo, 100 metros rasos, 110 metros com barreiras e arremessos de peso, dardo e martelo).
 
A Prefeitura está construindo 3,4 km de pistas compartilhadas para caminhada e ciclismo na Vila Nova Itapevi. O objetivo é aumentar a qualidade de vida dos moradores da cidade, dando mais condições para que as pessoas se exercitem e cuidem da sua saúde.
 
Um dos trechos fica entre os km 34 e 35 da SP-029 (Rodovia Cel. PM Nelson Tranchesi), sentido Rodovia Castello Branco, com 640 metros de extensão. O projeto inclui intervenções de paisagismo na praça (km 35) e na rotatória da CBSK (km 34), iluminação e construção de uma praça com estacionamento para 12 carros, academia ao ar livre e bancos.
 
As intervenções foram iniciadas em 15 de janeiro e devem ser concluídas no dia 15 de junho. Toda a obra será paga por empresas parceiras da Prefeitura, com custo zero para a administração pública.
Este trecho se somará a outra pista do outro lado da rua, com 2,5 km de extensão, entre os km 34,5 e 32 da SP-029, sentido Centro. Custeadas pela própria gestão municipal, as obras deste trecho - o maior da história de Itapevi - foram concluídas na primeira quinzena de janeiro deste ano.
 
Além disso, os moradores de Itapevi em breve uma nova pista de caminhada com 240 metros de extensão que está sendo instalada no Ginásio de Esportes (Avenida Rubens Caramez 1000A - Centro).
Mehorias no trânsito
 
Itapevi Rotatatória Jorge Alexandre
  Intervenções na Rotatória da Cohab vão melhorar o trânsito de Itapevi - (Foto: Jorge Alexandre)
 
Desde outubro do ano passado, a Prefeitura de Itapevi realiza obras para readequação viária da rotatória da Cohab, nos acessos à Rodovia Engenheiro Renê Benedito da Silva, Avenida Pedro Paulino e Avenida Rubens Caramez.
 
As intervenções englobam a construção de novos acessos e de novas áreas de passeio com pista compartilhada para ciclistas e pedestres. O projeto urbanístico prevê a instalação de gradis para controle de acesso aos pedestres, jardinagem, recape das vias e instalação de nova iluminação.
As obras devem ser finalizadas no segundo semestre deste ano.
Iluminação
Em dezembro de 2017, a Prefeitura de Itapevi iniciou ainda a troca da iluminação pública na região central da cidade com o objetivo de aumentar a segurança nas vias públicas de pedestres e motoristas e prevenir acidentes de trânsito. Desde então, 670 novas luminárias de LED (Diodo Emissor de Luz) já foram instaladas no município.
 
Os trabalhos começaram pela Avenida Presidente Vargas e pela SP-029 (Rodovia Cel. PM Nelson Tranchesi), em todo trecho pertencente a Itapevi. Nestes locais, a iluminação de LED foi substituída de 127 watts por 240 watts, mais econômicas.
 
Já o Viaduto José dos Santos Novaes e as avenidas Feres Nacif Chaluppe, Rubens Caramez e Cesário de Abreu tiveram as luminárias de vapor metálico substituídas por LED. A extensão total do trecho cuja iluminação foi substituída foi de 9 quilômetros.
 
Em fevereiro, a Prefeitura também substituiu as luminárias de LED de 127 watts por 240 watts nas ruas José Michelotti, Professor Dimarães Antônio Sandei e Agostinho Ferreira Campos, onde acontece na Fenoit (Feira Noturna).
 
Neste mesmo período, finalizou a substituição de luminárias de vapor metálico por LED na Avenida Cesário de Abreu em toda a sua extensão até a Avenida Rubens Caramez próximo à divisa com Cotia.
O uso de LED na iluminação pública pode gerar economia de energia de até 85%, além de uma economia média de 40% nas contas públicas das prefeituras, segundo um estudo de 2012 feito pela Philips e o Climate Group em 12 cidades no mundo, incluindo Nova York, Londres e Sydney. (SECOM/PMI)
Published in Cidade

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.