Quinta, 16 Agosto 2018 | Login
 
Uma boa notícia para o Brasil vem da área econômica. A produção de veículos no Brasil voltou a crescer em 2017,após de três anos seguidos de queda e, consequentemente, de desemprego no país. No total, foram 2,7 milhões de unidades fabricadas no ano passado, o que representa expansão de 25,2% em relação aos números de 2016. Os dados são do balanço divulgado nesta sexta-feira, 05/01, pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea)
Na quinta-feira, a Fenabrave, associação dos distribuidores de automóveis, já havia divulgado aumento nas vendas no ano após quatro anos seguidos de quedas. A alta na produção de veículos (18,8%) foi o principal fator de alta da indústria em novembro em relação ao mesmo mês do ano passado, segundo dados do IBGE divulgados também nesta sexta.
Segundo os dados, o avanço da produção, além de ter contado com o crescimento das vendas ao consumidor brasileiro, foi impulsionado pelo expressivo aumento das exportações, que, em unidades, atingiram nível recorde. Foram 762.000 veículos ao exterior em 2017, alta de 46,5% em relação ao ano anterior.
Assim, , as exportações passaram a representar 28% da produção das montadoras em 2017, fato que não se via desde 2005, quando a participação ficou em 30%. Durante esses anos, as vendas ao exterior perderam importância porque o mercado interno não parava de crescer. Até que veio a crise econômica em 2015 e as montadoras instaladas no Brasil voltaram a dar mais atenção a seus clientes de outros países. O principal destino continua sendo a Argentina, que concentra 70% das exportações.
Apesar de a produção ter voltado a subir em 2017, os níveis ainda estão longe do auge do setor, alcançado em 2013, quando 3,7 milhões de unidades saíram das fábricas, entre automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus.
Emprego
Com o aumento da produção em todos os segmentos, as montadoras voltaram a contratar mão de obra, depois de três anos seguidos em que o saldo foi de demissões. Em 2017, as fabricantes criaram 5.518 vagas de emprego. O setor automotivo é um dos mais emprega no país.
Só em dezembro, foram 141 novos funcionários contratados. Entre 2014 e 2016, haviam sido fechados mais de 35.000 postos de trabalho. Hoje, o setor conta com 126.600 trabalhadores no Brasil, 4,6% a mais que no fim de 2016.
Segmentos
Dentre os vários tipos de veículos, a fabricação dos chamados veículos leves, que incluem os segmentos de automóveis e comerciais leves e representam mais de 90% do setor, atingiu 2,6 milhões de unidades em 2017. O volume representa crescimento de 25% em relação a 2016. Só no mês de dezembro, a produção alcançou 204.900 unidades, um avanço de 5,2% ante igual mês do ano anterior, mas baixa de 14,3% na comparação com novembro.
Já entre os pesados, a produção de caminhões somou 82.800 unidades no ano passado, o que significa umaumento de 37% sobre o desempenho de 2016. No último mês, foram 7.400 unidades produzidas, 81,3% a mais ante igual mês do ano anterior, mas recuo de 8,9% em relação a novembro. No caso dos ônibus, as fabricantes produziram 20.600 unidades em 2017, um crescimento de 10,5% ante 2016. Em dezembro, foram 1.300 unidades produzidas, o que representa expansão de 35,9% sobre o desempenho de igual mês do ano anterior, mas retração de 20,6% na comparação com novembro. (Fonte: Veja)
Published in Geral

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.