Segunda, 23 Outubro 2017 | Login
Lula nega acusações, cai em contradição, acusa a imprensa e culpa dona Marisa

Lula nega acusações, cai em contradição, acusa a imprensa e culpa dona Marisa Featured

 

Como já era esperado pelo mundo político e jurídico, o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao juiz Sérgio Moro, nessa quarta-feira (10/06), em Curitiba, pouco acrescentou de novidades ao inquérito em que o petista é acusado pelo Ministério Público Federal de ter recebido mais de R$ 3 milhões em propinas da empreiteira OAS no caso que envolve um tríplex no Guarujá. Como nenhum réu é obrigado a confessar um crime e nem produzir provas contra si próprio, Lula negou todas as acusações. "Nunca solicitei e nunca recebi esse apartamento", afirmou Lula reiteradas vezes durante o interrogatório. Lula é acusado também em outros inquéritos no âmbito da Operação Lava Jato, que investiga o mega esquema de corrupção na Petrobras com ramificações em países das Américas, Europa e África.

 

"Foi a dona Marisa"

 

O ex-presidente da República, orientado por seus advogados permaneceu calado na maioria das perguntas e quando admitiu qie tinha conhecimento sobre o caso do tríplex, acabou afirmando que se houve interesse de sua família em algum momento por esse imóvel, isso foi da sua esposa, dona Marisa Letícia, falecida há poucos meses. Lula admitiu ter ido apenas uma vez com a sua esposa ao tríplex, quando encontrou com o empreiteito Léo Pinheiro, dono da OAS, ocasião em que teria colocado "500 defeitos" no imóvel e que o mesmo não atenderia às necessidades de sua família. Ele confirmou também que dona Marisa teria ido mais uma vez com o seu filho Fábio visitar o tríplex no Guarujá, afirmando, no entanto, desconhecer os motivos dessa nova visita dela ao apartamento. Em seu último depoimento a Sérgio Moro, Léo Pinheiro afirmou que "a familia Lula pedia pressa na reforma do tríplex porque queria passar o final de ano no imóvel". 

 

Tentanto também a todo momento politizar o depoimento e falar das boas ações de seus dois mantados, a ponto de ser interpelado por Sérgio Moro, Lula reiteirou o  seu discurso recorrente de que é um político perseguido no Brasil, principalmente, pela elite econômica e pela imprensa. Essa tentativa de politizar o interrogatório na Lava Jato já era uma estratégia de Lula para produzir material para a sua pretensa campanha à Presidência em 2018. Tanto é assim que logo após o encerramento do interrogatório, Lula e a ex-presidente Dilma Roussef foram para uma praça de Curitiba, onde cerca de quatro mil militantes os aguardavam para um ato político.

 

Contradição

 

O fato que pode ser considerado novo no depoimento de Lula e que pode lhe complicar nesse inquérito foi quando ele caiu em contradicação ao afirmar que se encontrou com o ex-diretor da Petrobras, Renato Duque, indicado pelo PT a fazer parte de uma das diretorias da estatal de Petróleo. O encontro foi realizado num angar do Aeroporto de Congonhas. Nessa parte do interrogatório, Lula voltou atrás em sua própria versão sobre se tinha conhecimento a respeito das relações entre o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto e Renato Duque, ambos condenados na Operação Lava Jato.  

 

Ao ser questionado num primeiro momento por Sérgio Moro, o ex-presidente disse ter descoberto a relação de ambos "pela denúncia do Ministério Público Federal". Em seguida, no prosseguimento do interrogatório, Lula alegou ter pedido a Vaccari para marcar a reunião com Dugue, quando então ele - Lula - teria adverdito o ex-diretor da Petrobras sobre contas na Suíça.

Em seu primeiro depoimento à Justiça, Duque negou a existência de contas no exterior, mas, recentemente, admitiu que possuía a tal conta, adimindo também que vai devolver cerca de 20 milhões de euros, adquidos no esquema de corrupção da Petrobras. Há de se destacar que esse encontro entre Lula e Renato Duque para tratar de recebimentos de propinas ou conta na Suíça ocorreu em meados de 2014, quando ele já não era mais presidente da República. No depoimento, Lula disse ainda que desde 2003 não tem mais influência nos assuntos internos do Partido dos Trabalhadores. (Renato Ferreira)

 

Veja, aqui, a íntegra dos vídeos do depoimento de Lula: http://veja.abril.com.br/politica/assista-na-integra-ao-depoimento-de-lula-ao-juiz-sergio-moro/

000

About Author

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.