Sexta, 23 Junho 2017 | Login
Alckmin admite ser candidato à Presidência e tem o apoio de Doria

Alckmin admite ser candidato à Presidência e tem o apoio de Doria Featured

A dobradinha Alckmin e Doria continua forte. Para os correligionários de ambos, em 2018, a chapa tucana mais viável deverá ser: Alckmin, Presidente; Doria, Governador!

Por Renato Ferreira - 

 

O nome do prefeito de São Paulo, João Doria, não vem movimentando apenas as redes sociais com o seus vídeos que bombam na internet, mas, também os bastidores do PSDB. Nos últimos dias, o nome de Doria começou a ser ventilado como possível candidato do partido à Presidência da República, devido a possíveis problemas que outros candidatos tucanos poderão ter com as investigações da operação Lava Jato, como o do senador Aécio Neves (MG), que já teve o seu nome envolvido em delações premiadas.

Isso foi o bastante para os correligionários de Geraldo Alckmin se movimentarem no ninho tucano. Para eles, o governador de São Paulo "é o candidato natural do partido e se o PSDB quiser chegar à Presidência o seu candidato terá que ser Geraldo Alckmin". Ontem, o próprio governador se manifestou pela primeira vez sobre o assunto e afirmou que quer, sim, ser candidato ao Palácio do Planalto em 2018. E o governador tem um grande aliado: o próprio prefeito João Doria, que ele ajudou a chegar à Prefeitura da Capital. "Se eu disser que não quero, que não pretendo, não é verdade", disse. "Mas, candidatura a cargo majoritário não é vontade pessoal. Ela é fruto de um desejo coletivo", concluiu Alckmin.

Geraldo Alckmin falou sobre o assunto na tarde desta segunda-feira (06/03), após dar uma palestra a empresários do grupo Lide, fundado pelo prefeito João Doria (PSDB).

O governador fez questão de reafirmau sua parceria com o prefeito da capital, chegando a ironizar aqueles que, segundo Alckmin, "duvidavam" da capacidade de seu aliado se eleger. "Só que hoje o veem em condições de disputar a Presidência". 

Indagado sobre sobre como ele vê a "onda Doria" dentro do próprio partido, Alckmin afirmou: "Me sinto muito feliz. Eu ajudei o João Doria. Até aqueles que duvidavam primeiro que ele pudesse se eleger e, depois, que pudesse ser prefeito, hoje reconhecem".

O governador é padrinho político do prefeito e bancou sua candidatura em 2016, indo de encontro a outras grandes lideranças tucanas de São Paulo. Assim, Alckmin viu seu principal aliado ter seu o nome mencionado por integrantes de seu próprio partido ao posto de presidenciável. 

Apoio do afilhado

Antes de o governador discursar, Doria também reafirmou seu apoio à candidatura presidencial de Alckmin nas eleições de 2018.

O prefeito salientou ter aprendido com os pais que "o melhor dos sentimentos é a gratidão" e que a amizade com Alckmin não é na "política ou na vida pública". "Sou amigo de uma vida inteira."

"No futuro, não que essa seja a hora e o momento, quero dizer que a posição do João Doria cidadão e eleitor é Geraldo Alckmin candidato à Presidência do Brasil", afirmou.

Durante a sua fala, Doria repetiu diversas vezes que "ainda não era a hora de tratar" de candidatura, mas disse que fazia o discurso "para que nenhuma dúvida possa existir". "Essa é a minha posição."  (Renato Ferreira - Fonte: UOL)

 

000

About Author

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.