Quarta, 08 Abril 2020 | Login
RODA VIVA: Contra Moro no programa, Gleen da chilique, e emissora responde: "Não pedimos sugestões"

RODA VIVA: Contra Moro no programa, Gleen da chilique, e emissora responde: "Não pedimos sugestões" Featured

O jornalista, que divulgou mensagens de rackers, quis interferir na pauta do programa e levou invertida.

Na próxima segunda-feira, 20/01, o programa Roda Viva da TV Cultura, na estreia da jornalista Vera Guimarães na condução do programa, vai entrevistar o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. A a entrevista com o ex-juiz da Lava Jato, que investigou e levou políticos e empresários de renome à prisão, como o ex-presidente Lula, já está causando impacto mesmo antes de ser realizada.
Nesta terça-feira, 14, quem resolveu abordar o assunto de forma crítica azeda foi o jornalista americano Gleen Greenwald, do portal The Intercept, responsável por vazar supostas mensagens atribuídas a Moro. São gravações conseguidas de forma criminal por rackers que, inclusive, estão presos. Greenwald não gostou nenhum pouco da participação do ministro Moro no programa Roda Vida, e questionou os profissionais que estavam a frente do programa. Hoje, 15/01, o programa rebateu as declarações feitas pelo americano, e afirmou que quem decide os participantes é a TV Cultura.
“Seria indesculpável e um tanto covarde para o Roda Viva permitir que Sergio Moro aparecesse sem colocar um jornalista do The Intercept Brasil no painel para participar da discussão” escreveu Gleen
Leão Serva, diretor de jornalismo da emissora, em entrevista concedida ao colunista Mauricio Stycer, do UOL, rebateu e afirmou que a declaração de Greenwald foi indelicada e que sugestões sobre quem vai participar ou não da bancada do Roda Viva não são aceitas.
“A escolha do entrevistado e dos entrevistadores é feita pela TV Cultura. Não pedimos sugestões nem submetemos a bancada ao entrevistado. Alguns já fizeram sugestões, mas nenhuma foi acatada”
Ainda nesta quarta-feira,15, a TV Cultura anunciou o nome dos jornalistas que participarão da entrevista com Sérgio Moro. São eles: Andreza Matais, do Estadão; Malu Gaspar, da Piauí; Leandro Colon, da Folha; e Felipe Moura Brasil, da Jovem Pan. (Renato Ferreira com do Portal BR7 e Pleno News)
 
EM TEMPO: Noto que o programa Roda Viva por ser da TV Cultura tem sido muito crítico ao governo Bolsonaro. E, claro, por ser uma TV de São Paulo, subsidiada pelo governo estadual, seus programas, como o próprio Roda Viva, são muito mais simpáticos ao Governo do Estado e ao governador João Doria, do PSDB. E ao meu ver, o Greenwald foi infeliz em sua crítica, pois, tenho percebido que na formação da bancada de entrevistadores, o Roda Viva tem procurado manter um equilíbrio. (Renato Ferreira)
000

About Author

Related items

  • JUSTIÇA: MPF denuncia Glenn Greenwald e mais seis por ataque hacker
    Os acusados foram denunciados por associação criminosa e interceptação de comunicações.
     
    O jornalista Glenn Greenwald e outros seis investigados por envolvimento na invasão hacker ao celular do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, foram denunciados nesta terça-feira, 21/01, pelo Ministério Público Federal. As informações são da revista Crusoé.
    A denúncia é de associação criminosa e interceptação ilegal de comunicações.
    O ataque hacker resultou na publicação de conversas atribuídas ao ex-juiz da Lava Jato com o procurador da força-tarefa, Deltan Dallagnol, e outras autoridades, no site The Intercept Brasil.
    Segundo a denúncia do MPF, o jornalista Glenn Greenwald, de forma livre, consciente e voluntária “auxiliou, incentivou e orientou, de maneira direta, o grupo criminoso. Durante a prática delitiva, agindo como garantidor do grupo, obtendo vantagem financeira com a conduta aqui descrita.”
    De acordo com o procurador Wellington Divino Marques de Oliveira, a denúncia não representa afronta à liberdade de imprensa. O argumento é de que há jurisprudência para não configurar como crime a conduta de profissionais que apenas divulgam dados sigilosos — sem participar, de forma direta, da quebra do sigilo.
    Além do jornalista, foram denunciados os seis investigados pela Polícia Federal na Operação Spoofing: Walter Delgatti Neto, Thiago Eliezer Martins, Luiz Henrique Molição, Gustavo Santos, Danilo Marques e Suelen Priscila de Oliveira. (Conteúdo Jovem Pan)
  • POLÍTICA: Bolsonaro sanciona projeto anticrime de Sérgio Moro
    Apesar das alterações feitas pelo Congresso, onde muitos parlamentares - deputados e senadores - respondem a processos judiciais - Bolsonaro e Moro acreditam o projeto anticrime significa um avanço no combate à corrupção e à criminalidade no país.
     
     
    O presidente Jair Bolsonaro sancionou o projeto lei conhecido como pacote anticrime. O despacho foi publicado na noite de ontem 24/12, em edição extra do Diário Oficial da União. Houve 25 vetos à matéria aprovada pelo Congresso.
    O pacote reúne parte da proposta apresentada no início deste ano pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e trechos do texto elaborado pela comissão de juristas coordenada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. Entre os pontos que foram vetados estão o aumento de pena para condenados por crimes contra a honra cometidos pela internet, o aumento de pena para homicídios cometidos com arma de fogo de uso restrito, que poderia envolver agentes da segurança pública.

    Foi mantido o texto principal sobre o chamado juiz de garantia. Com a medida, aprovada pelo Congresso, o magistrado que cuida do processo criminal não serâ responsável pela sentença do caso.

    Todos os vetos foram justificados em mensagem encaminhada ao Senado. As razões também foram publicadas no Diário Oficial. (Agência Brasil)

  • ADMINISTRAÇÃO: Prefeitura apresenta programa “Desenvolve Osasco”

     

    A Prefeitura de Osasco, por meio das secretarias de Planejamento e Gestão, Turismo e Desenvolvimento Econômico, e Emprego, Trabalho e Renda, pretende reunir servidores, representantes da iniciativa privada, universidades e sociedade civil interessados em participar da apresentação e da construção do programa “Desenvolve Osasco”. A proposta é formar um movimento permanente para a discussão e adoção de políticas e ações que visem o desenvolvimento local.

    O primeiro encontro, no dia 9/10 (quarta-feira), às 15 horas, servirá para identificar boas práticas voltadas ao desenvolvimento da cidade, além de conhecer as demandas por políticas públicas que contribuam com o tema.

    SERVIÇO

    “Desenvolve Osasco”

    Dia: 9/10 (quarta-feira)

    Horário: 15 horas

    Local: Sala Luiz Claudino da Silva (antiga Sala Osasco) Avenida Bussocaba, 300 – Vila Campesina

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.