Sexta, 03 Abril 2020 | Login
DNA PETISTA: Se fizer campanha para Emídio em Osasco, Lula se sentirá em casa até mesmo na Prefeitura

DNA PETISTA: Se fizer campanha para Emídio em Osasco, Lula se sentirá em casa até mesmo na Prefeitura Featured

Desde 2005, com a vitória de Emídio na onda vermelha, o Executivo osasquense nunca perdeu seu vínculo com a cúpula petista. As fotos mostram os fatos. Veja no final do texto.
 
Com certeza, nenhuma outra grande cidade brasileira tem tanta ligação com o Partido dos Trabalhadores como Osasco, na Grande São Paulo. Isto porque, a cidade, com aproximadamente 800 mil habitantes, jamais perdeu o DNA petista desde 2005, quando o então vereador, Emídio de Souza tomou posse em seu primeiro mandato. Era o primeiro governo petista na cidade, que até aquele ano sempre fora governada por prefeitos de outros partidos como MDB, PTB e PSDB.
E essa ligação de Osasco com o PT vem de longa data, mas, ficava apenas na área sindical por meio das greves comandadas por Lula. Com grandes indústrias e forte atividade sindicalista, essa ligação acabou refletindo no Poder Legislativo com a eleição de diversos vereadores petistas desde os anos 1980 até a eleição de 2016, quando a Câmara Municipal acabou ficando sem representante do partido.
No Executivo, apesar de várias tentativas, o PT só chegou a poder em 2005, com a vitória do Emídio, eleito na onda vermelha que já havia levado Lula à Presidência da República, em 2002. Nessa mesma onda, Lula foi reeleito em 2006, elegeu Dilma Rousseff em 2010 e a reelegeu em 2014.
Mas, já sob forte pressão popular desde os escândalos do mensalão e depois do petrolão e ainda os processos e prisões da Lava Jato, Dilma acabou sofrendo impeachment em 2015 e o PT começou a cair em desgraça. Assim, em 2016, os candidatos a vereadores pelo PT acabaram também sendo derrotados em Osasco.
Mas, ao contrário do Legislativo que ficou sem vereadores petistas, o Executivo osasquense nunca perdeu o DNA petista. Para isso, basta analisar os candidatos eleitos e o grupo que permaneceu orbitando junto à Prefeitura desde o primeiro mandato do Emídio, seja na chefia do Executivo, como também nos primeiro, segundo e terceiro escalões da administração municipal.
João Paulo e Emídio
Em Osasco, como todos sabem, o ex-deputado João Paulo Cunha sempre foi a maior liderança petista. Foi pela força de João Paulo que a Câmara sempre manteve uma bancada de 2 ou 3 vereadores, como também pela sua liderança que o partido chegou à Prefeitura em 2005.
Mas, desde que foi eleito prefeito pela primeira vez, o atual deputado Estadual, Emídio de Souza vem rivalizando com João Paulo. Essa rivalidade ficou ainda mais escancarada após a condenação de João Paulo no processo do mensalão. Preso em Brasília, João Paulo foi, praticamente, abandonado por Emídio e por Jorge Lapas.
A mágoa de João Paulo é tanta que, após a sua liberdade, ele disse a este jornalista que jamais esqueceria o desprezo de Emídio e de Jorge Lapa. JP alega que na prisão em Brasília, recebeu telefonema de seus "adversários" políticos de Osasco, como Celso Giglio, e a visita de Francisco Rossi. "Do Emídio e do Lapas nenhum telefonema", afirmou João Paulo. Durante a campanha de Dilma Rousseff, João Paulo foi também ignorado num comício em Osasco. Porém, mesmo com a ascensão política de Emídio, João Paulo continua sendo o maior nome petista da região.
E, mesmo com os escândalos envolvendo as principais lideranças do PT, uma coisa é certa. Depois dos dois mandatos do Emídio, a marca petista foi plantada e ficou enraizada no Executivo osasquense. Tanto é assim, que Emídio de Souza elegeu o seu sucessor Jorge Lapas, que teve também total apoio do ex-presidente e da então presidente Dilma Rousseff.
 
Lapas, Lins e o PT
Na eleição de 2016, quando surgiu a candidatura do até então desconhecido vereador Rogério Lins (Podemos, antigo PTN), as relações de Jorge Lapas com o PT já não estavam como antes. Isso acabou com a saída de Lapara que foi para o PDT, fato que acabou dividindo mais ainda o o PT na cidade.
Já no PDT, Lapas e seu grupo não mediam forças para criticar o adversário Lins, que era chamado de moleque. E, sem saída, o PT também criticava o adversário de Lapas. A campanha ficou ainda mais acirrada e de baixo nível, quando Lins conseguiu o apoio de todos os demais candidatos a prefeito, como Francisco Rossi, Cláudio Piteri (PPS), Délbio Teruel e do tucano Celso Giglio, a maior liderança do PSDB de Osasco, cujo apoio foi fundamental para a surpreendente vitória de Rogério Lins.
Mas, voltando ao DNA petista na Prefeitura de Osasco, lembramos que além de Jorge Lapas, o próprio Rogério Lins é considerando como cria política de Emídio de Souza, em cujo governo, ele chegou a fazer parte como secretário de Esporte.
Agora, depois de 15 anos da primeira vitória de Emídio, a presença de petistas na administração de Osasco ainda é grande e, recentemente, foi fortalecida com a chegada do engenheiro Waldyr Ribeiro Filho, braço direito de Jorge Lapas, que se tornou secretário de Obras do governo Lins.
 
Gelso Lima
E uma dessas ligações transversais entre o PT e o Poder Executivo de Osasco, pode ser lida também por meio de Gelso Lima, amigo e cria de João Paulo Cunha e que já foi articulador e secretário de várias pastas, desde os governos de Emídio de Souza, passando por Jorge Lapas e também por Rogério Lins, do qual foi um dois principais articuladores na campanha de 2016.
Ainda no Podemos, hoje, Gelso Lima faz parte da administração tucana do prefeito Bruno Covas, na Capital paulista, mas, mantém forte ligação com a política osasquense. Nos bastidores políticos, o nome de Gelso é sempre citado para uma possível volta, principalmente, em ano eleitoral, graças à sua competência como articulador. Apesar de hoje fazer parte de uma administração tucana, não é recomendável fazer críticas ao Lula ou ao PT perto do Gelso. O que ele não esconde de ninguém é a sua fidelidade ao seu líder político João Paulo Cunha. Dizem até que Gelso Lima não dá um passo sequer, sem consultar João Paulo Cunha.
E apesar dos eleitores osasquenses terem varrido o PT da Câmara Municipal, em 2016, devido aos mais diversos casos de corrupção envolvendo praticamente todas grandes lideranças do partido, como a prisão do ex-presidente Lula, para 2020, esse quadro pode mudar, inclusive, com eleição de vereadores petistas.
E esta esperança nos meios petistas tem razão de ser. Com Lula solto, eles esperam que o maior cabo eleitoral do partido faça campanha para o Emídio na cidade. Poucos minutos depois de deixar a carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, Lula garantiu a Emidio, que estava ao seu lado, que irá fazer campanha para ele em 2020.
E se isso acontecer, Lula se sentirá em casa, até mesmo na Prefeitura, onde encontrará velhos amigos e correligionários. Sem dúvida, uma grande força para a candidatura do ex-prefeito Emídio de Souza.
Diante de toda essa onda petista que poderá se repetir com a presença de Lula, resta saber como seus adversários irão se posicionar e encarnar o antipetismo. Em minha opinião, até hoje no Brasil, existem apenas quatro políticos que são radicalmente anti PT, pregam isso e já chegaram a tirar proveito eleitoral dessa posição. São eles, o Presidente da República, Jair Bolsonaro, o governador de São Paulo, João Doria; o prefeito de Barueri, Rubens Furlan;,e o ex-prefeito de Osasco, Francisco Rossi. (Renato Ferreira).
 
Fotos e fatos:
Osasco DNA Petista Dilma e Alexandre Padilha
 
Osasco DNA Petista Lapas e Lula
 
Osasco DNA Petista Lins e Emidio
 
Osasco DNA Petista Lins e Lapas
 
Osasco DNA petista Gelso Lima
 
Osasco DNA Petista Waldyr Ribeiro e Emidio
 
Osasco DNA Petista Lins e Waldyr Ribeiro
000

About Author

Related items

  • OSASCO DE LUTO: Morre o Dr. Faisal Cury



    Médico, político, ex-vereador e ex-vice-prefeito de Osasco. Acima de tudo, um ser humano admirável, amigo, atencioso e que sempre se preocupou, de verdade, com o seu próximo, fosse como médico, ou como representante do povo no Legislativo e no Executivo. Assim era o Dr. Cury, que nos deixou na tarde desta sexta-feira, 27/03, vencido na luta contra um câncer.

    Em qualquer tempo, falar de política e de medicina em Osasco e região, foi e sempre será impossível não lembrar ou não se referir ao Dr. Cury. Com uma educação refinada, cultura geral e com profundo conhecimento da Medicina, o seu nome já faz parte da história de Osasco, não somente na política, como vereador de vários mandatos, vice-prefeito nos dois mandatos do ex-prefeito e atual deputado Estadual, Emídio de Souza, mas, sobretudo na área da Saúde.

    Como médico e empresário, ele fundou a tradicional Maternidade Dr. Cury, na Rua Pedro Fioretti, há alguns anos repassada a outro grupo. E foi pelas suas mãos que milhares de osasquenses e de outras cidades vieram ao mundo. Além da maternidade, ele fundou também e deixa em Osasco, com filhos também da área médica, unidades de outras especialidades no ramo da medicina. Ele deixou também a sua colaboração como Secretário Municipal da Saúde.

    Como jornalista, conheci o Dr. Cury na Câmara Municipal. Tive o prazer de entrevistá-lo por várias vezes, além de conversas informais em seu gabinete de vice-prefeito. Eu trabalhava Secretaria de Comunicação Social.

    Além de amar a vida e tudo que fazia como médico e gestor público, o Dr. Cury amava viajar. Era um cidadão do mundo e conhecia centenas de países. E por diversas vezes conversamos em sua sala, quando ele nos mostrava fotos e filmes de lugares belos por onde ele já tinha passado em todos os continentes. Adorava falar sobre costumes, culinária e arte de outros povos.

    Em nome do Portal Notícias & Opinião, expressamos os nossos sentimentos de pesar, pedindo a Deus que console o coração de todos os familiares e amigos desde grande osasquense. Obrigado, Dr. Cury! (Renato Ferreira)

  • PANDEMIA: Câmara de Osasco destina R$ 3 milhões para combate ao coronavírus
    Esperamos que todas as Câmaras Municipais do Brasil sigam o exemplo de Osasco.
     
    Mesmo diante do cenário econômico nacional, o Presidente da Câmara Municipal de Osasco, Ribamar Silva, anunciou na manhã desta terça-feira, 25, medida tomada com os vereadores, no sentido de destinar parte do orçamento anual do Poder Legislativo osasquense para as medidas de combate ao coronavírus no município.
    Ribamar destaca a incerteza do que acontecerá com as famílias brasileiras, e afirma que a decisão visa colaborar com os esforços da administração pública municipal para minimizar os danos causados pelo coronavírus na cidade.
    “Estamos fiscalizando as ações da prefeitura na aplicação desses recursos. Nesse primeiro momento, este valor será destinado à saúde”, explica Ribamar.
    Para o Chefe do Legislativo municipal, todos têm deveres e responsabilidades no combate à pandemia. “A Câmara, os vereadores e todos os servidores sabem a importância de destinar essa verba para adquirir o que for útil para enfrentar o vírus. Não é momento de fazer política. Estamos dando apoio ao Prefeito na luta contra o coronavírus”, enfatiza Ribamar. (Fonte: Departamento de Comunicação - CMO)
  • AGORA, SAUDADES! Osasco perde o jornalista Osvaldo Gregório Júnior

    E, nós, jornalistas perdemos um grande colega!

     

    A segunda-feira, 23/03, amanheceu mais triste na cidade de Osasco. Após sofrer uma AVC, há pouco mais de 15 dias, faleceu o jornalista e um defensor da Segurança Pública, Osvaldo Gregorio Jr, conhecido carinhosamente pelos amigos como Osvaldão.

    E, por restrição da pandemia do coronavírus, a despedida final foi restrita aos familiares, como a sua irmã e também nossa coleja jornalista, Maria Do Carmo Gregório, a Du Carmo, com quem tivemos o prazer de trabalhar no Diário de Osasco. E, com certeza, se não fossem essas restrições, o velório Bela Vista seria pequeno para abrigar o grande número de amigos em sua despedida final.

    Eu com Osvaldo Gregório e amigos

    Osvaldo Gregório Jr (ao centro) estava sempre sorrindo e de bom humor ao lado de amigos e colegas

    Atualmente filiado ao PSD e presidente do Conseg Centro, Osvaldo Gregório Jr não era apenas um jornalista muito antenado e bem informado sobre esporte, história e política, mas, acima de tudo, um profissional preocupado com a área de segurança pública, onde atuava com desenvoltura e competência.

    Era um apaixonado pela cidade de Osasco e, principalmente, pelo nosso querido bairro de Presidente Altino, a quem ele se referia como República Independente de Presidente Altino (RIPA). Era comum encontrá-lo em eventos filantrópicos, públicos ou não, e também eventos do meio jornalístico.

    O amigo Osvaldão nos deixa muito cedo. Vai fazer muita falta. Passados esses momentos conturbados do mundo por conta do coronavírus, vai ser muito estranho e vazio caminhar por Osasco e São Paulo, sabendo que não vamos mais nos encontrar com esse amigo e colega. Um verdadeiro gentleman, de fala mansa, de sorriso fácil e muito atencioso com os amigos.

    Eu com Osvaldo Gregório e amigos 2

    A presença de Osvaldo Gregório Jr era constante em eventos públicos ou privados. E onde ele estava sempre havia alegria

    Quantas vezes nos encontramos em eventos públicos ou privados, num cafezinho em algum shopping, ou nos corredores de órgãos públicos para um papo descontraído. Sempre estava de bom humor.

    Mesmo por telefone, por várias vezes liguei para o Osvaldão para pedir alguma sugestão ou ajuda para a solução de problemas de segurança em Osasco ou mesmo em São Paulo. Foi assessor da dona Lu Alckmin e era muito bem relacionado com a Secretaria de Segurança do Estado. Se ele falasse que iria tentar resolver, poderia ficar tranquilo.

    Adeus, Osvaldo Gregório, grande e leal amigo!

    Em meu nome e em nome de Notícias & Opinião, peço que Deus conforte todos os familiares nesse momento de dor! (Renato Ferreira)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.