Sábado, 14 Dezembro 2019 | Login
POLÍTICA: Bolsonaro deixa o PSL e anuncia novo partido: Aliança pelo Brasil

POLÍTICA: Bolsonaro deixa o PSL e anuncia novo partido: Aliança pelo Brasil Featured

 
Nesta terça-feira, o presidente da Repúlcia reuniu parte da bancada no Palácio do Planalto e anunciou sua saída da da legenda.
O presidente da República, Jair Bolsonaro anunciou, nesta terça-feira, 12/11, que não fará mais parte do PSL. A decisão do chefe do Executivo foi confirmada em reunião com a bancada do partido, no Palácio do Planalto. Seu filho, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) já pediu oficialmente a desfiliação da legenda.
A troca por uma sigla já existente seria outra opção para Bolsonaro – uma vez que presidentes, além de senadores, não são enquadrados nas regras de fidelidade partidária. Contudo, parlamentares confirmaram que ele pretende levar em frente a criação da legenda “Aliança pelo Brasil”. Inclusive, a primeira convenção do novo partido já está programada para a manhã do dia 21 de novembro, no Royal Tulip Brasília.
A opção escolhida por Jair Bolsonaro dá a ele a oportunidade de atrair não apenas a ala do PSL que já está alinhada a ele, mas também trazer políticos de outros partidos, como Novo, DEM e PL, que até agora votaram com o governo nas pautas econômicas.
“Abrindo o novo partido, abre-se uma justa causa para que, não só os deputados do PSL saiam, mas qualquer outro deputado de qualquer outro partido. E a gente já sabe de outros deputados, de outros partidos, que querem vir também para o Aliança pelo Brasil”, explicou a deputada Carla Zambelli (PSL-SP).
 
Após a reunião, Bolsonaro postou nas redes sociais.
Aliança pelo Brasil logo
Logo do novo partido do Presidente foi apresentada hoje, à tarde, pelo deputado Federal, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP)
"Hoje, anunciei minha saída do PSL e o início da criação de um novo partido: "Aliança pelo Brasil".
"Agradeço a todos que colaboraram comigo no PSL e que foram parceiros nas eleições de 2018", disse o Presidente. (Fonte: Metrópoles)
000

About Author

Related items

  • POLÍTICA: Lindoso assume PSDB de Osasco, após intervenção estadual
    Segundo o tucano, a intervenção ocorreu em virtude de traição de filiados nas eleições gerais de 2018. "Existem provas concretas", afirma Lindoso,
    O vereador Dr Lindoso, que pleiteia a candidatura para Prefeito de Osasco, assumiu a presidência do Diretório Municipal do PSDB, conforme documento publicado no site do Tribunal Superior Eleitoral. A nova direção do PSDB de Osasco ocorre após intervenção do Diretório Estadual, em virtude, segundo o vereador tucano, de traições de filiados nas eleições gerais de 2018, que elegeram João Doria Governador de São
    O Dr. Lindoso assume o cargo que era ocupado pelo ex-prefeito de Osasco, Silas Bortolosso. Conforme determinação da Direção Estadual, a nova composição do Diretório Municipal, com Lindoso na presidência, ficará até junho de 2020. O presidente afastado Silas Bortolosso afirmou que vai recorrer da decisão junto à Executiva Nacional do PSDB.
    Falando hoje, à tarde, com este jornalista, Lindoso confirmou que a intervenção se deu devido às traições durante a campanha de João Doria para Governador em 2018. Durante aquela campanha, realmente, o PSDB de Osasco se dividiu. Seguindo orientação do prefeito Rogério Lins (Podemos), algumas lideranças do partido e até mesmo membros do Diretório local, fizeram campanha para a reeleição do então governador, Márcio França (PSB).
    Lindoso não descarta a possibilidade de os dirigentes afastados recorrerem da decisão. "Mas, como se trata de traição, acho difícil que eles consigam obter êxito. Pois, trata-se de traição à orientação do partido. Existem provas concretas e isso se configura como infidelidade partidária. Uma militante do partido fez a denúncia ao Diretório Estadual que pediu providência ao Diretório Municipal e, este, por sua vez, foi omisso e não analisou o caso mesmo diante das provas", disse o vereador, negando que a intervenção tenha ocorrido para favorecer a sua pré-candidatura.
    Dentre os filiados acusados de traição, está José Carlos Vido. Mesmo como membro do Diretório Municipal, Vido fez campanha para Márcio França ao lado do prefeito Rogério Lins. Vido, inclusive, faz parte do secretariado de Lins desde o início de seu governo. Há poucos dias, ele pediu desfiliação do PSDB. Lindoso disse também que não espera uma debandada do partido após a intervenção estadual. "A nossa meta é trabalhar buscando sempre a união do PSDB de Osasco em prol do povo osasquense. Não somos candidatos de nós mesmos e, se essa for a vontade da maioria, tudo será decidido na convenção da legenda. Como sempre fizemos na Câmara Municipal, estaremos à disposição do PSDB", afirmou Lindoso.
    Dos três vereadores tucanos de Osasco, Lindoso foi o único que fez campanha para João Doria. Em 2017, o tucano concedeu Título de Cidadão Osasquense ao Doria, cuja entrega se transformou em tumulto provocado pela oposição nas dependências da Câmara Municipal. Foi um dos espetáculos mais baixos protagonizados pelos adversários políticos do vereador Lindoso.
     
    PSDB Nominata Osasco Dr. Lindoso Presidente
    Apoio do Republicanos
    Há dois meses, Lindoso conseguiu um importante apoio para o seu pleito como possível candidato a prefeito de Osasco. Ele esteve em Brasília, onde se reuniu com o deputado Federal e presidente Nacional do Republicanos 10 (antigo PRB), Marcos Pereira.
    Na reunião, a Executiva Nacional do Republicanos determinou mudanças na direção municipal do partido, que passou a ser presidido por Loraine Lindoso, esposa do vereador Lindoso.
    Na próxima segunda-feira, 16, o Republicanos de Osasco programou um evento na Câmara Municipal, às 19h, para apresentar os novos membros da executiva municipal. Conforme o convite enviado à imprensa, estarão presentes o deputado Estadual, Gilmaci Santos, e o presidente estadual do partido, Sergio Fontellas. (Renato Ferreira)
  • OSASCO: Críticas ao DUS unem oposição e situação na Câmara

    Vereadores da oposição e situação criticaram duramente ações/omissões do DUS e também questionaram a construção do Shopping 25 de Março no antigo Cine Glamour.

     

    Na sessão ordinária desta terça-feira 10/12, na Câmara Municipal de Osasco, aconteceu um fato inédito: vereadores oposicionistas e governistas se uniram em críticas a um órgão do Executivo. Trata-se do DUS (Departamento de Controle e Uso do Solo), subordinado à Secretaria da Habitação, cujo titular é Cláudio Monteiro.

    Os questionamentos e críticas giraram em torno de descarte irregular de entulho na cidade. E um dos primeiros a falar foi o governista Daniel Matias, que abordou a necessidade de novos ecopontos no município.

    Após a fala de Matias, o oposicionista Tinha Di Ferreira (PTB), um dos mais ferrenhos críticos ao prefeito Rogério Lins (Podemos), fez severas críticas ao DUS. "Esse departamento, que deveria cuidar do desenvolvimento ordenado da cidade, está fazendo o que bem entende em Osasco", afirmou Tinha, que usou os seus 5 minutos e também o tempo cedido pelo tucano De Paula, presidente da Comissão de Obras. Ricardo Silva também aparteou e concordou com Tinha.

    O vereador da Vila dos Remédios alertou sobre um descarte irregular de entulho que, segundo ele, existe há muito tempo na Rua Sabiá, próximo à Rua Pedro Rissato, onde fica a Fatec. "Aquilo lá já está virando um lixão e a Administração não toma nenhuma providência".

    Com a concordância de outros vereadores governistas, Tinha questionou ainda a construção do Shopping 25 de Março, que está sendo erguido na Avenida João Batista, no local onde funcionava o antigo e histórico Cine Glamour, que foi demolido sem consulta à população. "A prefeitura deve explicações ao povo de Osasco sobre o impacto desse shopping na região central. E pasmem! Dizem que a contrapartida por parte dos empresários será a instalação de um semáforo", ironizou Tinha.

    Falaram também sobre os mesmos problemas a oposicionista Dra. Régia (PDT), e o governista Alex da Academia (PDT), vice-Presidente da Câmara, que está de saída do partido. Ele deve ir para o DEM.

    O clima estava tão amistoso entre todos os vereadores, que até o presidente da Casa, o governista Ribamar Silva, que já anunciou seu ingresso no PSD, disse que assinará o requerimento do Tinha pedindo esclarecimentos ao DUS. Alex da Academia afirmou que também vai assinar o requerimento.

    Das duas uma: ou foi o clima de Natal que tomou conta dos vereadores osasquenses; ou isso já é reflexo do clima pré eleitoral que pode mudar os rumos políticos e partidários.

    Não esqueçamos do grande político mineiro Magalhães Pinto, que disse: "Política é como nuvem. Você olha, ela está num lugar; olha de novo, ela já mudou". (Renato Ferreira)

    Veja neste vídeo alguns segundos da fala de Tinha Di Ferreira e o aparte de Ricardo Silva! https://www.facebook.com/orenatoferreira/posts/2722329511190605?__xts__

  • PRESTAÇÃO DE CONTAS: Em plenária, Emidio diz que PT voltará a fazer a diferença em Osasco
    Ao lado do ex-candidato a presidente da República, Fernando Haddad, o ex-prefeito de Osasco, Emidio de Souza (PT), garantiu, durante plenária para prestação de contas do mandato de deputado estadual, que o PT voltará a fazer a diferença em Osasco. "Vou deixar a executiva e me dedicar mais ao mandato e acompanhar mais de perto Osasco. O PT voltará  a fazer diferença na cidade", garante. 
     
    Sem confirmar sua pré-candidatura a prefeito de Osasco, Emidio revelou que o partido prepara um plano de governo para apresentar para Osasco em 2020. "Todo o desenvolvimento  será  comandado pelo ex-deputado federal e  ex-vice-prefeito, Valmir Prascidelli. O nome do candidato vamos anunciar somente no ano que vem", completa. 
     
    Evitando fazer críticas ao atual governo, Emidio pontuou que a cidade retrocedeu  em diversos aspectos. "Não sou do tipo de pessoa que fica enaltecendo  as ações que desenvolvi no governo, mas Osasco não  tem uma obra de reurbanização  de favelas, não  tem  ações de mobilidade. Osasco sempre teve um papel de destaque no cenário nacional e precisa de projetos e ações que tragam a retomada do desenvolvimento. Pata ser prefeito de Osasco precisa ser líder  e não  apenas um síndico", dispara. 
     
    O nome de Emidio recebeu total apoio do ex-ministro de Educação da gestão Lula, Fernando Haddad. "O companheiro Emidio tem um importante papel no PT Nacional. Ele é  um cara equilibrado, sereno e que sabe tomar decisões. Pode contar com todo o meu apoio em sua candidatura. Osasco precisa voltar  a crescer e precisa de você como prefeito", disse. (Matéria da jornalista Vanessa Dainesi - GiroSA)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.