Quarta, 17 Julho 2019 | Login
Gleen Greenwald comemora 'fracasso" das manifestações pró Moro

Gleen Greenwald comemora 'fracasso" das manifestações pró Moro Featured

 

Qual a contribuição que o IntercPT traz ao Brasil?

 

Alguns sites defensores da esquerda, noticiaram hoje que o 'jornalista' norte-americano, Gleen Greenwald, editor executivo do site Intercpt Brasil e marido do amigo do Jean Wyllys (PSOL), festejou o "fracasso" das manifestações a favor do Moro e da reforma da Previdência, realizadas neste domingo, 30/06, em todo Brasil. (Foto: Gabriela Biló/ESTADÃO). Só por isso, já nota-se que o cara, além de criminoso por vazar informações não autenticadas e conseguidas de forma criminosa, é também um mal informado, né.

Gleen Greenwald e Lula

Gleen Greenwald cumprimenta Lula após entrevistar o petista na Polícia Federal em Curitiba 

Mas, será que o Gleen Greenwald (na foto com Lula), é homem o bastante pra fazer esse tipo de "jornalismo" sujo, em Cuba, China, Coreia do Norte ou mesmo na Venezuela, na "Democracia" do Maduro, tão elogiado por Lula e seus asseclas no Brasil?

Está na hora das autoridades brasileiras tomarem providências contra esse sujeito estrangeiro, cujo site IntercPT não traz nenhuma contribuição para o desenvolvimento político, econômico e social do Brasil.

Durante um evento sobre Comunicação na semana passada em São Paulo, outro editor do IntercPT, Leandro Demori, teria afirmado que o único objetivo do site é lutar pela liberdade de Lula, "preso injustamente", na opinião deles. (Renato Ferreira)

000

About Author

Related items

  • CANTOR LIVRE: Milton Nascimento não adere a boicote e faz show em Israel
    Roger Waters e esquerdistas pediram que cantor não se apresentasse no país. Fafá de Belém critica boicote e elogia Milton.
     
    Neste domingo, 30/06, o cantor Milton Nascimento se apresenta em Tel Aviv. Ele ignorou os apelos de militantes de esquerda e do próprio cantor Roger Waters para que não se apresentasse em Israel. Em suas redes sociais, o brasileiro justificou sua ida à Tel Aviv e defendeu que não faz sentido boicotar o país.
    "Pouquíssimas vezes declinei de um convite. Afinal de contas, todo artista deve ir onde o povo está, não é mesmo?, escreveu o cantor e compositor Milton Nascimento.
    O cantor brasileiro desembarcou em Israel na sexta-feira, 28, para realizar um show único neste domingo, 30. No post que ele publicou em redes sociais no sábado, 29, depois de visitar Jerusalém, Milton respondeu a críticas de quem promove um boicote total a Israel.
    "Fui convidado a cantar aqui por uma empresa gerenciada inteiramente por um brasileiro. Somente com essa informação cai por terra qualquer tipo de argumento de que eu esteja contribuindo com o ‘apartheid israelense’. Este show NÃO tem qualquer incentivo do governo de Israel, muito menos do exército israelense", continuou o cantor carioca, criado em Minas Gerais.
    Governo Militar
    Ele também fez comparação com o período da ditadura no Brasil.
    "Durante a ditadura militar brasileira eu jamais deixei de tocar no meu país. Então, por que eu deixaria de tocar agora? Por que deixaria de compartilhar experiências de amor e mudança enquanto acontece no Brasil um governo de extrema-direita? Mesmo divergindo das ideias de um governo, jamais abandonarei meu público", defendeu Milton.
    O post foi uma resposta direta à uma carta que Milton recebeu do cantor e compositor Roger Waters, ex-Pink Floyd e um dos maiores apoiadores do movimento Boicote, Desinvestimento e Sanções contra Israel (BDS). Há 15 anos, o grupo pressiona artistas internacionais a não se apresentarem em Israel alegando que o país comete crimes contra os palestinos.
    "Quando li que ele estava planejando cruzar a linha de piquete do movimento de BDS para se apresentar em Tel Aviv, fiquei chocado. Eu escrevi para Milton pedindo uma oportunidade de falar com ele. Nem ele nem ninguém de sua equipe me respondeu", relatou Waters.
    Apoio de Fafá
    A cantora Fafá de Belém saiu em defesa do amigo Milton e fez duras críticas ao roqueiro inglês.
    "Ontem li um cara que eu admirava como músico, mas nunca vi em nenhuma trincheira real. Que COM CERTEZA nunca teve seus shows cancelados e dificuldades na carreira por ter tomado posições corajosas, este BABACA veio falando do que não sabe e julgando o que não tem direito!", disse Fafá.
    Milton Nascimento faz uma única apresentação em Tel Aviv, em Israel, neste domingo (30). Depois de Tel Aviv, Milton volta à Europa para dois show, um em Berlim, no dia 5, e outro em Paris, no dia 6. Em seguida, ele volta ao Brasil para continuar o giro. (Pleno.News)
    Notícias & Opinião parebeniza o cantor e compositor Milton Nascimento por esta atitude de independência. Um verdadeiro artista do povo que respeita seu público, independentemente de posições ideológicas. (Renato Ferreira)
  • VERDE E AMARELO: O Brasil sai às ruas para apoiar Sergio Moro e a Reforma da Previdência
    Os protestos ocorrem duas semanas depois da divulgação de reportagens pelo site The Intercept Brasil, que questionam a imparcialidade do ex-juiz responsável pela operação Lava-Jato.
     
    Neste domingo, 30/06, milhares de brasileiros já lotam as ruas do país para demonstrar apoio ao ministro da Justiça, Sérgio Moro e também à reforma da Previdência, que tramita na Câmara dos Deputados.
    As maiores manifestações foram marcadas para iniciar às 14h, na Avenida Paulista, em São Paulo, e na Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. Na Paulista, os organizadores ergueram um enorme boneco de Sérgio Moro.
    Manifestação em Salvador
    Manifestação em apoio a Sergio Moro, em Salvador, neste domingo
    Mas, já houve manifestações na parte da manhã em outras capitais, como em Belo Horizonte, onde a multidão se reuniu na região Centro-Sul da cidade. Bairro Funcionários, na Região Centro-Sul de BH, e também em Salvador.
    "Foram prometidos vazamentos comprovando atividade criminosa por parte do Moro, mas até agora não vimos nada que mostre que ele tenha influenciado a operação ou a eleição", afirma o coordenador do Movimento Brasil Livre em BH, Ivan Gunther. Segundo os organizadores, cerca de 15 mil pessoas estiveram na Praça da Liberdade, em BH.
    Com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva preso e a ex-presidente Dilma Rousseff sem ocupar cargo público, os alvos da vez dos manifestantes são o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), além dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). "O Maia e o Alcolumbre estão empurrando as pautas, junto com o STF. O governo quer fazer alguma coisa e não consegue", afirma a auxiliar de recursos humanos Jusmari Amorim, de 60 anos. Ela carregava uma faixa contra os dois parlamentares.(Renato Ferreira com informações do Estado de Minas)
  • 'Greve geral' vira fiasco em todo Brasil

    Números de manifestantes mostram que, definitivamente, a esquerda agoniza no país.

     

    Durante toda a semana, parlamentares da chamada esquerda brasileira, formada pelo PT, PSOL, PCdoB e Rede, usaram a tribuna do Congresso Nacional conclamando o povo para greve geral desta sexta-feira, 14.

    A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e deputados estaduais, como o ex-prefeito de Osasco, Emídio de Souza, também usaram as redes sociais chamando para a greve geral.

    Isto, sem falar na gritaria dos sindicatos, CUT e cabos eleitorais afirmando que o Brasil iria parar nesta sexta em protestos contra os cortes (contingenciamento) na educação e a reforma da Previdência.

    Mas, as manifestações foram um fiasco desde a parte da manhã. Os organizadores tiveram que usar das velhas táticas de bloquear avenidas e rodovias com pneus queimados, além dos 'Black bloc' mascarados enfrentando a polícia.

    Greve na Praça da Cadenlária

    Por volta das 18h15, manifestantes fizeram ato na Praça da Cadenlário, Centro do Rio, em número reduzido se comparado às manifestações anteriores

    Só depois das 18h que aumentou um pouco o número de manifestantes em locais, como a Av. Paulista, em São Paulo, e na Praça da Candelária, no Rio de Janeiro, mas, que nem longe lembram as grandes multidões que já pararam o país em outras manifestações.

    Repórteres e apresentadores da Globo tentam turbinar as manifestações tirando leite de pedra. Assim, manifestações acabam por reforçar as reformas do Governo Bolsonaro. (Renato Ferreira)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.