Sexta, 18 Janeiro 2019 | Login
MINAS AGONIZA: Prefeitos mineiros fazem novo protesto por repasse de verbas

MINAS AGONIZA: Prefeitos mineiros fazem novo protesto por repasse de verbas Featured

Dívida do governo Fernando Pimentel com os municípios já ultrapassa os R$ 10,5 bilhões. Frente Nacional de Prefeitos divulgou carta em que repudia atraso de verbas. Prefeitos pedem intervenção Federal no Estado

 

A cada dia piora a situação do governador mineiro, o petista Fernando Pimentel, não somente em relação aos servidores públicos do Estado, mas, também com os Prefeitos. Nesta terça-feira, 27/11, prefeitos e servidores estaduais fizeram um protesto contra a gestão de Fernando Pimentel e pediram aos deputados estaduais apoio na luta pelo dinheiro dos municípios.

Fernando Pimentel

Fernando Pimentel (PT), governador de Minas Gerais

A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) divulgou nota, nesta terça-feira, em que repudia a retenção de recursos dos municípios pelo governo de Fernando Pimentel (PT). Servidores públicos e prefeitos também fizeram um protesto durante a manhã na porta da Assembleia Legislativa, em Belo Horizonte.

Dados da Associação Mineira de Municípios (AMM) apontam que a dívida com as prefeituras já ultrapassa R$ 10,5 bilhões em IPVA, ICMS, multas de trânsito, Fundeb, transporte escolar e assistência social. “Essa situação, que afronta a essência do sistema federativo brasileiro, impõe aos municípios e, consequentemente, à população, gravíssimos prejuízos na prestação de serviços públicos fundamentais”, diz trecho da nota.

O texto foi aprovado em assembleia geral da FNP realizada nesta terça-feira, em São Caetano do Sul, São Paulo. Os prefeitos lembram que o ato do governo mineiro é passível de intervenção federal, crime de responsabilidade e improbidade administrativa.

“Os prefeitos e prefeitas dos municípios brasileiros exigem respeito aos princípios constitucionais, ao pacto federativo e, principalmente, à população mineira”, encerra a nota.

Na semana passada, o presidente da AMM, Julvan Lacerda, entregou ao presidente Michel Temer (MDB) um pedido de intervenção em Minas Gerais. Prefeitos da região dos vales do Jequitinhonha e Mucuri também recorreram ao Ministério Público do Estado (MPE) para pedir que o órgão atue junto ao Judiciário e Executivo para garantir o repasse de verbas para os municípios.

O grupo protocolou um ofício requerendo que o MP estadual convoque o governo mineiro para assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) se comprometendo a regularizar os repasses e apresentar um cronograma de pagamento dos valores devidos. Além disso, solicitam que o MP encaminhe ao Tribunal de Justiça (TJ) um pedido de intervenção no Estado.

Os prefeitos querem ainda que o MP estadual ajuize uma ação direta de inconstitucionalidade (adin) contra o decreto 47.296/17, assinado por Fernando Pimentel, que destina ao caixa único do estado 100% da arrecadação com o IPVA. A Constituição Federal determina que 25% do que é arrecadado com o imposto deve ser destinado aos municípios. (Estado de Minas - Portal UAI)

000

About Author

Related items

  • POSSE DE BOLSONARO: Novo Presidente reafirma luta contra a corrupção e a crise moral do Brasil

     

    Primeira-dama Michelle Bolsonaro rouba a cena da posse ao surpreender com emocionante discurso em Língua de Sinais

     

    Esta terça-feira, 1° de janeiro, ficará marcada na História do Brasil. Numa bela cerimônia, com o tradicional desfile em carro aberto e com cenas no Congresso Nacional e no Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro tomou posse como Presidente do Brasil. Bolsonaro leva para a Presidência a esperança de um país inteiro contra a corrupção e a favor do respeito ao dinheiro público.

    Mais de 115 mil pessoas vestindo verde e amarelo e também camisetas com a imagem de Bolsonaro lotaram a Esplanada dos Ministérios sob um arrojado esquema de segurança. O evento contou também com a presença de 12 chefes de Estado, como o Primeiro Ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, e representantes de dezenas de países de todos os Continentes.

    Após garantir que manterá as reformas necessárias para o Brasil avançar, Bolsonaro conclamou o povo a lutar com ele que tem o desafio de "enfrentar os efeitos da crise econômica", o "desemprego recorde", a "ideologização" das crianças, o "desvirtuamento dos direitos humanos" e a "desconstrução da família".

    "Vamos desburocratizar, simplificar, tirar a desconfiança e o peso do governo sobre quem trabalha e quem produz", disse Bolsonaro, que finalizou com o lema de sua campanha: "Brasil acima de tudo; Deus acima de todos". (Renato Ferreira)

    * Por problemas técnicos e da internet, não conseguimos publicar a matéria da posse no dia 1º de Janeiro.

    Veja, aqui, outras fotos da festa em Brasília: 

    Posse de Bolsonaro 3

    Posse de Bolsonaro 2

    Posse de Bolsonaro 5

     

    Posse de Bolsonaro 4

    Posse de Bolsonaro 6

  • EXCLUSIVO! Clima de guerra em votação do SampaPrev na Câmara de São Paulo

    Professores protestam contra projeto da Previdência. Suplicy abraça-se a uma mulher que estava sendo retirada por Guardas Municipais

     

    Além do calor insuportável desta sexta-feira, 21/12, em São Paulo, o clima está também elevadíssimo no Plenário e nas galerias da Câmara Municipal da Capital. Os vereadores estão votando o SampaPrev, projeto enviado pelo prefeito Bruno Covas (PSDB), que trata de mudança na Previdência dos servidores municipais.

    Há poucos minutos, professores revoltados com a proposta do Executivo tentaram falar, mas, como houve um grande tumulto, eles foram impedidos pela direção da Casa. O Projeto provoca também discussões entres situação e oposição.

    Como o clima esquentou de vez, os guardas municipais foram chamados para retirar os mais exaltados do Plenário, como mostramos neste vídeo em primeira mão.

    Em determinado momento, o vereador Eduardo Suplicy (PT) abraçou uma mulher e a retirou das mãos dos policiais. A suspensão da sessão chegou, inclusive, a ser proposta, mas, prosseguiu após os ânimos ficarem mais calmos.

    Hoje, os vereadores paulistanos estão tentando aprovar o SampaPrev em primeira votação, para posteriormente, fazer a segunda e também aprovar o Orçamento de 2019, provavelmente no dia 26.

    Entenda o SampaPrev

    Alegando que há um rombo no orçamento de São Paulo, principalmente, para garantir as futuras aposentadorias, o então prefeito João Doria (PSDB), elaborou o Projeto SampaPrev para garantir recursos para a aposentadoria.

    Assim, o Executivo paulistano propõem que todos os servidores passem a contribuir com no mínimo 14%, sendo que atualmente a alíquota é de 11%. Essa é a principal mudança no sistema de aposentaria e também que vem causando os protestos dos servidores municipais de São Paulo. Hoje a prefeitura tem a obrigação de contribuir com 22%, o dobro da contribuição dos servidores. (Renato Ferreira)

  • CNI/Ibope: para 75% dos brasileiros, Bolsonaro está no caminho certo
    Presidente eleito já incia mandato com uma excelente popularidade. Além de confirmar o resultado das urnas, levantamento desmonta também as pesquisas na reta final da campanha que indicavam derrota de Bolsonaro no segundo turno. Dos entrevistados, 64% têm expectativa de que o governo Bolsonaro será ótimo ou bom
     
    Conforme pesquisa CNI-Ibope, divulgada nesta quinta-feira, 13/11, 75% dos brasileiros – três em cada quatro – acreditam que o presidente eleito, Jair Bolsonaro, e sua equipe estão no caminho certo em relação às decisões tomadas até o momento. De acordo com o estudo, 14% acham que Bolsonaro está no caminho errado e 11% não sabem ou não responderam à pergunta.
    Os números mostram que, quanto maior a renda familiar, maior o percentual dos que acreditam que o presidente eleito está no caminho certo. O índice é de 70% entre aqueles com renda familiar de até um salário mínimo e chega a 82% entre os que têm renda familiar superior a cinco salários mínimos.
    Entre os brasileiros ouvidos, 64% têm expectativa de que o governo Bolsonaro será ótimo ou bom.
    Prioridades
    Para 41% e 40% dos entrevistados, respectivamente, melhorar os serviços de saúde e promover geração de empregos devem ser as prioridades do governo para 2019. Em seguida, aparecem combater a corrupção e combater a violência e a criminalidade, ambos com 36%, e melhorar a qualidade da educação, apontada por 33%.
    Melhorias
    O levantamento mostra que dois em cada três brasileiros acreditam que a situação econômica do país vai melhorar em 2019, enquanto parcela similar espera que a própria vida vai melhorar ou melhorar muito no próximo ano.
    Cerca de quatro em cada dez brasileiros (43%) acreditam que a segurança pública está entre os principais problemas que vão melhorar no primeiro ano de governo do presidente eleito. Em seguida, aparecem a corrupção (37%) e o desemprego (36%).
    Equipe de governo
    A pesquisa mostra que a maioria dos brasileiros ouvidos aprova as indicações para compor a equipe de Bolsonaro, bem como as medidas que vêm sendo anunciadas pela equipe.
    Entre os entrevistados, 80% se dizem pelo menos um pouco informados sobre as indicações do presidente eleito para os cargos de primeiro escalão do governo – ministros e colaboradores da equipe de transição. Desses, 55% consideram as indicações adequadas ou muito adequadas.
    Pouco mais de oito em cada dez se dizem informados, em alguma profundidade, sobre as propostas já anunciadas pelo presidente eleito. Entre eles, 75% afirmam aprovar de forma geral as propostas. O percentual de aprovação cresce de acordo com o grau de informação que o entrevistado diz ter sobre o novo governo.
    A pesquisa foi feita entre 29 de novembro e 2 de dezembro e ouviu 2 mil eleitores de 127 municípios. A margem de erro máxima estimada é de 2 pontos percentuais, e o nível de confiança é de 95%. (Agência Brasil)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.