Sábado, 18 Agosto 2018 | Login
DEBATE: Gelso Lima reúne especialistas para falar sobre Segurança Pública

DEBATE: Gelso Lima reúne especialistas para falar sobre Segurança Pública Featured

Falhas na Educação e no Planejamento foram apontadas como as principais causas dos problemas na área de segurança para a sociedade

 

Com o objetivo de discutir as causas dos problemas na área de segurança pública e elaborar projetos futuros, o ex-secretário de Governo de Osasco e pré-candidato a deputado estadual pelo Podemos, Gelso Lima, promoveu na noite de quarta-feira, 18, um importante debate sobre o tema, na cidade Osasco.

Realizado no auditório da ACEO (Associação Comercial e Empresarial de Osasco), o evento reuniu mais de 200 pessoas e os seguintes palestrantes: Benedito Mariano (Ouvidor das polícias Civil e Militar do Estado de São Paulo); Paulo Sérgio Maluf Barroso (Delegado Assistente da Ouvidoria); Alexandre Volpiani Carnelós (Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB Osasco); Tenente Coronel Ricardo Tahara (Comandante do CPA/M-8); inspetor Rildo (GCM-Osasco); e o Tenente Coronel Marcos Abondanza Vitiello (Comandante do 36º BPM/M).

Debate sobre Segurança Público

Cada debatedor falou sobre as principais ações de suas instituições, destacando que todas as forças ligadas à segurança pública tem se empenhado no trabalho preventivo e de inteligência para combater a criminalidade. E todos apontaram, de um modo geral, que investimentos nas áreas da Educação e de Planejamento são essenciais para a solução dos problemas enfrentados na Segurnça Pública, como também o aumento do efetivo e a valorização dos policiais. (Fotos: Reinaldo Vaz)

Principais trechos do debate:

Cel. Tahara

Em sua fala, o Ten. Cel. Tahara elencou os principais motivos pelos quais crimes continuam acontecendo, apesar dos esforços da polícia. Ele salientou que em 20 anos a população que compreende a região do CPAM-8 cresceu mais de 26%, enquanto que o efetivo da polícia cresceu apenas 4%. Além disso, as leis que regem o sistema prisional contribuem de certa forma para que criminosos estejam nas ruas, já que 5% dos presos liberados nos indultos em datas especiais não retornam à prisão. Tahara também citou a crise econômica, o desemprego, falhas na prevenção primária, falhas na ressocialização do preso e sistema educacional deficitário como fatores que ajudam o crescimento dos índices criminais.
Cel. Vitiello
Para o também Ten.Cel. Vitiello, a Educação é fator primordial para diminuição do crime na sociedade. “Segurança pública se faz com educação. Educação é fundamental e é nisso que os governos precisam investir porque é através da Educação que vamos rodear todos os outros fatores que culminam na prática do crime. Se investirmos em Educação teremos uma segurança pública sustentável”. Ele aproveitou a ocasião para agradecer Gelso Lima pela promoção do evento, explicando que “muita gente fala mal das polícias, e que uma oportunidade como essa é dada por gente que tem coragem”.
Benedito Mariano
Benedito Mariano, que já foi ouvidor da polícia de São Paulo de 1995 a 2000 e que agora retorna ao cargo, considera que o grande problema da instituição paulista hoje é a desvalorização profissional, cujos salários estão em 23º lugar no ranking das piores remunerações do Brasil, que tem 26 Estados, além da diminuição do efetivo tanto da PM como da Polícia Civil. “Para fortalecer a segurança pública, a polícia de São Paulo precisa de valorização profissional e a sociedade precisa cobrar essa questão de todos os candidatos ao Governo de São Paulo. Essa seria a primeira grande contribuição do governo para melhorar a segurança pública no Estado de São Paulo”.
Entre outros fatores, Mariano também falou sobre a estrutura deficiente da polícia, lembrando que o Estados tem mais de 600 municípios e que cerca de 300 deles não tem delegados. “Um único delegado às vezes cobre 12, 15 cidades. Tem cidades em que a presença da polícia judiciária se faz com um único investigador. A polícia civil diminuiu de tamanho. Há 20 anos tínhamos 37 mil policiais e hoje temos 25 [mil]. O Estado cresceu, os problemas cresceram, e a polícia diminuiu de tamanho. É isso que temos que discutir na segurança pública”, salientou.
Delegado Sérgio Maluf
Paulo Sérgio Maluf Barroso defende a união das polícias para combater a criminalidade. “Quando o Estado, através dos seus aparatos trabalha em conjunto, o crime tende a perder”. Ele ratificou o que Mariano disse, e salientou a importância da valorização salarial do policial de São Paulo. “A polícia não vai ser forte se o policial não tiver tranquilidade para trabalhar”.
Inspetor Rildo
Por sua vez, o inspetor Rildo lembrou que a lei 13022, de 2014, regulamentou o papel da Guardas Municipais, e que isso foi de extrema importância no contexto da segurança pública dos municípios. “A lei quebra paradigmas, porque havia muito questionamento sobre a atuação das GCM’s. O artigo 3º diz que a GCM tem que preservar a vida. As pessoas pensam que nós estamos ligados ao cuidado do patrimônio, mas nós temos que preservar a vida. Está na lei”, explicou.
Advogado Alexandre Carnelós
Encerrando a primeira parte do evento, antes das perguntas dos jornalistas, o Dr. Alexandre Carnelós falou sobre a questão dos Direitos Humanos dentro do tema segurança pública e assim como os outros, defendeu a Educação e o Planejamento como pilares para todos os segmentos da sociedade.

Notícias & Opinião esteve presente e registrou o evento. Veja aqui: https://www.facebook.com/orenatoferreira/posts/1805355392888026

000

About Author

Related items

  • Doutor Lindoso irá revitalizar pauta de Celso Giglio para a Saúde de Osasco e região

     

    O candidato a deputado estadual pelo PSDB, Elissandro Lindoso, presidente da Câmara de Osasco, pretende atualizar e revitalizar a pauta do ex-prefeito Celso Giglio para melhoria dos serviços de Saúde na cidade e região.
    Segundo o Dr. Lindoso, além das obras realizadas na cidade, o legado de Celso Giglio inclui uma série de demandas que ainda estão por ser cumpridas. “As novidades são bem-vindas mas não adianta pensar em ideias mirabolantes se os serviços básicos são precários, se falta insumos, se faltam profissionais e até mesmo instalações adequadas”, afirma o Dr. Lindoso.
    Segundo o parlamentar osasquense, uma das maiores queixas da população é justamente a de que não há sequência no trabalho da classe política no sentido de realizar aquilo que já foi discutido e solicitado pelos munícipes. “Eu vou fazer uma ponte entre as propostas já conhecidas e propostas que agreguem qualidade a tudo o que diga respeito ao atendimento nos municípios”.

    Para dar uma ideia das demandas, o presidente da Câmara de Osasco listou alguns temas pelos quais irá trabalhar caso seja eleito em outubro próximo, tanto na saúde quanto em outros setores. “A saúde é uma área vital, mas há obstáculos de outras áreas que fazem com que o atendimento de saúde seja sempre precário”, declara o Doutor Lindoso.

    Os problemas mais gerais começam na perda de receitas em comparação com o Estado e a União. “Entra ano, sai ano e este problema permanece”, afirma o Doutor Lindoso. Outra área é a renegociação das dívidas dos municípios que pagam juros exorbitantes, vivendo sempre com a corda no pescoço. 
    Na área da saúde, ele, que é médico, diz que lutará por recursos, através de emendas parlamentares, para que as policlínicas e unidades básicas de saúde sejam recuperadas em tempo recorde. 
    Doutor Lindoso diz que lutará com energia para que Osasco receba verbas para a implantação de um hospital de atendimento infantil e para a criação de um centro municipal de atendimento oftalmológico de qualidade. “Uma cidade do porte de Osasco, com as responsabilidades que tem, precisa oferecer mais serviços. Minha experiência nessa área mostra enorme quantidade de pessoas que seriam beneficiadas”, diz ele.
    Ainda na área da saúde, o vereador de que Osasco precisa de um serviço público que tenha melhores equipamentos, como os de ressonância magnética. “Tenho recebido várias solicitações de munícipes nesse sentido”, afirma. 
    Para o presdiente da Câmara de Osasco, há muito a ser feito e não se pode perder tempo. “Sem dúvida, os deputados podem ajudar as cidades, não somente com emendas parlamentares mas também na condução de negociações com o Estado e União para que os municípios tenham de uma vez por todas voz e força para atender dignamente a população”, argumenta o Doutor Lindoso. (Fonte: Assessoria de Imprensa)

  • De Paula, vereador de Osasco, cria Projeto “Bike OZ”

    Proposta protocolada na Câmara Municipal de Osasco estimula o uso de bicicletas como meio de transporte. Objetivo é melhorar as condições de mobilidade urbana no município

     

    Vereador de Osasco, De Paula (PSDB), candidado a deputado Federal, protocolou na Câmara Municipal o Projeto de Lei “Bike OZ” cujo objetivo é estimular o uso de bicicletas como meio de transporte e, com isso, melhorar as condições de mobilidade urbana no município. A proposta estabelece diretrizes para que ciclistas possam circular pela cidade com mais segurança e conforto. De acordo com o parlamentar, o programa deve ser parte integrante do Plano Municipal de Mobilidade Urbana.

    Ao todo, a proposta do vereador De Paula que cria o “Bike OZ” estabelece sete objetivos, dentre eles, a redução de veículos automotores em circulação e dos índices de emissão de poluentes do ar. Outra meta do programa é o desenvolvimento de ações voltadas à melhoria do sistema de mobilidade cicloviária, como a construção de ciclovias, a ampliação das ciclofaixas e biclicletários.

    De Paula bike Oz

    “O foco do projeto é desafogar o sistema de transporte público que hoje está totalmente saturado e diminuir o número de carros nas ruas. A meta é conseguir que 10% das pessoas passem a utilizar a bike como meio de transporte, assim haverá menos congestionamentos e uma melhora geral na mobilidade urbana”, afirma De Paula.

    O projeto prevê ainda o incentivo do uso de bicicleta para os deslocamentos ao trabalho e a promoção do programa de compartilhamento de bikes, em especial para integração com os serviços de transportes coletivos, como estações de trem e terminais de ônibus.

    “É prioridade implantar nos terminais de ônibus e de trens estacionamentos de bicicletas para que facilite a vida do usuário e ele se sinta estimulado a usar esse meio de transporte. Acredito que o Bike OZ pode ser um divisor de águas na cidade e que Osasco, a partir deste programa, possa, de fato, investir neste meio de transporte tão comum em países desenvolvidos”, finalizou o parlamentar. (Fonte :New Times Comunicação)

  • Osasco fecha 1º semestre com mais de 150 mil m² de ruas pavimentadas

     

     


    A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Serviços e Obras (SSO), pavimentou e recuperou durante o 1º semestre de 2018, o total de 150 mil m² de ruas em vários bairros da cidade por meio do programa Asfalto Novo. 

    O trabalho de recapeamento asfáltico recuperou ao todo 36 vias, incluindo importantes corredores, como as ruas Narciso Sturlini, Anacleto da Silva, Três Andradas, Walt Disney e as avenidas Padre Vicente Melillo, Casper Líbero, Analice Sakatauskas, Jaguaribe e Novo Osasco. 

    A sinalização do solo foi reforçada em todos os locais que receberam pavimentação asfáltica, deixando a estética viária muito melhor.

    Osasco asfalto capa

    Segundo o secretário de Serviços e Obras, Cláudio Monteiro, esse é um importante serviço prestado à população e ao município, pois além de melhorar a circulação de veículos e a travessia de pedestres, também proporciona “segurança no trânsito, mais conforto aos motoristas e menos desgaste aos veículos que circulam no dia a dia”, declarou. 

    Sobre o Programa Asfalto Novo, ele foi implantado pela atual administração em 19 de fevereiro para recuperar a malha viária da cidade e consiste no serviço de fresagem de pavimento, com a remoção da capa asfáltica atual e a execução de um novo revestimento asfáltico, garantindo melhor funcionalidade da via, mais qualidade e maior durabilidade da nova pavimentação. (Fonte: Secom - Texto: Olga Adélia)

     

    As ações do programa Asfalto Novo continuam a todo vapor no segundo semestre, recapeando outras várias outras vias.

     

    Abaixo segue a relação de algumas delas que estão na programação de pavimentação asfáltica neste segundo semestre de 2018:

     

    Rua Justino Alvares, Jardim Elvira

    Avenida Bussocaba, Vila Campesina

    Rua Marechal Luis Alves de Lima e Silva, Quitaúna

    Avenida Aurora Soares Barbosa, Centro

    Rua Antônio José Nurchis, Jardim Califórnia

    Rua João Marchetti, Vila Ayrosa

    Rua Líbero Carnicelli, Jardim Ipê

    Rua Três Andradas, Piratininga

    Rua Eugênio Pacelli, Jardim Santa Maria

    Rua Ana Zozi Toni, Presidente Altino

    Rua Lídio Rodrigues e Rua Fantino Campioto, Jardim Belmonte

    Rua Ruy Mitsuo Shibata, Rua Pastor Josias Baptista, Rua Nelson Palamin, Rua Vinte e Um de Abril, Rua Luciano Francisco da Silva e Rua Cristiano Zwicker, todas no Jardim Novo Osasco

    Rua Marina Bernardes de Souza, Jardim São Victor

    Rua Geraldo Francisco de Sá, Rua Zenilca Caieiras dos Santos e Rua Madalena Santiago, no Jardim Tereza

    Rua Barão de Taquari, Jardim Helena

    Rua José Martins de Souza, Jardim Almazio

    Rua Grécia, Jardim Veloso

    Avenida Washington Luiz e Rua Valter de Paulo Soares, Quitaúna

    Rua Frei João Augusto Becker, Vila dos Remédios

    Avenida Marechal Rondon e Avenida dos Autonomistas, Centro

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.