Domingo, 21 Outubro 2018 | Login
GOVERNO X PREFEITURA:  "Suspendemos a privatização do Ibirapuera", diz Márcio França

GOVERNO X PREFEITURA: "Suspendemos a privatização do Ibirapuera", diz Márcio França Featured

Segundo governador paulista, o maior parque de São Paulo tem áreas estaduais e será sempre público

 

Nesta sexta-feira, 13, o governador de São Paulo, Márcio França (PSB), afirmou, em sua conta no Twitter, que suspendeu a concessão do Parque Ibirapuera à iniciativa privada. A Prefeitura da Capital, que decidiu pela privatização, afirmou que vai excluir as áreas estaduais e manter o projeto.

A concessão dos parques de São Paulo foi uma das propostas de maior repercussão da gestão de João Doria (PSDB). O ex-prefeito deixou a Prefeitura em março para se candidatar ao governo do Estado. O vice-prefeito Bruno Cova assumiu o cargo de prefeito.

Segundo França, existem áreas públicas estaduais no parque e o governo do estado não foi ouvido e envolvido no processo. "Se depender do governo, o Parque Ibirapuera será sempre público!", disse o governador.

@marciofrancagov
"SUSPENDEMOS a privatização do Ibirapuera. Informamos o atual Prefeito Bruno Covas, que existem áreas públicas Estaduais no Parque e o Governo do Estado NÃO foi ouvido e envolvido nesse processo. Se depender do Governo, o Parque Ibirapuera será sempre PÚBLICO!", afirmou o governador em sua página no Twitter.

O outro lado

Em nota oficial, a Prefeitura afirmou que "para manter o projeto vai agora identificar e retirar da concessão todas as áreas de propriedade do estado, que continuarão sendo cuidadas pelo município, como acontece desde a inauguração do parque do Ibirapuera, na década de 50", diz a nota.

Por esse motivo, serão excluídos do pacote os parques de regiões periféricas que entrariam junto com o Ibirapuera: Eucaliptos (Campo Limpo), Jacintho Alberto (Pirituba), Tenente Brigadeiro Faria Lima (Vila Maria) e Jardim Felicidade (Pirituba).

Também na sexta-feira, ao ser questionado em entrevista coletiva, o prefeito Bruno Covas (PSDB), disse ter estranhado o novo posicionamento do Governo do Estado. "O governo do estado estava fazendo a concessão do ginásio do Ibirapuera e a gente estava fazendo a concessão do Parque do Ibirapuera. Isso foi combinado lá atrás, agora o governador, infelizmente, toma essa decisão", disse.

"A gente estranha isso porque você pega por exemplo o Parque Campos do Jordão, que é do governo do estado, está em processo de concessão. Se você for visitar, por exemplo, o Parque Villa Lobos, você vai ver uma série de empresas lá anunciando porque cuidam de vários espaços. Portanto, o governo do estado faz parceria, mas cria dificuldade para a prefeitura fazer isso", continuou o prefeito.

Na opinião de Bruno Covas, a decisão do governo prejudica "a população de Pirituba, prejudica a população de Campo Limpo, prejudica a população mais periférica, que teria um parque cuidado por um parceiro privado, remunerado no Parque do Ibirapuera, e que agora não vai ter mais".

Suspensão temporária

No último dia 7 de junho, a Prefeitura de São Paulo suspendeu temporariamente a abertura dos envelopes das propostas para a concessão de seis parques municipais, entre eles o Ibirapuera.

O adiamento da licitação, segundo a Secretaria Municipal de Desestatização e Parcerias, foi determinada para que o edital possa ser reformulado. A previsão é de que um novo edital seja lançado em cerca de 30 dias. Em seguida, as empresas interessadas poderão apresentar as propostas e se adequarem aos novos projetos.

O projeto envolve, além da concessão do Ibirapuera, os parques Jacintho Alberto, Eucaliptos, Tenente Brigadeiro Faria Lima, Lajeado e Jardim Felicidade.

A nova versão do edital, que ainda será publicada, buscará deixar mais claro, "por exemplo, a obrigatoriedade de investimentos e melhorias que deverão ser feitos pelo concessionário nos parques da periferia", diz a secretaria.

"A paralisação do edital deve ser rápida e foi publicada agora porque a licitação ocorreria no próximo dia 12. Assm que forem efetuadas as alterações, o edital será republicado e a abertura dos envelopes ocorrerá em 30 dias. Até lá, os grupos interessados terão tempo para se adequarem as alterações fixadas no edital", acrescentou a secretaria de Desestatizações em parceria com a secretaria do Verde e Meio Ambiente. (Fonte: G1)

000

About Author

Related items

  • ELEIÇÕES 2018: Em Osasco, Márcio França anuncia obras e reforça criticas a Dória

     

    Nesta terça-feira, 09/10, o governador de São Paulo e candidato à reeleição, Márcio França (PB), esteve em Osasco, região Oeste da Grande São Paulo, onde autorizou o início de obras na cidade e também reiterou suas críticas ao tucano João Dória, seu adversário no segundo turno das eleições. Acompanhado do prefeito de Osasco, Rogério Lins, de outros prefeitos da região e de vereadores, França visitou o Hospital Regional, no bairro de Presidente Altino.

    França em Osasco 3

    Os prefeitos Lili Aymar, de Araçariguama, e Rogério Lins (Osasco), durante visita de Márcio França ao Hospital Regional

    Dentre outras melhorias para a cidade, Márcio França anunciou o funcionamento de 100 novos leitos no Hospital Regonal, sendo 21 de UTI, a implantação de uma AME (Ambulatório Médicos de Especialidades), antiga reivindicação da cidade, e também anunciou a aprovação da construção da uma nova entrada de Osasco pela rodovia Castelo Branco.

    Sobre o segundo turno em São Paulo, em coletiva fora do hospital, Márcio França disse que confia numa vitória e que ficará neutro na disputa presidencial entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). "O nosso compromisso é trabalhar pela união e pelo desenvolvimento do Estado de São Paulo sempre com a verdade e cumprindo a palavra", disse França. Por outro lado, o tucano João Doria declarou apoio para Jair Bolsonaro.

    França em Osasco 2

    Além de Rogério Lins, estiveram também acompanhando o governador em Osasco, os prefeitos Marcos Neves (Carapicuíba), Paulo Barufi (Jandira), Gregório Maglio (Pirapora do Bom Jesus), Josué Ramos (Vargem Grande Paulista), e Lili Aymar (Araçariguama), além dos vereadores Mário Luiz Guide, Batista Comunidade, Antonio Toniolo, Daniel Matias e Ribamar Silva. (Renato Ferreira)

  • Márcio França estará em Osasco nesta terça

     

    O governador de São Paulo, Márcio França (PSB) estará em Osasco, nesta terça-feira, 04/09, para se reunir com representantes de partidos que o apoiam na campanha à reeleição.

    Na ocasião, França anunciará a implantação de uma nova entrada à cidade, pela Rodovia Castello Branco, obra viária de extrema importância para fluidez do trânsito na região.

    O encontro ocorrerá a partir das 19h30, no Clube Floresta (Rua Primitiva Vianco, 405, centro – Osasco).

  • PR oficializa candidatura de Rossi e confirma apoio a Márcio França


    França deve ter a candidatura oficializada em 4 de agosto. Para deputados, o PR terá chapa única composta por 97 candidatos estaduais e 43 federais. E um dos estaduais é o experiente Francisco Rossi, ex-deptuado Federal e ex-prefeito de Osasco por dois mandatos

     

    Neste sábado, 28/07, o Partido da República (PR) realizou a sua convenção estadual, na Assembleia Legistativa do Estado de São Paulo, para oficialzar alianças partidárias e candidaturas para as eleições de outubro. Na ocasião, a legenda confirmou o apoio ao pré-candidato Márcio França (PSB) para o governo do Estado.

    Como o PR não terá candidatoao ao Senado, o partido dediciu também apoiar o nome de Mário Covas Neto indicado pelo Partido Socialista Brasileiro. 

    Para a Câmara dos Deputados e para a Assembleia Legistiva, a sigla vai disputar a eleição com chapa única formada por 97 candidatos a deputado Estadual e 43 para deputado Federal.

    Um dos candidados a uma vaga na Alesp, confirmado na convenção do PR é o de Francisco Rossi, com larga experência tanto no Executivo como no Legislativo. Rossi comandou a cidade de Osasco por dois mandatos e também excerceu dois mandatos de deputado Federal. Foi também Deputado Constituinte.

    Nessa foto, Rossi está ao lado do seu primo e também experiente político, Carlos Fernando Zuppo, do governador Márcio França, pré-candidato à reeleição, e de sua esposa, dona Ana Maria, vice-prefeita de Osasco. 

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.