Quinta, 23 Maio 2019 | Login
Gregório Maglio vence eleição suplementar e é o novo prefeito de Pirapora do Bom Jesus

Gregório Maglio vence eleição suplementar e é o novo prefeito de Pirapora do Bom Jesus Featured

O ex-prefeito, do MDB, venceu Andrea Bueno, do PSDB, com 250 votos de diferença

Neste domingo, 03/06, a pequena cidade de Pirapora do Bom Jesus, elegeu o seu novo prefeito, em eleições suplementares marcadas pela Justiça Eleitoral. E o prefeito eleito foi Gregório Maglio, do MDB, em coligação com o PSD. Foi uma eleição disputadíssima e acirrada. Gregório Maglio obteve obteve 3861 votos, 42,22% dos votos válidos, com apenas 250 a mais que a segunda colocada,  Andrea Bueno, do PSDB. Numa coligação formada com o PTB e o PSB, Andrea Bueno, esposa do ex-prefeito, Raul Bueno, obteve 3611 votos, o equivalente a 39,49% dos votos válidos.

 

Em terceiro lugar ficou o candidato do PR, Alessandro Costa, com 1025 votos, 11,21%. Em quarto lugar, as urnas mostraram Neno, do PDT, com 544 votos, 5,95%, e em quinto lugar, ficou Ademilson Marceneiro, do PSOL, que obteve 103 votos, 1,13%, dos votos válidos. Houve ainda 294 votos nulos, 3,08%, e 106 votos em branco, 1,11%. O índice de abstenção nessas eleições suplementares de Pirapora foi de 18,22%. Os vencedores foram conhecidos no início da noite, quando a apuração foi encerrada pela Justiça Eleitoral no Fórum de Barueri.

O TSE marcou eleições suplementares em Pirapora do Bom Jesus, devido às irregularidades verificadas no pleito de 2016. A Justiça Eleitoral considerou inelegível, Raul Bueno (PSDB), o então eleito em 2016.  A decisão do Tribunal Superior Eleitoral foi tomada com base nos apontamentos do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que apresentou irregularidades em contratos firmados durante a  administração de Raul Bueno no período de 2005 a 2008.

Desde janeiro de de 2016, Pirapora  está sendo governada pelo vereador e presidente da Câmara Municipal, Dani Foresti. O novo prefeito Gregório Maglio deverá ser diplomado até o dia 6 de julho, segundo a Justiça Eleitoral, e tomar posse em data ainda a ser definida. 

000

About Author

Related items

  • BIOMETRIA: Cartórios Eleitorais farão plantão neste sábado

     

    Os Cartórios Eleitorais de Osasco estarão de plantão neste sábado, 11/05, das 8h às 13h, para cadastrar a Biometria dos eleitores. 
    Para fazer a biometria, é preciso levar documento original de identificação com foto, comprovante de residência emitido nos últimos três meses e título eleitoral, caso tenha. 
    Além do cadastro das digitais de todos os dedos do eleitor, o cadastramento envolve coleta de fotografia e assinatura digital, bem como atualização dos seus dados.
    Também é possível agendar o atendimento no site www.tre-sp.jus.br. 
    No dia e hora marcados, comparecer ao Cartório Eleitoral ou posto de atendimento. Quem comparecer agora evitará as filas que poderão se formar quando o cadastramento biométrico for obrigatório.

    Serviço
    Plantão nos Cartórios Eleitorais
    Dia: 11/5
    Horário: 8h às 13h

  • SUPREMA CORTE: Justiça Eleitoral pode julgar crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, decide o STF

     

    Na tarde desta quinta-feira, 14/03, por 6 votos a 5, (decisão dividida), o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu a favor da competência da Justiça Eleitoral para investigar casos de corrupção e também crimes de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, quando envolverem simultaneamente caixa 2 de campanha eleitoral. Até hoje, mesmo envolvendo caixa 2, esses crimes eram investigados pela Operação Lava Jato.

    A decisão é polêmica e sugere uma pergunta: Se até hoje, a Justiça Eleitoral tem dificuldades para investigar o grande volume de delitos eleitorais, muitos crimes até prescrevem pela demora da decisão, como ela fará para investigar crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha? Para os ministros que votaram contra, a Justiça Eleitoral não tem estrutura e nem está aparelhada para julgar os crimes comuns.

    Durante o julgamento entre quarta e quinta-feira, votaram para manter as investigações na esfera federal, os ministros Luís Roberto Barroso, Edson Fachin, Rosa Weber, Luiz Fux e Cármen Lúcia. Já pela competência da Justiça Eleitoral, votaram os ministros Marco Aurélio (relator), Alexandre de Moraes, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Celso de Mello e o presidente, Dias Toffoli. (Renato Ferreira)

  • INDEPENDÊNCIA DOS PODERES: STF pode enterrar a Lava Jato nesta quinta

     

    Que moral ou que poder constitucional tem o STF para passar investigações da Lava Jato para a Justiça Eleitoral? Cuidado, amanhã, o STF pode acabar com a Lava Jato.

    Nesta quarta-feira, 13, o Supremo Tribunal Federal vai julgar uma ação que poderá passar todos os processos sobre crimes de corrupção e lavagem de dinheiro para serem julgados como crimes eleitorais, sob a responsabilidade da Tribunal Superior Eleitoral.

    Operação Lava Jato

    Se isso acontecer, será a maior prova de que o Supremo estará trabalhando para encobrir os corruptos no Brasil. Será o fim da Operação Lava Jato. Se eles votarem a favor de Ação, os ministros poderão também anular todos os processos já julgados pela Lava Jato e livrar quem já está na cadeia, como Lula, Eduardo Cunha e Sérgio Cabral.

    Temos que exigir que haja harmonia entre os três Poderes: Excecutivo, Legislativo e Judiciário. Se os ministros aprovarem essa aberração, eles estarão na prática interferindo nos Poderes Executivo e Legislativo.

    O Brasil não pode permitir que isso aconteça. Mande o seu recado aos ministros do STF, cuja função principal é fazer cumprir a Constituição Federal. (Renato Ferreira)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.