Quarta, 23 Outubro 2019 | Login

 

Homenagem aos Pais do Prefeito de Osasco, Rogério Lins.

Neste sábado, 10/08, o sonho da casa própria começou a se tornar realidade para mais de 900 famílias em Osasco. A Prefeitura, por meio da Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano (Sehdu), iniciou a mudança das primeiras famílias para o Conjunto Residencial Miguel Costa, em Quitaúna, zona Sul da cidade. Os serviços contaram com apoio das secretarias de Segurança e Controle Urbano (Secontru) e de Transportes e da Mobilidade Urbana (Setran).
No acordo entre Prefeitura, Exército e CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) ficou acertado o acesso de 19 caminhões de mudança por hora. A operação continua no domingo, 11/8, das 7h às 18h, e nos demais finais de semana até que sejam concluídas as mudanças das 960 famílias do Miguel Costa.
Ação Judicial
A ocupação do Conjunto Residencial Miguel Costa é resultado de uma ação judicial conjunta entre a Prefeitura de Osasco, Ministério Público e Defensoria Pública da União em abril desse ano junto à Justiça Federal. A decisão judicial autorizou o acesso dos moradores ao residencial, mas antes foi necessário a assinatura dos contratos com a CEF (Caixa Econômica Federal) e a criação de um bolsão de estacionamento próximo a estação de trem de Quitaúna para atender aos moradores.
Acesso liberado
O acesso ao Conjunto Habitacional Miguel Costa, entrave que impediu a ocupação do empreendimento desde que foi concluído em novembro do ano passado, se dará pelo acesso de nível, passando sobre a linha da CPTM e em frente ao Quartel do Exército, em Quitaúna.
Os moradores também terão duas passarelas: uma na estação de trem de Quitaúna e outra no Km 21. Até que a prefeitura construa um viaduto sobre a linha férrea e que desemboque na Avenida dos Autonomistas, os moradores do Conjunto Miguel Costa terão bolsões de estacionamento e serviço de traslado 24 horas das estações de trem até o conjunto residencial. (Informações da Secom)
Para presidente do TJ-SP, paralisação representa um risco à economia pública. Decisão de 1ª Instância havia suspendido serviço, após reivindicação de associação que alertava sobre riscos e perda de patrimônio histórico.
Nesta sexta-feira, 09/08, a Justiça liberou a retomada da obra da Prefeitura de São Paulo no Vale do Anhangabaú, no Centro da capital. Para o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), a paralisação representa um risco à economia pública.
Há uma semana, a Justiça atendeu ao pedido da Associação Preserva SP para embargar a obra de qualificação do espaço devido à falta de discussões com a sociedade sobre a intervenção em um local de importância histórica para o município, e também devido à falta de um estudo de viabilidade ambiental e arqueológico. Paralelamente, o Ministério Público abriu um inquérito para investigar os gastos com as obras.
Obra no Vale Anhagabaú
Segundo o projeto da mega-obra, o Vale do Anhangabaú ficará assim
A prefeitura recorreu da decisão e respondeu aos questionamentos, afirmando que o projeto foi orçado em R$ 3,8 milhões e houve aprovação junto a todos os órgãos responsáveis pela preservação do patrimônio histórico do município, além de discussão com os conselhos públicos.
Nesta sexta-feira, o desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças autorizou a retomada das obras, destacando o prejuízo financeiro que a paralisação causa a toda a sociedade. “Cada dia de paralisação da obra representa prejuízo estimado ao município de São Paulo de R$ 42.744,66, isso levando em conta apenas os custos contratuais referentes à remuneração de 108 funcionários e 38 equipamentos mobilizados”, disse.
Na decisão, o juiz incluiu ainda a manifestação favorável ao projeto por parte do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade (Conpresp) e do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado (Condephaat), e acrescentou que o foi debatido com a sociedade civil, como, por exemplo, em apresentação pública ocorrida em 2015.
“Não se trata de intervenção feita “de imediato” e à sorrelfa, o que ganha relevância especialmente ante a ausência de oposição administrativa ou judicial anterior, em momento em que o prejuízo à Municipalidade teria sido muito menor (ao contrário do que se dá agora, quando a obra já está iniciada e o local foi transformado em um imenso canteiro de obras)”, escreveu em sua decisão. (G1)
Nesta quarta, 07/08, o prefeito de Osasco Rogério Lins, recebeu as primeiras viaturas da Polícia Militar com novo grafismo determinado pelo Governo de João Doria. Segundo informou a Secretaria de Segurança do Estado,a substituição de toda a frota da PM será realizada de forma gradual.
Osasco novas viaturas da PM veículos
Por uma questão de economia, aas novas viaturas são adesivadas. As cores vermelha, cinza e preto foram aplicadas sobre o veículo branco com o mapa do Estado de São Paulo nas mesmas cores em suas laterais com o branco predominando.
“Estamos usando mais branco, que é a cor da paz, da polícia pacificadora, que nos protege. Além disso, ao invés de serem pintadas, as viaturas são adesivadas, o que valoriza e facilita a recuperação e troca de adesivagem, se necessário. Ganhamos dois dias no tempo de recuperação (em caso de acidentes ou danos)”, disse o governador João Doria.
Osasco novas viaturas da PM motos
Nas redes sociais, ao lado da vice-prefeita, Ana Maria Rossi, e do secretário de Segurança, Coronel Virgulino, o prefeito Rogério Lins falou sobre a renovação da frota: “Osasco recebeu 17 novas viaturas da Polícia Militar, para que possamos ampliar as ações de combate à criminalidade. Agradecemos ao Governador João Dória por mais esse importante investimento em nosso município”, afirmou Lins.

 

Nesta terça-feira, 06/08, a Câmara Municipal de Osasco, sob a Presidência do vereador Ribamar Silva (sem partido), realizou sua primeira sessão ordinária após o recesso parlamentar de julho. Como de praxe, o prefeito Rogério Lins (Pode) participou da sessão, ocasião em que falou sobre diversos Projetos do Executivo que serão enviados para apreciação do Legislativo no segundo semestre.

O juiz e Diretor do Fórum de Osasco, Samuel Karasin, também participou do evento. Pela primeira vez uma sessão ordinária da Câmara contou com a presença dos Presidentes dos Três Poderes - Legislativo, Executivo e Judiciário - do Município de Osasco.

Após a leitura do Expediente pelo secretário da Mesa, vereador Daniel Matias, Ribamar Silva passou a palavra a Rogério Lins, agradecendo-o pela visita. "Estamos felizes e honrados em recebê-lo mais uma vez aqui na Casa do Povo, prefeito Rogério Lins. E também agradecidos a Deus pela recuperação de Vossa Excelência e também da Primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Aline Lins. Conte sempre com o apoio do Legislativo de Osasco", disse Ribamar Silva.

No dia 28 de junho, Rogério e Aline Lins sofreram queimaduras de primeiro e segundo graus quando acendiam a fogueira junina do Arraiá do Servidor, na Arena Vip. Ambos ficaram internados por 12 dias no Hospital Municipal Antônio Giglio e ainda têm restrições à luz solar e ao calor.

Projetos do Executivo

Após agradecer nominalmente a todos os vereadores presentes, Rogério fez um resumo das ações do Executivo no primeiro semestre e destacou diversos Projetos que a Prefeitura enviará ao Legislativo no segundo semestre de 2019. São Projetos que beneficiarão diversas áreas, como Segurança, Saúde, Habitação e Educação, com destaque para o Projeto de Lei que prevê a implantação do Bilhete Único.

Vereadores de Osasco Rogério Lins

O prefeito Rogério fala sobre projetos do Executivo na primeira sessão após o recesso parlamentar na Câmara Municipal de Osasco

"Aproveito este momento para agradecer o apoio de todos os vereadores, pois, o Executivo depende desta Casa de Leis para aprovar os projetos em prol da população.Já investimos muito, por exemplo, na área de Segurança, como também em Saúde, Habitação e Educação. Vamos criar mais de 4 mil vagas em creche num programa pioneiro com parceria de gestão com a Fito. Entregamos hoje aqui o Projeto do Bilhete Único e se for aprovado pela Câmara, até o final do ano já estará funcionando em Osasco", afirmou Lins.

Novo Fórum

Ao usar a Tribuna da Câmara, o juiz Samuel Karasin falou sobre a importância da construção do novo Fórum da Comarca de Osasco. "Trata-se de uma importantíssima obra para um atendimento digno aos osasquenses. Então, aproveito esta oportunidade para agradecer o apoio desta Casa e de todos os vereadores para a conclusão do novo Fórum de Osasco", disse o doutor Karasin.

Segundo Ribamar Silva, o Legislativo vai colaborar com a construção do novo Fórum, destinando verbas não utilizadas pela Câmara. "Em nome do Poder Legislativo, nossa intenção é destinar R$ 5 milhões para a obra de reconstrução do fórum da Comarca de Osasco”,afirmou Ribamar.

Estiveram presentes também os secretários municipais, Sérgio di Nizo (Administração); Lau Alencar (Obras), José Carlos Vido (Chefe de Gabinete), Cel. Virgulino (Segurança e Controle Urbano) e o comandante da Guarda Civil Municipal, inspetor Raimundo. Mirelli Bueno representou a deputada Federal e presidente nacional do Podemos, Renata Abreu. Com o jornalista Renato Ferreira, Notícias & Opinião esteve presente à sessão e conversou com prefeito Rogério Lins e com o vereador Ribamar Silva (Renato Ferreira).

Segunda, 05 Agosto 2019 09:59

LAVA JATO: Bonat neles!

 

Bonat neles!

Em breve, o novo titular da 13ª. Vara Federal de Curitiba, juiz Luiz Antonio Bonat, responsável pela Lava Jato, deverá condenar Lula pelo sítio de Atibaia, a mais alguns anos de cadeia.

Lula em Atibaia

O ex-presidente Lula (PT), curtindo seu sítidio em Atibaia, que ele afirma ser de amigos seus

E aí, será que os canhotinhos e os adoradores de Lula vão continuar acusando Moro de perseguição política ao petista? (rf)

 

Neste sábado, 03/08, o cavaleiro brasileiro, Ruy Fonseca, 46 anos, sofreu uma queda com o seu cavalo, durante a prova de cross-country do hipismo no Pan-Americano de Lima, no Peru.

Ao saltar sobre um obstáculo, o animal tropeçou e acabou caindo sobre. Segundo o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Ruy passou por exames e está bem, assim como o seu cavalo. (Com informações do COB)

Segundo o Governo, haverá passeios aos sábados em todos os meses; de janeiro a julho deste ano, 6.109 passageiros já embarcaram nesse trem.
 
A CPTM ampliará o número de viagens feitas pelo Expresso Turístico Paranapiacaba a partir de setembro. Além dos passeios feitos todos os domingos, o serviço também funcionará em alguns sábados. Serão 3 viagens a mais por mês. Os interessados podem consultar as datas disponíveis no site da CPTM.
Em junho e julho, a Companhia fez passeios extras aos sábados para atender os visitantes do Festival de Inverno de Paranapiacaba e também avaliar a demanda. O resultado foi um sucesso: todos os bilhetes foram vendidos com antecedência de dois meses. De janeiro a julho deste ano, 6.109 passageiros já embarcaram rumo à Vila de Paranapiacaba. Durante todo o ano de 2018, quando as partidas eram só aos domingos, foram 8.673 passageiros.
Locomotiva a diesel
Trem de Paranapiacaba
O passeio do Expresso Turístico é feito em uma locomotiva a diesel, modelo Alco RS-3 de 1952, que conduz dois carros de passageiros, de aço inoxidável, fabricados no Brasil pela Budd – Mafersa nos anos 60 e que foram cedidos pela ABPF (Associação Brasileira de Preservação Ferroviária). O trajeto de cerca de 1h30 inicia a experiência histórica até Paranapiacaba, com ruas e construções inspiradas em vilas inglesas, contando um pouco da implantação da ferrovia no Estado de São Paulo no século XIX.
O preço unitário da passagem é R$ 50 (ida e volta), exceto para o embarque na Estação Prefeito Celso Daniel-Santo André, que sai por R$ 44. No entanto, os descontos podem chegar até 25% na compra de quatro passagens.
O bilhete é vendido das 9h às 18h, todos os dias, nas bilheterias das estações da Luz e Prefeito Celso Daniel-Santo André. Devido à procura, é preciso de programar para comprar o bilhete com dois meses de antecedência. Cabe ressaltar que o bilhete da CPTM contempla somente a viagem de trem até um dos destinos escolhidos. Roteiros complementares, podem ser consultados nos sites dos municípios visitados.
O embarque é realizado às 8h30 da plataforma 4 da Estação da Luz e o retorno das cidades visitadas, às 16h30. São 174 poltronas para acomodar confortavelmente os turistas, além de espaço reservado para cadeira de rodas (com cinto de segurança e ancoragem da cadeira).
As viagens do Expresso Turístico também são realizadas para Jundiaí (um sábado por mês) e para Mogi das Cruzes (um sábado a cada três meses). (Portal do Governo de São Paulo)

 

Nesta semana, o prefeito de Barueri, Rubens Furlan, e a sua filha, a deputada federal Bruna Furlan (PSDB-SP), anunciaram a construção de um Hospital Veterinário na cidade em parceria com o Governo do Estado. Trata-se do primeiro hospital público veterinário do Governo de São Paulo, em atendimento à solicitação de Bruna Furlan.

Antes, o projeto foi discutido em reunião com representantes da Prefeitura de Barueri e do Palácio dos Bandeirantes. Participaram do encontro a deputada Bruna, o prefeito Rubens Furlan, a assessora técnica da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Regional, Giovanna Guimarães Tripoli Von Uslar, e o ex-deputado federal Ricardo Tripoli (PSDB);

A deputada comemorou mais esse benefício para Barueri. “O primeiro hospital veterinário do governo do estado será em nossa cidade. O governador João Doria atendeu minha solicitação e orientou a Giovanna Guimarães Tripoli a implementar o projeto idealizado pelo Ricardo Tripoli”, postou Bruna nas redes sociais.

Rubens Furlan

O prefeito Rubens Furlan também comemorou o fato em sua página no Facebook. "Uma conquista importante da deputada Bruna Furlan para nossa cidade. O primeiro Hospital Público Veterinário do Governo do Estado será em Barueri. Assim como o CEPAD, que é referência no apoio ao animal doméstico, agora, vamos ampliar essa atuação sediando este projeto indicado pela Deputada Federal Bruna Furlan. Mais um grande projeto da gestão Doria", afirmou Furlan.

Segundo o deputado petista, os recursos das emendas parlamentares são destinados para ações e projetos na área da Saúde.
 
As cidades de Osasco e Itapevi, na região Oeste da Grande São Paulo, deverão receber cerca de R$ 1,1 milhão para serem aplicados na área da Saúde pública. São recursos oriundos de emendas parlamentares apresentadas pelo deputado Emídio de Souza (PT). Nesta quinta-feira, 1º de Agosto, membros da Liderança do Partido dos Trabalhadores na Alesp se reuniram com integrantes do governo de João Doria para negociar a liberação dos  recursos.
Segundo a assessoria do deputado, as emendas indicadas são destinadas para obras de infraestrutura, compra de equipamentos de saúde e aquisição de equipamentos para atendimento de crianças com deficiência.
No total destinado para Osasco, R$ 300 mil são indicados para a AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente) que atende crianças de Osasco, enquanto para a Prefeitura foram indicados R$ 500 mil para a realização de obras de infraestrutura.
“A indicação dessas emendas é uma forma de reiterar meu compromisso com a cidade de Osasco e com a AACD. Espero que esses recursos sejam úteis e possibilitem mais e melhores serviços para a população. Espero que o Estado libere esses recursos o quanto antes”, disse Emídio de Souza.
Itapevi
Para a cidade de Itapevi, o parlamentar petista indicou R$ 300 mil para serem usados na compra de equipamentos de saúde. (Com informações de Visão Oeste e Assessoria)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.