Quarta, 23 Outubro 2019 | Login
Segundo a Polícia Federal, nos últimos cinco anos, aproximadamente R$ 500 milhões do Fies e Prouni foram concedidos fraudulentamente. É mais uma herança maldita da "Pátria Educadora" dos governos petistas.
 
Nesta terça-feira, 03/09, a Polícia Federal deflagrou a "Operação Vagatomia" para investigar fraude no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do governo federal. O dono da Universidade Brasil, José Fernando Pinto da Costa, de 63 anos, e outras 18 pessoas foram presas.
A Polícia Federal informou que dos 22 mandados de prisão, 16 foram cumpridos pela manhã e três à tarde.
Entre os presos estão o filho do empresário, funcionários da universidade, além do presidente e o vice do Fernandópolis Futebol Clube.
A Operação Vagatomia investiga esquema de fraude na concessão do Fies e também na comercialização de vagas e transferências de alunos do exterior, principalmente, do Paraguai e Bolívia, para o curso de medicina em Fernandópolis (SP).
Bolsas do Prouni e fraudes relacionadas a cursos de complementação do exame Revalida também estão sob investigação da Polícia Federal. Estimativas da Polícia Federal indicam que, nos últimos cinco anos, aproximadamente R$ 500 milhões do Fies e Prouni foram concedidos fraudulentamente.
O dono da Universidade Brasil em Fernandópolis, José Fernando Pinto da Costa, foi preso em São Paulo. O filho dele, que também é sócio do grupo educacional, foi preso no aeroporto de Guarulhos (SP). Eles são apontados pela PF como chefes do esquema.
 
Pf prende dono de faculdades dinheiro apreendido
Dinheiro apreendido na casa de um dos investigados na operação Vagatomia, da Polícia Federal em Jales — Foto: Polícia Federal/Divulgação
A assessoria da Universidade Brasil informou que está ciente da operação da Polícia Federal e que, por enquanto, não vai se pronunciar sobre o assunto.
Policiais também fizeram buscas em um haras em Porto Feliz, que pertence ao dono da universidade preso na operação.
A Polícia Federal informou que durante a operação alguns investigados tentaram fugir no momento das prisões e outros jogaram celulares de prédios, antes da entrada dos policiais. Os celulares foram recuperados e os foragidos foram localizados e presos.
Operação
Pf prende dono de faculdades Policiais
Policiais federais cumpriram mandado de busca e apreensão em imóvel em Porto Feliz — Foto: Carolina Abelin/TV TEM
A ação, deflagrada pela delegacia da PF de Jales (SP), contou com 250 policiais federais para cumprir 77 mandados nas cidades de Fernandópolis, São Paulo, São José do Rio Preto (SP), Santos (SP), Presidente Prudente (SP), São Bernardo do Campo (SP), Porto Feliz (SP), Meridiano (SP), Murutinga do Sul (SP), São João das Duas Pontes (SP) e Água Boa (MT).
Entre os mandados expedidos estão 11 prisões preventivas, 11 prisões temporárias, 45 ordens de busca e apreensão e 10 medidas cautelares (alternativas à prisão). A Justiça Federal também determinou o bloqueio de bens e valores dos investigados até o valor de R$ 250 milhões.
O material apreendido será encaminhado para a PF em Jales, onde passará por análise no interesse das investigações em curso.
Os presos foram indiciados pelos crimes de organização criminosa, falsidade ideológica, inserção de dados falsos em sistemas de informações e estelionato majorado, cujas penas somadas podem chegar a 30 anos de reclusão.
Eles serão ouvidos e posteriormente levados para cadeias da região onde permanecerão presos à disposição da Justiça Federal.
O nome da operação Vagatomia foi utilizado em alusão ao termo “tomia”, que significa “corte”, comumente utilizado em palavras que denominam procedimentos cirúrgicos.
Como os investigados reduziam as vagas do curso de medicina e Fies, na medida em que as vendiam, candidatos que teriam direito ao financiamento do Governo Federal sofriam com o corte das vagas disponíveis.
Medalha honrosa
O dono e reitor da Universidade Brasil José Fernando Pinto da Costa, preso nesta terça-feira, foi homenageado, em 2018, pelo Ministério da Saúde com a medalha de mérito Oswaldo Cruz.
A medalha é um reconhecimento pela atuação destacada no campo das atividades científicas, educacionais, culturais e administrativas pelos resultados benéficos à saúde de milhares de brasileiros.
A ação honrosa contou com a participação do então ministro da Saúde, Ricardo Barros, no dia 27 de fevereiro.
Investigação
A PF recebeu informações, no começo do ano, de irregularidades que estariam ocorrendo no campus de um curso de medicina em Fernandópolis (SP). Vagas para ingresso, transferência e financiamentos Fies para o curso de medicina estariam sendo negociados por até R$ 120 mil por aluno.
Durante oito meses de investigações, a PF concluiu que o chefe da organização criminosa é o dono da universidade onde as fraudes aconteciam, que também ocupa o cargo de reitor.
Segundo a PF, uma estrutura formada por funcionários e pessoas ligadas à universidade dava condições para que as fraudes fossem realizadas.
O esquema contava com “assessorias educacionais”, de acordo com a PF, e contava com o apoio dos donos e toda a estrutura administrativa da universidade para negociar centenas de vagas para alunos, que aceitaram pagar pelas fraudes em troca de matrícula no curso de medicina.
A Polícia Federal informou que muitos desses alunos já identificados. Eles também podem responder criminalmente. (Informações do G1)

Acumulado nos oito primeiros meses é de superávit de US$ 31,75 bilhões.

 

A balança comercial brasileira registrou saldo positivo de US$ 3,28 bilhões no mês de agosto, informou hoje (2) balanço divulgado pela Secretaria Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia. O valor é 23,7% superior ao alcançado no mesmo período de 2018.

Em agosto, o país exportou US$ 18,85 bilhões, uma queda de 8,55% em relação ao registrado no mesmo mês do ano passado. Já as importações somaram US$ 15,57 bilhões, queda de 13,32% em relação a agosto de 2018.

De acordo com os dados da Secretaria Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais, as exportações de produtos básicos, como milho, fumo em folhas, café em grãos, carne suína e minério de ferro somaram US$ 10,34 bilhões.

Os produtos manufaturados, como carros, motores e autopeças, somaram US$ 6,16 bilhões. Já os semimanufaturados, como ferro, aço, ferro em ligas, somaram US$ 2,31 bilhões.

No acumulado de janeiro a agosto, o saldo comercial acumulou supéravit de US$ 31,75 bilhões, valor 12,9% inferior ao alcançado em igual período de 2018, que somou US$ 36,66 bilhões.

As exportações apresentaram, no acumulado de 2019, valor de US$ 148,85 bilhões. O número representa uma queda de 5,2% em relação ao apurado no mesmo período de 2018, que foi US$ 157,9 bilhões.

As importações somaram US$ 107,09 bilhões, queda de 2,8% sobre o mesmo período do ano anterior, de US$ 121,23 bilhões. (Agência Brasil)

Pois é. Enquanto a oposição e parte da mídia continuam mentindo e tentando desestabilizar o Governo de Bolsonaro, o Brasil continua crescendo para o bem dos brsileiros. (Renato Ferreira)

 

Na tarde da última quinta-feira, 29/08, a prefeita de Araçariguama, Lili Aymar, assinou documento de autorização para a realização de mais uma licitação para a cidade de Araçariguama. São licitações a Secretaria de Obras dar continuidade às pavimentações das avenidas Igavetá, Aparecidinha, das ruas do Viçoso e do bairro da Chácara Dora, além Ruas Sandra, Sueli e Simone.

Como a prefeita Lili ressaltou, essas obras serão realizadas graça aos frutíferos trabalhos realizados na esfera federal, onde o governo federal realizou os depósitos dos recursos necessários, São recursos oriundos de emendas federais conquistadas politicamente pela prefeita Lili Aymar.

Araçariguama Pavimentação

Todas essas emendas foram realizadas através do apoio dos deputados Federais Marcos Pereira(PRB), Bruna Furlan (PSDB), Roberto de Lucena (Podemos), Herculano Passos(MDB), Eli Correia(DEM), Renata Abreu (Podemos) e Baleia Rossi(MDB), os quais a chefe do Executivo fez questão de agradecer. “Agradecemos imensamente em nome da população de nossa cidade, ao empenho dos amigos deputados, que sempre olharam para a nossa cidade com bons olhos, em busca – cada vez mais – do crescimento e progresso de Araçariguama. Nossa gratidão também ao Ministro Chefe da Casa Civil do Governo Bolsonaro, Onix Lorezoni, pelo inestimável apoio à nossa cidade", disse Lili Aymar.

As licitações estão previamente marcadas para serem realizadas nos dias 22 e 23 do próximo mês. “Isto é o resultado do trabalho e dedicação dos membros da equipe de projetos especiais do vereador e secretário de planejamento Paulo Volcov, bem como de todos os funcionários das licitações e administração, com excelentes trabalhos realizados”, afirmou a prefeita Lili.

Além dos setores de planejamento, licitação, e todas as demais áreas envolvidas, Lili Aymar agradeceu também ao apoio dos vereadores da bancada do governo na Câmara, Rogério Guilherme , Moises Arruda , Lili Marques , Marcelinho , Fran e Marinaldo de Deus, e dos secretários Fabio Aymar , Paulo Volcov , Judivan, Costa do Gás e Tilapia .(Fonte - Secom - Imagens: Duda Viana)

Quem for pego em flagrante fumando nos parques estará sujeito a uma multa de R$ 500. Excelente lei que deveria pegar em todo Brasil.
 
Nesta sexta-feira, 30/08, o prefeito Bruno Covas sancionou lei - aprovada pela Câmara Municipal de São Paulo - que proíbe fumar nos parques públicos municipais da cidade. A lei passa a valer em 60 dias e não será permitido o consumo de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos, narguilés, vape ou qualquer produto fumígeno, derivado ou não do tabaco.
Quem for pego em flagrante fumando nos parques estará sujeito a uma multa de R$ 500, aplicada em dobro na reincidência.
 
Bruno Covas
Bruno Covas, Prefeito de São Paulo
“Não combina o uso do cigarro com um espaço em que se quer preservar a natureza, conviver com a família, praticar esportes. Enfim, não tem nenhuma relação o uso do fumo em espaços como esse. Portanto, sancionei a lei, fico muito feliz de poder ter sancionado essa iniciativa e vamos agora conscientizar a população da importância desta lei", disse o prefeito Bruno Covas.
Os parques receberão placas com o aviso da proibição e valor da multa. A expectativa do prefeito é que, em 60 dias, as placas já estejam colocadas e esteja finalizada a discussão com os conselhos gestores dos parques, formado por integrantes da população, que serão os responsáveis pela definição das áreas destinadas aos fumantes.
Segundo Covas, a fiscalização será feita pelos agentes da Secretaria do Verde e Meio Ambiente, com o apoio da Guarda Civil Municipal – GCM.
Como será
Prefeitura de São Paulo proibe furmar nos parques
A multa será aplicada por meio da identificação com documento de identidade, CPF (Cadastro de Pessoa Física) e endereço para onde será enviado um boleto. Haverá ainda um canal para os frequentadores denunciarem os infratores.
"A GCM vai ajudar os fiscais da Secretaria do Verde e Meio Ambiente. Quem aplicará a multa será o fiscal, o GCM ajuda a dar segurança, porque muitas vezes os fiscais ficam inibidos porque sofrem ameaças", explicou o prefeito.
Para ele, não haverá problemas na aceitação da lei, porque a questão é cultural, e deve ser incorporada pela população assim como ocorreu com a lei que proíbe o fumo em restaurantes e bares.
“Quando foi aprovada a lei que proíbe fumar em restaurantes em São Paulo a preocupação era com a fiscalização. Hoje, nós não temos nenhuma multa aplicada em bares e restaurantes e ninguém fuma nesses locais. Já virou uma questão cultural. Muito mais do que punir as pessoas, é uma questão de conscientização”, finalizou o prefeito. (Informações da Agência Brasil)
 
Sérgio Corrêa Brasil, ex-diretor do Metrô de São Paulo, afirmou a procuradores da Lava Jato, em delação premiada, que existia um esquema de corrupção e propina na empresa.
De acordo com ele, os ilícitos aconteceram entre 2004 e 2014, durante os governos dos tucanos Geraldo Alckmin (foto) e José Serra.
O ex-executivo destacou que o arranjo mirava favorecer empreiteiras, financiar campanhas políticas e obter vantagens na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) e no Tribunal de Contas de São Paulo.
Na delação, Sérgio Brasil ainda afirmou que as companhias Odebrecht, Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa pagavam propina em forma de repasses mensais aos partidos PPS (atual Cidadania), PSDB, PFL (hoje DEM) e PTB — então partidos da base do governo, que, em troca, apoiavam a administração.
Em função do esquema, as obras das linhas do Metrô ficaram mais caras e mais lentas.
Os citados na delação negam qualquer cometimento de ato ilícito. (Conexão Política)
Pelo projeto "Em Frente, Brasil", cada municípios receberá R$ 4 milhões para as ações.
 
Enquanto a esquerda fica 24h só criticando e tentando desestabilizar o Governo Federal, O Presidente Jair Bolsonaro lançou nesta quinta-feira 29/08 o projeto "Em Frente, Brasil", que tem como objetivo o enfrentamento à criminalidade violenta no país por meio de forças-tarefas, a partir ações conjuntas entre a União, os estados e os municípios.
O projeto-piloto será implementado em cinco cidades: Ananindeua (PA), Goiânia, Paulista (PE), Cariacica (ES) e São José dos Pinhais (PR). Serão investidos R$ 20 milhões para financiar as atividades, sendo R$ 4 milhões para cada município, ao longo dos próximos seis meses.
Na cerimônia de lançamento do projeto, no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro, ministros, governadores e prefeitos dos cinco municípios assinaram os protocolos de intenção para o início da primeira fase do projeto.
Crimes violentos
De acordo com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, os municípios que integram o projeto-piloto não são os mais violentos do país, mas registraram números absolutos de homicídios consideráveis nos últimos anos. O projeto tem como foco os crimes violentos, como homicídios, feminicídios, estupros, latrocínios e roubos.
Baseados no diagnóstico e nos índices de criminalidade, as cidades serão atendidas por meio da atuação transversal e multidisciplinar de iniciativas nas áreas da educação, saúde, habitação, emprego, cultura, esporte e programas sociais.
"É preciso nós termos segurança, é preciso nós termos policiais nas ruas, é preciso nós retirarmos de circulação o criminoso violento, o criminoso perigoso, mas também temos que enfrentar as causas da criminalidade, eventualmente relacionadas à degradação urbana, ao abandono e, para isso, nós precisamos aliar política de segurança sólida com políticas de outra natureza", disse o ministro Sergio Moro.
A primeira fase do projeto-piloto foi batizada de "choque de segurança", e inclui o emprego de diferentes forças policiais (federal, civil e militar) por meio de força-tarefa para desbaratar grupos criminosos organizados. O objetivo, no curto prazo, é reduzir os índices de criminalidade no território.
As metas serão definidas a partir da elaboração de um plano local de segurança para cada município, que será parte da segunda fase do projeto. Esse plano integrará, após um diagnóstico prévio, um conjunto de ações de políticas públicas em outras áreas, para reduzir as vulnerabilidades sociais que estão na causa dos altos indicadores de violência nessas regiões.
O Ministério da Cidadania anunciou a entrega, para cada uma das cinco cidades, de um micro-ônibus da rede de assistência social, para auxiliar nas ações integradas ao projeto.
"Nós vamos testar, num curto espaço de tempo, todas as ações integradas que podem haver, tanto na área de segurança, especificamente na repressão. [Vamos] Aumentar o controle do território pelas forças de segurança, mas também garantir uma melhoria dos indicadores sociais e do atendimento a essa população mais necessitada", explicou o ministro da Cidadania, Osmar Terra.
Elogio a Moro
Governo Plano de segurança em Frente Brasil
Sérgio Moro e Jair Bolsonaro
Em seu discurso, o presidente Jair Bolsonaro elogiou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, dizendo que ele é um "patrimônio nacional".
"Se Deus quiser, vai dar certo esse plano-piloto, montado pelo Ministério da Justiça e Segurança [Pública], tendo à frente o senhor Sergio Moro, que é um patrimônio nacional", disse Bolsonaro. (Informações da Agência Brasil)
O estado de São Paulo, que concentra 99% dos casos e registra uma morte pela doença este ano, recebeu o maior número de doses (56%).
 
As secretarias de Saúde de todos os estados começaram a receber esta semana as doses extras da vacina tríplice viral, para garantir a imunização extra contra o sarampo em todas as crianças de seis meses a 11 meses e 29 dias. De acordo com o Ministério da Saúde, 1,6 milhão de doses estão sendo distribuídas.
Desse total, 960 mil e 907 doses foram enviadas para os 13 estados que estão em situação de surto ativo de sarampo. O estado de São Paulo, que concentra 99% dos casos e registra uma morte pela doença este ano, recebeu o maior número de doses (56%).
“A vítima foi um homem de 42 anos, que não tinha recebido nenhuma dose da vacina ao longo da vida, e tinha histórico de comorbidade, ou seja, com um quadro de várias doenças. Nessa faixa etária, a pessoa deve ter pelo menos uma dose da vacina”, informou o ministério.
O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, disse que o ministério trabalha para erradicar a doença e recuperar o certificado de eliminação do sarampo no Brasil. “Para isso, a pasta tem atuado de forma integrada com os estados e municípios, para intensificar as ações de cobertura vacinal na rotina, além das vacinações de reforço nas crianças, que é a faixa etária com maior risco para complicação em decorrência da doença, e de bloqueio”, disse.
A vacina tríplice viral está disponível nos mais de 36 mil postos de vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o Brasil. Ela previne também contra rubéola e caxumba. (Agência Brasil)

 

Com o objetivo de buscar sempre o melhor atendimento à população, a Prefeitura de Osasco, sob o comando de Rogério Lins (PODE), continua investindo pesado na área da Saúde Pública. São investimentos que vão desde a construção e reforma geral em Unidades Básicas, UPAS e Prontos Socorros, até a reforma geral em setores do Hospital Municipal Antônio Giglio.

Osasco saúde 3

Nesta terça-feira, 27/08, acompanhado do secretário de Saúde, Fernando Machado Oliveira, de vereadores, de secretário Municipais, e da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Aline Lins, Rogério Lins entregou à população mais sete novas alas no Hospital Municipal.

Osasco saúde 2

Foram obras da nova UTI do 4º andar, recepção da ala de ortopedia, Clínica Ortopédica, Clínica Cirúrgica, Clínica Psiqiátrica, Parque Tecnológica (com setor de Raio X e Tomografia), além do setor de Endoscopia/Colonoscopia.

Osasco saúde 1

"Continuaremos trabalhando todos os dias para fazermos a saúde de Osasco ser cada vez melhor", postou Lins nas redes sociais. (Renato Ferreira)

 
O Grupo Proxer anuncia nesta quinta-feira (29) a compra da empresa HTec Brasil, uma provedora de acesso à Internet que utiliza o sistema de transmissão via rádio frequência em suas operações, podendo atingir locais distantes onde seriam necessários grandes investimentos em cabeamentos. Com a fusão das duas empresas será possível utilizar o melhor das duas tecnologias, já que a Proxer Internet opera com tecnologia via fibra ótica.

A HTec Brasil, fundada em 2011 pelo engenheiro Henrique Favero, tem sua sede em Araçariguama, e suas operações estão presentes também em São Paulo, no Alto da Lapa, até Sorocaba, passando por Barueri, Itu, Mairinque, Pirapora do Bom Jesus, São Roque, Itapevi, Carapicuíba, Santana de Parnaíba e Osasco. De olho neste mercado, a Proxer Internet dá um grande salto mercadológico, já que vinha operando apenas nos municípios de Pirapora do Bom Jesus e Araçariguama no segmento da Internet.

Para Marcelo Murro, fundador e diretor executivo do Grupo Proxer “este é mais um passo importante para a expansão das nossas atividades para outros municípios aonde a HTec vinha operando, e utilizando agora o melhor das duas tecnologias. Nossa empresa dará um salto muito grande, já que a HTec possui uma amplitude técnica reconhecida. Será um bom desafio para nossa empresa operacionalizar essa fusão de tecnologias. Aproveito também a ocasião para anunciar que o engenheiro Henrique Favero será, a partir de agora, nosso sócio e Diretor Técnico (CTO) da Proxer Internet, ficando responsável por toda a área de pesquisa e desenvolvimento”, ressaltou Murro.

GRUPO PROXER
Atualmente, o Grupo Proxer coloca no mercado diversos produtos, além da Internet, nas áreas de Rastreamento e Tecnologia Mobile, Plataformas de Gestão (PXOS e Pxlog), provedores de telecomunicação, manutenção de redes e equipamentos, administrativo e financeiro. Com capital 100% nacional, mantém sua sede na cidade de Osasco e filiais no Rio de Janeiro, Pirapora do Bom Jesus e Araçariguama.


A empresa também deu início em abril de 2018 ao processo de expansão para o mercado europeu, através de uma parceria com uma empresa de Portugal, a W4M Media, com negócios nas cidades de Lisboa, Porto e Faro. Em agosto do mesmo ano foi a vez de atingir o mercado latino-americano, em parceria com o Grupo MSA da Colômbia nas cidades de Bogotá e Medellin. (Cláudio A. Ferigoli)
Por Vanessa Dainesi (Girosa) -
 
O presidente estadual do PSDB, Marco Vinholi, confirmou na noite dessa segunda-feira, 26, que o vice-presidente da legenda em Osasco, vereador Dr. Lindoso será o nome do partido que disputará o cargo de prefeito nas eleições de 2020. "Temos plena confiança na sua candidatura e na sua vitória. Espero que Osasco possa ter um prefeito como você, que sempre está preocupado com as causas mais essenciais da cidade" disse durante participação do evento Juntos por Osasco organizado por Lindoso.
 
Vinholi ainda lembrou o apoio do parlamentar na eleição de 2018, na qual, João Doria foi eleito governador do Estado de São Paulo. "Como vereador o senhor tem construído um mandato de excelência e como candidato a deputado estadual o senhor foi um grande parceiro do governador e pode ter certeza que não esqueceremos disso e nem da sua lealdade levantando nossa bandeira em um momento difícil", enfatizou acrescentando que a executiva estadual dará todo apoio ao nome de Lindoso. "Estaremos de mãos dados para construir sua vitória, e também, um grande mandato de prefeito", finalizou.
 
Ao Giro S/A, Lindoso disse que se surpreendeu com o apoio da executiva estadual. "Foi surpresa pra mim, mas esse projeto precisa ser macro, ou seja, ter o apoio de todos, não pode ser algo só do Lindoso. Mas, com certeza esse apoio me dará muito mais motivação para entrar na disputa", revela.
 
Ausências Apesar de ter lotado o auditório da Aceo (Associação Comercial e Empresarial de Osasco) e da presença de alguns políticos da região, a ausência dos vereadores que compõem a bancada do PSDB na Câmara de Osasco (vereadores Didi e De Paula) foi notada. Lindoso minimizou o fato e afirma que todas as lideranças foram convidadas. "O evento foi organizado por mim, mas fiz questão de convidar os vereadores, acredito que eles estejam envolvidos em outras atividades", garante.
 
No entanto, nos bastidores da política existem informações de que existe resistência de uma ala do partido ao nome de Lindoso. Ele afirma que essa situação deve ser resolvida em breve. "Acho que vamos solucionar essa questão com muito diálogo.Temos que nos unir nesse momento para chegarmos a um denominador comum", finalizou. (Conteúdo do Jornal Giro S/A)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.