Sábado, 21 Julho 2018 | Login

Falhas na Educação e no Planejamento foram apontadas como as principais causas dos problemas na área de segurança para a sociedade

 

Com o objetivo de discutir as causas dos problemas na área de segurança pública e elaborar projetos futuros, o ex-secretário de Governo de Osasco e pré-candidato a deputado estadual pelo Podemos, Gelso Lima, promoveu na noite de quarta-feira, 18, um importante debate sobre o tema, na cidade Osasco.

Realizado no auditório da ACEO (Associação Comercial e Empresarial de Osasco), o evento reuniu mais de 200 pessoas e os seguintes palestrantes: Benedito Mariano (Ouvidor das polícias Civil e Militar do Estado de São Paulo); Paulo Sérgio Maluf Barroso (Delegado Assistente da Ouvidoria); Alexandre Volpiani Carnelós (Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB Osasco); Tenente Coronel Ricardo Tahara (Comandante do CPA/M-8); inspetor Rildo (GCM-Osasco); e o Tenente Coronel Marcos Abondanza Vitiello (Comandante do 36º BPM/M).

Debate sobre Segurança Público

Cada debatedor falou sobre as principais ações de suas instituições, destacando que todas as forças ligadas à segurança pública tem se empenhado no trabalho preventivo e de inteligência para combater a criminalidade. E todos apontaram, de um modo geral, que investimentos nas áreas da Educação e de Planejamento são essenciais para a solução dos problemas enfrentados na Segurnça Pública, como também o aumento do efetivo e a valorização dos policiais. (Fotos: Reinaldo Vaz)

Principais trechos do debate:

Cel. Tahara

Em sua fala, o Ten. Cel. Tahara elencou os principais motivos pelos quais crimes continuam acontecendo, apesar dos esforços da polícia. Ele salientou que em 20 anos a população que compreende a região do CPAM-8 cresceu mais de 26%, enquanto que o efetivo da polícia cresceu apenas 4%. Além disso, as leis que regem o sistema prisional contribuem de certa forma para que criminosos estejam nas ruas, já que 5% dos presos liberados nos indultos em datas especiais não retornam à prisão. Tahara também citou a crise econômica, o desemprego, falhas na prevenção primária, falhas na ressocialização do preso e sistema educacional deficitário como fatores que ajudam o crescimento dos índices criminais.
Cel. Vitiello
Para o também Ten.Cel. Vitiello, a Educação é fator primordial para diminuição do crime na sociedade. “Segurança pública se faz com educação. Educação é fundamental e é nisso que os governos precisam investir porque é através da Educação que vamos rodear todos os outros fatores que culminam na prática do crime. Se investirmos em Educação teremos uma segurança pública sustentável”. Ele aproveitou a ocasião para agradecer Gelso Lima pela promoção do evento, explicando que “muita gente fala mal das polícias, e que uma oportunidade como essa é dada por gente que tem coragem”.
Benedito Mariano
Benedito Mariano, que já foi ouvidor da polícia de São Paulo de 1995 a 2000 e que agora retorna ao cargo, considera que o grande problema da instituição paulista hoje é a desvalorização profissional, cujos salários estão em 23º lugar no ranking das piores remunerações do Brasil, que tem 26 Estados, além da diminuição do efetivo tanto da PM como da Polícia Civil. “Para fortalecer a segurança pública, a polícia de São Paulo precisa de valorização profissional e a sociedade precisa cobrar essa questão de todos os candidatos ao Governo de São Paulo. Essa seria a primeira grande contribuição do governo para melhorar a segurança pública no Estado de São Paulo”.
Entre outros fatores, Mariano também falou sobre a estrutura deficiente da polícia, lembrando que o Estados tem mais de 600 municípios e que cerca de 300 deles não tem delegados. “Um único delegado às vezes cobre 12, 15 cidades. Tem cidades em que a presença da polícia judiciária se faz com um único investigador. A polícia civil diminuiu de tamanho. Há 20 anos tínhamos 37 mil policiais e hoje temos 25 [mil]. O Estado cresceu, os problemas cresceram, e a polícia diminuiu de tamanho. É isso que temos que discutir na segurança pública”, salientou.
Delegado Sérgio Maluf
Paulo Sérgio Maluf Barroso defende a união das polícias para combater a criminalidade. “Quando o Estado, através dos seus aparatos trabalha em conjunto, o crime tende a perder”. Ele ratificou o que Mariano disse, e salientou a importância da valorização salarial do policial de São Paulo. “A polícia não vai ser forte se o policial não tiver tranquilidade para trabalhar”.
Inspetor Rildo
Por sua vez, o inspetor Rildo lembrou que a lei 13022, de 2014, regulamentou o papel da Guardas Municipais, e que isso foi de extrema importância no contexto da segurança pública dos municípios. “A lei quebra paradigmas, porque havia muito questionamento sobre a atuação das GCM’s. O artigo 3º diz que a GCM tem que preservar a vida. As pessoas pensam que nós estamos ligados ao cuidado do patrimônio, mas nós temos que preservar a vida. Está na lei”, explicou.
Advogado Alexandre Carnelós
Encerrando a primeira parte do evento, antes das perguntas dos jornalistas, o Dr. Alexandre Carnelós falou sobre a questão dos Direitos Humanos dentro do tema segurança pública e assim como os outros, defendeu a Educação e o Planejamento como pilares para todos os segmentos da sociedade.

Notícias & Opinião esteve presente e registrou o evento. Veja aqui: https://www.facebook.com/orenatoferreira/posts/1805355392888026

Em Osasco, os cursos serão ministrados nas escolas por técnicos da Secretaria da Saúde e do Corpo de Bombeiros 

 

Na noite desta quarta-feira, 19/07, o prefeito de Osasco, Rogério Lins, sancionou a Lei Lucas Begalli Zamora que dispõe sobre a obrigatoriedade de curso de primeiros socorros nas escolas públicas e particulares de ensino básico no município. O evento, realizado na Sala Osasco, reuniu gestores públicos, funcionários da Secretaria de Educação e também parentes e Alessandra Begalli Zamora, mãe do garoto Lucas, que faleceu em 2017, aos 10 anos, após se engasgar numa excursão e não receber os primeiros socorros a tempo.

Lei Lucas público 2

O fato lamentável, que agora se transforma em Lei, aconteceu no dia 27 de setembro de 2017, quando o único filho de Alessandra, o Lucas, saiu feliz para participar de uma excursão escolar. No local, foi oferecido cachorro quente quando o menino engasgou com um pedaço de salsicha. Por não ter pessoas especializadas em primeiros socorros, ele só foi atendido devidamente com a chegada do médico, que já o encontrou em morte cerebral. Dois dias depois, o menino morreu devido à asfixia mecânica.

Segundo o vereador Ralfi Silva (Podemos), autor do Projeto de Lei, na Câmara de Osasco, Alessandra o procurou para elaboração da Lei, a fim de evitar outros acidentes no ambiente escolar com o mesmo desfecho. "São muitas as vítimas de acidentes desse tipo em escolas, que poderiam ser salvas, com massagens cadíacas, torniquetes, imobilizações e outras técnicas de fácil execução, mas, poucas pessoas detêm o conhecimento necessário para aplicá-las adequadamente em caso de necessidade".

O Secretário de Educação de Osasco, Antonio Toschi, afirmou que já em agosto de 2018, os profissionais da Educação já deverão iniciar os cursos ministrados por membros da Secretaria Municipal da Saúde e também pelo Corpo de Bombeiros.

Atualmente, a Lei Lucas já foi criada em mais de 500 municípios do Brasil. Segundo o vereador Ralfi, a proposta já se encontra também no Congresso Nacional e deverá, primeiramente, ser discutida e votada no Senado para se tornar em Lei Federal.

Lei Lucas Alessandra

Notícias & Opinião esteve presente ao evento, onde conversou com o prefeito Rogério Lins e com o vereador Ralfi. Infelizmente, por problemas técnicos não conseguimos gravar com Alessandra Begalli Zamora. Mas, ela disse que, atualmente, com a criação da Lei Lucas em centenas de cidades, ela já serviu para salvar muitas crianças e isso preenche a lacuna e saudade que ela sente do seu filho Lucas. (Renato Ferreira)

 

PSDB, PT e PDT disputam o apoio do partido do governador de São Paulo, legenda fundada por Miguel Arraes

Hoje, sem dúvida, o PSB é um dos partidos mais disputados pelos pré-candidatos à Presidência da República. E não é por acaso. Afinal, o Partido Socialista Brasileiro, fundado por Miguel Arraes, é muito forte no Nordeste, região onde tem vários governadores, tem fortes bancadas tanto no Senado como na Câmara dos Deputados e, atualmente, tem também o comando do Estado de São Paulo, o maior colégio eleitoral de São Paulo. O governador Márcio França assumiu o cargo em abril, no lugar do tucano Geraldo Alckmin, e concorrerá á reeleição. Recentemene, França esteve na cidade de Osasco, onde condedeu entrevista coletiva no Ciclo de Entrevistas - Eleições 2018, promovido pelo jornal O Diário da Região e AmeCom (Associação Metropolitana de Comunicação), e ADJORI (Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo).

Conforme entrevista publicada nesta terça-feira, 17/07, pelo portal Poder360, Márcio França afirmou que o seu PSB só deve decidir se apoia o pedetista Ciro Gomes para presidente às vésperas do prazo final para realização das convenções (5 de agosto). Os socialistas marcaram sua convenção para 4 de agosto.

Há no partido três opções que estão sendo discutidas internamente: o partido está dividido entre Ciro Gomes (PDT), o tucano Geraldo Alckmin e o candidato do PT, que ainda insiste na candidatura de Lula, que continua preso e condenado a mais de 12 anos de prisão.

Candidatura própria
Surgiu também dentro do PSB, uma quarta alternativa: a candidatura própria defendida pelo deputado Federal Júlio Delgado (PSB-MG).

O nome para a possível pré-candidatura socialista seria o de Renata Campos, viúva do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, morto em acidente de avião durrante a campanha de 2014. Casagrande agora fala até na possibilidade de não apoiar ninguém, ou mesmo uma candidatura própria.

O nome de Renata Campos, viúva do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, começa a ser ventilado.

“Tudo é possível"
Pré-candidato à reeleição, França diz na entrevista ao Poder360 que ele próprio já esteve bem mais definido. Mas que agora não sabe ao certo qual rumo tomará. Para sua campanha, há vantagens nos seguintes cenários:

- com Ciro Gomes – a aliança com o PDT aumentaria seu tempo de TV, subindo de 20 para 22 inserções de TV no horário eleitoral gratuito;
sem candidato – a legislação eleitoral permite que, não tendo candidato a presidente, França use nos programas de TV a imagem do amigo e ex-governador Geraldo Alckmin, do PSDB;
com candidato próprio – 1 nome como Renata Campos, viúva do ex-governador Eduardo Campos (Pernambuco), concorrendo a presidente permitiria ao partido estadualizar a campanha nacional.

Pesos-pesados
O Diretório de São Paulo divide com o de Pernambuco a maioria na Convenção Nacional do PSB. Paulistas aliam-se aos Estados do Sul e Centro-Oeste e pernambucanos, aos do Norte e Nordeste.

O governador de Pernambuco e pré-candidato à reeleição defende o apoio nacional do PSB ao PT. Como está difícil, passou a trabalhar para o partido liberar alianças nos Estados. Assim, pode ficar com o ex-presidente Lula. O problema é a pré-candidata petista ao governo pernambucano, Marília Arraes. Ela cresce nas pesquisas e dificulta a aliança de Câmara com os petistas.

Há ainda a ala socialista de Minas Gerais. Lá, o ex-prefeito de Belo Horizonte Marcio Lacerda trabalha para ser o vice de Ciro Gomes. Por outro lado, Júlio Delgado, líder do PSB na Câmara dos Deputados, passou a defender nos bastidores uma candidatura própria do partido a presidente. (Fonte: Poder360)

Lembre-se disso: sarampo mata!  No Brasil, há surtos em Roraima e no Amazonas e na região Sudeste já casos registrados da doença

 

Relatório divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) alerta para o aumento de casos de sarampo no mundo. Os números mostram que, nos quatro primeiros meses deste ano, foram registrados 79.329 casos da doença, contra 72.047 no mesmo período de 2017.

O pico da doença foi registrado no mês de março, quando foram identificados 25.493 casos. A maior parte dos casos de sarampo registrados em 2018 foram identificados em países como Uganda e Nigéria, na África; Venezuela, nas Américas; Iêmen, Emirados Árabes Unidos, Síria, Sudão e Paquistão, no Mediterrâneo Oriental; Ucrânia, Sérvia, Rússia e Romênia, na Europa; Índia, Tailândia, Mianmar e Indonésia, no Sudeste Asiático; e Filipinas e Malásia, no Sudeste Asiático.

Surtos no Brasil
De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil enfrenta pelo menos dois surtos de sarampo – em Roraima e no Amazonas. Até o dia 27 de junho, foram confirmados 265 casos de sarampo no Amazonas, sendo que 1.693 permanecem em investigação. Já Roraima confirmou 200 casos da doença, enquanto 179 continuam em investigação.

Ainda segundo a pasta, casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos estados de São Paulo (1), Rio Grande do Sul (6); e Rondônia (1). Outros estados têm casos suspeitos, mas que ainda não foram confirmados. Até o momento, o Rio de Janeiro informou oficialmente 18 casos suspeitos e dois casos confirmados de sarampo.

“O Ministério da Saúde permanece acompanhando a situação e prestando o apoio necessário ao Estado. Cabe esclarecer que as medidas de bloqueio de vacinação, mesmo em casos suspeitos, foram realizadas em todos os estados", diz o ministério.

Em 2016, o Brasil recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) o certificado de eliminação da circulação do vírus do sarampo. (Matéria extraída da Agência Brasil - EBC)

 
A Prefeitura de Osasco mobilizou as equipes das secretarias de Serviços e Obras (SSO) e Meio Ambiente (Sema) para a realização de ações de zeladoria e manutenção de vários bairros da cidade. As ações incluem poda de árvores, paisagismo, troca de lâmpadas, operação tapa buraco, roçagem, desratização e vistoria contra a dengue, remoção de lixo e entulho depositados em locais indevidos, obras de manutenção, pinturas de guias e postes, sinalização viária, entre outros.
Zona Sul
Na zona Sul, a transformação já pode ser conferida na Praça do Samba, reduto tradicional daqueles que gostam de música, caminhada ou reunião de amigos. O local passa por reforma geral, com pintura, poda de árvores, paisagismo, reforma de guias, nivelamento das calçadas, roçagem, capinagem, manutenção dos brinquedos do playgrond e da academia ao ar livre, recuperação da pista de caminhada e das esculturas, entre outras melhorias.
Com a renovação do espaço, os moradores poderão apropriar-se da praça, denominada Joaquim dos Santos Ribeiro, mas popularmente conhecida como Praça do Samba, e ajudar na sua manutenção, impedindo que despejem lixo em local indevido ou que destruam o patrimônio. A revitalização completa da praça está em fase de conclusão e será entregue à população no sábado, 14/7, em cerimônia que terá início às 14 horas.
Próximo dali, a Avenida Comandante Sampaio e as praças Cristo Rendentor e Florinda Sinegalha Saraiva também tiveram poda de árvores, limpeza e recuperação. Ainda na zona Sul, outro ponto a receber manutenção foi o Centro Esportivo e de Lazer Antônio Temporim, que foi revitalizado e entregue à população no sábado, dia 7/7. Entre as melhorias destaque para a renovação da Quadra de Bocha. Vale a pena passar por lá e conferir as melhorias.
No Jardim Bela Vista, a calçada em frente à UBS Santa Maria Goretti, na Avenida Analice Sakatauskas, 145, foi reformada, para melhorar a acessibilidade, atendendo um pedido dos usuários da unidade de saúde e comerciantes locais.
Zona Norte
Na zona Norte, os moradores do Parque Imperial, já podem notar a diferença no Escadão que liga as ruas Maria Eugênia da Conceição e Patrick Dimitruck. As tampas das bocas de lobo foram trocadas e alguns degraus do Escadão refeitos. O serviço contou ainda com capinagem, recuperação das valetas, pintura, e colocação de caixa de inspeção em duas saídas de esgoto para escoamento direto na rede coletora da Rua Maria Eugência.
As ruas Sanhaço, no Jardim Aliança, Arno Barreto de Magalhães e Viela Gaudêncio Rebelo, no Munhoz Júnior; Sérgio Ribeiro da Silva, no Bonança; e Rua Roberto Carlos Sassounian, no Portal, também já receberam a visita das equipes de zeladoria e manutenção.
Os próximos mutirões acontecerão no Jardim Rochdale, envolvendo as Avenidas Cruzeiro do Sul e Brasil e Rua Agudos, entre os dias 16 e 20/7; e na Vila Yolanda, entre os dias 23 e 27/7.
A administração está trabalhando pela recuperação dos espaços públicos, incentivando a população a apropriar-se desses lugares, para resgatar o convívio em sociedade e manter a cidade limpa e organizada.
 
Serviço
Os cidadãos podem solicitar serviços semelhantes. Basta fazer contato com a Central 156, que funciona 24 horas por dia. É importante que o cidadão ligue na Central 156 para registrar seu pedido e receber um número de protocolo, que permitirá o acompanhamento dos trabalhos. A Central também disponibiliza o telefone: (11) 3651-7080. (Texto: Olga Liotta -Fotos: Sérgio Gobatti/Secom/PMO

 

Na final da Copa, os croatas pressionaram, mas, os franceses foram superiores e venceram por 4 a 2. O croata Modric foi eleito o melhor jogador do Mundial

Acabou a Copa 2018! E parabéns aos franceses bicampeões do mundo! Numa partida emocionante, a França venceu a Croácia por 4 a 2 e conquistou o seu segundo título em 20 anos.

Neste domingo, 15/07, a Arena Luzniki, em Moscou, se transformou na Casa da França. Com um time jovem, a equipe de Didier Deschamps fechou com chave de ouro a sua bela campanha na Copa da Rússia. Apesar da pressão inicial da experiente seleção da Croácia, os jovens franceses mostraram mais técnica e mais tranquilidade para vencer por 4 a 2 e chegar ao grupo dos bicampeões mundiais de futebol.

E a festa que começou em Moscou não tem hora para terminar em Paris, onde milhares de torcedores  se reuniram na Champs Élysées e nos arredores da Torre Eiffel. Infelizmente, alguns torcedores provocaram também atos de vandalismo na Cidade Luz.

França é bicampeã 3 Mbappé

O jovem Mbappé foi eleito o craque revelação da Copa. Ele fez o quarto gol francês e, aos 19 anos, se tornou o segundo jogador mais jovem a fazer gol numa final da Copa. Ele fica atrás apenas do "Rei" Pelé, que, aos 17 anos, marcou dois gols no Mundial de 1958, na Suécia, na decisão contra os donos da casa. E quem também fez história nesta Copa foi o técnico Deschamps. Ele é o terceiro futebolista a se tornar campeão como jogador e como treinador. Antes, só o brasileiro Zagallo e o alemão Franz Beckembauer tinham acalçado tal glória.

O jogo

França é bicampeã 4 jogadores e torcida

A expectativa de todos era de que a Croácia chegaria bem mais cansada para a final, uma vez que vinha de três decisões com prorrogação. Nas semifinais, inclusive os croatas, mostraram muita raça e coração na vitória contra a Inglaterra.

E foram os croatas, realmente, que começaram pressionando o time francês. Tomaram a iniciativa do jogo desde o início, mas, não conseguiram abrir o placar.

E para decepção dos croatas, aos 18 minutos, após cobrança de falta de Griezmann, o atacante Mandzukic, de costa, acabou desviando para as próprias redes, fazendo 1 a 0 para a França, e o primeiro gol contra de uma final do Mundial.

Os croatas não desanimaram e, aos 28 minutos, Modric bateu falta pelo lado esquerdo do ataque. E após um desvio do lateral Vrsaljko, o zagueiro Vida ajeitou a bola para Persic, que fez um golaço empatando a partida.

A sorte, no entanto, não estava do lado croata. Aos 33 minutos, na tentativa de cortar a bola, Perisic acabou colocando a mão. E, após consultar o VAR (árbitro de vídeo), o bom árbitro argentino, Néstor Pitana, marcou pênalti, convertido por Griezmann. E o primeiro tempo terminou em 2 a 1 para os franceses.

Na segunda etapa, os croatas voltaram também pressionando, mas, a história se repetia. As oportunidades croatas não se transformavam e gols.

Até que aos 13 minutos, Mbappé desceu com velocidade pela direita e passou a bola para Griezmann na área. O melhor jogador da final, ajeitou para Pogba que chutou forte e a bola rebateu na zaga. No rebote, Pogba chutou pela segunda vez para fazer 3 a 1.

Aos 20 minutos, os franceses fizeram 4 a 1 com o craque Mbappé, O jovem atacante do PSG recebeu de Hernández e chutou rasteiro sem chance para o bom goleito Subasic.

A Croácia continuou tentando diminuir a diferença, mas, claramente, seus jogadores já demonstravam cansaço. As tentativas eram de chutes mais logos e sem direção.

Aos 24 minutos, no entanto, Umtiti atrasou a bola para Lloris e o goleiro francês tentou driblar Mandzukic e errou feio. A bola bateu no pé do croata e foi morrer nas redes francesas. Mas, ficou nisso: 4 a 2 e o título merecido para a França.

Vice de ouro para a Croácia

Croácia

A Croácia não conseguiu o tão sonhado primeiro título do Mundial, mas, sem dúvida, essa geração está de parabéns. O vice-campeonato é um feito inédito para a história do futebol desse jovem país, que pertencia à antiga Ioguslávia.

A melhor colocação na Copa do Mundo dos croatas havia sido na estreia do país na competição, em 1998. Justamente, na Copa da França, quando eles chegaram à semifinal, sendo eliminados pelos anfitriões, que conquistariam também o primeiro título da Copa do Mundo.

Agora, em 2018, a geração de Modric, Rakitic, Perisic e Mandzukic, não chegou ao título, mas, superou seus ídolos da adolescência. Eles saem triste por terem perdido o jogo final, mas, felizes pela brilhante campanha que realizaram nos gramados da Rússia.

Modric: o melhor da Copa

Lucas Modric é o melhor da Copa

Vice-campeão da Copa do Mundo, o croata Luka Modric, 32, foi escolhido pela Fifa como o melhor jogador da Copa do Mundo da Rússia. Modric concorreu com o belga Eder Hazard, 27, que ficou em segundo lugar, e com francês Antoine Griezman, 27, terceiro colocado.

Presidente e simpatia

Presidentes da Croácia e da França

Além da belíssima campanha no campo, a Croácia deixou também uma outra marca na Copa da Rússia: a simpatia do seu povo. E essa simpatia croata teve uma personagem de grande destaque: a presidente do país, Kolinda Grabar-Kitarović.  Como um dos maiores símbolos da política mundial, Kolinda é a primeira mulher presidente da Croácia,. E nesta Copa ela fez a diferença. Viajou por conta própria para a Rússia, onde fazia questão de assisitr às partidas ao lado dos torcedores e também de ir ao vestiário cumprimentar os jogadores e a comissão técnica.

E, hoje, na partida final não foi diferente. A presidente Kolinda estava lá no Estádio Lujniki, onde festejou o vice-campeonato e depois de cumprimentar o técnico e todos os atletas croatas, ela permaneu na cerimônia de premiação. Debaixo de uma forte chuva, ela ficou ao lado do presidente da França, Emmanuel Macron, do presidente da Federação Croata, Suker, e cumprimentou também todos os campeões franceses.  

Segundo governador paulista, o maior parque de São Paulo tem áreas estaduais e será sempre público

 

Nesta sexta-feira, 13, o governador de São Paulo, Márcio França (PSB), afirmou, em sua conta no Twitter, que suspendeu a concessão do Parque Ibirapuera à iniciativa privada. A Prefeitura da Capital, que decidiu pela privatização, afirmou que vai excluir as áreas estaduais e manter o projeto.

A concessão dos parques de São Paulo foi uma das propostas de maior repercussão da gestão de João Doria (PSDB). O ex-prefeito deixou a Prefeitura em março para se candidatar ao governo do Estado. O vice-prefeito Bruno Cova assumiu o cargo de prefeito.

Segundo França, existem áreas públicas estaduais no parque e o governo do estado não foi ouvido e envolvido no processo. "Se depender do governo, o Parque Ibirapuera será sempre público!", disse o governador.

@marciofrancagov
"SUSPENDEMOS a privatização do Ibirapuera. Informamos o atual Prefeito Bruno Covas, que existem áreas públicas Estaduais no Parque e o Governo do Estado NÃO foi ouvido e envolvido nesse processo. Se depender do Governo, o Parque Ibirapuera será sempre PÚBLICO!", afirmou o governador em sua página no Twitter.

O outro lado

Em nota oficial, a Prefeitura afirmou que "para manter o projeto vai agora identificar e retirar da concessão todas as áreas de propriedade do estado, que continuarão sendo cuidadas pelo município, como acontece desde a inauguração do parque do Ibirapuera, na década de 50", diz a nota.

Por esse motivo, serão excluídos do pacote os parques de regiões periféricas que entrariam junto com o Ibirapuera: Eucaliptos (Campo Limpo), Jacintho Alberto (Pirituba), Tenente Brigadeiro Faria Lima (Vila Maria) e Jardim Felicidade (Pirituba).

Também na sexta-feira, ao ser questionado em entrevista coletiva, o prefeito Bruno Covas (PSDB), disse ter estranhado o novo posicionamento do Governo do Estado. "O governo do estado estava fazendo a concessão do ginásio do Ibirapuera e a gente estava fazendo a concessão do Parque do Ibirapuera. Isso foi combinado lá atrás, agora o governador, infelizmente, toma essa decisão", disse.

"A gente estranha isso porque você pega por exemplo o Parque Campos do Jordão, que é do governo do estado, está em processo de concessão. Se você for visitar, por exemplo, o Parque Villa Lobos, você vai ver uma série de empresas lá anunciando porque cuidam de vários espaços. Portanto, o governo do estado faz parceria, mas cria dificuldade para a prefeitura fazer isso", continuou o prefeito.

Na opinião de Bruno Covas, a decisão do governo prejudica "a população de Pirituba, prejudica a população de Campo Limpo, prejudica a população mais periférica, que teria um parque cuidado por um parceiro privado, remunerado no Parque do Ibirapuera, e que agora não vai ter mais".

Suspensão temporária

No último dia 7 de junho, a Prefeitura de São Paulo suspendeu temporariamente a abertura dos envelopes das propostas para a concessão de seis parques municipais, entre eles o Ibirapuera.

O adiamento da licitação, segundo a Secretaria Municipal de Desestatização e Parcerias, foi determinada para que o edital possa ser reformulado. A previsão é de que um novo edital seja lançado em cerca de 30 dias. Em seguida, as empresas interessadas poderão apresentar as propostas e se adequarem aos novos projetos.

O projeto envolve, além da concessão do Ibirapuera, os parques Jacintho Alberto, Eucaliptos, Tenente Brigadeiro Faria Lima, Lajeado e Jardim Felicidade.

A nova versão do edital, que ainda será publicada, buscará deixar mais claro, "por exemplo, a obrigatoriedade de investimentos e melhorias que deverão ser feitos pelo concessionário nos parques da periferia", diz a secretaria.

"A paralisação do edital deve ser rápida e foi publicada agora porque a licitação ocorreria no próximo dia 12. Assm que forem efetuadas as alterações, o edital será republicado e a abertura dos envelopes ocorrerá em 30 dias. Até lá, os grupos interessados terão tempo para se adequarem as alterações fixadas no edital", acrescentou a secretaria de Desestatizações em parceria com a secretaria do Verde e Meio Ambiente. (Fonte: G1)

 

"Pecuarista, advogado, vendedor de picolé: a rede de empresários que se mobiliza pela candidatura de Bolsonaro"

Matéria de capa da revista Época on-line -

 

"Além da agenda econômica", empresários de todo Brasil e representantes dos mais diversos ramos de atividades, "veem Bolsonaro como um símbolo de combate à agenda social globalista — a que vem de fora e coloca na sala, segundo eles, desconfortáveis debates, como identidade de gênero, homofobia, xenofobia e afins". Trecho da longa matéria de capa da revista Época sobre a rede formada por empresários que apoiam Bolsonaro e que defendem com afinco a sua candidatura nas redes sociais.

Outro trecho da matéria: Dono de um cursinho comunitário chamado Saquarema — nome inspirado na alcunha dos membros do Partido Conservador durante o Segundo Reinado (1840- 1889) —, Rodrigo Morais já deu curso de formação de professores em Moçambique, por meio de uma ONG dinamarquesa, morou nos Estados Unidos e deu aulas na rede Objetivo. Simpatiza com a ideia de Bolsonaro de “armar as pessoas de bem”, cujas casas são invadidas por criminosos. “A segurança pública é um problema individual. Primeiro preciso defender minha vida.”

Trata-se de uma matéria que mostra a realidade atual do Brasil, da visão de grande parte do eleitorado e desta pré-campanha eleitoral no Brasil.

Quem achava no início que Bolsonaro era um cavalo paraguaio, hoje, deve pensar diferente, pois, trata-se de uma pré-candidatura com todas as credenciais e musculatura eleitoral para figurar no segundo turno representando o centro e a extrema direita.

Matéria completa aqui: https://glo.bo/2NPpwX1

Objetivo da reunião foi estreitar o relacionamento do Governo de São Paulo com os órgãos de Comunicação da Região Metropolitana

Na manhã desta quinta-feira, 12/07,  integrantes da diretoria da AmeCom  (Associação Metropolitana de Comunicação) estiveram no Palácio dos Bandeirantes para uma visita ao setor de comunicação do Governo do Estado.

Amecom no Palácio 2

Além do subsecretário de Comunicação, Clóvis Vasconcellos, estiveram também no encontro o Coordenador de Marketing, Felipe Pinheiro, e o Coordenador, Bruno Nunes, que receberam os diretores da entidade com muita cordialidade, interesse de aproximação e estreitamento profissional entre o setor de comunicação do Governo e os veículos filiados à AmeCom.

Representando a AmeCom estiveram no Palácio dos Bandeirantes os jornalistas Hypólito Cândido, José Guedes, Rodolfo Andrade, Armando Gonçalves, Francisco Rossi Jr e Euds Ricardo.

Amecom no Palácio 3

Na visita, ainda houve um agradável encontro fortuito com o Assessor Especial, Pedro Mori, ex-vereador de Santana de Parnaíba e liderança poítica atuante da Região Oeste.

Dentre outros assuntos, ficou acordado o agendamento de um encontro entre a AmeCom e o Governador Marcio França, no Palácio do Governo, que deverá ocorrer em breve. (AmeCom)

Ação preventiva ocorre nos próximos dias 13, 20 e 27 de julho, com atendimento das 10h às 16h
 
A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), em parceria com a ViaQuatro, concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 4-Amarela do metrô, irá instalar um posto volante para a vacinação contra febre amarela na Estação Butantã neste mês de julho. A ação preventiva acontecerá sempre às sextas-feiras, dias 13, 20 e 27, com atendimento das 10h às 16h.
A iniciativa faz parte da estratégia da SMS de elevar a cobertura vacinal no município, atualmente em torno de 57%, enquanto que a meta é atingir 95%. É importante salientar que a dose segue disponível em todas as unidades básicas de saúde (UBS) da capital paulista.
A pasta orienta os munícipes que ainda não se imunizaram que procurem a UBS mais próxima para receber a vacina, uma vez que o vírus da febre amarela segue em circulação no município.
Por isso, é importante que aqueles que irão se deslocar para áreas com risco de contaminação recebam a vacina com, no mínimo, dez dias de antecedência da data de viagem.
Outros pontos de vacinação
 
Para receber a vacina na capital é preciso levar documento de identificação e, se possível, carteira de vacinação e cartão SUS. Para saber qual a unidade básica de saúde de referência de seu endereço, basta consultar o Busca Saúde (http://buscasaude.prefeitura.sp.gov.br/).
É importante lembrar que a vacina contra a febre amarela não é indicada para crianças menores de nove meses de idade, gestantes, mulheres amamentando crianças com até seis meses e pacientes com imunodepressão de qualquer natureza como neoplasia (câncer), HIV, tratamento com drogas imunossupressoras (corticosteroides, quimioterapia, radioterapia, imunomoduladores) e pessoas submetidas a transplante de órgãos. Em caso de dúvida, é importante consultar a equipe de saúde da UBS ou seu médico antes de se vacinar. (Secretaria Especial de Comunicação)
Página 1 de 17

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.