Sexta, 19 Julho 2019 | Login

 

Depois da longa hegemonia imposta pelo Cruzeiro, ganhador das cinco edições anteriores, o Taubaté se tornou, no final da noite de sábado, 11/05, o mais novo campeão da Superliga Masculina de Vôlei. A conquista veio com uma vitória sobre o Sesi-SP por 3 sets a 1, com parciais de 25/20, 25/22, 21/25 e 25/20, na Arena Suzano. Uma imensa torcida do Sesi invadiu Suzano, mas, o título foi da minoria de Taubaté que fez a festa nas arquibancadas depois de longos 4 sets.

Com este triunfo de sábado, o Taubaté fechou em 3 a 2 a série melhor de cinco partidas desta decisão da temporada 2018/2019 da Superliga e faturou pela primeira vez este torneio. O primeiro jogo da final ocorreu no dia 23 de abril, em São Paulo, onde o Sesi ganhou por 3 sets a 0 para abrir vantagem. No dia 27, porém, o Taubaté deu o troco ao devolver o 3 a 0, em casa, e deixar tudo igual na série.
Em seguida, no dia 30, o Taubaté ganhou por 3 sets a 2, em Suzano, e ficou a um triunfo do título. O Sesi ainda se manteve vivo na luta pela taça ganhar o quarto duelo da final por 3 a 1, novamente em Suzano, onde a equipe dirigida por Renan acabou faturando a Superliga na noite deste sábado.

Dirigido pelo técnico Renan Dal Zotto, comandante da Seleção Brasileira e que assumiu o cargo com a competição em andamento, o Taubaté finalmente pôde comemorar o troféu mais cobiçado do vôlei nacional depois de ter sido vice-campeão em 2017 e terminado na terceira posição do torneio em 2015 e 2016.

O último time paulista a ter conquistado o principal torneio do Brasil na modalidade havia sido, por sua vez, o Sesi, na temporada 2010/2011. Depois disso, o Cruzeiro faturou a taça em 2012 e o RJX, do Rio, ergueu o troféu em 2013, antes de os cruzeirenses iniciarem uma série de cinco conquistas consecutivas até 2018. Neste período, o Sesi foi vice-campeão em 2014, 2015 e no ano passado.

Autor do ponto que definiu o título no terceiro set em um forte ataque na diagonal, o ponteiro Lucarelli comemorou o feito do Taubaté após exibir uma atuação decisiva em Suzano. "Estou meio perdido até agora... Esse projeto merece, esse time merece, foi uma temporada complicada, demos a volta por cima. Nem nos melhores sonhos a gente imaginava que a gente poderia ser campeão", afirmou o jogador, em entrevista ao SporTV, ainda dentro da quadra. (Estado de Minas)

Published in Esporte

 

Os oito melhores times da fase de classificação iniciam neste sábado, 23/03, os playoffs das quartas de final da Superliga Masculina 2018/19. A expectava é de grandes jogos para definir os quatro semifinalistas de uma das maiores competições de vôlei do mundo. 


O líder da primeira fase foi o Sesi-SP, mas, o Cruzeiro, segundo colocado, novamente é o time a ser batido na atual temporada da Superliga Masculina. Os times que conseguirem duas vitórias avançam às semifinais sem o terceiro jogo de desempate.

Quartas de final
Confira todos os confrontos:

PRIMEIRA RODADA
23.03 (SÁBADO) – EMS Taubaté Funvic (SP) x Vôlei Renata (SP), às 11h30, no ginásio do Abaeté, em Taubaté (SP)
23.03 (SÁBADO) – Sesc RJ x Fiat/Minas (MG), às 14h30, no Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro (RJ)
23.03 (SÁBADO) – Sesi-SP x Vôlei UM Itapetininga (SP), às 21h30, no Sesi Vila Leopoldina, em São Paulo (SP)
24.03 (DOMINGO) – Sada Cruzeiro (MG) x Copel Telecom Maringá Vôlei (PR), às 19h, no ginásio do Riacho, em Contagem (MG)

SEGUNDA RODADA
27.03 (QUARTA-FEIRA) – Vôlei Renata (SP) x EMS Taubaté Funvic (SP), às 19h, no Taquaral, em Campinas (SP)
27.03 (QUARTA-FEIRA) – Fiat/Minas (MG) x Sesc RJ, às 21h30, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG)
28.03 (QUINTA-FEIRA) – Vôlei UM Itapetininga (SP) x Sesi-SP, às 19h, no ginásio Ayrton Senna, em Itapetininga (SP)
28.03 (QUINTA-FEIRA) – Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) x Sada Cruzeiro (MG), às 21h30, no Chico Neto, em Maringá (PR)

TERCEIRA RODADA (se necessária)
29.03 (SEXTA-FEIRA) – EMS Taubaté Funvic (SP) x Vôlei Renata (SP), às 19h, no Abaeté, em Taubaté (SP)
29.03 (SEXTA-FEIRA) – Sesc RJ x Fiat/Minas (MG), às 21h30, no Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro (RJ)
30.03 (SÁBADO) – Sesi-SP x Vôlei UM Itapetininga (SP), às 19h, no Sesi Vila Leopoldina, em São Paulo (SP)
30.03 (SÁBADO) – Sada Cruzeiro (MG) x Copel Telecom Maringá Vôlei (PR), às 21h30, no ginásio do Riacho, em Contagem (MG)

Published in Esporte
Domingo, 06 Maio 2018 14:47

Cruzeiro é hexacampeão da Superliga

Time celeste de Belo Horizonte vence o Sesi/SP por 3 a 2 e conquista o seu sexto título - o quinto consecutivo - da Superliga Masculina
 
 Cruzeiro, Cruzeiro querido; Tão combatido, jamais vencido!
 
Mais uma vez, neste domingo, 06/05, a metade azul de Belo Horizonte e de Minas Gerais está azul e cantando alto o hino do Cruzeiro, time tradicional de Futebol e imbatível no vôlei masculino nos últimos anos.
Cruzeiro é hexa.jpg 2
 
Espetacular! Não há outro termo para definir a final da Superliga Masculina de Vôlei, disputada nesta manhã no Mineirino com mais de 14 mil torcedores. Com casa cheia e emoção do início ao fim do jogo, o Sada/Cruzeiro venceu Sesi/SP por 3 sets a 2, com parciais de 25/16, 17/25, 25/22, 23/25 e 22/20 num tie break sensacional e que parecia até um saque normal. Foi a oitava decisão consecutiva do Cruzeiro. No sábado passado, os mineiros já haviam vencido os paulistas também por 3 sets a 2, no Ibirapuera.
 
O levantador Uriarte foi eleito o melhor jogador da partida. E o ponteiro Leal recebeu o prêmio de melhor da competição.
Os números do time celeste são impressionantes. Desde 2010, a Raposa disputou 39 campeonatos, chegando a 35 finais e faturando 31 títulos. Na Superliga, a equipe do técnico Marcelo Mendez faturou o título também em 2012, 2014, 2015 e 2016.
Além do técnico Marcelo Mendez, o ponteiro Filipe e o líbero Serginho também estiveram em todos os cinco títulos nacionais da equipe. Com o nome de Superliga, torneio nacional foi criado em 1994.
Agora, o Cruzeiro é o maior campeão isolado, seguido por Minas e Florianópolis, que possuem quatro títulos. O Sesi tem um troféu tem título. E se se contabilizados todos os torneios nacionais de voleibol a partir de 1976, o Minas é o maior campeão, com sete taças, seguido pelo Cruzeiro, agora, com seis títulos.
Despedidas
Mas, se a torcida cruzeirense lotou o Mineirinho, empurrou o time e fez a festa com mais um título, por outro lado, ela sai um pouco apreensiva. Pois, foi também uma manhã de despedidas. Para a próxima temprada, a Raposa não contará com duas estrelas: o cubano Leal e o argentino Uriarte.
 
Leal despede se do Cruzeiro
 
Leal, naturalizado brasileiro e que já poderá defender a Seleção Brasileira a partir de abril de 2019, vai vestir a camisa do Lube Civitanova, da Itália.
Emocionado e ao lado dos pais, que vieram de Cuba para ver o último jogo do filho em Belo Horizonte, Leal agradeceu o apoio e o carinho da torcida mineira.
Já o levantador Uriarte defenderá o Taubaté. Possivelmente, o Cruzeiro deverá buscar o substituto de Leal no exerior. O central Simon, também cubano, e que foi o melhor sacador da atual temporada, continará no Cruzeiro para a Superliga 2018/19.
 
Veja, aqui, o último ponto do Cruzeiro e a festa da torcida no Mineirinho: https://bit.ly/2JVAzLh
Published in Esporte
Foi um jogaço no Ibirapuera, hoje à tarde, e a equipe mineira venceu no tie-break. O campeão sairá na segunda partida, domingo, dia 6, às 9h, no Mineirinho
 
 
Jogando na tarde deste sábado, 28/04, em São Paulo, o Sada/Cruzeiro mostrou porque é pentacampeão da Superliga Masculina. O time celeste de Belo Holizonte venceu o Sesi-SP por 3 sets a 2, com parciais de 25/23, 25/27, 26/24, 22/25 e 15/12. Mais de 10 mil pessoas estiveram no Ibirapuera, onde assistiram a uma excelente partida de vôlei, decidido praticamente ponto a ponto em todos sets.
Cruzeiro e Sesi 2
 
O segundo e decisivo jogo será realizado no domingo, dia 6, no Mineirinho, outro templo do vôlei brasileiro e onde o Cruzeiro está acostumado a faturar os seus títulos. Se vencer no Mineirinho, onde terá o apoio da massa azul, o time de Belo Horizonte conquistará o hexacampeonato da Superliga 2017/18. Caso o Sesi vença o jogo, o campeão será conhecido no Golden Set, a exemplo do que ocorreu na Superliga Feminina, quando o Praia Clube superou o Sesc/RJ, em Uberlândia, domingo passado. O time paulista busca o bicampeonato na competição.
O argentino Uriarte, levantador do Cruzeiro, foi eleito o melhor jogador da partida e ficou com o Troféu Viva Vôlei. Além de Uriarte, outro destaque mineiro foi o líbero Serginho, que já conqusitou oito títulos da Superliga. Já o ponteiro Leal e o oposto Evandro terminaram como os principais pontuadores, com 21 pontos cada um. Apesar de errar muitos saques, com média de 17 erros por jogo, esse fundamento é uma das principais ferramentas do Cruzeiro, além das jogadas de bloqueio.
Published in Esporte

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.