Segunda, 23 Outubro 2017 | Login
30 anos sem Drummond

30 anos sem Drummond Featured

 

Nesta quinta-feira (17/08), em meio a essa crise política, econômica e moral do Brasil, nada melhor do que lembrar e homenagear o escrtor e poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade. Hoje, faz exatamente 30 anos que perdemos, com certeza, um dos maiores representantes da literatura brasileira. Drummond nasceu em Itabira, e morreu em 17 de agosto de 1987, no Rio de Janeiro, cidade que ele adotou para morar a partir de 1934. Segundo o atestado de óbito, a morte foi causada por problemas no coração e no pulmão; porém, muitos acreditam que dor e a saudade da filha, Maria Julieta, que morreu 12 dias antes, com câncer, tenham sido os verdadeiros motivos da partida do grande gênio da poesia brasileira.


Sem dúvida, é difícil quantificar a importância de Drumond e o que a sua obra representa. Na opinião de muitos críticos e admiradores, com o seu jeito incondível de escrever, ele foi o maior nome da literatura brasileira de todos os tempos.O que podemos afirmar, com certeza, é que com o seu jeito inconfundível de escrever, Drummond soube retratar como ninguém a realidade do brasileiro, do mineiro e da vida urbana.


Homenagem

E para marcar os 30 anos sem Drummond, o Museu Inimá de Paula, em Belo Horizonte, promove nesta quinta-feira o lançamento do livro “Descendo a Rua da Bahia: a correspondência entre Pedro Nava e Carlos Drummond de Andrade”. Da programação constam roda de conversa com a presença do escritor Humberto Werneck, que escreve a biografia de Drummond, sarau de poesia e sessão de autógrafos. 


A obra, organizada pelas pesquisadoras Matildes Demetrio dos Santos e Eliane Vasconcellos, reúne um conjunto de 63 cartas, cartões e pequenos bilhetes, acrescidos de poemas e crônicas, e uma rica iconografia com cerca de 80 fotos. A maioria das fotos é inédita. (Com informações de http://hojeemdia.com.br)

E nesta data tão signficativa, Notícias & Opinião, relembra Carlos Drummond de Andrade, com uma de suas obras que fala, justamente, da nossa querida Minas Gerais.

SER MINEIRO – CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE

é fingir que não sabe aquilo que sabe,
é falar pouco e escutar muito,
é passar por bobo e ser inteligente,
é vender queijos e possuir bancos.

Um bom Mineiro não laça boi com imbira,
não dá rasteira no vento,
não pisa no escuro,
não anda no molhado,
não estica conversa com estranho,
só acredita na fumaça quando vê o fogo,
só arrisca quando tem certeza,
não troca um pássaro na mão por dois voando.

Ser Mineiro é dizer “uai”, é ser diferente,
é ter marca registrada,
é ter história.
Ser Mineiro é ter simplicidade e pureza,
humildade e modéstia,
coragem e bravura,
fidalguia e elegância.

Ser Mineiro é ver o nascer do Sol
e o brilhar da Lua,
é ouvir o canto dos pássaros
e o mugir do gado,
é sentir o despertar do tempo
e o amanhecer da vida.

Ser Mineiro é ser religioso e conservador,
é cultivar as letras e artes,
é ser poeta e literato,
é gostar de política e amar a liberdade,
é viver nas montanhas,
é ter vida interior,
é ser gente.

000

About Author

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.