Quarta, 16 Outubro 2019 | Login
MÚSICA DE LUTO: Cantor Roberto Leal morre aos 67 anos

MÚSICA DE LUTO: Cantor Roberto Leal morre aos 67 anos Featured

Brasil e Portugal perdem a alegria de Roberto Leal, que agora ficará só na saudade.
 
O cantor português Roberto Leal morreu na madrugada deste domingo, 15/09,, em São Paulo, aos 67 anos. A informação foi confirmada pelo Hospital Samaritano, onde o cantor luso/brasileiro estava internado.
De acordo com a assessoria do cantor, Roberto Leal faleceu às 3h37 vítima de um melanoma maligno (câncer de pele) que evoluiu, atingindo o fígado, causando síndrome de insuficiência hepato-renal. Leal estava internado no hospital desde terça-feira (10).
O velório será aberto ao público e acontecerá na segunda-feira, 16, na Casa Portugal, das 7h às 14h. O enterro será às 15h, no Cemitério de Congonhas, na Zona Sul da capital paulista, informou a assessoria do cantor.
Biografia
Roberto Leal nasceu em 1951 na aldeia de Vale da Porca, no norte de Portugal. Aos 11 anos veio para o Brasil acompanhado pelos nove irmãos e pelos pais. O cantor ficou famoso no Brasil pela música "Arrebita”, que estreou nos palcos em 1971, na Discoteca do Chacrinha, da TV Globo. Em sua carreira, vendeu mais de 25 milhões de discos.
Sem dúvida, uma das marcas de Roberto Leal, era a sua alegria de estar no palco cantando e falando das coisas do Brasil e de Portugal e, claro, do seu amor pelos dois países. E essa alegria ficará marcada para sempre nos corações de todos que gostam e apreciam a boa música. (Renato Ferreira com informações da Agência Brasil).
000

About Author

Related items

  • LUTO: Morre Lázaro Brandão, ex-presidente do Bradesco, aos 93 anos
    Considerado um dos banqueiros mais poderosos da América Latina, ele dedicou mais de 75 anos de sua vida ao banco que viu nascer, 36 deles no alto comando do Grupo.
     
    Morreu nesta quarta-feira, 16/10, aos 93 anos, Lázaro de Mello Brandão, ex-presidente do Bradesco e do conselho de administração do banco.
    Segundo informou o Bradesco, Brandão estava internado no Hospital Edmundo Vasconcelos, em São Paulo, recuperando-se de uma cirurgia.
    Considerado um dos banqueiros mais poderosos da América Latina, foi o mais longevo do ramo no Brasil. Ele sucedeu o fundador do Bradesco, Amador Aguiar.
    Ele deixou a presidência do conselho do Bradesco no final de 2017, quando Luiz Carlos Trabuco Cappi assumiu o posto, mas ainda atuava como presidente das empresas controladoras do Bradesco.
    ‘Seu Brandão’, como era tratado nos corredores do Bradesco, dedicou mais de 75 anos ao banco. Economista e administrador de empresas, começou a trabalhar em 1942, aos 16 anos, logo na fundação da Casa bancária Almeida & Cia, que deu origem a um dos maiores bancos privados do país.
    Brandão deixou esposa, duas filhas e um neto.
    Nonagenário, o banqueiro trabalhava, no mínimo, oito horas diárias. “Até para a saúde é melhor”, afirmava em relação ao trabalho, que tratava como lazer. Dizia que pagava para não viajar, a não ser para participar de eventos do banco. (Fonte: G1).
     
    Eu, jornalista Renato Ferreira, tive o prazer de conhecer pessoalmente o sr. Lázaro de Mello Brandão, nos anos 1970, quando trabalhei entre 1973 e 1976, na Cidade de Deus, sede do banco, em Osasco.
    Além de ter sido uma escola profissional para mim, pois, foi o meu primeiro emprego na área administrativa de uma grade empresa, tendo estudado também na Fundação Bradesco, posso afirmar que o sr. Lázaro Brandão, mesmo tendo uma posição de destaque e de poder no Bradesco, era uma pessoa que tratava a todos com muita cordialidade e respeito. (Renato Ferreira)
  • Nos outros partidos isso é chamado também de laranjal?

     

    Hoje, os canhotinhos revoltados com a vitória de Bolsonaro chamam de "Laranjal" as candidaturas de mulheres no PSL.

    Alguém sabe informar como isso é chamado no PT, PSDB, DEM, MDB e outros partidinhos? Afinal, temos mais de 30 partidos e, claro, não tem ninguém sando nessa arte de desviar dinheiro público.

    Em minha opinião, esses 'laranjeiros" do PSL devem pagar por essa prática nefasta que sempre manchou essa política podre do Brasil.

    Quem sabe, assim, se eles forem devidamente punidos, os demais partidos também eliminem os seus laranjais, né. Ou seriam plantações de outras coisas nem tão saborosas e saudáveis como laranja? (Renato Ferreira)

  • 15 DE OUTUBRO: Nem só de parabéns vivem os professores!

    Enquanto existirem políticos falando "nós vai", "nós vem" e "a gente vamos", ganhando 15, 20, ou 30 mil reais, além das falcatruas, e professores ganhando salário de miséria, não adianta apenas parabenizar os professores.

     

    Hoje, 15 de Outubro é o Dia do Professor! Esse profissional tão valorizado no passado, mas, que hoje vive abandonado. Todas os profissionais, antes de serem famosos em suas áreas de atuação, passaram, desde a mais tenra idade, pelas mãos de um professor. Porém, infelizmente, muitos esquecem desse fato.

    Assim, Notícias & Opinião se junta às milhares de mensagens e também deseja a você, Professor ou Professora, parabéns pelo seu Dia! Mas, desejamos muito mais do que isso. Desejamos que você, Professor, volte a ser respeitado e valorizado pelos alunos, pelos pais e, principalmente, pela classe política.

    Dona Rita Fofano

    Dona Rita Fófano, professora aposentada, de Guiricema - Minas Gerais.

    Dona Cecília Garcia

    Dona Cecília Garcia, professora aposentada, de Miraí - Minas Gerais.

    E eu, jornalista Renato Ferreira, editor de Notícias & Opinião, faço essa homenagem a todos os Mestres, em nome de duas professoras muito especiais em minha formação. A minha primeira professora do primário, que me alfabetizou lá no início dos anos 1960, na Escola da Evangelândia, em Tuiutinga (MG), dona Rita Fófano, que mora em Guiricema (MG); e a minha professora do 4º ano primário, na Grupo Escolar Justino Pereira, em Miraí (MG), moradora nesta mesma cidade da zona da Mata de Minas. Obrigado, Mestras queridas!

    Escolas de ontem e de hoje

    Grupo Dr. Justino Pereia

    Grupo Escolar "Dr. Justino Pereira - Miraí-MG.

    Mas, que não fiquem somente nos parabéns. Neste 15 de Outubro, é bom também a gente não esquecer de como os professores eram tratados há 40 ou 50 anos, e fazer uma comparação como eles são desrespeitados atualmente. Além da desvalorização profissional, hoje, nossos professores são desrespeitados, agredidos e até mortos dentro da própria sala de aula.

    E esse desprestígio com os responsáveis pelo ensino de nossos filhos pode ser verificado nas próprias condições dos prédios escolares. Antigamente, as escolas públicas eram como "templos sagrados" do ensino. Quem teve a oportunidade de estudar na escola pública há 30, 40 ou 50 anos, sabe que na sala de aula o professor era uma autoridade respeitada e reverenciada. E, graças a Deus, era uma educação de alto nível.

    Grupo escolar de hoje depredado

    Hoje, centenas de escolas públicas do Brasil estão sucateadas e servem até de esconderijos para bandidos

    Hoje, infelizmente, a maioria das escolas públicas não tem segurança. São salas mal cuidadas, quando não são de latas, ou quando em regiões pobres, os alunos dão graças a Deus, quando podem aprender debaixo de uma árvore. E nos grandes centros urbanos, muitas escolas viraram até esconderijos de bandido. Claro, existem as exceções e estas devem ser valorizadas.

    Então, um país que não valoriza os seus professores, como o Brasil, dificilmente terá um futuro digno para o seu povo. Até porque, enquanto existirem políticos falando "nós vai", "nós vem" e "a gente vamos", ganhando 15, 20, ou 30 mil reais, além das falcatruas, e professores ganhando salário de miséria, e sendo agredidos, não adianta fazer apenas promessas e parabenizar os professores. (Renato Ferreira)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.