Sábado, 25 Janeiro 2020 | Login
FÉ: Na Marcha Para Jesus, Bolsonaro diz que evangélicos foram ‘decisivos’ para mudar destino do Brasil

FÉ: Na Marcha Para Jesus, Bolsonaro diz que evangélicos foram ‘decisivos’ para mudar destino do Brasil Featured

Ovacionado aos gritos de "mito", ele destacou a importância que o público evangélico teve nas eleições de 2018.
 
Jair Bolsonaro foi o primeiro presidente da República a participar da Marcha para Jesus, principal encontro evangélico do país que reuniu milhares de fiéis na Zona Norte de São Paulo nesta quinta-feira (20), na sua 27ª edição. Ovacionado aos gritos de “mito”, ele destacou, em seu discurso, a importância que o público evangélico teve nas eleições de 2018 e já prometeu voltar ao evento no próximo ano.
De acordo com Bolsonaro, os evangélicos foram “decisivos para mudar o destino dessa pátria maravilhosa chamada Brasil”. Ele afirmou que, “quem achava que sucumbiríamos no início perdeu, porque temos a verdade e um povo maravilhoso ao nosso lado.”
Marcha para Jesus Bolsonaro
O presidente ainda repetiu que “apesar do estado ser laico, ele é cristão” e pontuou que “feliz é a nação cujo Deus é o senhor”. “Em nosso meio político a verdade sempre foi a primeira vítima. Até o último dia do meu mandato, ela será o norte do trabalho. Até mesmo uma família só pode ser sólida se entre o casal imperar a verdade acima de tudo.”
Bolsonaro agradeceu a Deus por estar vivo e às orações dos fiéis nos momentos difíceis “que encontrou pela frente”, referindo-se à facada que recebeu de Adélio Bispo durante um evento da campanha. Ele disse que “todos sabem que nosso país têm problemas de ética, moral e economia, mas entendemos que podemos reverter isso, ser o ponto de inflexão e fazer com que o Brasil seja um dia colocado no local de destaque que merece”.
Segundo o presidente, toda a população compartilha dessa responsabilidade de fazer o país crescer. “Primeiro vem Deus, depois a família tradicional e respeitada acima de tudo”, afirmou. Bolsonaro, por fim, elogiou a esposa, Michele, e pediu aos evangélicos que mandassem a ela “um grande abraço”.
“Nenhum homem pode ser vitorioso se não tiver ao seu lado uma mulher maravilhosa. Muito obrigado a todos. Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”, finalizou, segurando bandeiras do Brasil e de Israel.

EMBAIXADOR DE ISRAEL ESTAVA PRESENTE

O embaixador de Israel, Yossi Shelley, esteve ao lado do presidente. Bolsonaro reiterou que sempre cita o país quanto tem a oportunidade e que “costuma dizer que o único diferencial entre o Brasil e Israel é um povo e uma classe política que tem fé, acredite no próximo, e que queira botar os interesses do país acima dos individuais”.
Ele disse que sonha que as novas gerações, por intermédio da educação, “sejam melhores do que nós, porque assim teremos a certeza que estaremos evoluindo e próximos de países maravilhosos como Israel”. “Temos pela primeira vez na história um governo que está cumprindo o que prometeu na campanha”, completou.
Em rápido discurso, Shelley agradeceu ao povo brasileiro, às lideranças evangélicas e ao presidente que, segundo ele, “ajuda Israel mais que qualquer outro país do mundo”. (Jovem Pan)
000

About Author

Related items

  • PARABÉNS SÃO PAULO! Pelos seus 466 anos de História e Progresso
    No aniversário de São Paulo, haverá mais de 300 atividades espalhadas por toda a cidade.
    Neste sábado, 25, os 466 anos da capital paulista serão comemorados com shows, cinema, dança, teatro e circo, em cerca de 150 pontos nas ruas e equipamentos culturais.
    Veja programação completa aqui: https://bit.ly/2TTpKSn
    O centro histórico conta com a principal atração, chamada de "o Grande Cortejo Modernista". Com dez horas de duração, o cortejo segue por pontos históricos da região desde as 13h, passando por shows de Ney Matogrosso, Skank e Carol Konka, apresentados por atores que interpretam personalidades do Modernismo brasileiro. O trajeto termina com o bloco Acadêmicos do Baixo Augusta, na Avenida Ipiranga, às 21h, anunciando o Carnaval de Rua em São Paulo.
    Outras grandes atrações ainda no centro, acontecerão no Theatro Municipal com apresentações de balé na área externa e de orquestra comandada por João Carlos Martins. O Mercado Municipal também comemora o aniversário de São Paulo e oferecerá pedaços de um bolo de 15 metros quadrados aos visitantes a partir das 11h.
    Copinha
    Hoje, acontece também no aniversário da Capital a decisão da Copa São Paulo de Futebol Junior. A partir das 10h, no Pacaembu, Grêmio e Internacional disputam o título da Copinha 2020.
  • NO CAMINHO CERTO: Brasil é um dos maiores destinos de investimentos estrangeiros
    Atraídos por privatizações, esses investimentos cresceram 26% no país em 2019.
     
    Apesar dos que torcem contra o país neste governo, o Investimento Estrangeiro Direto (IED) no Brasil cresceu 26% em 2019. Os dados são do Monitor de Tendências de Investimentos Globais, divulgados nesta semana pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD).
    O IED mede o capital investido por estrangeiros em um país. Ele é considerado por economistas como o "bom investimento", uma que os recursos vão para o capital produtivo (construção de fábricas, infraestrutura, empréstimos e fusões e aquisições).
    O fluxo de recursos no Brasil passou de US$ 60 bilhões, em 2018, para US$ 75 bilhões no ano passado. O valor ficou em linha com o esperado pelos analistas dos bancos, segundo dados colhidos pelo Banco Central no final de 2018, por meio do Boletim Focus.
    Privatizações
    A expansão dos investimentos externos, segundo a Unctad, veio na esteira das privatizações ocorridas a partir do meio do ano, com a venda da Transportadora Associada de Gás (TAG) pela Petrobras. A empresa foi vendida ao grupo formado pela francesa Engie e pelo fundo canadense Caisse de Dépôt et Placement du Québec (CDPQ) por R$ 33,5 bilhões, ou cerca de US$ 8,7 bilhões.
    Investimentos no Brasil gráfico
    Com esses novos investimentos no país, o Brasil passou da nona para a quarta colocação entre os principais destinos de investimentos estrangeiros no mundo– atrás apenas de Estados Unidos, China e Cingapura, segundo o ranking da Unctad.
    No mundo, o fluxo global de investimentos permaneceu praticamente estável em relação aos dados revisados de 2018. O IED global sofreu uma contração de 1%, passando de US$ 1,41 trilhão em 2018 para US$ 1,39 trilhão no ano passado.
    Para os países desenvolvidos, o fluxo de investimento estrangeiro permaneceu em níveis historicamente baixos, caindo 6% em relação a 2018, para US$ 643 bilhões. A queda foi mais acentuada nos países da União Europeia, de 15%, para US$ 305 bilhões, com destaque para a queda de 6% no Reino Unido, como resultado das negociações do Brexit.
    Já o volume de recursos direcionados aos Estados Unidos permaneceu praticamente estável, em US$ 251 bilhões.
    Nas economias emergentes, também houve estabilidade na comparação com 2018, ficando em estimados US$ 694 bilhões. Dentro desse grupo, no entanto, houve comportamentos divergentes: enquanto América Latina e Caribe viram alta de 16% no fluxo, a África teve expansão mais modesta, de 2%, enquanto a Ásia viu queda de 6% – embora ainda seja destino de cerca de 30% do fluxo global.
    Livre comércio com o Reino Unido
    Agora, durante o Fórtumo Econômido Mundial, em Davos, a Inglaterra mostrou-se interessada em firmar um acorde livre comércio com o Brasil. A informação é do ministro da Fazenda, Paulo Guedes, que conversou com o seu colega do Reino Unido, Sajid David. Segundo Guedes, esse acordo seria firmado logo após a concretização do Brexit., que é a saída oficial da Inglaterra da União Europeia. "Nós queremos e eles querem" resumiu Guedes. (Fonte: IG e G1)
  • POLÍTICA: Regina Duarte aceita convite de Bolsonaro para a Secretaria de Cultura
    Antes, porém, a consagrada atriz vai fazer um "teste" e conhecer toda a estrutura da pasta em Brasília. Rede Globo emite Nota a respeito do contrato da atriz com a emissora.
    A atriz Regina Duarte aceitou participar de uma fase de testes na Secretaria de Cultura de Jair Bolsonaro. Em comunicado enviado pela assessoria do Palácio do Planalto, o governo diz que ela estará em Brasília na quarta-feira, 22, no cargo que era de Roberto Alvim, demitido na sexta-feira passada. Rede Globo Nota a respeito.
    "Após conversa produtiva com o presidente Jair Bolsonaro, Regina Duarte estará em Brasília na próxima quarta-feira, 22, para conhecer a Secretaria Nacional de Cultura do governo federal. 'Estamos noivando', disse a artista após o encontro ocorrido nesta tarde no Rio de Janeiro", diz comunicado da Secretaria de Comunicação da Presidência.
    O comando da Cultura no governo federal está vago desde a última sexta-feira, 17, quando Bolsonaro demitiu o dramaturgo Roberto Alvim, que havia parafraseado em um discurso o nazista Joseph Goebbels. Ao Estado, Alvim reconheceu a origem "espúria" da frase de seu discurso, mas disse assinar embaixo de ideia "perfeita" de Goebbels.
    Regina Duarte já havia sido convidada para integrar o governo no início do ano passado, mas recusou. A atriz é uma das mais famosas apoiadoras do presidente Jair Bolsonaro e já elogiou a política do governo no setor.
    "Eu não estou preparada, não me sinto preparada para isso, acho que a gestão pública é uma coisa muito complicada e uma pasta como a da cultura muito mais", disse a atriz, na semana passada, enfatizando que, a resposta deveria ser dada até hoje.
    A aproximação de Duarte com Bolsonaro começou ainda na campanha eleitoral de 2018. Na ocasião, a atriz visitou o então candidato em sua casa, no Rio de Janeiro, e imagens do encontro foram divulgadas nas redes sociais. Quando Bolsonaro foi eleito, o ministro da Cidadania, Osmar Terra, foi até São Paulo se encontrar com ela para discutir políticas do governo para a área da cultura.
    Nota da Globo
    Também nesta segunda-feira, a Rede Globo divulgou uma nota sobre a escolha da atriz Regina Duarte.
    Em nota, a emissora carioca informou:
    “A atriz Regina Duarte tem contrato vigente com a Globo e sabe que, se optar por assumir cargo público, deve pedir a suspensão de seu vínculo com a emissora, como impõe a nossa política interna de conhecimento de todos os colaboradores”, diz o comunicado. (Fonte: Estadão Conteúdo)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.