Quinta, 23 Maio 2019 | Login
LÁ COMO CÁ: Juiz argentino pede prisão preventiva de Cristina Kirchner por receber propina

LÁ COMO CÁ: Juiz argentino pede prisão preventiva de Cristina Kirchner por receber propina Featured

 
 
Assim como no Brasil, a Argentina também vive os seus momentos de escândalos políticos. Nesta segunda-feira, 17/09, o juiz federal Claudio Bonadio pediu a prisão preventiva da ex-presidente da República e senadora Cristina Kirchner, de ex-integrantes do seu governo e de empresários suspeitos de pagar propina e por formação de quadrilha.
As acusações envolvem o setor de construção civil e obras públicas realizadas nos mandatos de Cristina e do marido, já morto, Néstor Kirchner. O processo ganhou o apelido de “cadernos de corrupção”, porque as investigações identificaram várias anotações, cuidadosamente descritas.
Também como no Brasil, políticos eleitos na Argentinas têm o foro privilegiado. E como Cristina Kirchner é parlamentar e dispõe desse famigerado benefício, ela só poderá ser detida se dois terços dos senadores aprovarem a perda de imunidade. Não há data para essa votação ocorrer.
Desde que o escândalo de corrupção veio à tona, no começo de agosto, vários empresários e ex-funcionários do governo acusados fizeram acordos de delação premiada e reconheceram a existência das propinas e o envolvimento de Cristina e Néstor em esquemas escusos. (Fonte: Agência Brasil)
 
Amigos
cristina dilma lula
 
Cristina Kirchner sempre manteve um relaciomento estreito com os ex-presitentes brasileiros Dilma Roussef e Lula, do PT. Dilma sofreu o impeachment e Lula foi condenado e preso pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.
000

About Author

Related items

  • ESTRANHO: Cristina Kirchner desiste de candidatura à Presidência e sairá como vice na Argentina
    Ex-presidente integrará chapa com seu ex-chefe de Gabinete Alberto Fernández.
     
    A ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner surpreendeu o meio político do país ao anunciar neste sábado, 18/05, sua candidatura como vice-presidente nas eleições gerais de outubro.
    Em um vídeo postado no Twitter, Cristina, que liderava as pesquisas eleitorais, disse que seu ex-chefe de gabinete Alberto Fernandez será o candidato a presidente.
    "Pedi a Alberto Fernandez para dirigir a fórmula que iremos integrar juntos, ele como candidato presidencial e eu como candidata a vice-presidente", disse Kirchner.

    Alberto Fernandez serviu como chefe de equipe de 2003 a 2007 ao ex-presidente e marido falecido de Cristina, Nestor Kirchner. Ele permaneceu nessa função.
    durante uma parte do mandato de Cristina como presidente de 2007 a 2015.

    Alberto Fernandez desafiará o presidente conservador Mauricio Macri, que viu seus índices de popularidade caírem devido à alta inflação. Fonte: (EM com Associated Press - Foto: Emiliano Lasalvia/AFP )
    Opinião do jornalista Renato Ferreira
    Quais serão os motivos que levaram uma ex-presidente abandonar a candidatura, liderando as pesquisas eleitorais com chances reais de voltar a comandar a Argentina?
    No momento, só dois motivos a gente pode especular: ou Cristina Kirchner, que já foi condenada por corrupção, sabe que sua candidatura seria impugnada (mas, neste caso não poderia ser vice também), ou ela não confia nas pesquisas que a colocam na frente do atual Presidente, Mauricio Macri.
    E, realmente, se as pesquisas de lá são falsas como as nossas aqui, feitas por Institutos como Datafolha, Ibope e Vox Populi, a ex-presidente argentina está certíssima em abandonar a candidatura. (Renato Ferreira)
    • DE VOLTA À CADEIA: TRF-4 nega recurso e determina prisão imediata de José Dirceu
       
      O ex-ministro petista José Dirceu terá que voltar imediatamente à prisão. A decisão é do Tribunal Regional Federal da 4ª Rregião (TRF-4), que, na tarde desta quinta-feira, 16/05, negou um recurso com pedido de prescrição da pena de 8 anos e 10 meses. A decisão sobre o início imediato do cumprimento pena foi enviado ao juízo de primeiro grau, em Curitiba, Paraná.
      Dirceu está solto desde junho de 2018 após determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) referente à primeira condenação. Ele ainda pode recorrer da decisão ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ao próprio STF. Antes disso, a defesa ainda pode entrar com embargos dos embargos no próprio TRF-4.
      O pedido negado hoje pelos desembargadores solicitava que os desembargadores reconhecessem a prescrição de dois crimes pelos quais o ex-ministro responde. Trata-se de uma segunda condenação na Lava Jato pelos crimes corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
      A denúncia se refere a propina em contrato da Petrobras com a empresa Apolo Tabulars entre 2009 e 2012. Os advogados de defesa usaram justamente as datas para pedir a prescrição. A defesa ediu também que, caso a primeira tese fosse negada, Dirceu pudesse aguardar em liberdade até julgamento de recursos pelos tribunais superiores, o que também não foi aceito. (Fonte: Congresso Em Foco)
    • EM DEFESA DA MULHER: Bolsonaro sanciona mudanças na Lei Maria da Penha
       
      Agora, a nova norma permite, na prática, que o agressor seja imediatamente afastado do lar, domicílio ou local de convivência, mesmo sem a determinação de um juiz.
      Nesta terça-feira, 14/05,ao lado da Senadora Leila do Vôlei (PSB-DF), e de outras autoridades do Governo e do Congresso, o presidente Jair Bolsonaro sancionou mudanças na Lei Maria da Penha para facilitar a aplicação de medidas protetivas de urgência a mulheres ou a seus dependentes, em casos de violência doméstica ou familiar. A lei sancionada possibilita maior agilidade na tomada de decisão por autoridades da Justiça e da Polícia.
      De acordo com a norma, verificada a existência de risco atual ou iminente à vida ou à integridade física da vítima, o agressor será imediatamente afastado do lar, domicílio ou local de convivência com a pessoa ofendida. E essas medidas podem ser tomadas pela polícia sem a necessidade de ordem judicial.
      A medida de afastamento caberá à autoridade judicial; ao delegado de polícia, quando o município não for sede de comarca; ou ao policial, quando o município não for sede de comarca e não houver delegado disponível no momento da denúncia.
      Além do afastamento imediato, a lei determina que, nos casos de risco à integridade física da ofendida ou à efetividade da medida protetiva de urgência, não será concedida liberdade provisória ao preso. (Fonte: Agências)

    Quem somos

    Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

    Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.