Segunda, 24 Junho 2019 | Login
NÃO-ME-TOQUE: Prefeito desta cidade é cassado por assédio sexual

NÃO-ME-TOQUE: Prefeito desta cidade é cassado por assédio sexual Featured

 
O assédio teria sido praticado contra duas funcionárias públicas e uma delas gravou a ação do prefeito de Não-Me-Toquef
Parece até uma piada pronta, mas, não é. O prefeito de Não-Me-Toque, no Norte do Rio Grande do Sul, Armando Carlos Ross (PP), teve seu mandato cassado após uma denúncia de assédio sexual contra duas servidoras públicas. A decisão foi tomada pela Câmara Municipal nesta sexta-feira, 10/08.
A sessão, que começou na manhã de ontem, foi composta por nove vereadores. Entre eles, seis foram favoráveis à perda do mandato de Armando Ross.
De acordo com informações do G1, uma servidora chegou a gravar um vídeo em que o prefeito aparece falando sobre o cargo que ela ocuparia no município e a convidando para ir a seu apartamento. Após o escândalo vazar, o prefeito negou o caso e proibiu o uso de celulares dentro da prefeitura. No entanto, o acusado diz que a medida não está relacionada ao caso de assédio.
O político foi denunciado pelo Ministério Público por assédio sexual contra as duas servidoras, importunação ofensiva contra uma terceira vítima, e outros crimes.
Sobre a cassação, Ross criticou o fato de não ter tido o direito de se manifestar durante a sessão. "Os vereadores vão pagar por isso", disse. (Fonte: Notícias ao Minuto)
 
 
000

About Author

Related items

  • ADMINISTRAÇÃO: Rubens Furlan se reúne com Doria e confirma a construção do Hospital Regional em Barueri

     

    A cidade de Barueri e, consequentemente, a região Oeste da Grande São Paulo, ganhará mais um Hospital Regional sob a responsabilidade do Governo do Estado. E esse grande benefício na área da Saúde será o cumprimento de um compromisso que o prefeito Rubens Furlan (PSDB) e o então, candidato ao Palácio dos Bandeirantes, João Doria (PSDB), firmaram durante a campanha eleitoral em 2018. Veja, aqui, nesta matéria de Notícias & Opinião, feita num evento ainda durante a pré campanha, em Barueri: https://www.facebook.com/noticiaseopiniao/videos/1681565818593314/

    Nesta terça-feira, 07/05, Furlan esteve no Palácio dos Bandeirantes, onde se reuniu com o Governador João Doria. Dentre outros temas tratados pelos dois governantes, a construção do Hospital Regional foi um dos assuntos principais e confirmada por João Doria, conforme esclareceu Rubens Furlan.

    Segundo o governador paulista, a construção do futuro Hospital será fruto de uma Parceria Público Privada (PPP), onde o governo Estadual e a Prefeitura participam juntos para viabilizar a obra.

    "Já colocamos a área à disposição do Governo do Estado. O Hospital Estadual em Barueri será para atender toda nossa região. Avançamos muito nesta primeira reunião e, se tudo correr como o que planejamos, a previsão de início das obras é para ainda este ano. Fico muito feliz em poder trazer esse avanço e mais saúde para todos os moradores da região Oeste", afirmou Furlan. 

  • TRAGICÔMICO! Prefeito obriga servidores comissionados a irem a show de sua noiva

    "Tudo será filmado e o comissionado que não aparecer no show da minha noiva, será demitido", ameaça o prefeito.

     

    Renato Ferreira - 

    Quando a gente pensa que com novo Governo, novos mentalidades em Brasília, o país entraria de vez nos eixos em termos de administração pública, eis que gente se depara com isso. Um prefeito que obriga servidores públicos a irem prestigiar a sua noiva, que é cantora, em evento público organizado pela Prefeitura.

    O fato grotesco aconteceu na cidade de Camaragibe (PE), onde a Prefeitura já vem promovendo o Carnaval 2019 desde domingo, 17/02. E o autor da proeza é o prefeito Demóstenes Meira (PTB). Coitado do PTB. Depois dos Vargas e de Brizola, esse partido caiu nas mãos de gente que só faz legenda virar motivo de investigação policial e de piada.

    Como se fosse dono da Prefeitura e dos servidores comissionados - o que não é inédito no Brasil - Demóstenes Meira resolveu, então, obrigar a todos os comissionados a irem prestigiar o show de sua noiva, Tay Dantas, secretária Municipal de Assistência. E para não deixar dúvidas, o prefeito gravou a ameaça em áudio divulgado pelas redes sociais, ao mesmo tempo que afirma que iria haver retaliações para quem desobedecer a sua ordem.

    “Eu queria falar para todo mundo do ‘Tropão’, todo os cargos comissionados que estão no grupo. É o prefeito Meira que está falando. Eu quero convidar todos os cargos comissionados agora ao meio-dia em frente ao trio onde vai cantar minha noiva, Taty Dantas. A gente vai filmar e eu vou contar quantos cargos comissionados foram ao evento”, diz Demóstenes Meira no áudio ameaçador que, com certeza, fez muita gente tremer, sobretudo, nessa crise de desemprego que assola o país.

    E o Demóstenes segue ameaçando> “Eu sei que tem gente que não gosta de Carnaval, eu também não vivo Carnaval, mas minha noiva vai cantar, a minha futura esposa, e eu quero a presença de todos os cargos comissionados. E aí eu vou saber todos os cargos comissionados que foram. Até porque cargo comissionado tem que dar força ao evento e o evento é da Prefeitura também”. explica.

    “Trate de ouvir a mensagem, porque eu estou acompanhando de perto. Quem está clicando, quem está abrindo, quem está dormindo quando acordar clica e escuta a minha mensagem. Quero todos os cargos comissionados no bloco. Independente de ser crente, espírita, católico ou de não gostar de Carnaval”, conclui o prefeito..

    Após o vazamento do áudio, Meira confirmou que fez a convocação dos subordinados. Segundo ele, é obrigação dos comissionados “apoiar” o show da futura primeira-dama. “Cargo comissionado é de nomeação e exoneração”, explicou. “É cargo de confiança, então eu posso convocar”, completou.

    O prefeito disse que só colocou nos cargos comissionados pessoas em quem confia. “Na hora que eu preciso do apoio deles, eu convoco. Isso é normal. Cargo comissionado tem que estar à disposição do chefe do Executivo. Senão, não serve”, arrematou. (Fonte: Diário de Pernambuco).

    Engana-se quem pensa que esse tipo de coisa só acontece em cidades pequenas e nos rincões do Brasil. Infelizmente, essa prática de obrigar servidores públicos, como se fossem escravos, a prestigiarem eventos públicos, sob ameaça de retaliações, ocorre em muitas cidades de todas regiões do país.

    Vai me dizer que você não tem um parente ou um amigo que já passou por essa situação deprimente em alguma Prefeitura? (Renato Ferreira)

    TRAGICÔMICO é uma publicação de Notícias & Opinião todas às quartas-feiras. Para ver outros casos já publicados, acesse o site -www.noticiaseopiniao.com.br - e busque pelo termo tragicômico.

  • POLÍTICA: Cajamar terá nova eleição para prefeito em março

     

    Por Márcia Macedo -

     

    O município de Cajamar terá eleição suplementar para prefeito, marcada pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) para o dia 17 de março. No último final de semana, os diretórios municipais dos partidos realizaram convenções e lançaram candidatos.

    Cajamar 1

    Na manhã de domingo (10), o PSDB confirmou os nomes de Messias Cândido e do vice, Dr. José Henrique, médico da cidade (foto). O evento aconteceu na sede do Esporte Clube Cajamar, no Centro, e reuniu centenas de pessoas, além do apoio de lideranças tucanas, como o deputado estadual Celino Cardoso, o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, que representou o governador João Dória, o vereador de Osasco Didi, entre outros políticos.

    Messias já administrou o município por três mandatos. “Temos a experiência que a cidade precisa e muita vontade de trabalhar pelo povo, que muito tem sofrido nos últimos anos com falta de investimentos em obras e serviços essenciais, como saúde e educação. Para se ter ideia, quando estivemos na prefeitura construímos um total de 19 escolas das que existem hoje e dos quatro ginásios de esportes do município, três foram construídos nos nossos governos”. O ex-prefeito também foi responsável pela instalação de importantes parques industriais em Cajamar e na época trouxe empresas, como Natura, SKF, o Centro de Distribuição da Marabraz, entre outras.

    Outros candidatos
    Também no domingo, o PSL indicou Vaguinho Cajamar como candidato. Na noite da última sexta-feira (8), o DEM lançou Eurico Missé ; no sábado (9), o PSD confirmou Danilo Joan, que concorreu na eleição passada, ficando em segundo lugar. Outros partidos como o Patriotas, que pretendia indicar Alexandre Lima, deveriam registrar ascandidaturas até esta terça-feira (12), prazo estipulado pela justiça eleitoral.

    Cassação de mandatos

    Em novembro do ano passado, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) cassou os mandatos da prefeita Paula Ribas (PT) e de sua vice Dalete de Oliveira (PC do B), condenadas por abuso de poder e uso indevido da máquina pública. Desde então, a cidade de Cajamar é governada interinamente e desde do início de 2019 pelo atual presidente da Câmara Municipal, Saulo Rodrigues (PSD). 
    No entanto, antes da cassação da chapa eleita em 2016, um processo criminal já havia afastado a ex-prefeita e até a decisão em última instância, a vice Dalete permaneceu no poder por um ano.
    Cajamar passa por cassações de mandatos e alternância na gestão da prefeitura desde 2014, quando Daniel Fonseca (na época no PSDB) perdeu o mandato. De lá para cá, mais de 13 prefeitos administraram a cidade, em cumprimento a decisões tomadas pela Justiça Eleitoral. (Jornalista Márcia Macedo)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.