Segunda, 24 Junho 2019 | Login
CONTRA AS DROGAS: Gelso Lima e Eliseu Lopes, pré-candidatos a estadual e federal, falam sobre combate às drogas

CONTRA AS DROGAS: Gelso Lima e Eliseu Lopes, pré-candidatos a estadual e federal, falam sobre combate às drogas Featured

 

Nesta segunda-feira, 30/07, no Hotel Vollare, em Osasco, o ex-secretário de Governo, pré-candidato a deputado estadual Gelso Lima (Podemos), participou ao lado do pré-candidato a deputado federal Eliseu Lopes (Patriota), de um encontro com mais de 100 pessoas, onde discutiram entre outros assuntos, sobre o combate às drogas e recuperação de dependentes químicos.

Combate às drogas Gelso falando

Gelso Lima ressaltou que quando esteve à frente da Secretaria de Assistência Social, em 2013, assinou termo de adesão de Osasco ao programa "Crack é possível vencer" do governo Federal. 

Também lembrou que em sua gestão na secretaria de Saúde, quando esteve no comando da pasta por quase 7 anos (2006/2012), implementou o CAPS-AD (Centro de Atendimento Psico-Social para Álcool e outras Drogas), além de Consultório de Rua. “Quero discutir ações de combate às drogas e soluções para essa questão que é tanto um problema de saúde quanto de segurança pública. Acredito que por meio de uma política séria é possível combater esse problema que infelizmente está destruindo milhões de famílias em nosso país”, disse Gelso Lima.

Combate às drogas público 1

Por sua vez, Eliseu Lopes, que é formado em Direito e Teologia, mas que atua como radialista, afirmou que há 16 anos, ajuda pessoas carentes. “Internamos dependentes químicos de forma gratuita em Casas de Recuperação. Meu objetivo é construir uma casa de recuperação para atender gratuitamente centenas de usuários de drogas. São mais de 40 milhões de dependentes. Cerca de 200 mil pessoas morrem por ano”, afirmou. 

Combate às drogas público 2

“Quando fiquei sabendo que o Gelso disputaria uma vaga na Assembléia Legislativa não pensei duas vezes em apoiá-lo. Além de ser um ser humano fantástico, sem sombra de dúvidas é o mais preparado e experiente para nos representar. Estou contigo nessa jornada”, enfatizou Eliseu Lopes. (Fonte: Assessoria de Imprensa)

000

About Author

Related items

  • OSASCO: Vereadores aprovam criação de comunidade terapêutica para dependentes químicos
    Metodologia é baseada no acolhimento voluntário e busca a reinserção social dos pacientes
     
    A Câmara Municipal de Osasco aprovou na quinta-feira, 09/05, a criação de uma comunidade terapêutica para dependentes de drogas no município. O Projeto de Lei (PL) 153/2017 determina que a nova instituição deverá oferecer terapia ocupacional e atividades que promovam a integração do indivíduo à comunidade.
    O texto votado pelos vereadores também prevê que o equipamento deverá contar com um centro de triagem, que avaliará os pacientes antes do acolhimento. Essa avaliação teria um prazo máximo de 30 dias para ser realizada.
    No último dia 29, a Comissão de Saúde e Assistência Social realizou uma audiência pública para debater a proposta. Durante o evento, a socióloga Kátia Barreto, da Federação Brasileira de Comunidades Terapêuticas (Febract), afirmou que o termo não se refere a um tipo de instituição, mas a uma metodologia de tratamento.
    Segundo a socióloga, a atuação das comunidades terapêuticas é baseada em valores como o acolhimento voluntário, a convivência entre os pares como elemento terapêutico, a reinserção social, o trabalho articulado à rede pública de serviços e o respeito à orientação religiosa e sexual dos pacientes.
    A proposta recebeu 12 votos a favor e nenhum contrário. Aprovado em segunda discussão, o projeto agora só depende da sanção do Prefeito Rogério Lins (PODE) para virar lei.
    Veto
    Apesar de ser um dos autores da proposta, o vereador Daniel Matias (PRP) - à esquerda, ao lado do Presidente da Câmara, Ribamar Silva - acredita que ela poderá ser vetada pelo Executivo por conta de um vício de iniciativa, termo jurídico utilizado para descrever a situação na qual uma lei é proposta por agente sem legitimidade para iniciar o processo legislativo.
    No ano passado, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara deu parecer contrário ao projeto por considerar que ele contraria a Constituição do Estado de São Paulo. Acolhendo parecer do Departamento Jurídico da Câmara, a CCJ avaliou que a iniciativa de propostas que instituem serviços públicos é exclusiva do Poder Executivo.
    Matias diz que decidiu manter a tramitação mesmo após o parecer desfavorável porque acredita que a aprovação pelo Plenário é uma forma de amplificar a discussão sobre o tema.
    “O objetivo é que, a partir dessa discussão e depois da votação do projeto, nós possamos oficializá-lo por intermédio de uma indicação à Prefeitura, diante de todos os debates e todas as discussões que foram feitas aqui”, afirmou o parlamentar. (Texto: Rodolfo Blancato de Barros - CMO)
  • PAÍS DO FUTURO? Nenhum país terá futuro sem investimento na educação de base

     

    Desde criança a gente ouve falar que o Brasil é país do futuro. 

    Mas, com crianças crescendo sem saber ler ou escrever e com esses jovens protestando pelados nas Universidades de Filosofia, Sociologia e História, qual será o futuro do Brasil?

    Seria o país das cracolândias, com traficantes de um lado e um exército de "zumbis" do outro?

    Crianças de rua

    Precisamos de investimentos pesados no ensino fundamental e não em cursos superiores que recebem estudantes sem nenhuma base educacional.

    Hoje, temos mais de 15 milhões de analfabetos, além de outros 30 milhões de analfabetos funcionais, pessoas que apenas sabem escrever o nome com dificuldade. Nenhum país terá futuro promissos sem investimentos na educação de base. (Renato Ferreira)

  • TRAGICÔMICO! Papagaio fala demais e é apreendido pela polícia em área de tráfico

    Policiais militares faziam patrulhamento num ponto de venda de drogas, em Teresina, quando foram surpreendidos por um papagaio que começou a gritar: "Mamãe, polícia; Mamãe, polícia". Claro, o bichinho bem treinado acabou sendo levado pela polícia.

     

    Esse fato inusitado envolvendo traficantes de drogas e um papagaio aconteceu nesta terça-feira, 23/04, em Teresina, capital do Piauí. A dona da ave falante é uma mulher conhecida como "Índia", que já foi presa duas por tráfico de drogas.
    Tudo aconteceu quando os policiais faziam patrulhamento na Vila Irmã Dulce, em local que funcionaria como ponto de venda de entorpecentes. De repente, ao avistar os policiais, o papagaio começou a gritar: "Mamãe, polícia; Mamãe, polícia".

    Em entrevista ao G1, o major Mello mostrou-se impressionado com a ave. “Ele deve ter sido treinado para isso. Começou a gritar assim que os policiais se aproximaram”, disse o Major Mello. Segundo o oficial da PM, o animal foi encaminhado ao Parque Zoobotânico de Teresina.

    Ainda segundo o representante da PM, a dona do papagaio é uma mulher conhecida como “Índia”, que jpa foi presa duas vezes por tráfico de drogas. “Atualmente, ela está acamada porque sofreu um acidente. Então quem estava no ponto de venda de droga era o marido dela”, afirmou Mello.

    O cônjuge da Índia, identificado como Edvan, de 30 anos, foi preso após os oficiais encontraram porções de crack na residência. Era um negócio em família. Além do Edvan, a filha do casal, de 16 anos, foi apreendida com porções de maconha escondidas dentro das roupas íntimas. (Fonte: Jornal O Tempo).

    Cuidado! Você que fica aí como papagaio nas redes sociais, só repetindo tudo que seus ídolos políticos falam e inventam, veja que até os papagaios que falam demais estão se dando mal. (Renato Ferreira)

    TRAGICÔMICO é uma publicação de Notícias & Opinião todas as quartas-feiras. Se desejar ver outros casos já publicados, basta acessar o site - www.noticiaseopiniao.com.br - e buscar por tragicômico.

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.