Quarta, 14 Novembro 2018 | Login
ENCONTRO HISTÓRICO: Ao lado de Donald Trump, Kim Jong-un se compromete com o fim das armas nucleares

ENCONTRO HISTÓRICO: Ao lado de Donald Trump, Kim Jong-un se compromete com o fim das armas nucleares Featured

Se os acordos serão cumpridos só o tempo dirá, mas, com certeza, este 12 de outubro de 2018 ficará marcado na História mundial com o encontro pela paz entre Kim Jong-Un e Donald Trump
 
Nesta terça-feira, 12/06, o presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-Un, se encontraram em Singapura e assinaram declaração conjunta em busca da paz e do fim do uso de armas nucleares. Com quatro itens, termo foi assinado durante encontro histórico dos líderes dos EUA e Coreia do Norte. SegundoTrump, Kim aceitou o seu convite para visitar a Casa Branca.

Conforme o documento, a Coreia do Norte se comprometeu com o desmonte de todo o seu programa nuclear. Os dois países "decidiram deixar o passado para trás" e "o mundo verá uma grande mudança", declarou Kim. Na presença de autoridades dos dois paíes, Kim Jong-Um e Donald Trump assinaram assinaram uma declaração de quatro itens no encontro em Singapura.

Esse engajamento pela paz da Coreia do Norte com o fim da produção de armas nucleares era uma condição imposta pelos EUA para a realização da histórica reunião entre os dois líderes. Resta saber, agora, se o ditador Kin cumprirá os acordos assinados em Singapra. A Coreia do Sul não gostou muito dos acordos assinados sem a presença de autoridades sul coreanas. Na prática, os dois países da península coreana continuam em guerra.
000

About Author

Related items

  • Bolsonaro visitará Estados Unidos e Israel em suas primeiras viagens internacionais
    O primeiro país a receber o novo = presidente eleito do Brasil será o Chile
     
    Confirmando que o seu governo terá novas diretrizes em termos de política externa, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) já definiu quais serão suas primeiras viagens internacionais. O capitão reformado deverá ter o Chile como seu primeiro destino, depois irá para os Estados Unidos e Israel.
    Primeiro país a receber o futuro presidente, o Chile é considerado como uma referência de prosperidade e crescimento na América do Sul por Bolsonaro. Depois, o político deve visitar Donald Trump, com quem conversou por telefone neste domingo (28) após a confirmação de sua eleição. Em seguida, Bolsonaro deverá visitar Israel, onde esteve há dois anos, e com quem quer mater relações estreitas para a troca de informações sobre tecnologia.
    As viagens, entretanto, só acontecerão após o futuro presidente se recuperar totalmente da facada que recebeu em setembro, durante evento de campanha na cidade de Juiz de Fora. Em dezembro, ele deverá passar por uma cirurgia para retirar a bolsa de colostomia que carrega desde o atentado.
    Transição
    Antes disso, o presidente eleito trabalhará com Michel Temer (MDB) na transição do governo. Bolsonaro e seus ministros de confiança, Paulo Guedes (Fazenda) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil), vão se reunir nesta terça-feira (30) para definir quem fará parte da equipe que irá participar das primeiras reuniões com os representantes de Temer, em Brasília, a partir da próxima semana. (Fonte: Jovem Pan)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.