Segunda, 20 Novembro 2017 | Login
Segunda, 13 Novembro 2017 23:03

Itália está fora do Mundial da Rússia

A Copa 2018 ficou mais pobre dentro das quatro linhas. Os tetracampeões italianos não passaram pela Suécia e não vão a Moscou

 

Os italianos de todo mundo estão tristes. E o futebol técnico também. Jogando na tarde desta segunda-feira (13/11), no San Siro, em Milão, pela respescagem das eliminatórias europeias, o time da Velha Bota, quatro vezes campeã do mundo, não conseguiu furar o bloqueio sueco e, depois de 60 anos, vai ficar  fora novamente de um mundial.

A Itália será a única seleção campeã do mundo que estará fora da Copa 2018. Os demais campeões - Brasil (5 títulos), Alemanha (4), Argentina e Uruguai (2), Inglaterra, Espanha e França (1 título) - já estão classificados. 

A seleção da Suécia, que venceu o jogo de ida por 1 a 0, em Estocolmo, se fechou na defesa e conseguiu a vaga com o empate de 0 a 0. A partida foi praticamente um jogo de ataque contra defesa. Os italianos do técnico Gian Piero Ventura pressionaram durante os 90 minutos, tiveram inúmeras chances, mas, não conseguiram marcar.

buffon chora apos italia ficar fora da copa 1510612685124 v2 900x506

No final da partida, os italianos, liderados pelo goleiro Buffon, saíram desolados e chorando de campo. O goleiro fez a sua partida pela Seleção Italiana. A decepção também foi para os mais de 60 mil torcedores que lotarm o San Siro e empurrarm a Azzurra do início ao fim do jogo.

 

Festa sueca

Suécia vai à Copa

Os suecos também saíram chorando de campo, mas, de alegria. Depois do 1 a 0, em Estocolmo, a Seleção da Suécia foi para Milão sabendo da verdadeira batalha que iria enfrentar. E não foi fácil. Durante os 90 minutos, os suecos jogaram na defesa e sofreram para segurar o 0 a 0 no placar, o suficente para levá-los a Moscou. Esta será a sexta Copa que os suecos vão disputar.

 

Neste domingo (12/11), o PSDB de São Paulo realizou a sua convenção estadual e a festa tucana acabou se transformando num palanque para a pré candidatura do governador Geraldo Alckmin à presidência da República. A convenção tucana foi realizada na Assembleia Legislativa e contou com a presença de representantes de cinco partidos aliados no estado — PTB, PV, PPS, DEM e PSB — deixando claro que essas legendas estarão com o governador Geraldo Alckmin na corrida presidencial. Alckmin foi ovacionado quando o seu nome foi lançado como candidato tucano à eleição presidencial de 2018.  

Antes da chegada do governador ao evento, os tucanos criticaram o senador Aécio Neves (MG) e defenderam o seu afastamento do partido. Correlegionário de Alckmin, o deputado estadual Pedro Tobias foi reconduzido à presidência do PSDB em São Paulo.

Doria pede união

O prefeito de São Paulo, João Doria, que também tem seu nome ventilado como pré candidato tucano, chegou ao evento junto com o governador. Em rápido discurso, Doria defendeu a unidade do partido." Esta é a convenção da pacificação. É de São Paulo que sairá a força para vencer a eleição. Vamos erguer a bandeira tucana, a bandeira do PSDB. Não há espaço em São Paulo e no Brasil para a bandeira vermelha", disse Doria, que saiu do evento antes de ouvir Alckmin falar e ser ovacionado como candidato tucano em 2018.

Por sua vez, Alckmin assumiu um discurso de candidato, ao falar sobre a necessidade de o Brasil retomar sua rota de eficiência, de produtividade sem cair no discurso  "populista latino-americano". "Temos que saber jogar o jogo do século 21. Devemos ser o Zé Ninguém a serviço de uma grande causa , pois o momento exige de nós, gestores públicos, muita ousadia e coragem para administrar".

Segundo Alckmin, o PSDB precisará enfrentar o corporativismo estatal e privado para mudar o país. O governador, como exemplo, a reforma da Previdência, que não deve ser "fiscalista e, sim, um ato para romper com privilégios".

Serra pede paz

A convenção contou também com a presença do senador José Serra, que não ergueu os braços quando Pedro Tobias indicou Alckmin como único nome capaz de unir o partido e ta´bme bradou pela aclamação de Alckmin como candidatoà presidência em 2018. Em seu discurso, Serra destacou seus feitos do PSDB, como o Plano Real e também a sua gestão à frente do Ministério da Saúde. "Fazemos aliança sem perder o rumo". Para o senador, o papel do partido é "ajudar o Brasil a crescer sem ideias reacionárias ou populistas, disse Serra, que terminou seu discurso pedindo paz aos tucanos. Ele usou o termo shalon (paz em hebraico).

 

No próximo dia 14 de novembro - terça-feira - a beelíssima cidade de Santana de Parnaíba, região Oeste da Grande São Paulo, completa completa 437 anos de História. E como faz todos os anos, a Prefeitura programou uma série de atividades culturais para marcar as festividades. Haverá também inagurações de obras públicas, como a do CAT (Centro de Atendimento ao Turista), passeio ciclístico pelo Centro Histórico e show com a dupla sertaneja Maria Cecília e Rodolfo, que acontecer  em frente ao Monumento dos Bandeirantes.

História

Como uma das mais antigas cidades do Estado, Santana de Parnaíba foi fundada em 1580 pelos Bandeirantes. Rica em arquiterora barroca e com Igrejas históricas, a cidade não é apenas passado. Além de guardar esse rico patrimônico histórico, Parnaíba é também um dos municípios que mais crese na região, com uma economia forte e com bairros novos e empreendimentos residenciais e comerciais modernos. 

Fundada às margens do Rio Tietê, pelo bandeirante André Fernandes, Parnaíba é uma das cidades que mais atrai turistas na região Oeste, com suas festas religiosas e também com um dos mais animados carnavais da Grande São Paulo.  Formado por mais de 200 imóveis, o Centro Histórico da cidade é considerado o maior conjunto arquitetônico tombado pelo Patrimônio Histórico de São Paulo.

 

Veja, a seguir a programação do aniversário de Parnaíba:

Terça-feira, 14 de Novembro

10h - Missa solene na Igreja Matriz

11h - Inauguração do CAT - Centro de Atendimento ao Turista (onde será oferecido o tradicional café caipira com apresentação musical)

Das 14 às 17h - serão realizados uma série e atividades culturais ao ar livre. Na praça 14 de novembro, haverá um workshops de artesanato infantil e adulto, com pintura facial e ponto de leitura e no jardim, localizado no interior do Complexo Cultural Monsenhor Paulo Florêncio de Camargo (Museu Anhanguera), será realizada atividade de “contação de histórias” e apresentações circenses

20h- Resultado do Festival Estudantil de Música – Parnaíba Fest e Grande Show de aniversário com a dupla sertaneja Maria Cecília e Rodolfo no Bolsão do Estacionamento em frente ao Monumento dos Bandeirantes

23h- Queima de fogos.

Quarta-feira, 15 de Novembro

8h30- Passeio ciclístico da família pelo Centro Histórico

Local: Bolsão do estacionamento.

Percorrerá as ruas do Centro da cidade  e do Jardim São Luís.(haverá pontos de hidratação, mesa de frutas e camisetas para os 100 primeiros inscritos)

A inscrição é gratuita, ocorrerá no dia do evento, não há limite de idade e qualquer um pode participar.

Das 13 às 22h- Festival Regional Musical, com apresentações de artistas da cidade e região.

Atenção! Em todos os eventos, a entrada é franca. Mas, quem quiser colaborar com o Fundo Social de Solidariedade, pode colabora com 1 quilo de alimento não perecível. 

Os organizadores estão tentando derrubar a liminar, uma vez que as apresentações estão marcadas para começar na noite deste sábado 

 Rodeio suspenso

A festa do peão de Osasco, cujo início está marcado para a noite deste sábado (11/11) está suspensa. A Justiça de Osasco acatou o pedido do empresário e morador de Osasco, Adams Dabus, que entrou com uma ação no Ministério Público e concedeu liminar suspendendo o evento. Para hoje, a festa do peão de Osasco, marca a presença da dupla Simone e Simaria. Desde a noite de ontem, os organizadores tentam derrubar a liminar. Segundo a organização, a decisão não tem fundamentos e garante que a festa será realizada normalmente. 

O autor da solicitação para suspender a festa alega, dentre outros motivos, a ausência de licitação para uso de área pública, sem contrapartida para o município de Osasco. Adams Dabus pediu ainda o bloqueio de r$ 200 mil dos envolvidos e responsáveis pelo evento para que esse valor seja ressarcido às pessoas que compraram ingressos. Na liminar, o juiz alega também o problema de maus tratos aos animais.

Por outro lado, os organizadores afirmam que a área é particular e que, conforme foi divulgado anteriormente, a festa é composta apenas de shows musicais e não terá montaria de animais.

Caso seja mantida a festa sem a derrubada da liminar, a multa diária será de R$ 20 mil.

Veja, aqui, a íntegra da liminar:

Rodeio liminar 1

Rodeio liminar 2

 

Atualizado às 17h20

Organização cancela o show de Simone e Simaria deste sábado à noite

 

NOTA OFICIAL:

- Primeiro show de Simone e Simaria é cancelado na Festa do Peão de Osasco

Em cumprimento à decisão da Justiça, o show de hoje, de Simone e Simaria, da Festa do Peão de Osasco, foi cancelado. 
A organização da festa lamenta tal decisão e reforça que a Festa do Peão de Osasco é um evento privado, realizada em terreno locado de particular, sem utilização de recursos públicos ou de funcionários ligados à Prefeitura do Município.
A Companhia Verde Amarelo realiza festas de peão há mais de 30 anos, sem qualquer ligação com a administração pública ou qualquer contratempo nas muitas cidades pelas quais passou, sempre gerando emprego, renda e diversão para a população.
Todos que já adquiriram ingressos para hoje poderão solicitar reembolso diretamente nos pontos de venda a partir de sexta-feira, dia 17 de novembro. 
A organização da Festa irá recorrer da decisão e confia na justiça para que a programação continue normalmente na véspera de feriado, dia 14, com show de Jorge e Mateus e Cleber e Cauan. No dia 17, com entrada franca, terá show de Guilherme e Santiago. No dia 18, o DJ brasileiro internacional Alok anima a galera junto de Jefferson Moraes. E na última semana, dia 24, tem Henrique e Juliano e para fechar a festa, Matheus e Kauan.

Atenciosamente
Organização da Festa do Peão de Osasco

"Sou um militante em prol da Cultura e para se fazer política não é necessário ter mandato e nem cargo público", afirma Gustavo Anitelli

 

Na tarde desta sexta-feira, (10/11), o produtor cultural e ex-secretário da Cultura de Osasco, Gustavo Anitelli, reuniu a imprensa para fazer um balanço dos 10  meses que esteve à frente da pasta e também para falar sobre a sua exoneração do cargo - https://goo.gl/xL3Azj  - no início desta semana. Ele considera que a sua saída reflete um clima de censura por parte da Câmara Municipal e também do Executivo, fato que, segundo ele, é "um retrocesso político e cultural". Durante a coletiva, Anitelli disse duas frases que deverão nortear a sua atuação como militante político na cidade, onde pretende continuar batalhando em defesa dos movimentos culturais e artísticos: "Censura é uma forma de esconder a corrupção" e "Pra se fazer política não é necessário ter mandato e nem cargo público". Segundo Anitelli, na próxima semana, ele já vai participar de uma ação com artistas da cidade que o apoiaram durante a sua gestão.

Antes de abrir para as perguntas, Anitelli fez uma explanação sobre as ações que executou nesses dez meses e também sobre os planos e metas que ele tinha para a Secretaria da Cultura. E falou, principalmente, sobre dois episódios que foram o estopim para as críticas que recebeu do Legislativo culminando com a sua exoneração, Um dos fatos, que iniciou a crise e que o ex-secretário fez questão de enfatizar, foi um cartaz do Batman beijando o Super Homem, que foi publicado na página da Secretaria como chamada para uma ação do Grupo LGBT. Em seguida, ele falou sobre a exibição de uma peça  com críticas a policiais militares. Esses dois episódios foram duramente criticados pelos vereadores de Osasco, que aprovaram, inclusive, uma moção de repúdio ao Secretário. "Tudo isso me causou espanto devido ao conservadorismo dos vereadores,que não reflete o pensamento da maioria da população. Censura é uma forma de esconder a corrupção. Hoje, nos proíbem de criticar a PM. Amanhã, vão nos proibir de criticar os políticos da cidade", disse Anitelli.

O ex-secretário negou também que a sua exoneração tenha sido um ato político/partidário. "A minha entrada no governo foi um convite pessoal do prefeito Rogério Lins pelo meu trabalho. Inclusve, agradeço ao Rogério pelo reconhecimento ao nosso trabalho e pelo convite. Não fui indicado pelo PT. Então, a minha saída também não foi motivada por eu ser do PT. Isso é apenas uma cortina de fumaça para esconder esse clima de censura que a Câmara Municipal, pela sua maioria, quer implantar em Osasco. E é contra isso que estamos preparados para lutar".

Gustavo Anitelli negou ainda que tenha planos para ser candidato nas eleições de 2018. "No momento quero apenas descansar e estar pronto para a nossa luta política em prol de todos os movimentos culturais e artísticos de Osasco, uma cidade que esqueceu a sua periferia. Por isso, investimos em políticas em prol da juventude. Não pretendo ser candidato a nenhum cargo", afirmou Anitelli. No final, ele disse que espera que o Lula seja candidato. "Sem o Lula na disputa, as esquerdas terão mais dificuldades,  mas, acho que o PT, sabendo dialogar com os demais partidos de esquerda, tem condições de vencer mesmo sem ele na disputa", concluiu. (Renato Ferreira)

Notícias & Opinião esteve presente e registrou, em vídeo, o início da coletiva. Veja aqui: https://www.facebook.com/orenatoferreira/posts/1519011288189106?pnref=story

 

Partidários de Alckmin ficaram indignados com a postura do senador mineiro. Ricardo Ferraço (ES) o chamou de "coronel de quinta categoria" 

 

Por essa, nem mesmo o mais otimista tucano esperava. Na tarde desta quinta-feira (09/11), o senador Aécio Neves (PSDB-MG) - à esquerda -, presidente licenciado do PSDB, destituiu  o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) da presidência interina do partido e indicou para o cargo o ex-governador de São Paulo, Alberto Goldman. Conforme nota divulgada por Aécio, o motivo é a "desejável isonomia" entre os candidatos que disputarão o comando da sigla em dezembro. Jereissati oficializou a sua candidatura ontem. O senador senador cearense deve ter adversário na disputa o governador Marconi Perillo (PSDB-GO), ligado ao grupo ligado a Aécio Neves.


Portanto, até a eleição para a escolha o novo presidente do PSDB, o partido será presidido, interinamente, por Alberto Goldman, que é o mais velho entre os vice-presidentes da sigla. Goldman é ligado também ao grupo político do senador José Serra que, segundo informações, pode se candidar ao governo de São Paulo.

 

Ninho quente

A decisão de Aécio Neves diviu de vez a cúpula tucana. Tanto na Câmara como no Senado, o fato dividiu as opiniões de parlamentares. Para o coordenador da campanha do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) à presidência do partido, o senador Ricardo Ferraço (ES), o afastamento de Jeiressati é uma atitude autoritária de Aécio Neves. “Ele [Aécio] está se revelando um coronel de quinta categoria. Perdeu o limite. Ele está promovendo uma intervenção para submeter o PSDB a seus caprichos, a seu controle. Ele vai dar com os burros n’água. Aécio quer submeter o partido às vontades do governo Temer e para isso quer humilhar Tasso Jereissati, que dedicou sua vida política ao PSDB. Aécio Neves perdeu o limite.”, afirmou Ricardo Ferraço.

Recentemente, Aécio Neves teve o seu mandato suspenso pelo Supremo Tribunal Federal e chegou a ficar também proibido de sair de casa durante à noite. Ele é acusado de ter pedido R$ 2 milhões a Joesley Batista, que gravou a conversa. Mas, a decisão do STF teria que ser autorizada pelo Poder Legislativo e o Senado acabou negando a autorização para o afastamento do senador mineiro. (Renato Ferreira)

Após as ações do Outubro Rosa, voltadas aos cuidados com a Saúde da Mulher, agora, a atenção das autoridades se voltam, no Novembro Azul, à conscientização, prevenção e cuidado com a Saúde do Homem. Se na mulher, o câncer de mama é o que mais mata se não for detectado no início, no homem a preocupação é com o câncer de próstata.

A campanha “Novembro Azul” foi criada no ano de 2003, na Austrália, com o objetivo de conscientizar a população sobre necessidade e a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata e, claro, também de outras doenças mais comuns no sexo masculino.

Em todo o Brasil, como aconteceu no “Outubro Rosa”, com a realização de palestras sobre a importância de se prevenir contra o câncer de mama e outras doenças da mulher, para o “Novembro Azul”, as autoridades da área da Saúde promovem neste mês uma intensa campanha com ações voltadas para conscientização dos homens sobre a importância de se realizar o exame precoce do câncer de próstata.

Em Osasco

A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Saúde em parceria com o Instituto Lado a Lado pela Vida, realiza, durante todo o o mês de novembro, ações de prevenção a esste tipo de câncer.

Desenvolvida nos moldes da campanha Outubro Rosa para as mulheres, o Novembro Azul disponibilizará exames para a população masculina. Nas Unidades Básicas de Saúde, os homens recebem materiais informativos e os que têm acima de 50 anos ou 45 anos com histórico familiar de câncer de próstata (pai, avô, tio ou irmão) são encaminhados para o “acolhimento” para a realização de exames.

Os encaminhados para exames, passam por uma etapa de preparação de 3 dias para o exame PSA (Antígeno Prostático Específico), cujo resultado também será disponibilizado em três dias. Caso haja qualquer alteração nos padrões apresentados, o paciente será encaminhado ao setor de Proctologia da Policlínica Zona Norte.

 

A Prefeitura de Osasco entrega na sexta-feira, (10/11), às 10 horas, a reforma completa da Cemeief "Maria José Ferreira Ferraz", interditada por problemas estruturais desde junho/2017.

A Cemeief será entregue com novos pisos internos nas áreas de vivência, circulação, berçário, cozinha e refeitório; rampa de acessibilidade; recuperação estrutural das partes afetadas; nova tubulação de água fluvial e esgoto interno; reforço das vigas; reforma da caixa d'água; revitalização da horta; além de recomposição das calçadas, recapeamento da rua lateral, criação de um novo playground na entrada e serviços de pintura, elétrica e hidráulica.

Pais, responsáveis e alunos da Cemeief foram convidados para a entrega. Na sexta-feira, 10/11, a Cemeief ficará aberta à visitação do público.

A interdição

Em junho, técnicos da Secretaria da Educação, acompanhados de engenheiros da Secretaria de Obras e da Defesa Civil realizaram uma vistoria que culminou na decisão de interditar a escola, a fim de garantir a segurança de todos os alunos e funcionários.

As equipes identificaram que sob a lavandeira, localizada na parte interna da escola, havia um desnível por conta de uma erosão, além de diversas rachaduras que apareceram nas paredes da escola.

Com a interdição, os alunos foram transferidos para as unidades escolares próximas, sendo que a Prefeitura garantiu o transporte escolar necessário. Os 102 alunos da Emei foram transferidos para a Emef Irmã Tecla Merlo; os 268 alunos da Emef e os 121 alunos da creche foram transferidos para a Emef Professor Alípio da Silva Lavoura.

Com a reforma completa da Cemeief, os alunos retornarão a unidade já a partir de segunda-feira, 13/11.

Serviço

Entrega da reforma da Cemeief "Maria José Ferreira Ferraz"

Rua Padre Mario Manoel Dantas de Menezes, 80 - Vila Simões de Almeida

Dia: 10/11

Horário: 10 horas

Na mesma ação, os desembargadores mantiveram a pena dos publicitários dos governos petistas João Santana e Mônica Moura em 8 anos e 4 meses de prisão

 

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) julgou nesta terça-feira, 7, a apelação criminal do publicitário João Santana, da mulher dele, Mônica Moura, do operador Zwi Skorniczi, e de João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT, que recorreu na 3ª ação criminal em que foi condenado pelo juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba. A pena de Vaccari passou de 10 anos para 24 anos de prisão na Operação Lava Jato. As informações foram divulgadas pelo TRF4.

Vaccari teve a condenação por corrupção passiva confirmada pelo Tribunal e a pena aumentada de 10 anos para 24 anos de reclusão. Apesar de a 8ª Turma ter absolvido o ex-tesoureiro de dois dos cinco crimes pelos quais havia sido condenado em primeira instância, foi afastada a continuidade delitiva no cálculo da pena e aplicado o concurso material. Neste caso, os crimes de mesma natureza deixam de ser considerados como um só e passam a ser somados, resultando no aumento da pena.

Como nas duas apelações anteriores julgadas pelo tribunal envolvendo Vaccari, o entendimento do relator, desembargador federal João Pedro Gebran Neto, foi de manter a condenação de primeiro grau. Conforme Gebran, “Vaccari, direta ou indiretamente, em unidade de desígnios e de modo consciente e voluntário, em razão de sua posição no núcleo político por ele integrado, solicitou, aceitou e recebeu para si e para o Partido dos Trabalhadores os valores espúrios oferecidos pelo Grupo Keppel Fels e aceitos também pelos funcionários da Petrobras, agindo assim como beneficiário da corrupção”.

O desembargador Leandro Paulsen, que absolveu Vaccari nas duas apelações criminais julgadas anteriormente, esclareceu que “neste processo, pela primeira vez, há declarações de delatores, depoimentos de testemunhas, depoimentos de corréus que à época não haviam celebrado qualquer acordo com o Ministério Público Federal e, especialmente, provas de corroboração apontando, acima de qualquer dúvida razoável, no sentido de que Vaccari é autor de crimes de corrupção especificamente descritos na inicial acusatória”.

O desembargador Victor Luiz dos Santos Laus teve o mesmo entendimento. Para ele, nesta ação está superado o obstáculo legal presente nos processos anteriores, visto que existe corroboração dos réus que firmaram acordo de colaboração. “Nesse processo ocorre farta prova documental no sentido de que Vaccari propiciou que o dinheiro da propina aportasse na conta de Mônica Moura e João Santana por meio de Skorniczi”, afirmou o desembargador.

 

Publicitários petistas têm a pena mantida

joão santana e mõnica moura

Santana e Mônica, condenados por lavagem de dinheiro, tiveram a pena mantida em 8 anos e 4 meses. Skorniczi também teve a pena mantida em 15 anos, 6 meses e 20 dias.

Em seu parecer, o procurador regional da República Maurício Gotardo Gerum apontou a corrupção como a causa da falta de qualidade de vida existente no País. “Temos 13 milhões de analfabetos, infraestrutura urbana e segurança pública caóticas. Por que isso? Não temos guerras e nem fenômenos naturais com potencial destrutivo. A resposta está na corrupção”, analisou Gerum.

O procurador chamou a atenção para a importância dos julgamentos no TRF4. “Este tribunal não tomou conhecimento da parceria entre o poder público e o crime de colarinho branco. Não é exagerado dizer que a 8ª Turma vem parametrizando o combate à corrupção”. Gerum salientou que o colegiado tem sido pioneiro na execução da pena após a decisão de segundo grau.

Ação Penal

Essa ação trata das propinas pagas pelo Grupo Keppel em contratos celebrados com a empresa Sete Brasil Participações para o fornecimento de sondas para utilização pela Petrobras na exploração do petróleo na camada do pré-sal. Parte dos pagamentos teria ocorrido por transferências em contas secretas no exterior e outra parte iria para o Partido dos Trabalhadores.

Uma das contas beneficiárias seria a conta da off-shore Shellbill, constituída no Panamá, e controlada por Mônica Moura e João Santana. Eles seriam os terceiros. O dinheiro antes passava pela conta da Deep Sea Oil Corporation, controlada por Zwi Scornicki.

Essa é a 21ª apelação criminal relativa à Operação Lava Jato julgada pela 8ª Turma do tribunal. A sentença da 13ª Vara Federal de Curitiba foi proferida em 2 de fevereiro deste ano.

Execução da Pena

A execução da pena poderá ser iniciada pelo juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba assim que passados os prazos para os recursos de embargos de declaração (2 dias) e de embargos infringentes (cabem no caso de julgamentos sem unanimidade, com prazo de 10 dias). Caso os recursos sejam impetrados pelas defesas, a execução só se dará após o julgamento desses recursos pelo tribunal.

Outro lado

A defesa de Vaccari, representada pelo advogado Luiz Flávio Borges D’Urso, disse que recorrerá da decisão. Segundo o advogado, tanto a sentença recorrida, como agora o acórdão, tiveram por base exclusivamente palavra de delator, “sem que houvesse nos autos qualquer prova que pudesse corroborar tal delação”. “Mais uma vez, a defesa lembra que a Lei nº 12.850/13, no parágrafo 16 do seu artigo 4º, estabelece que ‘nenhuma sentença condenatória será proferida com fundamento apenas nas declarações de agente colaborador’, vale dizer, a lei proíbe, expressamente, condenação baseada exclusivamente em delação premiada, sem que existam provas a confirmar tal delação.”

De acordo com D’Urso, a lei é que estabelece que as informações trazidas por delator não são provas, sendo responsabilidade do Estado encontrar provas que confirmem o que o delator afirmou. “Assim, a palavra de delator deve ser recebida com muita reserva e total desconfiança, pois aquele que delata, o faz para obter vantagem pessoal, que poderá chegar até o perdão judicial.”

Para a defesa de Vaccari, o julgamento realizado pela 8ª Turma do TRF-4, mantendo a condenação de 1º instância, “data venia, não observou o que a lei estabelece”. “Apesar disso, o Sr. Vaccari e sua defesa continuam a confiar na Justiça brasileira. Quanto à obrigação de ressarcimento para que o Sr. Vaccari possa obter a progressão de regime, o Des. Fed. Victor Laus afastou essa imposição estabelecida pelo juízo de 1. instância, pois entendeu que essa matéria não é de competência do Dr. Moro, mas sim do juízo da execução penal”, diz a nota da defesa de Vaccari. (Matéria extraída da Isto É)

Com a saída de secretários petistas, PSDB e Podemos assumem novos postos no primeiro escalão do prefeito Rogério Lins, que anunciou também um novo modelo de gestão: ele vai despachar durante uma semana em cada secretaria

Nesta segunda-feira, (06/11), o prefeito de Osasco, Rogério Lins (Podemos), anunciou numa concorrida entrevista coletiva em seu gabinete, os nomes de seis novos secretários em sua primeira reforma administrativa. Após a saída de dois secretários petistas - Gustavo Anitelli (Cultura), e Marco Antonio Vilella (Habitação) - https://goo.gl/7UnZX6 , PSDB e Podemos assumem novos postos na Administração Municipal. Na Cultura vai assumir o ex-vereador Sebastião Bognar (PSDB), que já fazia parte como assessor no Gabinete do Prefeito. Já para a Secretaria de Habitação, Lins nomeou o arquiteto e ex-vice-prefeito de Osasco, Ângelo Melli, também da cota do PSDB, que hoje tem como presidente do vereador De Paula.

Rogério anunciou também outras quatro mudanças no primeiro escalão. A chefe de Gabinete, Elsa Oliveira, vai assumir a Secretaria de Assistência Social, em substituição a Suzete Franco que, no entanto, continuará prestando serviços na SAS. Para a Chefia de Gabinete, o prefeito indicou o empresário Gerson Pessoa. Como novo titular da Sica (Secretaria de Indústria, Comércio e Abastecimento), que vinha sendo acumulada pelo secretário de Administração, Sérgio Di Nizo, Lins nomeou o advogado e sindicalista Rafael Paes. E por último, o prefeito anunciou o nome do novo secretário de Comunicação que será Franz Felipe (Podemos), que deixa o Departamento de Compras e Licitação para assumir a SECOM no lugar de José Bento da Silva.

Na coletiva, Rogério Lins anunciou ainda que a partir desta semana, ele implanta um novo modelo de gestão, em Osasco, visando otimizar os serviços prestados pelo poder público municipal. "Durante uma semana, eu ficarei despachando em uma secretaria e vamos começar, já nesta semana, na Secretaria de Saúde como o José Carlos Vido. Na próxima semana, será na Educação, em seguida na Secontru e assim por diante. Metade do expediente será dedicado a assuntos gerais e os outros 50% serão exclusivamente dedicados aos assuntos especificos de cada pasta", afirmou Rogério Lins.

 

Lins elogiou todos os secretários que deixaram os cargos e afimou ter plena confiança nos novos titulares que tomaram posse hoje. Ao ser indagado se as mudanças nas secretarias de Cultura e Habitação,ocupadas por petisas, eram uma indicação de que poderão surgir novas mudanças imposta por decisões partidárias, Lins respondeu. "Mesmo as mudanças nessas secretarias não significam uma retaliação ao Partido dos Trabalhadores. No entanto, elas foram necessárias uma vez que o PT toma um caminho diferente do nosso". (Renato Ferreira - Foto de capa: Ismael Francisco)

Notícias & Opinião esteve presente e conversou com os novos titulares da SAS, Habitação e Cultura: Acompanhe aqui: 

Conheça os novos secretários:

Elsa Oliveira SAS

Elsa Oliveira - Assistência e Promoção Social

Angelo Melli Habitação

Ângelo Melli - Habitação

Bognar Cultura

Sebastião Bognar - Cultura

Rafael Paes Sica

Rafael Paes - SICA

Franz Felipe Comunicação Osasco

Franz Felipe - Comunicação

Gerson Pessoa Gabinete

Gerson Pessoa - Chefe de Gabinete

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.