Sexta, 19 Abril 2019 | Login

 

Renato Ferreira - 

Ontem, diante de algumas postagens festejando a morte do pequeno Arthur, de 7 anos, só porque ele era neto do ex-presidente Lula, fiz uma postagem em minha página do Facebook criticando essa baixaria, digna de pessoas irracionais. Afirmei na oportunidade que quem faz pode ser tudo, menos gente. Veja aqui: https://www.facebook.com/orenatoferreira/posts/2193929194030642

Hoje, porém, volto a esse assunto tão triste, que arrasa qualquer família, para mostrar que a mediocridade e a falta de humanidade não tem lado.

Assim como aqueles que se comportaram como animais irracionais diante da tragédia na família Lula, não dá para aceitar também o que membros da chamada esquerda fizeram no cemitério de São Bernardo, transformando o velório do garoto Arthur, momento de dor para os pais e avós, num palanque político em defesa do ex-presidente.

E tudo começou no dia da morte do menino, sexta-feira, quando a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, já incitava seus comandados pelas redes sociais. "Queremos o Lula Livre. Isso é mais uma tragédia familiar, além da perseguição política ao Lula, que está preso injustamente".

Hoje, no dia da cremação, além dos gritos de "Lula Livre", após a cerimônia fúnebre e depois que o Lula já havia retornado para Curitiba, Paulo Okamoto, uma das pessoas mais próximas do ex-presidente petista, num ato falho, claro, pediu desculpas aos presentes, porque nem todos puderam participar da "festa" naquele local. Imediatamente, ele foi interrompido aos gritos. Veja, aqui, quando Okamoto chama o velório de festa: https://www.facebook.com/Nilmatins/videos/10205610405856885/?epa=SEARCH_BOX

Portanto, é muito triste ver que em pleno século 21, brasileiros ainda são usados como massa de manobra, por políticos corruptos, uns para festejar, e outros para transformar a morte de um menino inocente em palanque políticos.

E só lembrando: As redes sociais estão cheias de postagens de imbecis festejando a facada em Bolsonaro. E mais: Torcendo para que ele não saísse do hospital, depois de várias cirurgias e da pneumonia.

Precisamos evoluir muito ainda para nos livramos de atos tão abomináveis. Lamentável! (Renato Ferreira). (Esta foto foi publicada pelo Diário do Grande ABC)

 
O prefeito de Osasco, Rogério Lins, deu início à distribuição de uniformes e kits escolares para os alunos da rede municipal de ensino. No dia 26/2, ele esteve em três unidades: Creche Maria Figueiredo Antiório e as Emefs José Veríssimo de Matos e Professora Cecília Correia Castellani. Também participaram das entregas, os secretários José Toste Borges (Educação) e José Carlos Vido (Gabinete). As entregas ocorrem dentro da programação em comemoração aos 57 anos de emancipação político-administrativa de Osasco.
Prefeito e secretários têm comparecido nas creches no horário de entrada, justamente para não comprometer o horário de trabalho dos pais. Nas Emefs, as entregas são feitas à tarde.
Na Creche Maria Figueiredo Antiório, no Adalgisa, que atende 82 crianças de 4 meses a 3 anos, os pais fizeram questão de participar da entrega. “Estou cumprindo uma promessa. Assumimos o governo sem licitação para compra de materiais e uniformes e disse a vocês que iríamos arrumar. Esta é a primeira vez que Osasco entrega uniformes no início das aulas. Estou muito feliz com isso”, disse o prefeito.
 
Lins aproveitou para dar um recado em relação ao descarte de entulho e inservíveis em locais impróprios. “Fizemos uma limpeza das ruas nessa semana. Agora temos três Ecopontos nos bairros do Jaguaribe, Jardim Novo Osasco e Jardim Mutinga. Dessa forma esperamos que a população aprenda que o descarte irregular de lixo, entulho e inservíveis pode comprometer a saúde de todos, inclusive de seus filhos, porque atrai pragas, como baratas, escorpiões e ratos. Então vamos manter tudo limpo”, concluiu.
Na Emef José Veríssimo de Matos, no Jardim Maria Paula, que atende 230 alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, os próprios alunos receberam os kits. O prefeito perguntou aos alunos se eles gostaram de a escola ser de período integral e também das oficinas oferecidas.
Na Emef Professora Cecília Correa Castelani, no Jardim Califórnia, que atende 266 alunos do 1º ao 5º ano, o prefeito reuniu-se com os pais no pátio da escola. A escola foi recentemente transformada em unidade de período integral, das 7 às 16 horas, sendo que pela manhã são aulas normais e à tarde, os alunos podem participaram de aulas de judô, capoeira, interação digital, inglês, dança, teatro, futsal, jogos cooperativos, linguagem e raciocínio.
Após participar de uma apresentação de inglês, Lins se dirigiu aos pais, perguntando sobre as mudanças com a unidade funcionando em período integral. “É uma mudança grande, mas vocês viram que eles têm vários projetos no período da tarde. Eles não ficarão ociosos em casa e estarão sempre desenvolvendo o raciocínio ou atividades físicas. O maior legado que podemos deixar para nossos filhos é o conhecimento, então precisamos de educação com qualidade”. O prefeito também participou de uma oficina de Slime e brincou com os alunos.
A última unidade visitada foi a Cemei Alberto Santos Dumont, no Jardim Macedônia, que atende 296 crianças, de 4 meses a 6 anos. O chefe do Executivo reuniu-se com os pais e anunciou que a unidade será ampliada. “Vamos construir mais seis salas de aula”, informou, para depois iniciar a entrega dos uniformes e kits escolares. (Texto: Talita Castro - Foto: Sergio Gobatti - Secom/PMO)

Arthur Lula da Silva deu entrada às 7h11 desta sexta-feira (1º) em hospital de Santo André, no ABC Paulista.

Morreu nesta sexta-feira, 01/03, o neto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Arthur Lula da Silva, de 7 anos, vítima de meningite meningocócica, em São Paulo.

Arthur deu entrada no Hospital Bartira, em Santo André, no ABC Paulista, às 7h20 desta manhã, "quadro instável" com febre e faleceu às 12h11, "devido ao agravamento do quadro infeccioso de meningite meningocócica", segundo a assessoria da Rede D'Or São Luiz, da qual o hospital faz parte.

A presidente do PT, Gleisi Hoffman, afirmou em sua conta no Twitter que fará de tudo para que Lula, preso na sede da PF em Curitiba, possa comparecer ao velório para se despedir do neto. O Hospital não deu detalhes sobre local e horário do velório.

Os advogados de Lula devem pedir a Justiça a liberação para ele comparecer ao velório do neto.
 
Notícias & Opinião externa seus sentimentos de pesar nesse momento de dor da família e pede a Deus que console o ex-presidente Lula e todos os seus familiares.
 
Atualizado às 17h30
Lula vai ao sepultamento do neto
“O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seguirá para São Paulo em avião do Governo do Paraná. A aeronave foi liberada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, atendendo pedido da superintendência da Polícia Federal no Paraná. O apoio para o deslocamento permitirá que o ex-presidente participe do velório do neto Arthur Araújo Lula da Silva, que morreu nesta sexta-feira em Santo André, vítima de meningite.” O sepultamento ocorrerá em Santo André, no ABC Paulo, no sábado, 02/03. Não houve ainda uma declaração oficial da juíza Carolina Lebbos, da 12ª Criminal Federal de Curitiba, mas, ela já fez um comunicado informal à PF afirmando que ex-presidente será liberado para ir ao sepultamento do neto.
 
 
O Presidente do Brasil Jair Bolsonaro se reuniu nesta quinta-feira, 28/02, no Palácio do Planalto com Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente interino da Venzeula. Após cerca de 50 minutos de reunião, Bolsonaro eGuaidó deram uma declaração à imprensa. Guaidó agradeceu em nome do povo venezuelano a reunião com Bolsonaro que, segundo ele, marca um rito importante na história da região. “Marca um relacionamento positivo entre Venezuela, Brasil e a região após a cúpula histórica do Grupo de Lima, em Bogotá”, disse o venezuelano.
Ele chegou ao Palácio do Planalto às 13h50, acompanhado pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e passou pelo tapete vermelho estendido em uma das portarias laterais do edifício principal. Os Dragões da Independência fizeram as honras na entrada.
Apesar de o Brasil reconhecer Guaidó como presidente interino da Venezuela, o encontro não é considerado uma visita de Estado, mas acontece no gabinete de Bolsonaro. O também presidente da Assembleia Nacional da Venezuela ainda deve se encontrar com o presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP).
Guaidó chegou ao Brasil na madrugada desta quinta-feira (28). Por meio de sua conta pessoal no Twitter, ele disse que veio ao Brasil em busca de apoio para a transição de governo na Venezuela. Antes do encontro com Bolsonaro, ele esteve com representantes diplomáticos de outros países no escritório da delegação da União Europeia, em Brasília.
“Em nosso encontro com os embaixadores dos países da União Europeia, continuamos a fortalecer as relações com nações que reconheceram nossos esforços para recuperar a democracia na Venezuela e obter eleições livres”, escreveu. “Apreciamos o forte apoio internacional dado à nossa rota e apoio à ajuda humanitária. É hora de avançar para conseguir a cessação da usurpação que porá fim à crise na Venezuela, recuperará nosso país e estabilizará a região”, completou.
Guaidó ressaltou que o empobrecimento do povo venezuelano é “resultado da corrupção em seu país, do ataque aos direitos humanos, da desmontagem do Estado de Direito, e do ataque às empresas privadas na Venezuela”.
“Na Venezuela hoje estamos lutando por eleições livres, democráticas. Não houve eleições livres em 2018”, afimou.
Mais cedo, também pelo Twitter, o ministro Ernesto Araújo disse que a diplomacia brasileira continua com seu "apoio irreversível e incondicional à libertação" do país vizinho.
No mês passado, o Tribunal Supremo de Justiça proibiu Guaidó de deixar a Venezuela e congelou suas contas. A Corte atendeu a um pedido do procurador-geral da Venezuela, Tarek William Saab, aliado do presidente Nicolás Maduro. Apesar da decisão judicial, o presidente interino foi à Colômbia para articular a entrega de ajuda humanitária na fronteira e participar do encontro do Grupo de Lima, em Bogotá. Mesmo correndo risco de ser preso, ele prometeu retornar à Venezuela, em breve. (Agência Brasil - Foto: Marcos Corrêa/PR)
No próximo dia 26 de Março, a progressista cidade de Barueri, administrada pelo prefeito Rubens Furlan, completa 70 anos de sua emancipação político/administrativa. Será um mês de festa no município!
 
 
Para comemorar os 70 anos da emancipação de Barueri, celebrados no mês de março, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, organiza uma série de eventos e apresentações artísticas para celebra com a população esse marco histórico da cidade. Serão exposições, shows com artistas consagrados, cultos religiosos, festa e muitas outras atrações que estão programadas para acontecer entre os dias 8 e 31 de março em vários pontos do município.
Um desses pontos será a estação ferroviária da CPTM de Barueri, onde todas as sextas-feiras haverá apresentações musicais, com canções da melhor qualidade. O consagrado grupo de forró Falamansa será uma das grandes atrações em show especial no dia 24, próximo ao Ginásio José Corrêa.
Outra grande atração que estará nas comemorações do aniversário de Barueri será o cantor e compositor Oswaldo Montenegro, no Cultura no Parque, junto com o conjunto Choronas, composto por musicistas que dão um toque especial aos clássicos brasileiros de choro.
A população também está convidada para o ato religioso 3ª Oração pela Cidade, que será realizado no dia 16, das 18 às 20h, no Centro de Eventos, com a presença de vários líderes religiosos para celebrar o aniversário do município.
E nos dias 30 e 31 será a vez da Festa das Nações se instalar no Parque Municipal com a culinária, dança, música, artesanato e folclore de 19 países, como Itália, Angola, Polônia, Rússia, Chile, Bolívia, Itália e França, entre outros. A Festa das Nações terá ainda a presença do cantor português com alma brasileira Roberto Leal, em um grande show no dia 31.
Em breve a programação completa das atrações da festa dos 70 anos de Barueri será anunciada para toda a população. (Informações da Secom/PMB - Foto: Isaque Borba)

Parlamentares da esquerda fajuta, que torcem contra o Brasil, fazem questão de se caracterizar e se vestir de laranja.

 

Então, só agora, em 2019, que esses deputados, que nada apresentam de positivo para o desenvolvimento político, econômico e social do país, e a Rede Globo descobriram que há candidatos laranjas na política brasileira? O objetivo deles não é combater esse tipo de crime, mas, sim desestabilizar o governo Bolsonaro.

Só mesmo essa chamada "esquerda" brasileira para protagonizar cenas tão ridículas e grotescas como esta verificada nos corredores da Câmara dos Deputados, na quarta-feira, 20, quando o Presidente Jair Bolsonaro foi levar, pessoalmente, a Proposta de Reforma da Previdência Social. São deputados que aprenderam muito bem as lições de Eduardo Suplicy, o "rei" de ações inusitadas nas dependências do Congresso e fora dele. O PSOL, organizador da cena bizzara, sempre foi um verdadeiro laranjal do PT.

Como um um erro não justifica o outro, não defendemos nenhum tipo de erro ou crime e quem desvia dinheiro público tem que pagar mesmo, doa a quem doer. E distribuir recursos públicos do Fundo Partidário para candidaturas laranjas, com o objetivo de reaver esse dinheiro de alguma forma, é crime e deve ser punido.

No entanto, gostaria de informar que cubro política há mais de trinta anos e uma das coisas que mais vi em todo esse tempo de jornalismo foi o uso de candidatura laranja, praticamente, em todos os partidos. E, nunca vi, por exemplo, a Globo falando dia e noite contra tal crime. Fato que agora, repentinamente, surpreende esses "santos" deputados do PSOL e a 'pudica' Globo.

É bom destacar também que todos esses deputados da esquerda fajuta do Brasil, incluindo PT, PSOL, Rede, PCdoB, dentre outros, votaram contra a Lei de Responsabilidade Fiscal, contra o Plano Real. Eram também contra o Imposto do Cheque, enquanto faziam oposição ao PSDB, mas, mudaram de ideia quando o Lula quis ressuscitar o Imposto. E, agora, foi essa mesma turma que festejou a fatiamento do Projeto Anti-Crime do ministro Sérgio Moro, que separou do Projeto a proposta para punição mais rigorosa do caixa-dois. 

Por essas e outras, são estes deputados os verdadeiros LARANJAS da política podre que ainda tenta se sustentar no Brasil. (Renato Ferreira)

TRAGICÔMICO é uma publicação de Notícias & Opinião todas às quartas-feiras. Para ver outros casos já publicados, acesse o site: www.noticiaseopiniao.com.br   e busque pela palavra tragicômico.

 
A Prefeitura de Osasco, por meio do Departamento de Fauna e Bem-Estar Animal, vinculado à Secretaria de Meio Ambiente (SEMA), iniciou na segunda-feira, 25/2, o atendimento de cães e gatos no recém-inaugurado Hospital Veterinário Público de Osasco (HVPO), na Avenida Franz Voegeli, 930, Jardim Wilson, zona Sul. A inauguração fez parte das comemorações dos 57 anos da emancipação político/administrativa de Osasco.
A unidade é a primeira a oferecer atendimento veterinário do município e foi batizada de “Manchinha”, em homenagem ao cachorro morto em novembro do ano passado, após ser agredido, e que mobilizou defensores de animais e cidadãos de todo o país.
Hospital Verinário Manchina entrada
 
O hospital terá atendimento de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h, com distribuição de senhas por dia, a partir das 7h30.
A entrega da unidade Manchinha aconteceu no sábado, 23/2, pelo prefeito Rogério Lins, que estava acompanhado de sua esposa e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Aline Lins, e da vice-prefeita Ana Maria Rossi. Diversas autoridades prestigiaram a solenidade, entre as quais a deputada federal Renata Abreu, os deputados estaduais Delegado Bruno Lima e Bruno Ganem e representantes do Legislativo municipal.
Rogério Lins destacou a importância de políticas públicas voltadas ao bem-estar animal e anunciou que a segunda unidade será entregue em cerca de 60 dias, na zona Norte, com um atendimento mais abrangente, atendendo casos de média e alta complexidade.
“Osasco mais uma vez sai na frente na causa animal, sendo referência para todo o Brasil. Na semana passada inauguramos o Serviço de Acolhimento que tem um canil para receber os animais dos acolhidos, e em parceria com a Cobasi oferecemos uma ração especial, de qualidade aos pets. Os animais ainda têm atendimento veterinário, são vermifugados, vacinados e encaminhados para castração. Nosso objetivo será investir, cada vez mais, em saúde pública de qualidade aos nossos pets”, destacou Lins.
Estrutura e atendimento
 
Hospital Verinário Manchina Lins 
O Hospital Veterinário - unidade Manchinha é composto por uma ampla sala de espera, setor administrativo, centro cirúrgico, dois consultórios, salas para exames de coleta de sangue e imagem, refeitório para os funcionários e dois banheiros.
O hospital conta com dois clínicos, dois cirurgiões, um anestesista, três enfermeiros, três auxiliares de limpeza e dois recepcionistas e realizará serviços de pequena complexidade: clínica médica, cirurgia geral, ultrassonografia e hemograma completo.
A unidade é administrada pela Associação de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais (Anclivepa) e está sob a responsabilidade do veterinário Luiz Wilson Oliveira Júnior, diretor da Anclivepa.
Revitalização do Pet Parque
Os animais da cidade também contam com o PET Parque, uma ampla área verde, inovadora e de lazer, com espaço de convivência para os cães brincarem ao ar livre, sem restrições, e fazerem atividades físicas nos aparelhos. O parque está ao lado do Hospital Veterinário e funciona das 8h às 20h, de terça a domingo.
Para oferecer ainda mais qualidade aos frequentadores, a Prefeitura realizou a revitalização da área, implantando novo gramado, novo paisagismo, pintura geral, poda, roçagem e levantamento de copas, colocação de novos bancos para descanso e novos aparelhos para os pets se exercitarem.
No sábado, 23/2, durante a inauguração do Hospital Veterinário, a população também pode curtir as diversas atrações preparadas pela Secretara de Meio Ambiente, com food truck, pista de agility, pet day, feirinha de artesanato, entre outros.
Depoimentos
O secretário de Meio Ambiente, Marcelo Silva, agradeceu ao diretor de Fauna e Bem-Estar Animal, Fábio Cardoso, por toda a parceria, aos secretários municipais Bruno Mancini (Planejamento e Gestão), Pedro Sotero (Finanças), Ivo Gobatto (Jurídico) e Lau Alencar (Serviços e Obras), em nome d os demais secretários, ao prefeito Rogério Lins e sua equipe de gabinete, ao Legislativo, à Clínica 24h, ao Pet Previdence e à Anclivepa. “É um momento histórico para Osasco”, disse emocionado.
Durante seu discurso, a deputada Renata Abreu anunciou que destinou mais R$ 2 milhões para Osasco. “É tão bom chegarmos em casa e sermos recebidos por nossos animais de estimação e nossos filhos, por isso parabenizo a todos os que amam e defendem a causa animal. Não acredito como um projeto tão importante como este não foi aprovado pelo governo anterior. Rogério Lins abraçou esta causa e com o apoio do legislativo, tornou esse projeto realidade. Estou destinando mais R$ 2 milhões para Osasco e saiba que pode contar sempre comigo, com o meu mandato, e que agora ganha reforço com os deputados estaduais”, disse.
O deputado estadual em São Paulo, Bruno Lima, que tem grande atuação na causa animal, veio conhecer as instalações do HVPO e parabenizou o prefeito Rogério Lins pela iniciativa. “É um projeto maravilhoso. São poucas as cidades que conseguem fornecer uma estrutura desse porte tanto para a população quanto para os animais”, destacou.
Hospital Verinário Manchina Ralfi
Ralfi Silva agradeceu a presença dos protetores de animais e o prefeito. “A morte do Manchinha não foi em vão. Osasco e Manchinha servirão de exemplo para todo o país. Conseguimos o SamuVet e o Castra Móvel para Osasco, que em breve estarão em funcionamento na cidade”, destacou o vereador Ralfi Silva. (Texto: Olga Liotta - SECOM/PMO)
Participaram do evento, defensores de animais, o presidente da Câmara, Ribamar Silva, os vereadores Ralfi Silva, Ricardo Silva, Pelé da Cândida, Batista Comunidade, Josias da Juco, Toniolo, Alex da Academia, Jair Assaf e Daniel Matias; os secretários Carmônio Bastos (Esporte), Délbio Teruel (Administração), Pedro Souto (Comunicação), José Carlos Vido (Gabinete), Lau Alencar (Serviços e Obras), Eder B2 (Cultura), Paulo Contim (Indústria, Comércio e Abastecimento), Sérgio Di Nizo (Governo), Claudenes Begnini (Transportes), Coronel Virgolino (Segurança), Bruno Mancini (Planejamento e Gestão), o secretário de Meio Ambiente de São Vicente-SP, Gustavo Palmieri; Sargente Kenjiro, da Polícia Militar; vereador Fausto Peres, de Sorocaba; vice-prefeito de Cotia e secretário de Segurança Pública, Almir Rodrigues; Luis Wilson, responsável pelo HVPO; Edmo Menini, reitor da Unifieo; os secretários adjuntos, Fábio Grossi (Meio Ambiente), Moreira (Segurança), Fábio Chirinhan (Transportes), Soleni O. Pereira (Administração), Izilda Orlando (Educação) e Thiago Silva (Comunicação); a coordenadora da Juventude, Vitória Silvestre; José Carlos Pedroso, presidente da FITO; e Jair Anastácio, presidente CMTO, entre outros.

Em tempo recorde, a Justiça reconheceu irregularidades e indícios de fraudes no processo de cassação, anulou a sessão da Câmara e reconduziu a prefeita ao seu cargo na Prefeitura de Araçariguama. Para a Justiça, o motivo da cassação foi a atitude da prefeita em não liberar a construção de um lixão na cidade.

 

Renato Ferreira - 

Nesta segunda-feira, 25/02, a prefeita Lili Aymar, de Araçariguama, concedeu entrevista coletiva à imprensa da região para falar sobre a cassação de seu mandato e a liminar da Justiça que a reconduziu ao cargo de Prefeita. Durante a entrevista, Lili Aymar deu detalhes sobre os prejuízos causados durante os 14 dias em que o vice-prefeito, João Batista Júnior, conhecido como Joca, assumiu o cargo interinamente, e sobre as ações que ela já tomou para regularizar os serviços públicos prejudicados durante a sua ausência.

Entenda a cassação

Lili Aymar entrevista 3

Prefeita Lili Aymar durante a coletiva na Prefeitura

Tudo teve início na gestão anterior, quando a empresa multinacional Proactiva adquiriu uma grande área em Araçariguama para instalar ali um aterro sanitário, que receberia lixo de 17 cidades da região. O futuro aterro acabou ficando conhecido como "Lixão".

Como ficou comprovado, inclusive, com ações da Cetesb, a área onde se pretendia construir o Lixão é de proteção ambiental. Nessa área fica a nascente do rio que abastece a cidade e que segue para outros municípios da região. Hoje, durante a coletiva, a Prefeita salientou que, se não bastassem os danos ao meio ambiente e às nascentes de Araçariguama, o terreno é vizinho da fazenda que fabrica as vacinas do Instituto Butantã.

Ao ser eleita com mais de 80% dos votos válidos, em 2016, Lili Aymar assumiu a Prefeitura com a bandeira de sua campanha, que é de trabalhar pelo bem da população, tendo como destaque o compromisso de não permitir a instalação do Lixão na cidade. Inclusive, ela e a maioria dos vereadores foram eleitos defendendo esse compromisso.

No entanto, após a eleição, alguns vereadores mudaram de lado e passaram a ser, supostamente, financiados pela empresa para aprovar as licenças ambientais e, consequentemente, o Lixão na cidade, mesmo em desacordo com Prefeita Lili. Importante ressaltar que há áudios no processo da Justiça, deixando claros indícios que havia um acordo entre a empresa e esses vereadores.

Sob a liderança do Presidente da Câmara Municipal, Moacyr Godoy, esses vereadores passaram a insistir junto à Prefeita para que ela cedesse e aceitasse uma oferta (propina) da multinacional francesa. Como ela resistiu, os vereadores, então, passaram a ameaçar afirmando que iriam retirá-la do cargo."Tudo isso é uma grande perseguição política. Mas, estamos com a consciência tranquila e cremos nas providências divinas. Nada acontece sem a permissão de Deus", disse a Prefeita que é cristã evangélica.

No ano passado, sob essas suspeitas, os vereadores iniciaram o processo de impeachment, com base em denúncias de que a Prefeita teria causado prejuízo aos cofres públicos de R$ 40 mil com alocação de dois imóveis para creches públicas que não chegaram a funcionar. Esse dinheiro foi devolvido aos cofres da Prefeitura, segundo informou a Prefeita. No entanto, mesmo repleto de fraudes e nulidades, o processo seguiu até o dia 7 de fevereiro deste ano, culminando na edição do Decreto Legislativo de cassação do mandato de Lili Aymar.

Reviravolta

Lili Aymar entrevista capa

Em menos de 24, a Justiça concedeu liminar à prefeita Lili Aymar que retornou à Prefeitura de Araçariguama

No dia 21 de fevereiro, de posse de vários documentos e vídeos, o escritório Delmanto & Cristaldi apresentou à Justiça - Comarca de São Roque - uma ação anulatória contra os atos da Câmara. Os advogados levaram ao Judiciário gravações que revelam as ameaças de Moacyr Godoy e o suposto recebimento de "mensalinho" por alguns vereadores, além de provas incontestáveis de fraudes no processo de cassação.

Entre essas provas está o vídeo da TV Câmara, onde pode-se verificar a marcação das cédulas dos vereadores que foram escolhidos para compor a comissão processante e o sorteio. Houve até busca por cédulas marcadas dentro das urnas.

Além desses vídeos e documentos comprobatórios, a ação de anulação ganhou força com o parecer técnico do dr. Molina, perito reconhecido nacionalmente, que confirma a fraude.

Assim, em menos de 24 horas, a Justiça concedeu a liminar, na sexta-feira, 22. A liminar é assinada pelo juiz Diego Ferreira Mendes da Comarca de São Roque. Ao reconhecer os graves indícios de crime e as nulidades do processo, o juiz decretou, em tutela de emergência, a suspensão do Decreto de Cassação, ordenando o imediato retorno de Lili Aymar ao cargo de Prefeita.

O dr. Diego pediu também a intervenção do MP na ação. "Tendo em vista a sensibilidade do interesse público em discussão, determino a anotação da intervenção do Ministério Público nos autos, o qual poderá requerer o que necessário se restar convencido da existência de indícios suficientes de crime de corrupção por parte dos senhores vereadores", afirma o juíz.

Em entrevista à TV TEM de Sorocaba, o presidente da Câmara Municipal, Moacir Godoy, disse que respeita a decisão judicial, afirmando, porém, que não concorda com ela. A Câmara deverá recorrer da decisão para derrubar a liminar dentro de 15 dias, determinado na decisão judicial.

Vida normal

Lili Aymar entrevista cidade

Na coletiva, Lili Aymar disse que durante esses 14 dias de afastamento, ela foi procurada por centenas de pessoas e também recebeu milhares de mensagens pelas redes sociais de pessoas querendo saber como estava a situação e quando ela iria voltar. "São munícipes manifestando seu apoio e também reclamando de falhas nos atendimentos públicos, principalmente, na rede municipal de saúde", afirmou a Prefeita.

Segundo Lili Aymar, além de alterar os horários nos atendimentos públicos, o prefeito interino suspendeu também alguns serviços e revogou contratos e emendas, causando um prejuízo em torno de R$ 10 milhões ao município.

Ela disse que já retomou alguns desses serviços suspensos e regularizou os horários de atendimento ao público, dentre outras medidas. O Departamento Jurídico Prefeitua vai também instaurar uma sindicância para apurar os atos do Executivo durante esses 14 dias de interinidade.

"Vamos revogar o ato do prefeito interino que reduziu de 400 para 100 cestas básicas para pessoas carentes, o que será regularizado no próximo mês, dentre outros serviços, como o transporte gratuito para universitários e cursos técnicos dentro dos critérios dos editais sem nenhum prejuízo aos 277 inscrito. Vamos reabrir também a Casa da Cultura que foi fechada prejudicando 2.500 alunos de projetos educacionais. E assim, graças a Deus, a vida vai voltando ao normal em nossa cidade", destacou Lili Aymar.

Projetos sociais

A prefeita afirmou ainda que vai tentar reatar o diálogo e a harmonia com o Legislativo para que a cidade não sofra por decisões equivocadas. Com grande apoio popular, a Prefeita disse que vai encaminhar projetos de interesses sociais para Câmara, como os projetos de reajuste de 14,68% para os servidores municipais e de 54,40% para a Guarda Civil Municipal, que passará a ser a quarta mais bem remunerada do Estado de São Paulo. Outro projeto a ser enviado pela Prefeita Lili Aymar é o que cria um eco-ponto para recolhimento de entulhos na cidade. "Acreditamos que nenhum vereador vá votar contra esses projetos que são de interesse da sociedade e do funcionalismo público", salientou a Prefeita.

O ex-prefeito de Araçariguama e marido de Lili, Carlos Aymar, conversando com este jornalista, afirmou que a situação política da Prefeita ainda não pode ser considerada estável. "Mas, com o grande apoio da população e com os projetos sociais que ela enviará ao Legislativo, esperamos que essa situação vai se estabilizar, como também o diálogo com os vereadores para o bem do município", disse Carlos Aymar (Renato Ferreira)

Parece inacreditável, mas é verdade. Hoje, quando a maioria dos países declara apoio ao governo interino de Juan Guaidó, na Venezuela, a chamada esquerda do Brasil assina manifesto de apoio ao ditador Nicolás Maduro, que fechou as fronteiras do país e proíbe a entrada de ajuda humanitária para o povo faminto e doente.

 

“Denunciamos a intervenção imperialista dos Estados Unidos, com o bloqueio econômico e sequestro de bilhões de dólares que estão nos bancos americanos. Repudiamos a ameaça de intervenção militar na Venezuela. Repudiamos as declarações intervencionistas do presidente Jair Bolsonaro e seu chanceler Ernesto Araújo, que rompem com a tradição diplomática brasileira em busca da paz, diálogo e integração regional.”, diz o documento.

“A sociedade brasileira tem que entender que o problema da Venezuela não foi gerado pelo governo. O problema está na falta de respeito dos norte-americanos à soberania do povo da América Latina”, acrescenta o manifesto.

E os esquerdistas brasileiros arrematam:

"Devemos deixar claro que esta posição do governo Bolsonaro traz gravíssimas consequências, em caso de guerra. Em especial, a tragédia da perda de vidas humanas de cidadãos brasileiros, latino-americanos e americanos".

Miséria na Venezuela

A crise na Venezuela, provocada pela ditadura de Nicolás Maduro, causou violência, fome e muita miséria. Sem empregos, o povo passou a procurar comida nos lixões do país.

Nos últimos dias Nicolás Maduro determinou o fechamento as fronteiras da Venezuela, inclusive, com o Brasil e proíbe a entrada de ajuda humanitária. Isso tem gerado conflitos e, segundo as agências de notícias, nesta sexta-feira, 22, uma índia acabou morrendo e outras pessoas ficaram feridas por balas disparadas por soldados leais a Maduro.

Só que a realidade mostra, exatamente o contrário do que esses partidos e movimentos de esquerda afirmam. A posição do governo Bolsonaro é de solidariedade ao povo venezuelano. Como outros países, o Brasil está enviando donativos até a fronteira com o governo afirmando, que não defende nenhuma medida de intervenção.

É incrível e lamentável verificara como a luta do pelo poder gera tanta insanidade e desumanidade, apenas porque eles querem derrubar o Governo Bolsonaro

Ditaduras e miséria
O apoio da esquerda brasileira, tendo como lídres os ex-presidentes petistas Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Roussef, não tem se mostrado eficaz para o povo. É um apoio que gera benefício apenas para governo ditatoriais. Exemplo disso é o que ocorre em países como Venezuela, Honduras e Nicarágua.
Enquanto a esquerda vem perdendo apoio da população na América Latina, como Chile, Paraguai, Argentina e Brasil, nesses países citados sob o comando de ditadores, o que o mundo tem visto são conflitos internos, desemprego, violência e o povo tentando se refugiar em outros países. (Renato Ferreira)

 

No dia 19 de fevereiro deste ano, o Diário da Região, fundado com o nome de "Municípios em Marcha", em 1969, pelo jornalista, advogado e empresário Vrejhi Sanazar, completou meio século de existência. E a festa por esse fato histórico da imprensa de Osasco e Região aconteceu na noite desta sexta-feira, 22/02, no Teatro Municipal Glória Giglio, onde a Câmara Municipal realizou uma Sessão Solene em comemoração ao Jubileu de Ouro do mais tradicional jornal da região Oeste de São Paulo.

Jubileu de Ouro do Diário de Osasco 3

A Sessão Solene, que fez parte das comemorações dos 57 anos de emancipação político/administrativa de Osasco, comemorados também no dia 19, teve o comando do Presidente da Câmara, vereador Ribamar Silva Silva. Na ocasião, o Legislativo osasquense realizou dois atos oficiais: A entrega de placa comemorativa do cinquentenário do jornal, proposta pelo vereador Jair Assaf, e também a homenagem ao fundador do Diário da Região, Vrejhi Sanazar, que recebeu o Diploma Cidade de Osasco e a Medalha Raposo Tavares. Trata-se da mais alta honraria concedida pelo Legislativo de Osasco, proposta pelo ex-vereador Sebastião Bognar.

Jubileu de Ouro do Diário de Osasco 2

Foi uma festa memorável, que contou com a presença de um grande público, formado por empresários, políticos, representantes de segmentos religiosos, das Polícia Civil e Militar, jornalistas (dos quais muitos trabalharam no jornal), familiares e amigos da Família Sanazar. O prefeito Rogério Lins, que saiu mais cedo, em virtude de outros compromissos, agradeceu ao Diário da Região, aos seus funcionários e seu fundador, Vrejjhi, pelos relevantes serviços que o jornal sempre prestou à cidade nesses 50 anos de existência.

Falaram também, sempre ressaltando a importância do jornal homenageado e, consequentemente, da imprensa de um modo geral, o ex-vereador Sebastião Bognar, atual coordenador municipal de Relações Internacionais; o vereador Jair Assaf, o representante do Governador João Doria, Marcelo Sananar, filho de Vrejhi, e diretor financeiro do jornal, e também Vrejhi Sanazar.

Jubileu de Ouro do Diário de Osasco 7

Logo após a abertura oficial da Sessão pelo vereador Ribamar Silva e a execução dos Hinos Nacional e da cidade Osasco, foi exibido um vídeo sobre a vida de Vrejhi Sanazar e de sua saga vencedora desde os tempos do pequeno "Municípios em Marcha", que começou no bairro de Presidente Altino, passando por várias etapas e conquistas do Jornal até hoje, quando completa 50 anos de existência cobrindo diariamente todos os acontecimentos das cidades da região Oeste de São Paulo.

Com o jornalista Renato Ferreira, Notícias & Opinião esteve presente para prestigiar essa grande conquista do Diário da Região, onde eu também tive o privilégio de trabalhar nos anos 1990.

Parabenizamos ao Vrejhi, aos seus filhos e diretores do jornal - Marcelo Sanazar e Marcio Sanazar - como também a todos jornalistas que já passaram pela Casa e à atual equipe do Jornal Diário da Região. Que Deus continue abençoando o jornal que é também uma verdadeira escola para os novos jornalistas da região.

A seguir publicamos algumas fotos com amigos e colegas que encontramos no Teatro Municipal e também de algumas edições históricas do jornal, expostas no hall do Teatro. Na entrada do TMO, o Diário expos também uma foto de uma motocicleta e de uma Kombi, os dois primeiros veículos adquiridos pelo jornal. (Renato Ferreira).

Outras fotos: 

Jubileu de Ouro do Diário de Osasco 4

Jubileu de Ouro do Diário de Osasco 5

Jubileu de Ouro do Diário de Osasco 6

Jubileu de Ouro do Diário de Osasco 8

Jubileu de Ouro do Diário de Osasco 9

Jubileu de Ouro do Diário de Osasco 10

Jubileu de Ouro do Diário de Osasco 11

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.