Terça, 23 Outubro 2018 | Login
Os servidores José Lúcio Faustino e Ampélio Tambellini receberam honrarias do Legislativo
 
Na noite desta quarta-feira, 29/08, os servidores públicos José Lúcio Faustino e Ampélio Tambellini foram homenageados pela Câmara Municipal de Osasco pelos serviços prestados por ambos à cidade.
Câmara homenagens 2
O vereador Tinha di Ferreira (à direita) entrega a homenagem José Lúcio Faustino
 
Faustino nasceu em Minas Gerais, mas está em Osasco desde 1977 e há 15 anos trabalha como ajudante geral. Ele recebeu a Medalha Raposo Tavares, concedida a pessoas que prestaram relevantes trabalhos no município.
Câmara homenagens 3
Ampélio Tambellini recebe o Cartão de Prata, entre o vereador Tinha di Ferreira e o secretário de Obras e Serviços, Cláudio Monteiro Júnior (à direita)
 
Já Tambellini foi homenageado com o Cartão de Prata, honraria destinada a personalidades que tenham contribuído com alguma benfeitoria específica e relevante à cidade. O servidor iniciou sua carreira dentro da Prefeitura nos anos 1980, como apontador de produção, tendo sido promovido diversas vezes desde então. Trabalhou em diversas administrações, de diversos matizes políticos, sempre ocupando cargos de direção.
Para Cláudio Monteiro Júnior, titular da Secretaria de Serviços e Obras, a honraria não poderia ter um destino mais adequado. “A Bíblia diz que com o suor do teu rosto você se alimenta. E esses dois homens aqui suam muito”, disse Monteiro durante a cerimônia. “Andar em cima daquele caminhão não é fácil. Muitos desistem, porque não é pra qualquer um. É pra quem quer trabalhar, quer servir, que é comprometido com a cidade.”
Também compareceu ao evento o Secretário do Meio Ambiente de Osasco, Marcelo Silva. Em sua fala na tribuna, ele disse que a homenagem é uma maneira de valorizar os trabalhadores que “fazem a diferença” no setor público por sua dedicação. “São profissionais que ao longo dos anos fizeram um trabalho fantástico no município de Osasco. São pessoas que estão dando o sangue por essa cidade.”
Proponente das homenagens, o vereador Tinha di Ferreira presidiu os trabalhos da sessão. Em seu discurso na tribuna, o parlamentar fez uma recapitulação das trajetórias dos servidores e os elogiou pelo trabalho que desempenham.
“Esta homenagem está indo para dois grandes trabalhadores, dois grandes funcionários públicos, que zelam por suas funções. Você dá o serviço para eles e eles se empenham, fazem tudo com carinho. Vocês dois são exemplos e é por isso que estão aqui sendo reconhecidos pelo Poder Legislativo”, afirmou o parlamentar. (Assessoria de Imprensa - Texto: Rodolfo Blancato)

 

O presidenciável Ciro Gomes, do PDT, sonhava com uma aliança com o PCdoB para ter como vice em sua chapa a bela Manuela D´Ávila.

Ciro Gomes e Kátia Abreu hoje

Só que, como sempre, o Lula atravessou o caminho do Ciro e proibiu o PCdoB de se aliar ao seu ex-ministro e ex-governador do Ceará.

Aí, sem saída, Ciro Gomes teve que aceitar como vice a senadora Kátia Abreu, também do PDT.

E no primeiro material de campanha, Kátia Abreu já lascou uma foto dela de pelo menos uns 40 anos passado, ou remoçada no poderoso fotoshop. E claro, a tecnologia deu também no Ciro Gomes, não é mesmo?

Agora, porém, nos comícios cheios de faixas da Kátia Abreu novinha, o Ciro terá um grande problema, porque depois de anunciada no palanque, os eleitores do PDT vão bater de frente com a realidade, ou seja, com a Kátia Abreu de hoje. (Renato Ferreira)

TRAGICÔMICO é uma publicação de Notícias & Opiniões de todas as quartas-feiras.

 

O Basquete Osasco conquistou sua primeira vitória no Campeonato Paulista 2018. Na terça-feira, dia 28/08, jogando no Centro Poliesportivo Sebastião Rafael da Silva – Geodésico-, o time osasquenses fez 78 a 72 no América e iniciou bem o segundo turno da competição.

Os destaques do time no jogo foram o ala Castellon, com 26 pontos, cinco rebotes e uma assistência, totalizando 24 de eficiência; o ala-pivô César, com 13 pontos, três rebotes e três assistências; e o pivô Tom, que registrou 12 pontos e oito rebotes.

Basque Osasco 2

"Buscávamos essa vitória. Conseguimos estabelecer uma boa vantagem no início, mas basquete é assim mesmo, sempre pegado. Valeu muito pelo primeiro triunfo no Paulista, com o esforço de todo o grupo", destacou o cestinha da partida, Castellon.

Próximo jogo

O time de Basquete Osasco volta a jogar pelo Estadual nesta próxima quinta-feira, dia 30/8, às 20h10, contra o Sesi Franca, no Ginásio Pedrocão, localizado na Rua dos Pracinhas, 538, Residencial Paraíso, em Franca (SP). (Fotos: Bruno Ulivieri)

 

São 11 candidatos da região Oeste da Grande São Paulo e Capital. O objetivo é saber como eles vêem e quais soluções poderão apresentar como parlamentares para melhorar as áreas de Segurança Pública, Saúde, Educação, Transporte/Mobilidade Urbana e Turismo, como também para combater a Corrupção.

Entrevistamos os seguintes candidatos: Francisco Rossi (PR), Gelso Lima (Podemos), Dr. Alexandre Bussab (PSL), Délbio Teruel (Podemos), Tinha Di Ferreira (PTB), De Paula (PSDB), Jô Antiório (PSD), Ralfi Silva (Podemos), Coronel Tadeu (PSD), CLaudio Piteri (PPS) e Dr. Lindoso (PSDB).

Os vídeos com cerca de 3m, em média, serão veiculados, dia sim, dia não, no período de 27 de agosto ao dia 30 de setembro, sempre às 18h.

Hoje, o Coronel Tadeu, De Paula e Ralfi Silva falam sobre Saúde.

Esperamos, assim, poder contribuir com a discussão de temas importantes, que hoje estão entre as principais reclamações do povo brasileiro.

Confira aqui, o vídeo, e veja o que eles falaram sobre Saúde: https://www.facebook.com/orenatoferreira/posts/1934956189927945?

 

Nesta semana a Globo iniciou a sua já tradicional série de entrevistas com candidatos à Presidência da República. Na segunda-feira, 27, o primeiro entrevistado foi Ciro Gomes (PDT) e, hoje, terça-feira, 28, foi a vez de Jair Bolsonaro (PSL).

Como já havia acontecido em eleições anteriores, os apresentadores do JN tentam tirar tudo do candidato e, muitas vezes, acabam até saindo do tom normal de uma entrevista. Eles partem até para discussões com o entrevistado, como aconteceu, ontem, com Cirro Gomes, num tom mais elevando, e também hoje com Bolsonaro.

Prevendo o pior?

Como já aconteceu em outras entrevistas e também em debates, Bolsonaro tem sido muito criticado porque tem dito que não conhece tanto de economia e que, caso seja eleito, toda a parte econômica de seu governo será de responsabilidade do economista Paulo Guede, conhecido no Brasil e no Exterior. Bosonaro já disse que Paulo Guedes será o seu Ministro da Fazenda.

No debate desta terça-feira não foi diferente. Bonner inciou a entrevista perguntando o que Bolsonaro fará, caso Paulo Guedes saia de seu governo. O candidato respondeu que ele e Guedes se entendem muito bem e que não pensa na na saída do economista, porém, se isso acontecer, ele vai ver o que fazer na ocasião. E acrescentou: "É como um casamento, Bonner. Quando você casa, jura amor à sua mulher, mas, pode acontecer algo que faz terminar esse casamento. No meu caso, eu não espero rompimento com o Paulo", Após essa comparação com casamento, curiosamente, Bonner preferiu mudar de assunto.

Homem X Mulher

Outro momento tenso e também curioso da entrevista, foi quando, seguindo as normas impostas pela emissora, a jornalista Renata Vasconcelos, citando algumas afirmações de Bolsonaro, mas, contestadas por ele, perguntou por que o candidato afirma que "mulher tem que ganhar menos que homem".

Bolsonaro respondeu dizendo que nunca fez essa afirmação. "Os direitos são iguais para homens e mulheres e estão garantidos pela CLT. Isso também na iniciativa privada é uma questão de mercado. O governo não pode interferir na iniciativa privada para obrigar o empresário pagar salário igual. Repito: isso já na Lei e se houver abuso que seja denunciado à Justiça do Trabalho".

Em seguida, Renata Vasconcelos começou a bater boca com o candidato, quando ele se referiu aos cargos dela e do seu colega Willian Bonner. "Aqui mesmo posso estar diante de uma situação assim, onde uma mulher tenha um salário menor que um homem".

Isso foi o bastante para a Renata ficar furiosa. Ela disse que poderia questionar o salário do deputado, porque como cidadã, ela ajuda a pagar o salário dele e o que dela não era da conta de ninguém, Só que aí, novamente, Bosonaro afirmou que pelos bilhões que a Globo recebe do governo como publicidade, é governo também que ajuda a pagar o salário dela. Aí, novamente, os jornalistas mudaram de pauta.

Ideologia de gênero

No final, quando Bolsonaro se dirigiu aos eleitores, ele reafirmou suas bandeiras de campanha, que têm como norte os investimentos em Segurança, combate à violência dando mais poderes às polícias contra os marginais, defesa à família e totalmente contrário às ideologias de gênero que a esquerda pretende ensinar nas escolas do país.

Ele, inclusive, tentou mostrar um livro, chamado por ele de "kit gay", que segundo Bolsonaro já está sendo ensinado nas escolar de ensino fundamental do Brasil. Os apresentadores não permitiram a exibição do livro.

Outro momento também tenso na entrevista aconteceu quando Bolsonaro repetiu o que já havia feito na sabatina da Globo News. Ele citou uma breve declaração de Roberto Marinho, fundador das Organizações da Globo, já falecido, quando defendeu o Golpe Militar de 1964, afirmando que tomava aquela atitude para "salvar" o Brasil do comunismo.

E como aconteceu na Globo News, após a entrevista, Bonner leu uma nota da Globo, onde a emissora reconhece os fatos afirmados por Bolsonaro, mas, afirmando também que em 2013, a Globo fez um editorial reconhecendo que o apoio aos militares fora um equívoco da emissora na época. Nos dois casos, a emenda saiu pior que o soneto.

Na quarta-feira (29/8), Geraldo Alckmin (PSDB) será o entrevistado. E na quinta (30/8), a postulante a Presidência da República pela Rede, Marina Silva, será sabatinada.

 

 

São 11 candidatos da região Oeste da Grande São Paulo. O objetivo é saber como eles vêem e quais soluções que poderão apresentar como parlamentares para melhorar as áreas de Segurança Pública, Saúde, Educação, Transporte/Mobilidade Urbana e Turismo, como também para combater a Corrupção.

Entrevistamos os seguintes candidatos: Francisco Rossi (PR), Gelso Lima (Podemos), Dr. Alexandre Bussab (PSL), Délbio Teruel (Podemos), Tinha Di Ferreira (PTB), De Paula (PSDB), Jô Antiório (PSD), Ralfi Silva (Podemos), Coronel Tadeu (PSD), CLaudio Piteri (PPS) e Dr. Lindoso (PSDB).

Os vídeos com cerca de 3m30s, em média, serão veiculados, dia sim, dia não, a partir desta segunda-feira, 27 de agosto até o dia 30 de setembro, sempre às 18h.

Hoje, Francisco Rossi, Alexandre Bussab, Gelso Lima e Claudio Piteri falam sobre Segurança Pública.

Esperamos, assim, poder contribuir com a discussão de temas importantes, que hoje estão entre as principais reclamações do povo brasileiro.

Confira, aqui, o que eles falaram sobre Segurança: https://www.facebook.com/orenatoferreira/posts/1932653826824848?

 

A Procuradoria-geral da República denunciou nesta segunda-feira (27) 26 pessoas por organização criminosa na concessão fraudulenta de registro sindical pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Entre os denunciados estão o ex-deputado federal e presidente naciona do PTB, Roberto Jefferson, o ex-ministro do Trabalho Helton Yomura e os deputados Cristiane Brasil (PTB-RJ), Paulinho da Força (SD-SP), Jovair Arantes (PTB-GO), Wilson Filho (PTB-PB) e Nelson Marquezelli (PTB-SP).

As investigações duraram cerca de um ano e foram conduzidas no âmbito da Operação Registro Espúrio. A denúncia foi encaminhada ao Supremo Tribunal Federal e será analisada pelo ministro Edson Fachin. 
Continua depois da publicidade

Helton youmura, do PTB, deixou o Ministério do Trabalho em 5 de julho, depois de ser afastado do cargo pelo STF justamente por envolvimento na Operação Registro Espúrio. Em nota de demissão encaminhada ao presidente Michel Temer (MDB), ele disse que "estou ciente de que jamais pratiquei ou compactuei com qualquer ilicitude ou irregularidade nos cargos que ocupei no Ministério do Trabalho".

A deputada Cristiane Brasil, que é filha de Roberto Jefferson, chegou a ser indicada pelo governo Temer para comandar o Ministério do Trabalho, mas não assumiu o cargo em razão de uma briga judicial. É que ela responde a duas ações trabalhistas envolvendo ex-funcionários.

De acordo com o documento de 91 páginas da PGR, o esquema fraudulento consistia na cobrança de vantagens indevidas, como propina para servidores públicos, apoio, financiamento e votos aos partidos e agentes políticos, em troca do registro sindical.

“Os elementos probatórios reunidos no inquérito indicaram que representantes das entidades sindicais ingressam no esquema criminoso em razão da burocracia existente na Secretaria de Relações do Trabalho, que dificulta – e muitas vezes impede – a obtenção de registro àqueles que se recusam a ofertar a contrapartida ilícita que lhes era exigida.”, diz trecho da denúncia assinada pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

As provas foram obtidas a partir da quebra de sigilo e buscas e apreensões, além de um acordo de delação premiada firmado entre a Polícia Federal e o ex-coordenador de Registro Sindical, Renato Araújo Júnior. Ele ainda forneceu documentos.

A denúncia pede a condenação dos investigados no crime de organização criminosa, decretação da perda de função pública para aqueles que têm cargo ou emprego público ou mandato eletivo e pagamento de R$ 8 milhões por danos materiais e morais.

A procuradora-geral solicitou também a abertura de novos inquéritos para apurar crimes de corrupção, tráfico de influência e lavagem de dinheiro. (Fonte: O Estado de Minas)

 

Num trabalho jornalístico de fôlego, nos dias 17 e 18 de agosto - sexta e sábado - Notícias & Opinião entrevistou diversos candidatos a deputado Estadual e Federal de Osasco e região. O objetivo é saber a opinião deles sobre temas importantes para conjunto da sociedade, como Segurança, Saúde, Educação, Transporte/Mobilidade Urbana, Turismo e Corrupção.

Entramos em contato com dezenas de candidatos, mas, diante de uma campanha curta e o prazo em que foram confirmados como candidatos no dia 15/08, alguns não puderam atender, enquanto outros, simplesmente, ignoraram o convite para a entrevista.

Então, mesmo na correria, conseguimos entrevistar onze candidatos que, de forma sucinta, falaram sobre esses temas.

O quadro abaixo mostra as datas nas quais vamos veicular os vídeos com cerca de 3 minutos e 30 segundos, em média, entre os dias 27 de agosto a 30 de setembro. As entrevistas vão ao ar sempre às 18 horas.

Esperamos, assim, contribuir com a discussão de temas importantes, que hoje estão entre as principais reclamações do povo brasileiro.

Domingo, 26 Agosto 2018 23:26

MUSEU DA REPÚBLICA

MUSEU DA REPÚBLICA
Aqui, você aprende muito sobre a Histórica Política do Brasil.

 

Por exemplo, você sabia que Getúlio Vargas tinha somente 12 Ministérios. Mesmo assim, pressionado ele se matou.

Nos últimos governos já tivemos cerca de 40 ministérios, muitos arranjados para fomentar a corrupção.

Confira, aqui, um pouco mais sobre o Palácio do Catete (RJ), sede do Governo por 63 anos.

Videorreportagem de Renato Ferreira. Veja aqui: https://www.facebook.com/orenatoferreira/posts/1931435950279969?__xts__[0]=68.ARCp6bnDMSsPfoZSUf2ksFv8dvFg6aOIbGMbxUfc91VN_bQarWO8POgA2bKK9niCDKmRLCbGih4lAOZXDMcJ8nIcJmzy-nsEEFKMA42kCChjO5iBysaoW9IMmzRzKgSr52h_qG0&__tn__=-R

Hoje, em 2018, no entanto, graças ao descaso dos governantes, essa frase é apenas um quadro histórico no Museu da República. A febre amarela voltou a matar brasileiros. Triste realidade!

 

Nesta tarde de sábado, 25/08, fazendo mais uma visita ao Museu da República, no Palácio do Catete (RJ), depois de cinco anos, chamou-me a atenção esse quadro, com uma frase de Osvaldo Cruz, onde o grande cientista e médico sanitarista preconizava o fim da febre amarela no Brasil. Não sabia ele, no entanto, que mesmo depois da erradicação dessa terrível doença, a má gestão, a falta de comprometimento e a corrupção dos governantes brasileiros fariam com que a peste voltasse em pleno Século 21.

Na época do Império e também no início dos anos 1900,o Rio de Janeiro vivia o auge da riqueza brasileira brasileira. Na cidade mais conhecida do Brasil, moravam os grande Barões do Café e a nata da sociedade brasileira. Só que, mesmo concorrendo com outras cidades do mundo, o Rio era conhecida também como o "Cemitério dos Estrangeiros", pois aqui, além dos brasileiros, ricos e pobres, os visitantes eram vítimas fatais de graves doenças, dentre elas, a febre amarela, transmitida por mosquitos.

Médicos de renome, como Osvaldo Cruz, estudavam e pesquisavam diariamente uma forma de combater a terrível doença. Mas isso, como ele fala nesse texto, teria que ser uma luta travada pelos governantes e pelo Congresso, pois, dependeria de recursos e de leis.

Em 1903, quando se iniciou o grande combate à doença, Osvaldo Cruz afirmou: "A febre amarela cessará no Rio de Janeiro, desde que o Congresso forneça os meios, que dele dependem. Disponha o Governo do dinheiro e das leis que julga necessárias, e a febre amarela, no Rio, será, em breve, um mito".

E, realmente, com o trabalho do incansável Osvaldo Cruz e de outros grandes nomes da República, em 1942, a febre amarela urbana foi erradicada no Brasil.

Mas, infelizmente, com o passar dos anos, tudo mudou para pior. Nas últimas décadas, congressistas e governo foram deixando de lado o pedido de Osvaldo Cruz. Os recursos para a saúde preventiva foram sendo desviados para os ralos da corrupção.

E, hoje, em pleno Século 21, a frase do cientista é apenas um quadro no Museu da República. A febre amarela, como outras doenças que já haviam sido erradicadas, voltaram a matar brasileiros no campo e nas cidades. Pobre Brasil! (Renato Ferreira)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.