Segunda, 24 Junho 2019 | Login

 

A comunidade evangélica do Brasil, principalmente, os membros das Assembleias de Deus, estão de luto. Nesta quarta-feira, 5 de junho, partiu para as mansões celestiais a irmã Wanda Freire Costa, aos 84 anos. Ela era esposa do Pastor José Wellington Bezerra da Costa, Presidente do Ministério Belém e ex-presidente da CGADB (Convenção Geral das Assembleias no Brasil). Ela estava hospitalizada já fazia alguns dias em São Paulo.

Esposa, avó e bisavó, a irmã Wanda era uma fiel serva de Deus e uma mulher de oração. Dedicada à obra de Deus, durante décadas, ela coordenou o Circulo de Oração da Igreja, o trabalho de assistência social e o Departamento Feminino da denominação em toda a Grande São Paulo. Foi também uma grande líder cristã em todo Brasil. Narural do Ceará, onde conheceu o seu esposo, ela deixa seis filhos, 14 netos e oito bisnetos.

Como disse o Apóstolo Paulo a Timóteo, hoje a gente pode dizer também sobre a vida da irmã Wanda: "Combateu o bom combate, acabou a carreira e guardou a fé". O velório será realizado a partir das 7h desta quinta-feira,6, na sede da AD Belém, Rua Conselheiro Cotegipe, 273, São Paulo, onde haverá o culto fúnebre, às 13h. O sepultamento está marcado para às 17h, no Cemitério Parque Jaraguá, Via Anhanguera, Km 23,2, junto ao Rodoanel.

Há três meses, o casal completou 66 anos de casamento. Nas redes sociais, o Pastor Wellignton falou sobre a partida da Irmã Wanda: "Minha princesa Wanda, você combateu o bom combate. Te amo para sempre. Você está deixando para todos nós um legado de mulher de fé, esposa, mãe, avó e bisavó".

Nesse momento dor, Notícias & Opinião externa seus sentimentos de pesar, pedindo que Deus conforte o coração do Pastor José Wellington, dos familiares e de todos os amigos. (Renato Ferreira)

Portal reúne vagas dos cursos profissionalizantes ofertados pelo Estado; ampliação do número de posições será de 25%, totalizando 130 mil.
 
Na manhã desta terça-feira, 04/06, a prefeita de Araçariguama, Lili Aymar, esteve no Palácio dos Bandeirantes  - sede do governo do estado de São Paulo – para acompanhar a apresentação do novo programa de governo – “Meu Emprego – ao lado do Secretário de Habitação, José Fernandes da Costa (Costa do Gás) e do vereador Rogério Guilherme.
O programa Meu emprego é uma plataforma online que integra todos os cursos gratuitos de qualificação profissional oferecidos pelo Governo do Estado. O site disponibiliza também um sistema para registro de cursos pelas prefeituras paulistas, a fim de atender as demandas atuais do mercado de trabalho por mão de obra qualificada.
Com o programa, o número de vagas de qualificação foi ampliado em 25% em todo o Estado, passando de 103 mil, para 130 mil vagas.
“A ampliação deste programa de qualificação vem muito dentro da nossa proposta de governo. Desde o início, ainda na campanha, falávamos em geração de emprego como uma de nossas prioridades. Gerar empregos é gerar oportunidades, é qualificar”, comentou Doria.
Para a prefeita Lili Aymar é mais uma oportunidade de recolocação no mercado de trabalho. “Um programa que veio para trazer mais oportunidades de emprego, qualificação e aumentando a autoestima das pessoas”, comentou Lili.
Programas de qualificação e empregabilidade oferecidos pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico no Meu Emprego:
Meu Emprego Cidadão Trabalhador: Programa Emergencial de Auxílio-Desemprego que proporciona qualificação profissional e renda para cidadãos que estão desempregados e em situação de alta vulnerabilidade social. Os beneficiários receberão qualificação profissional para atuação em áreas de zeladoria predial e urbana e atuarão em atividades como limpeza, conservação e manutenção de órgãos públicos estaduais e municipais em contrapartida ao benefício financeiro oferecido pelos municípios.
Meu Emprego Pró-Egresso: Os egressos recebem apoio para obtenção da carteira profissional e são inseridos em iniciativas de qualificação profissional e intermediação de mão de obra para sua inserção ou reinserção no mercado de trabalho.
Meu Emprego Trabalho Inclusivo: Tem como objetivo promover a inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho e conscientizar o empresariado. O programa de assistência ao deficiente físico foi remodelado e passará a oferecer cursos de qualificação profissional.
Via Rápida: O oferece cursos gratuitos de qualificação profissional de curta duração, de 100h a 160h, para jovens e adultos em busca de uma oportunidade no mercado ou de geração de renda. Os cursos são oferecidos de acordo com demandas locais e dinâmicas regionais de empregabilidade.
Via Rápida Expresso/ Escola Mais Bonita: Oferece cursos de qualificação profissional básica de curta duração na área de construção civil, especificamente de pintor de obras e edificações, com enfoque na qualificação profissional para a reintegração social. As aulas teóricas geralmente são ministradas na unidade prisional, e as aulas práticas são realizadas em equipamentos públicos, garantindo sua revitalização durante o curso. Neste momento, há priorização para execução das aulas práticas nas escolas estaduais paulistas.
São Paulo Criativo: O São Paulo Criativo é uma iniciativa com enfoque na qualificação e formação profissional para o desenvolvimento da criatividade, em um ambiente de aprendizagem que favorece a inovação e o empreendedorismo. A carga horária é de 160h a 230h e o objetivo é contribuir com a geração de emprego e renda nas áreas de Tecnologia, design, artes, gastronomia, arquitetura, marketing digital, dentre outras que compõem o setor da economia criativa.
Novotec: O Novotec dá oportunidade aos alunos do Ensino Médio da Rede Pública Estadual de cursarem também o Ensino Técnico profissionalizante. O programa oferece duas modalidades: Novotec Expresso, com cursos de curta duração e o Novotec Virtual, com cursos complementares à distância. (Imagen – Rutty Baxtton / SECOM)
 
Nos dias 8 e 9 de junho acontece, na cidade de Osasco, a 10ª edição do Japan Matsuri, festival da cultura japonesa idealizado e organizado pela Acenbo (Associação Cultural e Esportiva Nipo Brasileira de Osasco), com apoio da Prefeitura.
Como já é tradição, no Japan Matsuri terá shows, exposições, oficinas culturais, gastronomia e bazares. O público poderá apreciar as melhores atrações de palco da cultura nipo-brasileira; as exposições relacionadas às artes e participar das oficinas culturais.
No setor gastronômico os atrativos são os pratos da culinária japonesa, que recebeu da Unesco o registro de patrimônio imaterial da humanidade. As crianças também encontrarão o seu espaço para experimentar e desenvolver as habilidades nas artes como: pintura, origami, trabalhos manuais, montagem de pipas e outras no Espaço da Criança.
O setor de bazares contará com grande variedade de produtos artesanais e industriais, nacionais e importados modernos.
A programação completa do evento pode ser vista no site do 10º Japan Matsuri (www.japanmatsuri.com.br)
Serviço
8º Japan Matsuri
Acenbo – rua Acenbo, 100, Jardim Umuarama
Sábado, dia 8, das 10h às 22h
Domingo, dia 9, das 10h às 20h
Ingressos para acesso
R$ 7,00 (antecipado)
R$ 10,00 (bilheteria)
Mais informações: www.japanmatsuri.com.br
Resultado é o terceiro melhor da série histórica para o mês.
 
Depois de dois meses de queda, o superávit da balança comercial do Brasil voltou a subir em maio. No mês passado, o país exportou US$ 6,422 bilhões a mais do que importou, alta de 5,8% em relação ao resultado positivo de US$ 6,073 bilhões de maio de 2018.
Este foi o terceiro melhor resultado da série histórica para o mês, só perdendo para maio de 2017 (superávit recorde de US$ 7,661 bilhões) e de 2016 (superávit de US$ 6,43 bilhões). Com o resultado de maio, a balança comercial – diferença entre exportações e importações – acumula superávit de US$ 22,806 bilhões nos cinco primeiros meses de 2019, valor 5,9% inferior ao do mesmo período do ano passado.
No mês passado, as exportações somaram US$ 21,394 bilhões, com alta de 5,6% em relação a maio de 2018 pelo critério da média diária. As vendas de manufaturados cresceram 29,5% na mesma comparação, com destaque para gasolina (R$ 0 para R$ 123 milhões), óleos combustíveis (197,3%), laminados planos de ferro e de aço (168%) e partes de motores e turbinas para aviação (151,8%).
As exportações de semimanufaturados subiram 15,4% em relação ao mesmo mês do ano passado, com destaque para ferro fundido (92,3%), semimanufaturados de ferro ou de aço (73%) e óleo de soja bruto (68,6%). Apesar do início da safra, as vendas de produtos básicos caíram 3,9%, puxadas pelo recuo nas exportações de minério de cobre (-32,3%), soja em grão (-30,3%) e farelo de soja (21%).
As importações somaram US$ 14,972 bilhões, com alta de 7,8% em relação a maio do ano passado pelo critério da média diária. As compras de combustíveis e de lubrificantes aumentaram 27,5%, influenciadas pela valorização do petróleo no mercado internacional durante boa parte do mês.
As importações de bens de capital (máquinas e equipamentos usados na produção) subiram 16,4%. As compras de bens intermediários aumentaram 6,4%. Apenas a importação de bens de consumo caiu, com recuo de 6,5% na mesma comparação, decorrente principalmente da alta do dólar no último mês.
Depois de o saldo da balança comercial ter encerrado 2018 em US$ 58,959 bilhões, o segundo maior resultado positivo da história, o mercado estima um superávit menor em 2019, motivado principalmente pela recuperação da economia, que reativa o consumo e as importações.
Segundo o boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central, os analistas de mercado preveem superávit de US$ 50,5 bilhões para este ano. O Ministério da Economia projeta superávit de US$ 50,1 bilhões para o saldo da balança comercial em 2019. (Agência Brasil)
Médica e pesquisadora quer fortalecer núcleos de apoio a graduandos.
 
A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) sempre esteve presente na vida adulta da médica e pesquisadora Denise Pires de Carvalho que, aos 54 anos, será a primeira mulher a assumir a reitoria da maior universidade pública do país.
Professora titular do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da UFRJ, Denise vai liderar uma comunidade de 4 mil docentes e de 67 mil estudantes de graduação, pós-graduação e ensino a distância.
"A UFRJ é a maior [universidade] federal. Já foi, durante muito tempo, a melhor federal do país e tem perdido, nos últimos tempos, esse posto, porque nós temos problemas administrativos e acadêmicos", diz a carioca que foi a primeira colocada na lista tríplice encaminhada ao presidente da República, Jair Bolsonaro, com as sugestões de nomes de reitor e vice-reitor para comandar a federal no período de 2019 a 2023. O presidente já confirmou Denise para o cargo, a partir de julho, e sua nomeação deve ser publicada nesta segunda-feira (3) no Diário Oficial da União.
Denise recebeu 9.427 votos da comunidade acadêmica. Esta foi a segunda vez que ela entrou na disputa pela reitoria da UFRJ. Em 2015, ela perdeu para o atual reitor Roberto Leher.
Dedicação à Instituição
A pesquisadora entrou para a graduação em medicina na UFRJ em 1982. Era o início de uma vida dedicada à universidade. Formada em 1987, ela concluiu o mestrado em Ciências Biológicas (Biofísica) na mesma instituição em 1989. Em 1994, conquistou o título de doutora, também em Ciências Biológicas, pela UFRJ. Concluiu o pós-doutorado no Hôpital de Bicêtre, Unité Tiroïde, Paris, em 1995, e na Universitá Degli Studi di Napoli, Nápoles, em 2006.
Hoje, ela atua como docente nos cursos de graduação da área da saúde e como orientadora nos Programas de Pós-graduação em Ciências Biológicas-Fisiologia e Endocrinologia da UFRJ. Denise também foi diretora do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho.
O amor pela universidade também deixou marcas nas filhas Daniela, 28 anos, bióloga formada pela UFRJ, e Isabela, 23 anos, prestes a se formar em medicina pela mesma instituição. O marido de Denise, o biólogo Álvaro Leitão, é professor aposentado do Instituto de Biofísica da universidade.
Elegante em uma saia preta e blusa clara com bordados nas mangas, a futura reitora concedeu uma entrevista à Agência Brasil, nesta semana, durante lançamento da campanha da Escola Politécnica (Poli-UFRJ) #EsseLugarTambémÉMeu, para ampliação do número de estudantes mulheres nas áreas de engenharia.
Pequena em estatura, Denise se mostrou grande nas ideias que têm para a universidade. Ela pretende retomar a liderança entre as federais, reforçar um núcleo psicopedagógico para auxiliar alunos de graduação, além de ampliar a internacionalização e as parcerias com empresas privadas.
Para isso, ela terá a ajuda do professor Carlos Frederico Leão Rocha, do Instituto de Economia (IE) da UFRJ, eleito vice-reitor na chapa escolhida pela comunidade acadêmica.
Foco na graduação
Nova reitora da UFRJ denise pires
Denise Pires de Carvalho, nova Reitora da UFRJ (Foto: Diogo Vasconcellos Coordcom UFRJ)
A nova reitora disse que pretende fazer com que a UFRJ retome a liderança entre as federais. Segundo ela, será dado um importante destaque aos alunos de graduação.
"A gente faz muita pesquisa, desenvolve muita pós-graduação de excelência, mas a nossa graduação tem estado esquecida. Muitos estudantes evadem, não conseguem concluir os cursos”, destacou a nova reitora dizendo que quer fazer a instituição voltar a ocupar um lugar de vanguarda na educação brasileira.
Entre as sugestões, ela citou a elaboração de um projeto para diminuir a evasão que, se bem-sucedido, poderá ser aplicado em outras universidades brasileiras. "Quem sabe, a UFRJ não consegue inovar também sob esse aspecto", apostou.
A pesquisadora defendeu ainda a necessidade de fortalecer os núcleos de apoio psicopedagógico para os graduandos. “Muitos alunos entram na universidade em cursos que não gostariam e só percebem isso ao longo do ano”, destacou.
No início da gestão, Denise afirma que vai atacar questões que não dependam do orçamento. Ela pretende reorganizar a área de comunicação da universidade com o intuito de aumentar a interação com a imprensa e mostrar para a sociedade o que a UFRJ faz. "São questões que dependem muito mais de mudança administrativa do que orçamentária. Essas são as questões mais importantes, de início", afirmou.
Inovação e integração
Denise reconheceu que, embora seja feita muita pesquisa e haja produção de conhecimento na universidade, há pouca inovação. Esse é um conceito que ela pretende induzir juntamente com a ampliação da internacionalização. Na avaliação dela, a diretoria de Relações Internacionais da UFRJ é subdimensionada e ela vai trabalhar para tornar a estrutura uma superintendência – o que tornará o trabalho maior e mais relevante.
A nova reitora propõe a integração da universidade em torno de um projeto institucional de “voltar para o primeiro lugar”. "Quem sabe a gente consegue daqui a quatro anos. Eu estou muito confiante, porque a gente tem muita excelência aqui dentro. O que falta é um ajuste administrativo".
Parcerias privadas
Durante a entrevista à Agência Brasil, ela citou ainda a necessidade de ajustes no orçamento da UFRJ, atualmente, deficitário. "É um momento muito difícil porque o governo anuncia cortes e a gente sabe que o financiamento das instituições públicas, em todo lugar do mundo, é majoritariamente público", destacou.
Ela aponta como um caminho o aumento das parcerias já existentes com empresas privadas, mas critica a atual concentração de verbas em determinadas áreas. Denise cita ainda o interesse em ampliar o parque tecnológico da UFRJ para áreas como a biomedicina. Atualmente, as áreas de óleo e gás são as que mais desenvolvem pesquisa.
"Tem que haver uma ampliação diária de atuação dessas empresas. O que nós pretendemos é que haja mais transparência na utilização dos recursos que são arrecadados por meio dos projetos com essas empresas e que esses recursos possam ser distribuídos por todas as áreas da universidade, não fiquem concentrados apenas nas áreas que têm interação com as empresas", disse Denise defendendo a democratização do uso dos recursos. (Agência Brasil - Foto: Diogo Vasconcellos Coordcom UFRJ)).
A jovem e dinâmica deputada Federal, de Barueri, foi escolhida para comandar a legenda, ao lado do novo presidente nacional do partido, Bruno Araújo (PE). A convenção tucana foi realizada em Brasília, nesta sexta-feira, 31/05.
A cúpula nacional do PSDB terá, agora, uma representante da região Oeste da Grande São Paulo. Trata-se da jovem e dinâmica deputada Federal, Bruna Furlan, de Barueri, eleita como vice-presidente nacional do partido, em convenção realizada na sexta-feira, 31/05, em Brasília. Na ocasião, os tucanos elegeram como seu novo presidente nacional, o ex-deputado Federal, Bruno Araújo (PE). Ele vai substituir o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, para 1 mandato de 2 anos (2019-2021).
PSDB tem novo presidente Bruno Araújo
João Doria, Governador de São Paulo; Bruno Araújo, novo Presidente do PSDB; e Geraldo Alckmin, ex-governador de São Paulo
A vitória de Bruno Araújo (ao centro), teve o apoio de seu principal aligado, o governador de São Paulo, João Doria, que passou a ser a principal estrela do PSDB, depois de sua chegada ao Palácio dos Bandeirantes e derrota de Alckmin na eleição para a Presidência da República. Sob o mandato de Bruno Araújo, o partido de viver, inclusive, a transição do "antigo" para o "novo PSDB", slogan encampado por Doria.
Durante seu discurso, o novo presidente da sigla afirmou que o PSDB pagou “algum preço” por suas “hesitações” no passado. Segundo Araújo, o maior objetivo do partido agora será o de “assumir compromissos firmes”.
Segundo o tucano, o PSDB vai analisar, por exemplo, se fechará questão pela reforma da Previdência, que tramita na Câmara dos Deputados.
“O PSDB vai, através da sua Executiva, não sinalizar o que pensa, não formalizar uma moção, mas vai decidir sobre o fechamento de questão pela reforma da Previdência”, afirmou. E o fechamento de questão determina que todos os congressistas da sigla devem votar no mesmo sentido sobre a reforma da Previdência.
Código de Ética
Dentro dessa linha de renovação proposta por João Doria e aliados, o PSDB aprovou também um novo Código de Ética. Com isso o partido tem como meta lutar por punições mais duras em relação a filiados condenados
Bruna Vice
Bruna Furlan
Deputada Federal, Bruna Furlan, eleita vice-presidente nacional do PSDB
A eleição de Bruna Furlan para a vice-presidência do PSDB não significa apenas a ampliação da presença feminina na cúpula diretiva de um dos maiores partidos políticos do Brasil. Filha do prefeito de Barueri, Rubens Furlan, Bruna já tem uma vida política consolidade como parlamentar. A escolha do seu nome representa o reconhecimento do trabalho desta jovem e destemida deputada Federal, que cumpre o seu terceiro mandato sempre se destacando em diversas atividades parlamentares no Congresso Nacional.
Notícias & Opinião aproveita este espaço para parabenizar a deputada Bruna Furlan, desejando-lhe sucesso em seu mandato como também nesta sua nova empreitada como dirigente partidária. (Renato Ferreira)
Prefeito participou do Seminário Nacional de Guardas Municipais e Segurança Pública.
 
O prefeito de Osasco, Rogério Lins, foi um dos convidados para expor os investimentos em segurança pública na cidade durante o Seminário Nacional de Guardas Municipais e Segurança Pública, ocorrido em Brasília, na quarta-feira, 29/05.
“Num Brasil com mais de 5 mil cidades, Osasco foi uma das 3 escolhidas para explanar a Segurança Pública, os desafios, as experiências e a importância de os Municípios receberem investimentos do Governo Federal, para que possam investir mais, equipar e modernizar as polícias municipais”, informou o chefe do Executivo em suas redes sociais.
O convite para apresentar os números da cidade deixa claro que Osasco é uma das cidades que mais investe em Segurança Pública.
RL Seminário Brasília 2
Durante sua exposição, apresentada a deputados e representantes das forças de segurança do país, o prefeito osasquenses falou sobre ter dobrado o orçamento da Segurança Pública; realizado concurso público que dobrou o efetivo da Guarda Civil Municipal; da contratação de viaturas mais potentes que são utilizadas nas operações Amanhecer, Lazer e Entardecer Seguro; da aquisição de armas Glock; da criação da Escola de Formação da GCM, além dos investimentos no COI (Centro de Operações Integradas) e o sistema inteligente, com câmeras de monitoramento, integração das forças – polícias Civil e Militar e Guarda Municipal -, dos serviços de emergência – SAMU e Defesa Civil – e do Demutran (Departamento Municipal de Trânsito), para atuação rápida em casos de impacto no dia a dia da cidade.
Lins também apresentou os primeiros índices positivos da integração entre as forças de segurança na cidade e falou sobre a valorização da Guarda Civil Municipal com a instituição do Plano de Carreiras.
O prefeito ressaltou que os investimentos continuam. “Continuaremos trabalhando muito para fazermos de Osasco uma cidade cada vez mais segura”, concluiu.
Seminário Nacional
O Seminário Nacional de Guardas Municipais e Segurança Pública discutiu, principalmente, a importância da inclusão das Guardas Municipais na reforma da Previdência, além da denominação, já que a categoria reivindica ser classificada como Polícia Municipal. (Secom/PMO)

Segundo o vereador, ele fez teste e tem certeza que a população "paga AR ao invés de ÁGUA”.

 

Nesta semana, o vereador Alex Sá, vice-presidente da Câmara Municipal de Osasco, apresentou um Projeto de Lei com o objetivo de reduzir as contas de água que vem com alto valor, mesmo em período em que não há o fornecimento. Segundo o vereador, faz tempo que ele vem recebendo no gabinete diversas reclamações de munícipes sobre o alto valor pago nas contas de água, mesmo com muitos intervalos onde há a interrupção do fornecimento.

"Diante dessas reclamações, constatamos nos bairros que os hidrômetros giram mesmo quando não há água passando por ele", disse o vereador.

hidrometro

Ainda segundo Alex Sá, sua equipe comprou um hidrômetro e fez a experiência. "Para nossa surpresa, sopramos sem muita força por uma das saídas e o relógio girou, nos dando a absoluta certeza que a população paga “AR” ao invés de “ÁGUA”, salientou.

"Assim, decidimos apresentar o Projeto de Lei 158/2018 sobre a aquisição ou fornecimento e instalação de válvulas de retenção de ar (Eliminadores de Ar) para hidrômetros em todos os imóveis do Município de Osasco".

Conforme a proposta do vereador, a concessionária, através de critérios próprios, deverá fornecer e instalar a válvula redutora de ar sem qualquer ônus aos usuários do município.

"Esperamos que seguindo o modelo de outras cidades paulistas, como Rubinéia, Limeira e Arujá, onde já é Lei, aqui também possamos aprová-la e sancioná-la, garantindo que os osasquenses passem a pagar de forma mais justa e correta pela água que consomem", conclui Alex Sá.

Durante sessão solene, nesta quarta-feira, o Legislativo osasquense lançou a Campanha Publicitária do órgão em defesa da mulher.
A Procuradoria Especial da Mulher da Câmara Municipal de Osasco foi reativada na manhã desta quarta-feira, 29/05, em ato oficial na sede do Legislativo, que contou com a presença de autoridades e da imprensa local e regional.
Procuradoria da Mulher CMO Mesa
A Vereadora Ana Paula Rossi (PR) foi empossada como Procuradora responsável pelo órgão. Durante o evento também tomaram posse oficialmente as duas procuradoras adjuntas, a Vereadora Lúcia da Saúde (SD) e a servidora Angelita Olivetti, que é advogada Supervisora de Licitações e Contratos da Câmara.
Procuradoria da Mulher CMO jornalistas
Um grande público e a imprensa local e regional prestigiaram o evento
Ana Paula Rossi explicou que a Procuradoria atuará com o recebimento, análise e encaminhamento de denúncias de violência e discriminação contra a mulher aos órgãos competentes. Essa é uma das atribuições da Resolução 4/2014, que criou a procuradoria, e foi atualizada pela Resolução 2/2019, que cria os cargos de procuradora adjunta.
Procuradoria da Mulher CMO Ana Paula
Vereadora Ana Paula Rossi, que tomou posse como Procuradora Especial da Mulher
“A Procuradoria é um local de acolhimento das mulheres vítimas de violência, que agora têm mais essa porta de entrada. Estamos aqui de portas abertas para funcionar em rede”, disse a Procuradora empossada.
A ideia é trabalhar em parceria com os órgãos que atuam no acolhimento e encaminhamento de denúncias de violência, como a Casa da Mulher, Delegacia da Mulher, Centro de Referência da Mulher, OAB e até mesmo os Conselhos Tutelares.
A 1ª Procuradora Adjunta, Vereadora Lúcia da Saúde, colocou-se à disposição para ajudar na luta contra a violência no que for necessário. “Vou honrar cada minuto que estiver à frente desse trabalho”.
A 2ª Procuradora Adjunta, Angelita Olivetti, lembrou que a Procuradoria será de grande valia para que as mulheres possam se informar sobre como devem proceder ao sofrerem violência. “Entendo que é um meio para que se cumpram as políticas públicas de defesa da mulher”, explicou.
Procuradoria da Mulher CMO Ribamar
Vereador Ribamar Silva, Presidente da Câmara Municipal de Osasco, que reativou a Procudaria Especial da Mulher
O Presidente Ribamar Silva explicou que escolheu a Vereadora Ana Paula Rossi para conduzir o órgão pela história de luta que ela tem com a cidade. “A Ana Paula tem uma relação histórica com as lutas da cidade e já atuou na luta contra as mais diversas formas de violência. Além disso, ela é uma pessoa acolhedora e acolhimento é a palavra-chave para exercer esse trabalho”, justificou.
O Ato de Posse foi conduzido pelo Presidente da Câmara, Vereador Ribamar Silva (PRP), e secretariado pelo Vereador Daniel Matias (PRP). Também participaram da solenidade os vereadores Toniolo (PCdoB), Dra. Régia (PDT), Alex Sá (PDT), Jair Assaf (PROS) e Ricardo Silva (PRB). A vice-Prefeita de Osasco, Ana Maria Rossi, representou o Prefeito Rogério Lins (PODE). Esteve presente também o ex-prefeito de Osasco e pai da vereadora Ana Paula, Francisco Rossi.
CAMPANHA PUBLICITÁRIA
Procuradoria da Mulher CMO campanha 3 Brasil que mais mata mulheres
Após o Ato de Posse, aconteceu o lançamento oficial da Campanha Publicitária da Procuradoria Especial da Mulher.
O público pôde conhecer as peças publicitárias que compõem a campanha, e que serão veiculadas nos meios de comunicação oficiais da Câmara, além da imprensa local e regional.
A Campanha foi criada pela agência publicitária que atende a Câmara e foi supervisionada pela Divisão de Comunicação Social. O material é composto por seis peças distintas, nos formatos para impressão gráfica, veiculação online, além de outras cinco para veiculação em áudio e vídeo.
As peças da campanha também foram adesivadas nas portas de entrada da Câmara e no acesso aos elevadores da Casa para conscientizar os servidores e visitantes sobre o tema da campanha.
Procuradoria da Mulher CMO campanha Meiri
Jornalista Meiri Borges, Chefe da Divisão de Comunicação Social da Câmara
“A equipe da Comunicação está empenhada em divulgar aos quatro cantos da cidade a reativação desse importante órgão. Quanto mais pessoas souberem que podem contar com esse acolhimento, melhor será para nossa cidade”, explicou a Chefe da Divisão de Comunicação Social da Câmara, Meiri Borges.
SERVIÇO
A Procuradoria Especial da Mulher funciona no Gabinete da Vereadora Ana Paula Rossi. Para encaminhar denúncias ou sugestões, basta remeter mensagem ao e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., ou entrar em contato pelo telefone (11) 3699-9133. (Deniele Simões - Comunicação/CMO)
Ação foi deflagrada em 21 Estados e no Distrito Federal.
Nesta terça-feira, 28/05, policiais civis de 21 estados e do Distrito Federal participaram, de mais uma Operação Cronos, deflagrada para combater os crimes de homicídio e feminicídio. Coordenada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil, a ação aconteceu de forma integrada e contando com o apoio do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Até o final desta edição, por volta das 16h, mais de 960 já haviam sido detidas. No total, a polícia prendeu 881 pessoas por homicídio, 56 por feminicídio, além de 31 menores apreendidos por homicídio.
Feminicidio e homicidio
O objetivo da Operação Cronos 2 é cumprir mandados de prisão contra pessoas acusadas de feminicídio – ou seja, o homicídio de mulheres por violência doméstica ou discriminação de gênero – e homicídios.
A Operação Cronos II é coordenada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil (CONCPC) e tem o apoio da Secretaria de Operações Integradas (Seopi) do MJSP.
Coletiva no Ministério da Justiça
O monitoramento da operação foi  realizado no Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN) do MJSP, em Brasília (DF).
Para o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Luiz Pontel de Souza, a Operação Cronos II demonstra o sucesso no trabalho integrado entre as forças de segurança pública.
"O trabalho da Secretaria de Operações Integradas, criada na atual gestão, tem o objetivo de utilizar tecnologia e inteligência, reunindo as forças policiais, de forma conjunta e convergente no combate à macrocriminalidade", afirmou o secretário-executivo. 
Luiz Pontel ainda disse que é uma preocupação do Ministério trabalhar de forma integrada, visando tirar de circulação criminosos violentos, especificamente autores de homicídio e feminicídio. "Já identificamos presos ligados a facções criminosas", ressaltou.
São Paulo
No estado de São Paulo, cerca de 3.300 policiais e 1.300 viaturas foram mobilizados. Até por volta das 15h, mais de 1.500 mandados de prisão foram cumpridos, além de 28 mandados de busca e apreensão.
Primeira fase
Deflagrada em agosto de 2018, a primeira fase da Operação Cronos resultou na prisão de mais de 2,6 mil pessoas em todo o país. Além disso, foram apreendidos 341 adolescentes. Segundo o Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil divulgou à época, 42 pessoas foram presas por feminicídio; 404 por homicídio; 289 presos por crimes relacionados à Lei Maria da Penha; 640 foram autuadas em flagrante por posse ou porte irregular de arma de fogo, tráfico de drogas e outros crimes; e outras 1.252 pessoas foram detidas em decorrência de mandados de prisão expedidos por outros crimes.
Durante a primeira fase, foram apreendidas 146 armas de fogo e aproximadamente 383 quilos de entorpecentes, como maconha, cocaína e crack. Mais de 7,8 mil policiais civis de todo o país participaram das ações. (Renato Ferreira com informação do Ministério da Justiça e Agência Brasil)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.