Sexta, 17 Agosto 2018 | Login
Na noite desta terça-feira, 14/08, o candidato a deputado estadual pelo Podemos, Gelso Lima, reuniu mais de 400 pessoas numa plenária, em Osasco, para dar orientações sobre como funcionará a estratégia da sua campanha. Na ocasião, ele e sua equipe apresentaram o plano de comunicação cujo slogan é “Competência para mudar”.
Gelso é uma figura política reconhecida entre as diversas lideranças da região e já mostrou sua competência como gestor na solução de problemas nas mais diversas áreas públicas, com destaque na área de Saúde, quando foi o secretário que por mais tempo ficou à frente da pasta em Osasco.
Mas apesar da sua vasta experiência na vida pública, sempre foi um homem de bastidores. “Essa reunião é muito importante porque tenho uma vida dedicada ao serviço público e a Osasco, mas não sou muito conhecido. Ter uma estratégia de comunicação robusta e poder contar com vocês para me fazer conhecer será primordial nessa campanha. São vocês, junto comigo, que vão contar a minha história de dedicação a Osasco para a nossa população”.
Emocionado, ele lembrou das inúmeras campanhas que já fez e explicou que agora é diferente, porque o candidato é ele. “Confesso que estou muito comovido com a manifestação de carinho de vocês. Nunca fui candidato, nunca gritaram meu nome de peito aberto como aconteceu agora aqui. Eu sempre gritei o nome de outros candidatos, e ouvir assim com tanta força meu nome sendo gritado, me comove. Quero agradecer muito a presença de cada um hoje aqui”. Na sequência, Gelso fez uma breve explanação sobre o cenário político e eleitoral que está se desenhando para as próximas eleições e falou sobre como pretende conduzir sua campanha que começa agora e vai até o início de outubro.
 
Gelso plenária 2
 
“Hoje vocês estão aqui comigo para conhecer as peças da nossa campanha e para que combinemos nossa estratégia. Nossa campanha será séria, propositiva, ninguém vai me ouvir falando mal dos meus adversários. Nem eu, nem ninguém da minha equipe vai adotar essa prática”, disse.
Prioritariamente Gelso dobrará com a candidata à reeleição para deputada federal Renata Abreu, mas ele conta com outras pessoas para dobrar estadual/federal, como o Dr. Gaspar, por exemplo, nome tradicional da política osasquense. Ao todo são 28 candidatos a deputado federal que estão com ele.
Gelso também tem, até o momento, com possibilidades de ampliação, o apoio de 49 presidentes de diretórios partidários de várias cidades do Estado, quatro presidentes de câmaras, nove ex-prefeitos, quatro vice-prefeitos, 24 vereadores de diferentes cidades de São Paulo, 98 lideranças que foram candidados a vereadores em 2016, sendo 71 de Osasco, 348 lideranças de várias instituições do Estado, 68 pastores evangélicos de todo o Estado, 13 sindicatos, e 17 movimentos sócio-culturais.
Sobre o cenário municipal e o eventual apoio que poderá ter do prefeito Rogério Lins, o qual ele ajudou a eleger e fez parte do governo saindo porque assim determina a lei eleitoral, Gelso deixou claro que entende o posicionamento até agora neutro do prefeito e que na hora certa espera receber a contribuição dele. “Respeito o tempo do nosso prefeito. Não é fácil ser prefeito de uma cidade onde você precisa do apoio de vereadores para que os projetos sejam aprovados. Essa questão da preferência do prefeito… isso, com a experiência que eu já vivi, é uma bobagem. A eleição não é feita nos corredores da prefeitura, com um pescando no aquário do outro. A eleição a gente ganha na rua, convencendo as pessoas”, destacou.
“O prefeito Rogério Lins sabe que eu não comecei no segundo turno ganhando secretaria. Eu comecei a apoiar o prefeito um ano e meio antes da eleição. Empenhei meu coração, minha alma e meu recurso próprio para que esse projeto fosse vitorioso. Trabalhei arduamente para que ele ganhasse a eleição para prefeito. Então, não tenho dúvida alguma de que no momento certo ele, á luz dos outros candidatos que ele precisa ajudar, vai deixar uma fatiazinha para que a gente possa alavancar essa campanha. Tem muito funcionário da prefeitura que me conhece e que confia no meu trabalho. Para esses, tenho um pedido: não entrem no jogo que está sendo proposto. Não vamos disputar apoio na base da chantagem, na base da ameaça… Vamos fazer política com convencimento e não com tortura. Já foi o tempo em que as pessoas decidiam o rumo que as outras tinham que seguir, então não se preocupem com isso. Vamos fazer uma campanha limpa, pra frente, alegre e cheia de boas propostas. O povo é sábio, e vai saber escolher”, completou. (Fonte: Assessoria de Imprensa - Fotos: Reinaldo Vaz)
Published in Política
 
Neste domingo, 22/07, ao lado do prefeito Rogério Lins e da deputada federal Renata Abreu, o ex-secretário de Governo de Osasco, Gelso Lima, participou na Assembleia Legislativa de São Paulo (ALESP), da Convenção do Podemos que aprovou sua candidatura a deputado estadual nas eleições deste ano. Na oportunidade, mais de 300 pessoas acompanharam Gelso no evento político/eleitoral. 
Gelso Convenção Rogério
 
Ao fazer uso da palavra na tribuna da ALESP, Gelso destacou que foi um dia marcante em sua trajetória política. “Estamos aqui com nossa turma muito animados. Se Deus quiser, esse partido que tem crescido muito nos últimos anos, a partir destas eleições, será sem dúvida, um dos maiores e mais transformadores partidos deste País”, afirmou. 
 
Gelso Convenção povo
 
Em entrevista, ao falar sobre as eleições, Gelso ressaltou que “algumas pessoas não se preparam para a política e usam métodos ultrapassados de fazer campanha. Hoje o eleitor quer uma proposta sólida, com seriedade e respeito. Eu represento um coletivo, pois juntamos gente do bem, pessoas preocupadas com a nossa cidade, a nossa região e o nosso Estado. Podem esperar de mim uma campanha séria, propositiva e honesta. Sei que o caminho não será fácil. Mas me sinto revigorado com a energia e força da minha equipe”, destacou. 
Na cerimônia foi oficializado o apoio do Podemos à pré-candidatura de Márcio França (PSB)  - https://bit.ly/2LIJ9P7 - à reeleição ao governo do Estado de São Paulo e que deve ser oficializada em 4 de agosto, na convenção estadual do Partido Socialista Brasileiro (PSB). França esteve presente na cerimônia. Foi lançado ainda Mario Covas Neto como candidato ao Senado. No total, o Podemos aprovou os nomes de 100 candidatos a deputado federal e 141 a estadual.
Published in Política

Falhas na Educação e no Planejamento foram apontadas como as principais causas dos problemas na área de segurança para a sociedade

 

Com o objetivo de discutir as causas dos problemas na área de segurança pública e elaborar projetos futuros, o ex-secretário de Governo de Osasco e pré-candidato a deputado estadual pelo Podemos, Gelso Lima, promoveu na noite de quarta-feira, 18, um importante debate sobre o tema, na cidade Osasco.

Realizado no auditório da ACEO (Associação Comercial e Empresarial de Osasco), o evento reuniu mais de 200 pessoas e os seguintes palestrantes: Benedito Mariano (Ouvidor das polícias Civil e Militar do Estado de São Paulo); Paulo Sérgio Maluf Barroso (Delegado Assistente da Ouvidoria); Alexandre Volpiani Carnelós (Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB Osasco); Tenente Coronel Ricardo Tahara (Comandante do CPA/M-8); inspetor Rildo (GCM-Osasco); e o Tenente Coronel Marcos Abondanza Vitiello (Comandante do 36º BPM/M).

Debate sobre Segurança Público

Cada debatedor falou sobre as principais ações de suas instituições, destacando que todas as forças ligadas à segurança pública tem se empenhado no trabalho preventivo e de inteligência para combater a criminalidade. E todos apontaram, de um modo geral, que investimentos nas áreas da Educação e de Planejamento são essenciais para a solução dos problemas enfrentados na Segurnça Pública, como também o aumento do efetivo e a valorização dos policiais. (Fotos: Reinaldo Vaz)

Principais trechos do debate:

Cel. Tahara

Em sua fala, o Ten. Cel. Tahara elencou os principais motivos pelos quais crimes continuam acontecendo, apesar dos esforços da polícia. Ele salientou que em 20 anos a população que compreende a região do CPAM-8 cresceu mais de 26%, enquanto que o efetivo da polícia cresceu apenas 4%. Além disso, as leis que regem o sistema prisional contribuem de certa forma para que criminosos estejam nas ruas, já que 5% dos presos liberados nos indultos em datas especiais não retornam à prisão. Tahara também citou a crise econômica, o desemprego, falhas na prevenção primária, falhas na ressocialização do preso e sistema educacional deficitário como fatores que ajudam o crescimento dos índices criminais.
Cel. Vitiello
Para o também Ten.Cel. Vitiello, a Educação é fator primordial para diminuição do crime na sociedade. “Segurança pública se faz com educação. Educação é fundamental e é nisso que os governos precisam investir porque é através da Educação que vamos rodear todos os outros fatores que culminam na prática do crime. Se investirmos em Educação teremos uma segurança pública sustentável”. Ele aproveitou a ocasião para agradecer Gelso Lima pela promoção do evento, explicando que “muita gente fala mal das polícias, e que uma oportunidade como essa é dada por gente que tem coragem”.
Benedito Mariano
Benedito Mariano, que já foi ouvidor da polícia de São Paulo de 1995 a 2000 e que agora retorna ao cargo, considera que o grande problema da instituição paulista hoje é a desvalorização profissional, cujos salários estão em 23º lugar no ranking das piores remunerações do Brasil, que tem 26 Estados, além da diminuição do efetivo tanto da PM como da Polícia Civil. “Para fortalecer a segurança pública, a polícia de São Paulo precisa de valorização profissional e a sociedade precisa cobrar essa questão de todos os candidatos ao Governo de São Paulo. Essa seria a primeira grande contribuição do governo para melhorar a segurança pública no Estado de São Paulo”.
Entre outros fatores, Mariano também falou sobre a estrutura deficiente da polícia, lembrando que o Estados tem mais de 600 municípios e que cerca de 300 deles não tem delegados. “Um único delegado às vezes cobre 12, 15 cidades. Tem cidades em que a presença da polícia judiciária se faz com um único investigador. A polícia civil diminuiu de tamanho. Há 20 anos tínhamos 37 mil policiais e hoje temos 25 [mil]. O Estado cresceu, os problemas cresceram, e a polícia diminuiu de tamanho. É isso que temos que discutir na segurança pública”, salientou.
Delegado Sérgio Maluf
Paulo Sérgio Maluf Barroso defende a união das polícias para combater a criminalidade. “Quando o Estado, através dos seus aparatos trabalha em conjunto, o crime tende a perder”. Ele ratificou o que Mariano disse, e salientou a importância da valorização salarial do policial de São Paulo. “A polícia não vai ser forte se o policial não tiver tranquilidade para trabalhar”.
Inspetor Rildo
Por sua vez, o inspetor Rildo lembrou que a lei 13022, de 2014, regulamentou o papel da Guardas Municipais, e que isso foi de extrema importância no contexto da segurança pública dos municípios. “A lei quebra paradigmas, porque havia muito questionamento sobre a atuação das GCM’s. O artigo 3º diz que a GCM tem que preservar a vida. As pessoas pensam que nós estamos ligados ao cuidado do patrimônio, mas nós temos que preservar a vida. Está na lei”, explicou.
Advogado Alexandre Carnelós
Encerrando a primeira parte do evento, antes das perguntas dos jornalistas, o Dr. Alexandre Carnelós falou sobre a questão dos Direitos Humanos dentro do tema segurança pública e assim como os outros, defendeu a Educação e o Planejamento como pilares para todos os segmentos da sociedade.

Notícias & Opinião esteve presente e registrou o evento. Veja aqui: https://www.facebook.com/orenatoferreira/posts/1805355392888026

Published in Política


Nesta terça-feira, 03/07, o ex-secretário de Governo de Osasco, Gelso Lima, (Podemos), pré-candidato a deputado estadual, no Espaço União Coworking, no Centro de Osasco, mais de 200 lideranças políticas para discutir os rumos e desafios das eleições deste ano. 

Gelso com lideranças

Gelso com lideranças 3
Entre os presentes estavam o vereador Batista Comunidade, os pré-candidatos a deputado federal Saulo Góes, Elias Bittencourt, Chicão do PC do B, Professor Osvaldo Cardoso, Wellington Dias e Apóstolo Eliseu, sindicalistas, presidentes de diversas siglas, entre outros. A presidente nacional do Podemos, deputada federal Renata Abreu, não pode comparecer ao encontro pois estava em Brasília.

Gelso com lideranças 4
Na oportunidade, Gelso falou sobre a conjuntura política atual, pesquisas e ratificou a defesa do voto distrital, ressaltando que, na última eleição, dos 570 mil eleitores de Osasco, apenas cerca de 200 mil votos foram para candidatos do município. “Mais de são 370 foram para candidatos de fora, além de brancos, nulos e abstenções. Muitos não tem compromisso com Osasco. A nossa região precisa estar representada. Não adianta a gente votar em candidatos de fora que nunca vão aparecer por aqui. O primeiro desafio nosso é tentar concentrar os votos da região, que são dois milhões de votos aqui na região oeste, nos candidatos que representarão esta região. Eu me candidato a isto, representar essa região”. E complementou: “Eu vou precisar da ajuda de muita gente. Minha estratégia é contar com as lideranças. Conto com o apoio daqueles que querem construir um projeto político junto comigo”, afirmou. 

Gelso com lideranças 5
Gelso ainda falou sobre sua trajetória política. “Nasci, cresci e resido em Osasco onde moro com a minha família. São mais de 30 anos de experiência em gestão, em política e na área administrativa. Tenho orgulho da minha história e me sinto preparado", disse. Ao finalizar, falando sobre o apoio espontâneo à sua proposta e projeto político, Gelso enfatizou que "é possível comprar a força de trabalho, mas não a consciência”.


Com Pastores Evangélicos

Gelso com pastores

Gelso com pastores 2

Ainda nesta semana, Gelso Lima também participou de encontro com pastores de diversas igrejas evangélicas. Na oportunidade, entre outros assuntos, falou como as igrejas têm colaborado com o Poder Público na busca por soluções em diversas áreas, como na questão de recuperação de dependentes químicos e na questão do alcoolismo, entre outros. “Quero discutir com todos os segmentos da sociedade para, juntos, construirmos uma cidade cada dia melhor”. (Fonte: Assessoria de Imprensa)

Published in Política

 

Na noite ds última terça-feira, 08/05, o candidato a deputado estadual pelo Podemos, Gelso Lima, lançou suas plataformas digitais, num evento que contou com a presença de diversos jornalistas de Osasco e região, vereadores, secretários municipais, presidentes de partidos e também do prefeito de Osasco, Rogério Lins.

E como o fato principal era as mídias sociais, um dos assuntos bastante comentado foi com relação às fake news, que tanta dor de cabeça têm dado no mundo inteiro, principalmente, aos políticos antes, durante e depois de eleitos. O assunto já virou caso de polícia e as autoridades de todos os países têm procurado uma forma mais eficaz de combater e punir os autores e divulgadores de notícias falsas na internet, principalmente no Facebook.

 

Sofri na campanha, diz Lins

Gelso e a imprensa

Tanto Gelso, como Rogério, comentaram o fato, falando das ferramentas a serem usadas contra as fake news. Inclusive, Rogério Lins lembrou de sua campanha em 2016, quando sofreu bastante com as notícias falsas a seu respeito e como o Gelso foi fundamental para que a campanha seguisse em frente e crescesse mesmo com as fake news.

"Foi muito difícil. Ao abrir os jornais eram só notícias contra a gente, inclusive, com muitas mentiras em jornais falsos. No rádio era a mesma coisa e na internet era ainda muito pior. Eram 24 horas só batendo na gente. Mas, aí vinha o Gelso com toda a sua experiência e falava: esquenta não Rogério. Deixa eles baterem. Somos como bolo, quanto mais bate, mais a gente cresce", disse o prefeito, que muitas vezes foi chamado de "o menino", pelos críticos durante a campanha, os quais davam como certa a vitória de Jorge Lapas (PDT), já no primeiro turno.

Hoje, no entanto, o quadro mudou. Rogério Lins tem feito um bom trabalho e tem, praticamente, toda a imprensa dando-lhe apoio na Administração Municipal.

Este jornalista que, na campanha de 2016 em Osasco, procurou manter-se o mais neutro possível, dando o mesmo espaço aos dois principais candidatos na cobertura das eleições e nas entrevistas, lembra que no final do primeiro turno, passou no comitê principal de Rogério Lins, onde, apesar da festa, poucos jornalistas estavam presentes, justamente, porque as "pesquisas" indicavam vitória do Lapas no primeiro turno. E a surpresa com a passagem de Lins foi muito grande. A eleição dele, então, nem se fala. Poucos acreditavam. (Renato Ferreira)

Published in Geral

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.