Quarta, 23 Outubro 2019 | Login
COPA AMÉRICA: Brasil vence a Bolívia por 3 a 0 na estreia, no Morumbi

COPA AMÉRICA: Brasil vence a Bolívia por 3 a 0 na estreia, no Morumbi Featured

Após primeiro tempo sem empolgar, Brasil vence os bolivianos com golaço de Everton Cebolinha.
Na estreia da Copa América 2019, nesta sexta-feira, 14/06, a Seleção Brasileira não fez um grande jogo, mas, o suficiente para vencer a Bolívia por 3 a 0, no Morumbi. O placar foi construído por Philippe Coutinho, com dois gols, um de pênalti dado pelo VAR, e outro de cabeça com tranquilidade dentro da área adversária. E o terceiro foi um golaço de Everton Cebolinha já no final da partida.
Copa América Brasil goleia Bolívia Everton Cebolinha
O meia Everton Cebolinha entrou no segundo tempo e fez um golaço no Morumbi
O resultado deixa a equipe, vaiada ao final do primeiro tempo e aplaudida no encerramento do jogo, na liderança do Grupo A, claro, ainda sem a outra partida da chave. O duelo entre Venezuela e Peru será realizado a partir das 16h (de Brasília) deste sábado, na Arena do Grêmio.
Os comandados de Tite agora terão a missão de encarar a equipe da Venezuela, na terça-feira, às 21h30 (de Brasília), em Salvador, na Arena Fonte Nova. Os brasileiros ainda treinam na Academia de Futebol, do Palmeiras, no sábado, antes da viagem para Salvador. Já os bolivianos, por outro lado, encaram o Peru pouco antes, às 18h30 (de Brasília) da terça-feira, no Maracanã. (Fonte: Estado de Minas)
 

GRUPO A

CLASSIFICAÇÃO
1 Brasil 0
2 Peru 0
2 Venezuela 0
4 Bolívia 0
PJVEDGPGCSG%ÚLT. JOGOS
3 1 1 0 0 3 0 3 100  
1 1 0 1 0 0 0 0 33.3  
1 1 0 1 0 0 0 0 33.3  
0 1 0 0 1 0 3 -3 0  
  • SEX 14/06/2019 MORUMBI 21:30
    BRA
    30
    BOL
    VEJA COMO FOI
  • SÁB 15/06/2019 ARENA DO GRÊMIO 16:00
    VEN
    00
    PER
    ACOMPANHE EM TEMPO REAL

GRUPO B

CLASSIFICAÇÃO
1 Argentina 0
1 Catar 0
1 Colômbia 0
1 Paraguai 0
PJVEDGPGCSG%ÚLT. JOGOS
0 0 0 0 0 0 0 0 0  
0 0 0 0 0 0 0 0 0  
0 0 0 0 0 0 0 0 0  
0 0 0 0 0 0 0 0 0  
  • SÁB 15/06/2019 FONTE NOVA 19:00
    ARG
     
    COL
    ACOMPANHE EM TEMPO REAL

GRUPO C

CLASSIFICAÇÃO
1 Chile 0
1 Equador 0
1 Japão 0
1 Uruguai 0
PJVEDGPGCSG%ÚLT. JOGOS
0 0 0 0 0 0 0 0 0  
0 0 0 0 0 0 0 0 0  
0 0 0 0 0 0 0 0 0  
0 0 0 0 0 0 0 0 0  
000

About Author

Related items

  • JUSTIÇA: Lula acabou com o Brasil: Cabral, com o Rio!

     

    Será que o STF pensa que colocando criminosos como esses na rua, mesmo contra a vontade da maioria dos brasileiros, eles deixarão de ser criminosos?

    Ora, o desejo de qualquer condenado é fugir da cadeia, nem que seja por túneis cavados pelo Supremo Tribunal Federal.

    Preparem-se para manifestações gigantes de Norte a Sul do país, com brasileiros de verdade vestindo as cores verde e amarelo da nossa Bandeira Nacional!

    Ministros do STF

    Por exemplo, os caminhoneiros, trabalhadores honestos que param o país em qualquer manifestação, já estão se preparando! Tudo vai depender de quarta-feira, 23, e da decisão dos "togados" que defendem corruptos! Nesse dia, o Supremo vai decidir sobre prisão de condenados em segunda instância. 

    O Brasil acordou em 2018! Só os corruptos não perceberam isso! (Renato Ferreira)

  • MUNDO: Bolivianos vão às urnas neste domingo para eleger novo presidente
    Amanhã, o presidente boliviano Evo Morales disputa sua quarta eleição presidencial.
     
    Neste domingo, 20/10, o presidente boliviano Evo Morales disputa a Presidência do país pela quarta vez, com a possibilidade de, pela primeira vez, ter que enfrentar um segundo turno. Isso acontecerá caso ele não consiga atingir 50% dos votos mais um ou 40% dos votos e uma vantagem de pelo menos dez pontos sobre o segundo colocado.
    Quando foi eleito pela primeira vez, em 2005, Morales, que representa o partido Movimiento Al Socialismo (MAS), teve 53,7% dos votos, a primeira maioria absoluta na Bolívia em 40 anos. Em 2009, conseguiu 64,2% e, em 2014, teve 61,36%.
    Desta vez, porém, com sua imagem desgastada após contestar um referendo que o impediria de disputar a reeleição e por sua resposta considerada insatisfatória aos incêndios florestais que afetaram o país nas últimas semanas, as projeções são bem menos otimistas.
    Pesquisas
    No domingo (13), último dia em que foi permitida a divulgação de pesquisas, o resultado mais favorável foi apontado pela IPSOS, que dava a ele 40% de votos, contra 22% de Carlos Mesa, do Partido Comunidad Ciudadana (CC). Em terceiro aparece o senador Óscar Ortiz, da aliança Bolivia Dice No (BDN), com 10%. Neste cenário, o presidente ainda seria reeleito no primeiro turno.
    Mas também esta semana a empresa CiesMori divulgou outra pesquisa na qual Morales teria 36,2%, Mesa, 26,9%, e Ortiz, 7,8%. Neste caso, a disputa seria levada a um segundo turno, a ser disputado dia 15 de dezembro.
    Já uma sondagem da Universidad Mayor de San Andrés mostra o presidente com 32,3%, apenas cinco pontos acima de Mesa, com 27%. O Tribunal Superior Eleitoral proibiu a divulgação dessa última pesquisa, mas o reitor da universidade desafiou a proibição, publicando os números nas redes sociais.
    As pesquisas indicam ainda um elevado índice de indecisos, por volta de 10%, o que pode ser decisivo para definição do resultado no primeiro turno ou não.
    Estão convocados a votar 7,3 milhões de cidadãos, que também irão eleger os 36 senadores, 130 deputados e 9 representantes supra-estatais integrantes da Assembleia Legislativa Plurinacional (ALP).
    Já 341 mil bolivianos que vivem no exterior, em sua maioria na Argentina, Espanha e Brasil, votarão apenas para presidente e vice. Apenas no Brasil, mais de 45 mil eleitores bolivianos estão habilitados para votar, sendo mais de 44 mil no estado de São Paulo.
    Comícios
    A campanha eleitoral foi encerrada oficialmente na quarta-feira, mas os últimos grandes comícios dos dois principais candidatos aconteceram no sábado (12).
    Morales, de 59 anos, escolheu para se despedir a cidade de El Alto, ao lado de La Paz, onde milhares de pessoas chegavam em família ou em grupos sindicais, em meio a uma multidão de indígenas aimaras, com 'cholitas' (mulheres vestidas em trajes tradicionais), carregando seus fardos multicoloridos nas costas, segundo a agência France Presse.
    Mesa, de 66 anos, se despediu de seus seguidores em Santa Cruz, a grande cidade industrial do leste do país, conhecida como reduto da oposição ao governo.
    Argentina e Venezuela
    Os dois principais candidatos usaram comparações com países da região para tentar conquistar votos.
    Em seu discurso final de campanha, Evo Morales citou a crise econômica na Argentina e os distúrbios recentes no Equador: "Primeiro a Argentina; agora o Equador. Isso é o que acontece quando se entrega ao Fundo Monetário Internacional. É isso que vocês querem para a Bolívia?", questionou. "Irmãos, não se enganem. Aqui só existem dois caminhos: voltar ao passado ou continuar com o processo de mudança”, afirmou.
    Já Carlos Mesa usou a Venezuela, cujo presidente Nicolás Maduro é defendido por Morales, em um tom ameaçador. “O caminho do autoritarismo tende a aprofundar-se. O controle dos poderes do Estado tende a transformar-se num modo de ação. A geração do medo tende a transformar-se num sistema”, disse. (G1)
  • Nos outros partidos isso é chamado também de laranjal?

     

    Hoje, os canhotinhos revoltados com a vitória de Bolsonaro chamam de "Laranjal" as candidaturas de mulheres no PSL.

    Alguém sabe informar como isso é chamado no PT, PSDB, DEM, MDB e outros partidinhos? Afinal, temos mais de 30 partidos e, claro, não tem ninguém sando nessa arte de desviar dinheiro público.

    Em minha opinião, esses 'laranjeiros" do PSL devem pagar por essa prática nefasta que sempre manchou essa política podre do Brasil.

    Quem sabe, assim, se eles forem devidamente punidos, os demais partidos também eliminem os seus laranjais, né. Ou seriam plantações de outras coisas nem tão saborosas e saudáveis como laranja? (Renato Ferreira)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.