Segunda, 24 Junho 2019 | Login
SUPERLIGA FEMININA: Minas e Praia já estão nas semifinais

SUPERLIGA FEMININA: Minas e Praia já estão nas semifinais Featured

 
 
 
 
 
 
 
 
 
Jogando nesta quinta-feira, 21/03, pela segunda rodada dos playoffs das quartas de final, as equipes do Minas Tênis Clube e do Praia Clube venceram, respectivamente, o Vôlei Curitiba e o Fluminense, e se classificaram para as semifinais da Superliga Feminina 2018/19, sem a necessidade de uma terceira partida.
 
Minas 3 X 1 Curitiba
Minas e Curitiba
 
O Minas confirmou o favoritismo e avançou às seminfinais da Superliga Feminina. A equipe de Belo Horizonte voltou a vencer o Vôlei Curitiba, dessa vez por 3 sets a 1, jogando na Arena MTC.  As parciais foram de 25/14, 25/20, 20/25 e 25/11.

Na  primeira partida,  sexta-feira passada, na capital paranaense, o MInas - líder na fase de classificação - não encontrou dificuldades contra o Curitiba  e venceu por 3 a 0.  Já em BH, o time paranaens, que estreia na Superliga Feminina e que ficou em oitavo lugar, chegou a dar mais trabalho e o terceiro set por 25 a 20. Mas, isso não bastou para assustar as mineiras que venceram o quarto set por um massacrante 25 a 11, repetindo a superiodidade do primeiro set. 

O adversário do Minas Tênis Clube na semifinal sairá do duelo entre Barueri e Osasco. No primeiro confronto entre os times paulistas, o Barueri saiu em vantagem ao vencer por 3 sets a 2, em casa.  Nesta sexta-feira, às 19h, em Osasco, acontece a segunda partida. Em caso de novo triunfo, o time comandado pelo técnico José Roberto Guimarães avançará sem a necessidade de um terceiro e decisivo jogo. 
 
Praia 3 X 0 Fluminense
 
Praia e Flu
Também nesta quinta-feira, 21, o Praia Clube, que ficou em segundo lugar na fase de classificação, eliminou o Fluminense com mais uma vitória, dessa vez no Ginásio da Hebraica, no Rio de Janeiro. O placar de 3 sets a 0,  demonstra que o time de Uberlândia classificou-se de forma tranquila para as semifinais.  As parciais  foram de 25/15, 25/15 e 25/21.  
No primeiro jogo, na Arena Uberlândia, o Praia Clube derrotou as cariocas por 3 a 0. Assim como ocorreu em casa, o atual campeão da Superliga Feminina não encotrou muita resistência por parte do tricolor.  Fernanda Garay e a oposto norte-americana Nicole Fawcett, foram os destaques da excelente equipe do Praia Clube.  Fawcett foi eleita a melhora jogadora em quadra e ficou com o troféu Viva Vôlei. 
O Praia terá como adversário nas semifinais o vencedor da série entre o Sesi-SP e Sesc-RJ.  Na primeira partida, em Bauru, o time paulista surpreendeu e derrou a equipe de Bernardinho por 3 sets 1. Agora, o time carioca terá vencer para provocar a terceira e decisiva partida dos playoffs.
 
Mais um clássico paulista
Osasco e Barueri
A segunda rodada das quartas de final será encerrada nesta sexta-feira, 22/03. No Ginásio José Liberatti, em Osasco, aconcerá mais um clássico paulista entre as equipes do Osasco Audax e Hinode Barueri. No jogo de ida, em Barueri, as meninas comandadas por José Roberto Guimarães levaram a melhor e venceram as osasquenses num disputadíssimo jogo por 3 sets a 2. E nesta noite não será diferente. O Osasco, de Luizomar de Moura, terá que vencer para provocar o terceiro jogo, que se for necessário, será realizado novamente em Barueri.
 
Cariocas e paulistas
Sesi e Sesc
 
Já no Ginásio do Tijuca, às 21h30, vai aconecer a segunda partida entre o Sesc-Rio e o Sesi-SP. No primeiro jogo, em Bauru, o time de Bernardinho foi supreendido pela boa equipe do Sesi, que venceu o duelo por 3 sets a 1. Agora, para se classificara, a equipe carioca terá que vencer o segundo. Caso isso aconteça, a terceira e decisiva partida será realizada também no Rio de Janeiro. (Renato Ferreira)
000

About Author

Related items

  • SUPERLIGA MASCULINA: Taubaté bate Sesi e fatura seu primeiro título na competição

     

    Depois da longa hegemonia imposta pelo Cruzeiro, ganhador das cinco edições anteriores, o Taubaté se tornou, no final da noite de sábado, 11/05, o mais novo campeão da Superliga Masculina de Vôlei. A conquista veio com uma vitória sobre o Sesi-SP por 3 sets a 1, com parciais de 25/20, 25/22, 21/25 e 25/20, na Arena Suzano. Uma imensa torcida do Sesi invadiu Suzano, mas, o título foi da minoria de Taubaté que fez a festa nas arquibancadas depois de longos 4 sets.

    Com este triunfo de sábado, o Taubaté fechou em 3 a 2 a série melhor de cinco partidas desta decisão da temporada 2018/2019 da Superliga e faturou pela primeira vez este torneio. O primeiro jogo da final ocorreu no dia 23 de abril, em São Paulo, onde o Sesi ganhou por 3 sets a 0 para abrir vantagem. No dia 27, porém, o Taubaté deu o troco ao devolver o 3 a 0, em casa, e deixar tudo igual na série.
    Em seguida, no dia 30, o Taubaté ganhou por 3 sets a 2, em Suzano, e ficou a um triunfo do título. O Sesi ainda se manteve vivo na luta pela taça ganhar o quarto duelo da final por 3 a 1, novamente em Suzano, onde a equipe dirigida por Renan acabou faturando a Superliga na noite deste sábado.

    Dirigido pelo técnico Renan Dal Zotto, comandante da Seleção Brasileira e que assumiu o cargo com a competição em andamento, o Taubaté finalmente pôde comemorar o troféu mais cobiçado do vôlei nacional depois de ter sido vice-campeão em 2017 e terminado na terceira posição do torneio em 2015 e 2016.

    O último time paulista a ter conquistado o principal torneio do Brasil na modalidade havia sido, por sua vez, o Sesi, na temporada 2010/2011. Depois disso, o Cruzeiro faturou a taça em 2012 e o RJX, do Rio, ergueu o troféu em 2013, antes de os cruzeirenses iniciarem uma série de cinco conquistas consecutivas até 2018. Neste período, o Sesi foi vice-campeão em 2014, 2015 e no ano passado.

    Autor do ponto que definiu o título no terceiro set em um forte ataque na diagonal, o ponteiro Lucarelli comemorou o feito do Taubaté após exibir uma atuação decisiva em Suzano. "Estou meio perdido até agora... Esse projeto merece, esse time merece, foi uma temporada complicada, demos a volta por cima. Nem nos melhores sonhos a gente imaginava que a gente poderia ser campeão", afirmou o jogador, em entrevista ao SporTV, ainda dentro da quadra. (Estado de Minas)

  • BRASILEIRÃO 2019 Começa o maior e mais equilibrado campeonato de futebol do mundo

    Até dezembro, as 20 maiores equipes do Brasil estarão correndo atrás do cobiçado troféu do mais imprevisível torneio de futebol do planeta. E na primeira rodada, que termina hoje, São Paulo, Atlético Mineiro, Flamengo e Santos largaram com vitória.

     

    Pode ser que outros campeonatos nacionais como o italiano, inglês, alemão e até o francês chamem mais atenção de torcedores estrangeiros devido ao poderio econômico que os possibilita formar excelentes equipes com craques do mundo inteiro e também por inteligentes e agressivas políticas de marketing mundial. Mas, com certeza, nenhum desses campeonatos é tão extenso e disputado como o nosso Brasileirão.

    Com raríssimas exceções, nesses países citados, quando se inicia o certame qualquer criança tem condições de citar e acertar as três ou, no máximo, quatro equipes que lutarão de fato pelo título. Já aqui no Brasil, todos os anos, no mínimo, 12 equipes, como Palmeiras (o atual campeão), Corinthians, São Paulo, Santos, Flamengo, Fluminense, Botafogo, Vasco, Cruzeiro, Atlético, Grêmio e Internacional iniciam o campeonato com chances reais de conquistar o caneco. Isto sem falar que equipes do Paraná, Bahia e Pernambuco também de vez em quando entram com condições de disputar o título.

    Início do sonho

    Brasileirão início

    Assim, esse disputado e imprevisível Brasileirão começou neste sábado, 27 de abril e vai até o mês de dezembro, com 20 clubes disputando o título no sistema de pontos corridos. Isso significa que a cada rodada, com muitos clássicos nacionais, os 11 jogadores de cada time estarão disputando a bola palmo a palmo no gramado.

    Até porque num torneio de pontos corridos qualquer ponto perdido, principalmente, dentro de casa pode significar no final a perda do título, a não classificação para torneios do Continente, como as Copas Libertadores e Sulamericana, ou também o rebaixamento para a Série B.

    Neste ano, a Série A do Brasileirão é formada por equipes das regiões Sul, Sudeste, Centro Oeste e Nordeste, com times do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Bahia, Pernambuco e Ceará. 
    Outras equipes destas regiões e também da região Norte formam as Séries B, que teve início também neste final de semana, C e D, que começarão a ser disputadas nos próximos meses.

    Primeira rodada

    Tricolor, Galo, Flamengo e Peixe vencem na estreia

    São Paulo 2 x 0 Botafogo

    São Paulo estreia com vitória

    E o Brasileirão 2019 foi iniciado logo com um clássico nacional: São Paulo e Botafogo, no Morumbi, onde o Tricolor, vice-campeão paulista, venceu por 2 a 1, com as estreias de suas novas estrelas, como Alexandre Pato, Tchê Tchê e Vitor Bueno. Os gols do São Paulo foram marcados por Everton e Hudson. Aos 29 minutos do primeiro tempo, Pato cabeceou para as redes, mas, ele estava impedido e o gol foi anulado.

    Galo 2 x 1 Avaí

    Atlético venceo o Avaí

    Também no sábado, no estádio Independência, em Belo Horizonte, o Atlético Mineiro interrompeu uma série de resultados ruins, como no Campeonato Mineiro, onde perdeu a final para o Cruzeiro, e também na Libertadores, onde foi desclassificado na primeira fase. Com gols de Fábio Santos (de pênalti) e do atacante Ricardo Oliveira, o Galo venceu o Avaí por 2 a 1. O gol catarinense foi marcado por Brizuela.

    Flamengo 3 X 1 Cruzeiro

    Flamengo vence o Cruzeiro

    Ainda no sábado, aconteceu o duelo entre os campeões carioca, Flamengo, e mineiro, Cruzeiro, no Maracanã. E os cariocas levaram a melhor vencendo os mineiros por 3 a 1. Foi um grande jogo, digno desses dois grandes times que, certamente, estarão brigando pelo título. E o placar final não reflete o equilíbrio da partida, onde o Cruzeiro saiu na frente com um gol de Pedro Rocha. No entanto, com dois gols de Bruno Henrique, destaque do jogo, e do Gabigol, o Flamengo virou o jogo para conquistar uma grande vitória na estreia do Brasileirão.

    Grêmio 1 X 2 Santos

    Santos vence o Grêmio

    De todos os times que venceram na primeira rodada, a mais importante, já que foi fora de casa, foi a vitória do Santos que venceu o Grêmio por 2 a 1, em plena Arena do Grêmio. Foi outra partida que, talvez, o empate por 2 a 2 ou até mais, refletisse melhor o grande jogo realizado por gremistas e santistas. Os gols do time da Vila foram marcados por Sasha e Felipe Jonatan. Aos 44 minutos do primeiro tempo, André marcou de cabeça, mas, o árbitro do VAR anulou o gol assinalando impedimento no início da jogada. Já aos 47 minutos do segundo tempo, Everton fez o gol do Grêmio.

    Gaúchos decepcionam

    Chape vence o Inter

    Os dois times gaúchos foram derrotados na primeira rodada do Brasileirão. Além do Grêmio, que perdeu em casa para o Santos, o Internacional também foi derrotado na estreia.

    Jogando em Chapecó, sábado à noite, o Colorado perdeu para a Chapecoense por 2 a 0. Os dois gols da Chape foram marcados pelo atacante Everaldo que, assim, já surge como artilheiro da competição da competição nacional, ao lado de Bruno Henrique, do Flamengo, com dois gols.

    A primeira rodada será completada na tarde deste domingo com mais cinco jogos. Às 16h, em Salavador, o Bahia recebe o Corinthians, campeão paulista; em Fortaleza, o Ceará enfrenta o CSA; no Rio, o Fluminense jogará contra o Goiás; em Curitiba, o Athlético enfrentará o Vasco da Gama; e às 19h, no Alianz Parque, o atual campeão, Palmeiras, vai jogar contra o Fortaleza, campeão da Série e do Cearense, que faz excelente temporada sob o comando do ex-goleiro Rogério Ceni. (Renato Ferreira)

    Confira a primeira rodada do Brasileirão:

    São Paulo 2 x 0 Botafogo

    Atlético 2 x 1 Avaí

    Flamengo 3 x 1 Cruzeiro

    Chapecoense 2 x 2 Internacional

    Grêmio 0 x 2 Santos

    Ceará x CSA
    Palmeiras x Fortaleza
    Fluminense x Goiás
    Bahia x Corinthians
    Athlético-PR x Vasco da Gama

  • SUPERLIGA FEMININA 2018/19: Minas vence o Praia e é o grande campeão

    O time de Belo Horizonte venceu o segundo jogo contra o Praia Clube e conquistou o ser terceiro título da competição.

     

    Jogando nesta sexta-feira, 26/04, no Ginásio Sabiazinho, em Uberlândia, o Minas venceu o Praia Clube e conquistou o título da Superliga Feminina de Vôlei 2018/19. As minas-tenistas confirmaram a melhor campanha desta temporada com uma virada sobre o time da casa no segundo jogo da final. O placar foi de 3 a 1, com parciais de 17/25, 25/23, 25/14 e 28/26.

    Este foi o terceiro título do tradicional time do Minas Tênis Clube. Com uma campanha irretocável na Superliga, as meninas do Minas repetiram o êxito de 1992/93 e 2001/02. Na temporada de 2003/04, o Minas chegou também à final, sendo batido pelo Rexona.

    Minas campeão 3

    O título do Minas vem coroar também uma temporada irretocável frente ao seu maior rival de Minas. Foi o terceiro título consecutivo conquistado contra o Praia Clube. Antes, minas-tenistas já haviam conquistado os títulos do Campeonato Mineiro e da Copa do Brasil. Sob o comando do técnico italiano Stefano Lavarini, o Minas foi vice-campeão mundial.

    Nesta temporada, o Praia Clube, que também fez uma excelente campanha, buscava o bi-campeonato consecutivo. Na última temporada, o time de Uberlândia, que vinha de um vice-campeonato, conquistou o primeiro título de sua história numa acirrada disputa contra o Sesc-Rio, o time de Bernardinho.

    No primeiro jogo em Belo Horizonte, o Minas já havia vencido o time do Triângulo Mineiro por 3 a 2. Na segunda partida, a equipe de BH começou atrás, encarou a pressão da torcida em Uberlândia e ainda superou problema físico de uma de suas principais jogadoras, a veterana Carol Gattaz, que chegou a sair de quadra com fortes cãibras nas panturilhas. No entanto, o MTC pôde contar com outras grandes jogadoras, como Natália e Gabi para reequilibrar o jogo e buscar a vitória e o título. 

    Minas campeão 2

    Uma das jogadoras mais importantes de toda a temporada, aos 37 anos, a central Carol Gattaz superou as cãibras e foi a autora do último ponto do quarto e último set. "Eu falo que isso resume a força do grupo. Foi isso o tempo inteiro. Superação do grupo que foi sensacional. Estivemos o tempo toda juntas", disse, emocionada, a central do Minas. (Fotos: Cleiton Borges - EM)

     

    PRAIA CLUBE 1 x 3 MINAS


    PRAIA CLUBE - Carli Lloyd, Fawcett, Fabiana, Carol, Rosamaria, Michelle e Suelen (líbero)Entraram: Paula Borgo, Ananda, Laís, Ellen - Técnico: Paulo Coco

    MINAS - Macris, Bruna Honório, Carol Gattaz, Mara, Gabi, Natália e Léia (líbero)Entraram: Geórgia, Bruninha, Malu, Mayany - Técnico: Stefano Lavarini

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.