Segunda, 24 Junho 2019 | Login
SUPERLIGA FEMININA: Quartas de final começam nesta segunda-feira

SUPERLIGA FEMININA: Quartas de final começam nesta segunda-feira Featured

Fase dos playoffs terá mais uma disputa sensacional entre o Osasco Audax e o Hinode Barueri.

A fase de classificação da Superliga Feminina de Vôlei 2018/19 terminou na sexta-feira, 15/03 e a etapa de playoffs já começa nesta segunda-feira, 18. E nesta primeira fase, os times de Minas Gerais - Minas Tênis Clube e o Praia Clube - deram as cartas. As meninas de Belo Horizonte perderam apenas duas partidas e terminaram em primeiro, enquanto que as mineiras de Uberlândia ficaram em segundo lugar.  Vale destacar  que a partir desta desta fase, as partidas serão disputadas em série melhor de três jogos, no sistema mata-mata.

Minas Tênis V feminino
O Minas Tênis Clube perdeu apenas duas partidas e terminou em primeiro lugar na fase de classificação
 O primeiro jogo das quartas-de finais será entre Itambé Minas e Curitiba Vôlei. As duas equipes jogam a partir das 19h, em Curitiba. Melhor classificado na primeira, o time mineiro é o grande favorito para conquistar o título desta temporda. Enquanto isso, a equipe paranaese aparece como sensação da Superliga. O time de Curitiba conseguiu a vaga nos playoffs, na primeira vez que disputa o torneio principal do vôlei brasileiro.
Praia Clube
As meninas do Praia Clube, de Uberlândia, ficaram em segundo lugar na primeira fase
A segunda partida das quartas de final, será entre o Dentil Praia Clube, que recebe em Uberlândia o time do Fluminense, às 21h30. O atual campeão da Superliga Feminina fez também uma excelente campanha. Enquanto o Fluminense, depois um bom início de no campeonato caiu na tabela e terminou a primeira fase na sétima posição.

Osasco X Barueri

Osasco e Barueri

Hinode Barueri (4º colocado), enfrentará o Osasco Audax (5º) em mais um sensacional confronto paulista nos playoffs

Na terça-feira, 19, acontecerão mais dois jogos da primeira rodada dos playoffs. Em Barueri, o Hinode (4º colocado) enfrenta o Osasco-Audax (5º), às 19h, em mais um confronto no clássico paulista. O confronto é a reedição das quartas de finais da Copa Brasil, quando a equipe de Camila Brait e companhia levou a melhor. A partida também marca o encontro das duas melhores atacantes da Superliga. De um lado a polonesa Skowronka, do Hinode, e do outro a norte-americana Hooker, do Osasco Audax.

E no encerramento dos jogos da primeira rodada, o Sesi Vôlei Bauru (6º) recebe no interior de São Paulo o Sesc-RJ (3º). A partida será mais uma reedição das quartas da Copa Brasil. Na ocasião,  quem levou a  melhor foi o time paulista. Agora, paulistas e cariocas prometem uma partida equilibrada. O confronto está marcado para às 21h30.

Segunda rodada

A segunda rodada das quartas de final será disputada entre os dias 21 e 22 de março e a terceira, se for necessária, em caso de empate nos dois primeiros jogos, será disputadas nos dias 25 e 26 de março.
Confira a tabela completa:
Primeira rodada
18.03 – Curitiba Vôlei (PR) x Minas (MG), às 19h, no ginásio da Univ. Positivo, em Curitiba (PR)
18.03 – Praia Clube (MG) x Fluminense (RJ), às 21h30, no Praia Clube, em Uberlândia (MG)
19.03 – Barueri (SP) x Osasco (SP), às 19h, no José Correa, em Barueri (SP)
19.03 – Bauru (SP) x Sesc/RJ, às 21h30, no Panela de Pressão, em Bauru (SP)
Segunda rodada
21.03 – Minas (MG) x Curitiba Vôlei (PR), às 19h, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG)
21.03 – Fluminense (RJ) x Praia Clube (MG), às 21h30, no ginásio do Hebraica, no Rio de Janeiro (RJ)
22.03 – Osasco (SP) x Barueri (SP), às 19h, no José Liberatti, em Osasco (SP)
22.03 – Sesc/RJ x Bauru, às 21h30, no Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ)
Terceira rodada (SE NECESSÁRIO)
25.03 – Minas (MG) x Curitiba Vôlei (PR), às 19h, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG)
25.03 – Praia Clube (MG) x Fluminense (RJ), às 21h30, no ginásio do Praia, em Uberlândia (MG)
26.03 – Barueri (SP) x Osasco (SP), às 19h, no José Correa, em Barueri (SP)
26.03 – Sesc/RJ x Bauru (SP), às 21h30, no Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ)
000

About Author

Related items

  • COPA AMÉRICA: Em São Paulo, Brasil joga bem e goleia o Peru
     
    Neste sábado, 22/06, finalmente, a seleção brasileira jogou bem, arrancou aplausos da torcida e goleou o Peru por 5 a 0, terminando a primeira fase da Copa América como líder do grupo A, com sete pontos. Como primeiro colocado do grupo, o Brasil volta a jogar no dia 27 de junho contra o terceiro colocado do grupo B ou C. O jogo será em Porto Alegre. Casemiro, que recebeu o segundo amarelo na partida de hoje, é ausência certa para o próximo jogo da seleção brasileira.
    A seleção peruana começou melhor a partida, impedindo o Brasil de avançar do meio de campo. O primeiro lance de perigo foi do Peru, aos 3 minutos do primeiro tempo. Na cobrança de uma falta, Cueva levantou a bola na área, ninguém do Brasil tirou e ela passou perto do gol de Alisson. Aos 9 minutos, a torcida brasileira já vaiava a posse de bola peruana e permitia que a torcida peruana, menor no estádio, fizesse uma grande festa na arena. A torcida brasileira respondeu com gritos. Aos 10 minutos, Casemiro fez uma falta dura e tomou um cartão amarelo, que o tirou da próxima partida do Brasil.
    Mas um minuto depois, o cenário de jogo mudou. Casemiro, que tinha acabado de tomar um amarelo, fez o primeiro gol do Brasil, após cobrança de escanteio de Coutinho para Thiago Silva, no primeiro pau. Em um bate rebate, a bola sobrou para Casemiro mandar para o fundo da rede. Primeiro gol dele com a camisa da seleção.
    O segundo gol do Brasil aconteceu aos 18 minutos, em uma falha do goleiro Gallese. O goleiro peruano bobeou na saída de bola e chutou em cima de Firmino. A bola acaba batendo na trave, mas Firmino mesmo aproveitou, driblando o goleiro e mandando para o fundo do gol. Na comemoração brasileira, o capitão Daniel Alves foi até o goleiro Gallese, sozinho, para demonstrar apoio ao jogador.
    Aos 31 minutos, com o Brasil já dominando completamente a partida, Everton ampliou com um golaço. Ele recebeu a bola com espaço, cortou para o meio e bateu forte da entrada da grande área.
    Só após o terceiro gol é que a torcida brasileira se animou e começou a gritar “Eu sou brasileiro com muito orgulho, com muito amor” e olé a cada vez que a seleção pegava na bola. O Peru só voltou a assustar no final do primeiro tempo, quase fazendo um gol aos 43 minutos, com Trauco, que recebeu a bola dentro da área e soltou a bomba, para defesa do goleiro brasileiro.
    Segundo tempo
    Brasil e Peru 2
    No intervalo, o técnico peruano fez sua primeira substituição, tirando Youtún e colocando Édison Flores. Mas a primeira grande jogada foi do Brasil.
    Inspirado, o jogador Everton arrancou gritos de "É, Cebolinha", após um outro lance brilhante aos 2 minutos do segundo tempo, quando driblou três defensores e quase conseguiu passar pelo goleiro Gallese. Coutinho ficou com a sobra, mas foi travado.
    Aos 9 minutos, o Brasil ampliou a partida com Daniel Alves, com um belo gol após uma tabela com Arthur e Firmino.
    Após o gol, o técnico peruano tirou Guerreiro, que foi vaiado pela torcida e colocou Gonzales. O Brasil também fez sua primeira substituição, saindo Filipe Luis e entrando Alex Sandro. Aos 22 minutos, o Peru faz sua última substituição, tirando Cueva e colocando Josepmir Ballón. Muito aplaudido e sob gritos, Casemiro também é substituído para a entrada de Allan. Tite ainda faria a sua terceira substituição tirando Coutinho e colocando Willian.
    As trocas no Peru, no entanto, não fizeram efeito. Abatida em campo, a seleção peruana deixou o Brasil continuar dominando a partida e animar a torcida, com apenas um lance de perigo em direção ao gol brasileiro, aos 39 minutos do segundo tempo, quando Polo chutou tentando encobrir Alisson. A bola passou perto da trave.
    Superior, o Brasil ainda fez o último da goleada, aos 45 minutos do segundo tempo, com Willian, após cobrança de escanteio curto. Willian dominou e bateu colocado, em outro belo gol na Arena Corinthians. Dois minutos depois, o Brasil ainda perdeu a chance de fazer o sexto gol, após o goleiro Gallese defender a cobrança de pênalti de Gabriel Jesus.
    Torcida
    Antes do início do jogo, os torcedores brasileiros, maioria no estádio, vaiaram a chegada da seleção do Peru que foi transmitido pelo telão da arena. No anúncio das escalações no telão, Cueva, que jogou no São Paulo, foi vaiado. Já Guerreiro, que jogou no Corinthians, foi aplaudido. Tite e Everton também foram bastante aplaudidos.
    Assim como em todos os jogos da seleção brasileira, a torcida cantou parte do hino nacional à capela, após o hino ter parado de ser executado no audio-falante da arena. No início do jogo, a torcida peruana chegou a fazer mais festa que a brasileira. Mas após os gols, a seleção brasileira tomou conta da arena e gritou olé.
    Mais uma vez, como se observou em todos os jogos da Copa América, o estádio não encheu. Menor do que o Morumbi, a Arena Corinthians recebeu hoje 42.317 torcedores, mas o que se observou é que haviam também lugares vazios. Segundo o Corinthians, a Arena tem capacidade para 48.234 pessoas. (Agência Brasil)
  • LIGA DAS NAÇÕES: Seleção Brasileira Feminina estreia nesta terça-feira contra a China, em Brasília
    Time de José Roberto Guimarães enfrenta a China, às 20h, em Brasília.
     
    Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
    Pelo lado das chinesas, a a capitã Chunlei Zeng mostrou entusiasmo por jogar pela primeira vez no Brasil. “Essa semana será muito difícil. Estamos no mesmo grupo da Rússia, do Brasil e da República Dominicana. Sabemos da nossa força e estamos prontas para as dificuldades. Essa é a minha primeira vez no Brasil e escutei que as pessoas realmente amam o voleibol por aqui. Acredito que será um grande início de Liga das Nações”, analisou.
    Liga das Nações
    A competição acontece entre os dias 21 de maio e 20 de junho de 2019, na qual as 16 principais seleções disputam a fase classificatória. A cada semana são formados quatro grupos com quatro seleções cada, definidos por sorteio. Ao fim desta primeira fase, as cinco equipes mais bem posicionadas avançam à fase final, que contará ainda com a China, país-sede. Essa última fase acontecerá entre 3 e 7 de julho, na China. Na sequência desta etapa de Brasília, o Brasil viaja para Apeldoorn, na Holanda, onde jogará, entre os dias 28 e 30 de maio, contra as donas da casa, a Polônia e a Bulgária. Na sequência, pela terceira semana da competição, as brasileiras terão como sede a cidade de Lincoln, nos EUA. Entre os dias 4 e 6 de junho, elas enfrentarão Alemanha, Coreia do Sul e os Estados Unidos. Já na quarta semana, entre 11 e 13 de junho, a Seleção estará em Tóquio, no Japão, e terá pela frente as donas da casa, Tailândia e Sérvia. Na quinta e última semana da fase classificatória, que acontecerá entre 18 e 20 de junho, em Ancara, na Turquia, elas medirão forças contra as turcas, italianas e belgas. A fase final, que reunirá a China mais as cinco seleções mais bem classificadas ao final da primeira fase, será disputada em Nanquim, na China, entre os dias 3 e 7 de julho. (Estado de Minas)
     
    LIGA DAS NAÇÕES 2019
    Brasília
     21/05 - Brasil x China, às 20h
    22/05 - Brasil x República Dominicana, às 20h
    23/05 - Brasil x Rússia, às 20h
  • SUPERLIGA MASCULINA: Taubaté bate Sesi e fatura seu primeiro título na competição

     

    Depois da longa hegemonia imposta pelo Cruzeiro, ganhador das cinco edições anteriores, o Taubaté se tornou, no final da noite de sábado, 11/05, o mais novo campeão da Superliga Masculina de Vôlei. A conquista veio com uma vitória sobre o Sesi-SP por 3 sets a 1, com parciais de 25/20, 25/22, 21/25 e 25/20, na Arena Suzano. Uma imensa torcida do Sesi invadiu Suzano, mas, o título foi da minoria de Taubaté que fez a festa nas arquibancadas depois de longos 4 sets.

    Com este triunfo de sábado, o Taubaté fechou em 3 a 2 a série melhor de cinco partidas desta decisão da temporada 2018/2019 da Superliga e faturou pela primeira vez este torneio. O primeiro jogo da final ocorreu no dia 23 de abril, em São Paulo, onde o Sesi ganhou por 3 sets a 0 para abrir vantagem. No dia 27, porém, o Taubaté deu o troco ao devolver o 3 a 0, em casa, e deixar tudo igual na série.
    Em seguida, no dia 30, o Taubaté ganhou por 3 sets a 2, em Suzano, e ficou a um triunfo do título. O Sesi ainda se manteve vivo na luta pela taça ganhar o quarto duelo da final por 3 a 1, novamente em Suzano, onde a equipe dirigida por Renan acabou faturando a Superliga na noite deste sábado.

    Dirigido pelo técnico Renan Dal Zotto, comandante da Seleção Brasileira e que assumiu o cargo com a competição em andamento, o Taubaté finalmente pôde comemorar o troféu mais cobiçado do vôlei nacional depois de ter sido vice-campeão em 2017 e terminado na terceira posição do torneio em 2015 e 2016.

    O último time paulista a ter conquistado o principal torneio do Brasil na modalidade havia sido, por sua vez, o Sesi, na temporada 2010/2011. Depois disso, o Cruzeiro faturou a taça em 2012 e o RJX, do Rio, ergueu o troféu em 2013, antes de os cruzeirenses iniciarem uma série de cinco conquistas consecutivas até 2018. Neste período, o Sesi foi vice-campeão em 2014, 2015 e no ano passado.

    Autor do ponto que definiu o título no terceiro set em um forte ataque na diagonal, o ponteiro Lucarelli comemorou o feito do Taubaté após exibir uma atuação decisiva em Suzano. "Estou meio perdido até agora... Esse projeto merece, esse time merece, foi uma temporada complicada, demos a volta por cima. Nem nos melhores sonhos a gente imaginava que a gente poderia ser campeão", afirmou o jogador, em entrevista ao SporTV, ainda dentro da quadra. (Estado de Minas)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.