Segunda, 24 Junho 2019 | Login
DIÁRIO DA COPA: Rússia e Croácia se classificam nos pênaltis para a próxima fase

DIÁRIO DA COPA: Rússia e Croácia se classificam nos pênaltis para a próxima fase Featured

Na segunda rodada das oitavas de final, depois de 120 minutos de jogo, a Rússia venceu a Espanha e a Croácia passou pela Dinamarca

 

Rússia 1 (4) X 1 (3) Espanha

Rússia e Espanha

A cidade de Moscou parou neste domingo para acompanhar a partida entre as seleções da Rússia e da Espanha, válida pelas oitavas de final da Copa 2018. E a anfitriã despachou os campeões espanhóis depois de 90 minutos do tempo normal, 30 de prorrogação e pênaltis

Após o empate de 1 a 1 na partida e de 0 a 0 na prorrogação, os russos venceram por 4 a 3 nas cobranças de penalidades máximas.

O goleiro russo, Igor Akinfeev, foi o grande destaque. Ele defendeu a terceira penalidade da Espanha, batida por Koke, e a última, no chute de Iago Aspas.

Os dois gols durante os 90 minutos foram marcados no primeiro tempo. Aos 12 minutos, a Espanha abriu o placar com gol contra do zagueiro russo Sergei Ignashevich. Mas, para alivio da torcida russa, aos 42 minutos, Piqué cortou a bola com a mão dentro da área e o atacante Dzyuba bateu com perfeição empatando a partida.

Nas quartas de final, a Rússia enfrentará a Croácia, que venceu a Dinamarca também nas penalidades. O jogo será em Sochi, no dia 7 de julho, às 15 horas.

 

Croácia 1 (3) X 1 (2) Dinamarca

Croácia e Dinamarca

Na segunda partida deste domingo pelas oitavas de final, Croácia e Dinamarca também precisaram de 120 minutos de jogo e mais as penalidades para definir quem seria a seleção classificada para as quartas de final. E os vencedores foram os croatas por 3 a 2 nos pênaltis.

No tempo normal da partida, os dois times começaram a todo vapor atrás do gol. Em menos de 4 minutos, o placar já registrava o empate de 1 a 1. Jorgensen fez 1 a 0 para os dinamarqueses, porém, em seguida, Mandzukic empatou para os croatas. E o placar de 1 a 1 durou todo o restante do jogo e também na prorrogação.

Já no final da prorrogação, a Croácia teve uma grande chance para vencer a partida. O atacante Rebic foi derrubado por Jorgensen dentro da área. Mas, na cobrança do pênalti, Modric cobrou mal facilitando a defesa do goleiro Schmeichel.

Nas cobranças das penalidades, os goleiros foram os grandes destaques. O goleiro croata, Subasic defendeu três penalidades batidas por Eriksen, Schöne e Nicolai Jorgensen. Já Schmeichel, que defendeu o pênalti na prorrogação, defendeu as cobranças de Badelj e Pivaric, porém, não conseguiu evitar o pênalti cobrado por Raktic, que fez 3 a 2 e classificou a Croácia.

Nas quartas de final, a Croácia vai enfrentar a Rússia, no dia 7 de julho, às 15 horas, em Sochi.

 

VEJA, AQUI, A CAMINHADA DO BRASIL:

Fase de classificação: Grupo E - Com Suíça, Costa Rica e Sérvia:

17 de junho (domingo) - BRASIL 1 x 1 SUÍÇA - 15h
22 de junho (sexta-feira) - BRASIL 3 x 0 COSTA RICA - 9h
27 de junho (quarta-feira) - BRASIL 2 x 0 SÉRVIA - 15h

Como 1º colocado do Gruo E: 
2 de julho (segunda-feira) - OITAVAS DE FINAL - 11h - Brasil X México 
6 de julho (sexta-feira) - QUARTAS DE FINAL - 15h
10 de julho (terça-feira) - SEMIFINAL - 15h
15 de julho (domingo) - FINAL - 12h

Caso a Seleção Brasileira perca na semifinal, ela disputará o 3º lugar no dia 14 de julho, sábado, às 11h.

PLACAR DA COPA:

1ª rodada:
Rússia 5 X 0 Arábia Saudita
Uruguai 1 X 0 Egito
Irã 1 X 0 Marrocos 
Portugal 3 X 3 Espanha 
Argentina 1 X 1 Islândia 
França 2 X 1 Austrália
Dinamarca 1 X 0 Peru
Croácia 2 X 0 Nigéria
Sérvia 1 X 0 Costa Rica
México 1 X 0 Alemanha
Brasil 1 X 1 Suíça
Suécia 1 X 0 Coreia do Sul
Bélgica 3 X 0 Panama
Inglaterra 2 X 1 Tunísia
Senegal 2 X 1 Polônia 
Japão 2 X 1 Colômbia

2ª rodada
Rússia 3 X 1 Egito
Portugal 1 X 0 Marrocos
Uruguai 1 X 0 Arábia Saudita
Espanha 1 X 0 Irã
Dinamarca 1 X1 Austrália
França 1 X 0 Peru
Croácia 3 X 0 Argentina
Brasil 2 X 0 Costa Rica
Suíça 2 X 1 Sérvia
Nigéria 2 X 0 Islândia 
Bélgica 5 X 2 Tunísia
México 2 X 1 Coreia do Sul
Alemanha 2 X 1 Suécia
Inglaterra 6 X 1 Panamá 
Japão 2 X 2 Senegal 
Colômbia 3 X 0 Polônia

3ª rodada
Uruguai 3 X 0 Rússia 
A.Saudita 2 X 1 Egito 
Portugal 1 X 1 Irã
Espanha 2 X 2 Marrocos 
França 0 X 0 Dinamarca 
Peru 2 X 0 Austrália
Argentina 2 X 1 Nigéria 
Croácia 2 X 1 Islândia 
Coreia do Sul 2 X 0 Alemanha 
Suécia 3 X 0 México 
Brasil 2 X 0 Sérvia
Suíça 2 X 2 Costa Rica
Colômbia 1 X 0 Senegal 
Polônia 1 X 0 Japão 
Bélgica 1 X 0 Inglaterra 
Tunísia 2 X 1 Panamá

Confrontos das Oitavas de final

França 4 X 2 Argentina - Sábado, 30/06 - às 11h, em Kazan 
Uruguai 2 X 1 Portugal - Sábado, 30/06 - às 15h, em Sochi
Rússia 1(4) X 1(3) Espanha - Domingo, 01/07 - às 11h, em Moscou 
Croácia 1(3) X 1(2) Dinamarca - Domingo, 01/07 - às 15h, em Nishny
Brasil X México - Segunda-feira - 02/07 - às 11h, em Samara
Bélgica X Japão - Segunda-feira - 02/07 - às 15h, em Rostov
Suíça X Suécia - Terça-feira - 03/07 - às 11h, em S.Petersburgo
Inglaterra X Colômbia - Terça-feira - 03/07 - às 15h, em Moscou (Spartak)

Confrontos das Quartas de final

França X Uruguai - Sexta-feira, 06/07 - às 11h
Rússia X Croácia - Sábado, 07/07 - às 15h

000

About Author

Related items

  • LUTO NA FÓRMULA 1: Morre o tricampeão mundial Niki Lauda, aos 70 anos
    Ex-piloto austríaco e presidente de honra da Mercedes sofria com sérios problemas respiratórios desde acidente que quase lhe matou em 1976.
    Nesta segunda-feira, 30/05, morreu o tricampeão mundial de Fórmula 1, Niki Lauda, de 70 anos, O ex-piloto estava internado na UTI de um hospital na capital austríaca por complicações de antigo problema respiratório.
    Lauda sobreviveu a um dos mais graves acidentes da história da F-1, no GP da Alemanha, em Nurburgring, em 1º de agosto de 1976. O então piloto da Ferrari teve o corpo coberto por chamas e a capacidade respiratória comprometida desde então.
    niki lauda gp da espanha 2
    Niki Lauda numa de suas corridas pela Fórmula 1, na Espanha (EFE - 28.4.1974)
    Foi também nesse acidente, que Lauda teve parte da orelha direita queimada e vários ossos quebrados. Lauda não só lutou contra a morte como batalhou muito para também voltar às pistas. Depois de 42 dias e só duas corridas de ausência, lá estava de novo nas pistas. Naquele ano, foi vice-campeão mundial, tendo perdido o título para James Hunt. A rivalidades com Hunt nas pistas virou até filme.
    Além do problema pulmonar, o ex-piloto precisou passar por dois transplantes de rim, um em 1997 e o outro em 2015. Esse último procedimento só foi viável graças à namorada da época, que lhe doou um órgão saudável.
    Desde 2012, Lauda era presidente de honra da Mercedes, na reconstrução da equipe na F-1. Ele foi um dos principais nomes que levaram Lewis Hamilton para as Flechas de Prata no final daquele ano. Antes das férias de verão da categoria, Lauda perdeu os GPs da Alemanha e da Hungria.
    O austríaco foi campeão da F-1 em 1975, 1977 (ambas pela Ferrari) e 1984 (já pela McLaren). Ao todo, foram 177 corridas na principal categoria do automobilismo, com 25 vitórias e 24 pole-positions. (Fonte: R7- Imagem: EFE/Valdrin Xhemaj )
  • TRAGICÔMICO: Libertadores da América é decidida na Espanha

    No Estádio Santiago Bernabéu, River venceu o Boca por 3 a 1 e conquistou mais um título sul-americano

     

    Como todos sabem a colonização espanhola na América  começou com a chegada de Cristóvão Colombo às Antilhas em 1492, quando ele procurava um novo caminho para as Índias. E para consolidarem o seu domínio em territórios americanos, os espanhóis tiveram que travar muitas batalhas contra os habitantes nativos do continente, como, por exemplo, os impérios Inca, Asteca e dos Maias.

    Depois de vários séculos de lutas das colônias, muitos países da região foram se libertando e nesse contexto aparecem verdadeiros heróis, como Simón Bolivar, um militar liberal e líder político venezuelano, reconhecido como o "Libertador da América", do domínio espanhol.

    História desta Libertadores atípica

    Torcida do River

    Mas, em 2018, depois de 58 anos de disputa, a Libertadores foi decidida fora da América do Sul. Curiosamente, o título foi decidido na Espanha, depois de uma verdadeira batalha campal em Buenos Aires, que poderia lembrar até as batalhas espanholas para dominar a América.

    No primeiro jogo, em La Bombonera, dia 11/12, houve empate entre dois maiores rivais argentinos, no jogo que é conhecido como o Super Clássico. Esse primeiro jogo já havia ficado tenso, uma vez, que foi adiado de sábado, 10, para domingo, devido ao verdadeiro temporal sobre a capital argentina.

    A segunda partida, dentro das condições normais de um povo civilizado, estava marcada para o dia 24, no Monumental de Nuñes, a casa do River Plate. Só que o que se viu naquele sábado, foi uma verdadeira batalha nas ruas de Buenos Aires. Os torcedores do River atacaram o ônibus do Boca com pedradas e atingiram diversos jogadores.

    Diante da pancadaria, a polícia foi obrigada a entrar e o que não faltou foi também pancadaria por parte dos policiais e bombas de gás lacrimogênio por toda a região do Monumental, e claro, inviabilizando a realização da partida.

    Posteriormente, houve várias idas e vindas da Conmebol no sentido de encontrar um outro local para a decisão da Libertadores 2018, desde que não fosse em território argentino.

    Diversas Arenas do Brasil, como o Mineirão, Maracanã, e de outros estados, como também de outros Continentes, se ofereceram para sediar a partida final entre os dois rivais argentinos.

    Por fim, a Confederação Sul-Americana de Futebol resolveu aceitar a oferta do Real Madrid e, então, o jogo foi realizado no último domingo, 9, em terras espanholas.

    De virada, o River, conhecido como "o time millonario" venceu o Boca Juniors por 3 a 1, no Santiago Bernabéu. Os gols do campeão foram marcados por Pratto, Quintero e Pity Martínez, enquanto Benedetto fez o único gol do Boca. Este foi o quarto título do River na competição.

    Assim, depois de tantas batalhas entre os povos de lá e de cá para dominar e para se libertar, os times da ex-colônia disputaram a Libertadores da América em terras dos ex-colonizadores. (Renato Ferreira)

    TRAGICÔMICO é uma publicação de Notícias & Opinião todas às quartas-feiras. Excepcionalmente, publicamos a desta semana nesta quinta-feira, 13 de dezembro.

  • MUNDIAL DE VÔLEI: Minas faz partida histórica e vai decidir título neste domingo

    Brasileiras vencem por 3 a 2 e estão na final. O time de Belo Horizonte vai disputar o título contra o Istambul que derrotou o Praia Clube

     

    O Minas está jogando muito na primeira semifinal do Mundial de Vôlei, na manhã deste sábado, na China.

    As mineiras perderam o primeiro set para o timaço Eczacibasi, da Turquia, mas, se reabilitaram no segundo e venceram por 26 a 24 depois de estarem perdendo por 24 a 19.

    No terceiro set houve um atropelo do time de Belo Horizonte, que venceu por 25 a 14.

    Minas 2

    Agora, vence o quarto set por 8 a 6 e pode se classificar para a final.

    Daqui a pouco o Praia Clube fas a outra semifinal contra o Istambul, também da Turquia.

    Atualizado às 9h30

    Minas vence por 3 a 2 e está na final

    Após perder o quarto set por 25 a 23, o Minas TC venceu o quinto set por 15 a 12.

    Agora as mineiras esperam o segundo jogo das semifinais entre o Praia Clube e Istambul. E o Mundial de Clube poder ter uma final entre os dois clubes de Minas Gerais.

    O Praia Clube jogou muito bem, mas, foi derrotado por 3 sets a 1. O Istambul, sob o comando do brasileiro Marco Aurélio Mota, vai fazer a final contra o Minas Tênis Clube. (Renato Ferreira)

    Atualizado no domingo, dia 11 às 14h

    Minas perde e é vice campeão mundial

    O time mineiro fez uma excelente campanha na competição e ficou com o vice campeonato mundial, depois de perder para o Istambul por 3 a 0, com parciais de (25/23, 25/21 e 25/19), em Shaoxing, na China. Parabéns ao Minas Tênis Clube!

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.