Sábado, 21 Setembro 2019 | Login
DIÁRIO DA COPA: Na raça, Argentina vence e vai às oitavas de final

DIÁRIO DA COPA: Na raça, Argentina vence e vai às oitavas de final Featured

Na próxima fase, os argentinos vão enfrentar a França; o quarto confronto será entre a Croácia e a Dinamarca. Após a classificação da Argentina, Maradona passou mal na Arena

Foi no sufoco e com muita garra que a seleção argentina conseguiu nesta terça-feira, 26/06, a sua classificação para as oitavas de final da Copa 2018. Os argentinos venceram a Nigéria por 2 a 1, pelo Grupo D e, agora, vão enfrentar a França na próxima fase que é de mata-mata. O empate classificaria os nigerianos.

O placar foi aberto por Messi no primeiro tempo para alívio dos argentinos, uma vez que só vitória os classificaria para a segunda fase da competição. Foi o primeiro gol do craque do Barcelona, que vibrou muito com os seus companheiros. Mas, o sofrimento dos argentinos recomeçou logo no início da segunda etapa, quando Moses empatou o jogo cobrando um pênalti duvidoso.

Após o empate, o que se viu em campo foi uma equipe argentina nervosa, errando passes, porém, jogando com muita raça. Aos 41 minutos do segundo tempo, o zagueiro Marcos Rojo apareceu no ataque para chutar forte, fazer o segundo gol e salvar o time de uma desclassificação ainda na primeira fase da Copa. Maradona passou mal com o gol de Rojo e saiu carregado da Arena.

No outro jogo do Grupo D, a já classificada Croácia manteve os 100%. ao vencer a Islândia por 2 a 1. Com três vitórias na Copa, os croatas ficaram em primeiro lugar e vão enfrentar a Dinamarca nas oitavas de final. Islândia e Nigéria estão fora do Mundial.

Empate com a França classifica Dinamarca

França e Dinamarca

Com certeza, as seleções da França, já classificada, e da Dinamaca fizeram o pior jogo até aqui na Copa da Rússia. Tanto assim, que as duas seleções europeias protagonizaram o primeiro 0 a 0 do Mundial até o momento.

Sem muito interesse no jogo, principalmente, no segundo tempo, franceses e dinamarqueses davam impressão que não queriam mesmo fazer gols para decepção dos mais de 78 mil torcedores que lotaram a Arena em Moscou. Dependendo do resultado da partida entre Peru e Austrália (que também tinha chances), a Dinamarca precisaria vencer, porém, a derrota dos australianos classificaria os dinamarqueses mesmo com o empate. Na próxima fase, a França vai enfrentar a Argentina, enquanto a Dinamarca vai medir forças com a Croácia.

VEJA, AQUI, A CAMINHADA DO BRASIL:

No sorteio da Fifa, o Brasil caiu no Grupo E, juntamente com as seleções da Suíça, Costa Rica e Sérvia na primeira fase:

17 de junho (domingo) - BRASIL 1 x 1 SUÍÇA - 15h
22 de junho (sexta-feira) - BRASIL 3 x 0 COSTA RICA - 9h
27 de junho (quarta-feira) - BRASIL x SÉRVIA - 15h

Se passar como 1º do Grupo E:
2 de julho (segunda-feira) - OITAVAS DE FINAL - 11h
6 de julho (sexta-feira) - QUARTAS DE FINAL - 15h
10 de julho (terça-feira) - SEMIFINAL - 15h
15 de julho (domingo) - FINAL - 12h

Se passar como 2º do Grupo E:
3 de julho (terça-feira) - OITAVAS DE FINAL - 11h
7 de julho (sábado) - QUARTAS DE FINAL - 11h
11 de julho (quarta-feira) - SEMIFINAL - 15h
15 de julho (domingo) - FINAL - 12h

Caso a Seleção Brasileira perca na semifinal, ela disputará o 3º lugar no dia 14 de julho, sábado, às 11h.

PLACAR DA COPA:

1ª rodada:
Rússia 5 X 0 Arábia Saudita
Uruguai 1 X 0 Egito
Irã 1 X 0 Marrocos 
Portugal 3 X 3 Espanha 
Argentina 1 X 1 Islândia 
França 2 X 1 Austrália
Dinamarca 1 X 0 Peru
Croácia 2 X 0 Nigéria
Sérvia 1 X 0 Costa Rica
México 1 X 0 Alemanha
Brasil 1 X 1 Suíça
Suécia 1 X 0 Coreia do Sul
Bélgica 3 X 0 Panama
Inglaterra 2 X 1 Tunísia
Senegal 2 X 1 Polônia 
Japão 2 X 1 Colômbia

2ª rodada
Rússia 3 X 1 Egito
Portugal 1 X 0 Marrocos
Uruguai 1 X 0 Arábia Saudita
Espanha 1 X 0 Irã
Dinamarca 1 X1 Austrália
França 1 X 0 Peru
Croácia 3 X 0 Argentina
Brasil 2 X 0 Costa Rica
Suíça 2 X 1 Sérvia
Nigéria 2 X 0 Islândia 
Bélgica 5 X 2 Tunísia
México 2 X 1 Coreia do Sul
Alemanha 2 X 1 Suécia
Inglaterra 6 X 1 Panamá 
Japão 2 X 2 Senegal 
Colômbia 3 X 0 Polônia

3ª rodada
Uruguai 3 X 0 Rússia 
A.Saudita 2 X 1 Egito 
Portugal 1 X 1 Irã
Espanha 2 X 2 Marrocos 
França 0 X 0 Dinamarca 
Peru 2 X 0 Austrália
Argentina 2 X 1 Nigéria 
Croácia 2 X 1 Islândia

Jogos desta quarta-feira - 27/06 - (Última rodada da fase de classificação)

Grupo E
Brasil X Sérvia - às 15h 
Suíça X Costa Rica - às 15h

Grupo F
Coreia do Sul X Alemanha - às 11h
México X Suécia - às 11h

Oitavas de final - Confrontos já confirmados

Argentina X França - Sábado, 30/06 - às 11h
Uruguai X Portugal - Sábado, 30/06 - às 15h
Espanha X Rússia - Domingo, 01/07 - às 11h
Croácia X Dinamarca - Domingo, 01/07 - às 15h

 

GRUPO A

CLASSIFICAÇÃO

 

1

 

Uruguai

0 
2 Rússia 0 
3 Arábia Saudita 0 
4 Egito 0 

P

JVEDGPGCSG% 

9

3 3 0 0 5 0 +5 100.0  
6 3 2 0 1 8 4 +4 00.0  
3 3 1 0 2 2 6 -4 0.0  
0 3 0 0 3 2 6 -4 0.0  

GRUPO B

CLASSIFICAÇÃO

 

1

 

Espanha

0 
2 Portugal 0 
3 Irã 0 
4 Marrocos 0 
PJVEDGPGCSG% 
5 3 1 2 0 6 5 11 75.0  
5 3 1 2 0 5 4 +1 75.0  
4 3 1  1 1 2 2 0 0.0  
1 3 0 1 2 2 4 -2 0.0  

GRUPO C

CLASSIFICAÇÃO

 

1

 

França

0 
2 Dinamarca 0 
3 Austrália 0 
4 Peru 0 
PJVEDGPGCSG% 
7 3 2 1 0 3 1 +2 75.0  
5 3 1 2 0 2 1 +1 0.0  
1 3   1 3 2 5 -3 0.0  
3 3 1 0 2  2 2 0 0.0  

GRUPO D

CLASSIFICAÇÃO

 

1

 

Croácia

0 
2 Argentina 0 
3 Nigéria 0 
4 Islândia 0 
PJVEDGPGCSG% 
9 3 3 0 0 7 1 +6 100.0  
4 3 1 1 1 3 5 -2 0.0  
3 3 1  0 2 3 4 -1 0.0  
1 3 0 1 2 2 5 -3 0.0  

GRUPO E

CLASSIFICAÇÃO

 

1

 

Brasil

0 
2 Suíça 0 
3 Sérvia 0 
1 Costa Rica 0 
PJVEDGPGCSG% 
4 2 1 1 0 3  1 +2 00.0  
4 2 1 1 0 3 2 +1 00.0  
3 2 1 0 1 2 2 0 00.0  
0 2 0 0 2 0 3 -3 00.0  

GRUPO F

CLASSIFICAÇÃO

 

1

 

México

0 
2 Suécia 0 
3 Alemanha 0 
4 Coreia do Sul 0 
PJVEDGPGCSG% 
6 2 2 0 0 3 1 +2 100.0  
3 2 1 0 2 2 2 0 0.0  
3 2 1 0 1 2 2 0 0.0  
0 2 0 0 2 1 3 -2 0.0  

GRUPO G

CLASSIFICAÇÃO

 

1

 

Bélgica

0 
2 Inglaterra 0 
3 Tunísia 0 
4 Panamá 0 
PJVEDGPGCSG% 
6 2 2 0 0 8 2 +6 100.0  
6 2 2 0 0 8 2 +6 100.0  
0 2 0 0 2 3 7 -4 0.0  
0 2 0 0 2 2 7 -5 0.0  

GRUPO H

CLASSIFICAÇÃO

 

1

 

Japão

0 
2 Senegal 0 
3 Colômbia 0 
4 Polônia 0 
PJVEDGPGCSG% 
4 2 1 1 0 4 3 +1 0.0  
4 2 1 1 0 4 3 +1 0.0  
3 2 1 0 1 4 2 +2 0.0  
0 2 0 0 2 1 5 -4 0.0  
000

About Author

Related items

  • INTERNACIONAL: Países do Mercosul têm convergência para aumentar competitividade
    Para o Itamaraty, acordo com União Europeia mostra novo momento.
     
    O Ministério das Relações Exteriores avalia que há uma convergência entre os quatro países-membros do Mercosul (Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai) para transformar o bloco em instrumento para aumentar a competitividade e a integração de suas economias com os mercados regional e global. “O acordo com a União Europeia é evidência deste novo momento vivido pelo Mercosul”, diz a nota do Itamaraty.
    O presidente Jair Bolsonaro recebeu a presidência pro tempore (rotativa) do Mercosul ao participar nesta quarta-feira, 17/07, da 54ª Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul, em Santa Fé, na Argentina. Ao discursar na sessão plenária, Bolsonaro disse que vai trabalhar para acelerar a modernização do grupo.
    “Durante sua presidência, o Brasil buscará preservar e fortalecer as linhas de ação adotadas durante o mandato argentino, no sentido de intensificar a negociação de acordos comerciais externos, reduzir a Tarifa Externa Comum e dar seguimento aos esforços de racionalização do funcionamento do bloco, com diminuição de custos e burocracia”, informa a diplomacia brasileira. (Agência Brasil)
  • FUTEBOL FEMININO: Estados Unidos são tetracampeões mundiais
    Equipe norte-americana confirma favoritismo contra a Holanda e vence por 2 a 0, na França.
    O favoritismo era esperado e, com isso, o resultado não foi surpreendente. A seleção feminina dos Estados Unidos venceu neste domingo, 07/07, em Lyon (França), a seleção holandesa por 2 a 0 e conquistou o bicampeonato consecutivo, quarto título mundial em oito edições de Copa do Mundo.
    As americanas se igualam as alemãs, que foram bicampeãs em 2003 e 2007. Para as holandesas, foi a melhor campanha numa Copa e o vice-campeonato das atuais campeãs europeias garante às Leoas Laranjas uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.
    A Suécia, terceira colocada na Copa, e a Inglaterra, quarta colocada, são as outras representantes da Europa – na decisão de sábado, em Nice, as suecas venceram as inglesas por 2 a 1, gols de Asllani e Jakobsson; Kirby descontou para as inglesas.
    A americana Megan Rapinoe foi o grande nome do jogo e da Copa. Ela foi eleita a melhor jogadora em campo, a melhor jogadora da Copa e ganhou o prêmio como artilheira do mundial. Ela passa a ser a jogadora mais velha a receber essa premiação, com 34 anos e dois dias de idade. A goleira holandesa Van Veenendaal foi eleita a melhor da Copa na posição.
    A final, assistida por 57.900 pessoas, teve, ainda, outras marcas dignas de registro. Foi apenas a segunda vez na história das Copas Femininas em que duas mulheres estiveram à frente das equipes finalistas – a primeira foi em 2003, na final entre Alemanha e Suécia. Esse ano, a Holanda foi dirigida por Sarina Wiegman; os Estados Unidos, por Jill Ellis. A britânica entra para a história como a segunda técnica bicampeã do mundo – o italiano Vittorio Pozzo era o único detentor dessa marca, campeão com a Itália nas Copas de 1934 e 1938.
    A seleção campeã recebeu um prêmio de 4 milhões de dólares – vale dizer que a França, campeã do mundo da Copa de 2018, faturou 38 milhões de dólares. A próxima Copa do Mundo de Futebol Feminino, a ser disputada entre julho e agosto de 2023, ainda não tem sede definida, e ela só será conhecida em março de 2020, em evento da FIFA em Miami (EUA). Nove países são candidatos a sediar o evento. Além do Brasil, África do Sul, Argentina, Austrália, Bolívia. Coreias (Norte e Sul), Colômbia, Japão e Nova Zelândia. (Agência Brasil - Foto: Bernadett Szabo/Reuters)
  • COPA AMÉRICA: Depois de 12 anos, Brasil vai à final após vencer a Argentina por 2 a 0
    Show de Gabriel Jesus num Mineirão lotado marca vitória da Seleção e deixa Messi ainda mais longe de um título para os hermanos. Chile e Peru decidem a outra vaga nesta quarta-feira, em Porto Alegre.
     
     
    Com um Mineirão superlotado por mais de 55 mil pessoas, e com uma torcida vibrante durante toda a partida, a Seleção Brasileira venceu, nesta terça-feira, 02/06, a rival Argentina por 2 a 0 e retornou a uma decisão do torneio após 12 anos. A última vez que o Brasil decidiu e venceu a Copa América foi em 2007.
     
    Brasil e Argentina Mineirão
    Mais de 55 mil torcedores viram a vitória do Brasil sobre a Argentina por 2 a 0 no Mineirão
    O nome da partida no Mineirão foi Gabriel Jesus, que marcou o seu primeiro gol nesta Copa América. Outros dois destaques da equipe de Tite foram Daniel Alves e Roberto Firmino, que também marcou.
    O camisa 9 abriu o placar no primeiro tempo, aproveitando uma grande jogada de Daniel Alves e um cruzamento rasteiro perfeito de Firmino. Após receber o passe dentro da pequena área, Jesus chutou fazendo um belo gol. ,
    Com esse gol. o centroavante do Manchester City pos fim ao seu longo jejum de 676 minutos sem marcar em jogos oficiais pelo Brasil, que vinha desde a Copa do Mundo 2018.
    Após a abertura do placar, a Argentina teve boas chances de empatar: Agüero cabeceou no travessão, ainda no primeiro tempo, enquanto Messi carimbou a trave de Alisson, na segunda etapa.
    No entanto, Gabriel Jesus apareceu bem demais novamente aos 25 minutos, puxando um contra-ataque espetacular. O jogador revelado pelo Palmeiras deixou três marcadores na saudade e só rolou para Firmino completar com o gol vazio.
    E assim, a tradição foi mantida: quando o jogador do Liverpool marca, o Brasil sempre vence: são 12 triunfos seguidos com gol do camisa 20.
    E a partida terminou bem à brasileira no Mineirão: gritos de "olé, olé, olé" a cada toque na bola, até o apito final do árbitro para selar a classificação verde e amarela.
    Agora, Tite e seus comandados aguardam a definição do outro finalista, que sai do duelo entre Peru e Chile, nesta quarta-feira, na Arena do Grêmio.
     
    Brasil e Argentina Messi
    Messi, mais uma vez, sai decepcionado do Mineirão
    Enquanto isso, o craque Lionel Messi lamenta mais um fracasso com sua seleção. Ele segue sem conquistar títulos e agora terá que se contentar com a disputa do 3º lugar.
    O JOGO
    Primeiro tempo
    Depois de um emocionante hino nacional brasileiro cantado à capela, que deixou muita gente arrepiada no Mineirão, o clássico começou em ritmo alucinante. Roberto Firmino teve a primeira chance com menos de dois minutos de bola rolando, mas a arbitragem deu impedimento.
    E como todo Brasil x Argentina, logo a tensão apareceu em campo. Com apenas cinco minutos, os hermanos começaram a fazer faltas em série no meio-campo. Aos 8, não teve jeito: depois de uma chegada fortíssima, Tagliafico foi o primeiro amarelado da partida.
    A torcida brasileira, porém, teve que segurar a respiração aos 11, quando Paredes soltou um foguete de fora da área e viu a bola passar zunindo perto do ângulo de Alisson.
    Resposta canarinho aos 16, quando Roberto Firmino roubou bola no meio-campo e enfiou para Gabriel Jesus. Ela acabou correndo muito e o camisa 9 não conseguiu dar sequência como queria na jogada, mas ficou perto de abrir o placar.
    Mas artilheiro que é artilheiro não desperdiça duas seguidas...
    Aos 18, Daniel Alves fez uma jogada maravilhosa, dando um chapéu em Acuña, deixando Paredes sentado e abrindo para Firmino. O camisa 20 cruzou rasteiro e Gabriel Jesus só completou para a rede.
    Golaço do Brasil! E a torcida respondeu cantando a tradicional "Mil gols, só Pelé", fazendo o Mineirão explodir em festa.
    O time de Tite parecia ter o jogo controlado, mas a Argentina tentava pregar uma surpresa por meio da bola parada. Aos 29 minutos, Messi cruzou na área e Agüero deu um leve toque de cabeça, mas a bola bateu no travessão e ninguém conseguiu aproveitar o rebote.
    O lance animou os estrangeiros, que chegaram com muito perigo novamente aos 35: Messi enfiou, Thiago Silva escorregou e Agüero apareceu em boa posição na área. Ele disparou forte, mas Marquinhos conseguiu travar.
    O Brasil só foi voltar a ameaçar aos 42 minutos, em um chute de Arthur de fora da área. No entanto, a bola acabou resvalando na zaga e ficou fácil para a defesa de Armani.
    Segundo tempo
    Na volta do intervalo, Tite optou por colocar Willian no lugar de Everton Cebolinha, que teve atuação fraca na primeira etapa.
    A primeira chance, porém, foi argentina. Logo aos 4, Agüero levantou da esquerda e Lautaro Martínez acertou um belo chute de primeira, da meia-lua, mas Alisson defendeu com firmeza, sem dar rebote.
    A equipe de Lionel Scaloni era melhor, e logo em seguida teve mais uma oportunidade em um chutaço de De Paul, da entrada da área, que passou por cima da meta brasileira.
    O Brasil só foi conseguir ameaçar pela primeira vez aos 10 minutos, em uma ótima jogada de Gabriel Jesus. Coutinho aproveitou, invadiu a área e tentou colocar no ângulo, mas acabou errando por pouco.
    A partida era eletrizante, e a Argentina teve sua melhor chance na partida logo no contra-ataque seguinte: Lautaro chutou, a bola desviou e sobrou para Messi, que entrou livre pela esquerda da área. O camisa 10 encheu o pé e viu a bola explodir na trave. No rebote, ele cruzou rasteiro, a bola atravessou toda a pequena área e ninguém completou para dentro, para alívio da torcida brasileira.
    Aos 20, Messi teve ocasião de ouro para marcar: uma falta bem na entrada da área. O craque do Barcelona bateu bem, mas Alisson simplesmente agarrou a bola e sequer deu rebote, tendo seu nome cantado pela torcida no Mineirão.
    E foi, justamente, quando a Argentina vivia seu melhor momento na partida, o Brasil matou o jogo: Gabriel Jesus deu uma linda arrancada, deixou três marcadores na saudade e só rolou para Roberto Firmino completar para o gol vazio.
    Mais uma vez, explosão de alegria no Mineirão abarrotado por mais de 55 mil torcedores.
    Depois disso, foi só tocar a bola ao som dos gritos de "olé, olé, olé" e esperar o apito final para a torcida brasileira festejar a ida à final da Copa América. Mais de 55 mil pessoas estiveram no Mineirão para uma arrecadação de mais de R$ 18 milhões, a segunda maior da competição, só perdendo para a estreia do Brasil, no Morumbi, quando a renda foi de R$ 22 milhões. (Com informações da ESPN)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.