Quinta, 21 Junho 2018 | Login
LIGA DAS NAÇÕES: Brasil perde da Alemanha por 3 a 1 na estreia

LIGA DAS NAÇÕES: Brasil perde da Alemanha por 3 a 1 na estreia Featured

As alemãs surpreenderam as meninas brasileiras e, de virada, venceram por 3 sets a 1 no primeiro jogo da Liga das Nações em Barueri. Nesta quarta, o Brasil enfrenta o Japão a partir das 15h no Poliesportivo José Corrêa
 
 
Desfalcado de algumas jogadoras consideradas titulares, a Seleção Brasileira de Vôlei Feminino perdeu nesta terça-feira, 15/05, da Alemanha por 3 sets 1 no primeiro jogo da Liga das Nações, que acontece na cidade de Barueri, região Oeste da Grande São Paulo. As parciais foram de 25/15, 22/25, 18/25 e 20/25. Após ganhar o primeiro set, as meninas do Brasil, sob o comando de José Roberto Guimarães, foram surpreendidas por uma Alemanha descontraida que não encontrou dificuldades para vencer os três sets seguintes. No segundo jogo, a Servia venceu o Japão por 3 sets a 0.
 
Liga das Nações Ginásio J. Corrêa
O grande número de torcedores compareceu ao belo Ginásio José Corrêa para torcer pela Seleção Brasileira
 
Nesta quinta-feira, 16, a partir das 15h, a Seleção Brasileira tentará a recuperação diante do Japão. Na outra partida, jogarão as duas equipes vencedores na estreia: Alemanha e Sérvia. Já na quinta-feira, 17, na última rodada da etapa brasileira da Liga das Nações, o Brasil jogará contra a Sérvia, enquanto a Alemanha pegará o Japão.
 
A surpresa pela derrota brasileira é maior ainda se levarmos em consideração os confrontos entre Brasil e Alemanha no Gran Prix, cujo torneio deu lugar à Liga das Nações em 2018. Como o maior ganhador do Gran Prix, com 12 títulos, as brasileiras nunca haviam perdido das alemãs na competição.
 
Liga das Nações Furlan na torcida
Nas arquibancadas, o Brasil contou com a torcida do prefeito de Barueri, Rubens Furlan, (à esquerda)
 
Mas, mesmo com esse histórico negativo, as alemãs não se intimidaram diante do grande número de torcedores que estiveram no Ginásio Poliesportivo José Corrêa empurrando as brasileiras. Jogando com eficiência no ataque, as visitantes se impuseram e venceram por 3 a 1.
Liga das Nações Brasil
O Brasil venceu bem o primeiro set, mas, foi supreendido pela Alemanha ao longo da partida
 
A Seleção Brasileira pode ter sentido a ausência de atletas importantes para o grupo, como Thaisa, Natália e Gabiru. Hoje, elas não entraram em quadra por problemas físicos. A ponteira Gabi, também se recuperando de contusão, jogou só no primeiro set por recomendação médica. Para o técnico José Roberto Guimarães, a Seleção visa o título da Liga das Nações, mas, segundo o treinador tricampeão olímpico, o mais importante é resguardar as atletas para que todas tenham condições plenas para disputar o Mundial da categoria. (Fotos: Sérgio Barzaghi / Gazeta Press)
000

About Author

Related items

  • COPA DA RÚSSIA: Petistas vão torcer para a Argentina?

    Por Renato Ferreira - 

     

    É incrível mesmo o papel da militância política, quando o assunto envolve política e futebol em época da Copa do Mundo. Para não torcerem para o governo de plantão, parte da militância de oposição acaba perdendo até mesmo a paixão pela Seleção Brasileira.

    A julgar por algumas ruas pintadas com as cores da Argentina e postagens nas redes sociais, nesta Copa da Rússia, os petistas chegam ao extremo e afirmam que vão torcer para o rival time da Argentina, tudo por causa do governo Temer. Medida que chega a ser grotesca, até porque o Temer, que é bi-vice da Dilma, deveria estar preso ao lado do Lula.

    Brasileiros argentinos

    Mas, esse negócio de torcer contra a Seleção Brasileira por causa de política não é "privilégio" petista. Também os tucanos torciam contra só para dizer que os petistas usavam o futebol para enganar o povo. O discurso de hoje é o mesmo.

    Governos "pé frio"

    No entanto, resgatando a história da Política X Futebol, verificamos que os governos petistas - de Lula e Dilma - foram os maiores pé frios. Com eles no Palácio do Planalto, a Seleção Brasileira jamais ganhou uma Copa. E mais: Foi no governo Dilma, na Copa de 2014, que o Brasil passou pelo seu maior vexame dentro decampo ao perder por 7 a 1 para a Alemanha, em pleno Mineirão.

    FHC é pé quente

    Ruas com as cores do Brasil

    Já o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso(PSDB) pode ser considerado pé quente. Com ele na Presidência,o Brasil conquistou dois títulos mundiais.

    Durante a História das Copas, o Brasil foi campeão com os governos Juscelino Kubitschek, João Goulart, Ditadura Militar e FHC. Fomos campeões em 1958 (JK), bicampeões em 1962 (Goulart); tricampeões em 1970 (Militares); tetracampeões em 1994 (FHC), e pentacampeões em 2002, último governo do tucano Fernando Henrique Cardoso. (Renato Ferreira)

     
    RETIFICAÇÃO
    Atualizado às 12h55
    Em 1994, quando o Brasil conquistou o tetracampeão nos Estados Unidos, vencendo a Itália nos pênaltis, o Presidente era o Itamar Franco. Naquele ano, FHC foi eleito presidente e tomou posse em janeiro de 2005.
  • Brasil vence e convence no último amistoso antes da Copa
     
    Com gols de Gabriel Jesus, Neymar e Philippe Coutinho, Brasil vence a Áustria por 3 a 0, em Viena
     
     
    Em seu último amistoso antes de estrear na Copa do Mundo da Rússia, o Brasil venceu neste domingo, 10/06, a Áustria por 3 a 0, em Viena, com gols de Gabriel Jesus, Neymar e Philippe Coutinho. E além de vencer, a Seleção de Tite convenceu e mostrou que está preparada para disputar o Mundial. O jogo foi realizado no Estádio Ernst Happel.
     
    Brasil e Áustria Neymar 
     
    Ainda hoje mesmo, o Brasil viaja para Sochi, base da Seleção durante a Copa do Mundo da Rússia. No próximo domingo, 17/06, às 15 horas (de Brasília), a Seleção estreia na Copa diante da Suiça, em Rostov. .
    O Jogo
    O jogo não foi fácil, principalmente, nos primeiros minutos. Porém, com paciência, o Brasil manteve maior posse de bola e foi aos poucos procurando as alternativas para tentar furar a defesa austríaca, que foi um excelente teste para o time brasileiro. Os austríacos chegaram, inclusive, a preocupar a comissão técnica com entradas violentas, principalmente, no atacante Neymar.
    Mas, a resistência austríaca não durou muito tempo. Aos 34 minutos do primeiro tempo, o Brasil abriu o placar. Após cobrança de escanteio pela direita, Marcelo pegou a sobra de fora da área e chutou. forte. A bola desviou na defesa e sobrou para Gabriel Jesus na esquerda. E em posição duvidosa, ele finalizou com categoria tirando a bola do goleiro Lindner.
    Na segunda etapa, aos 17 minutos, Neymar deixou a sua marca. Willian recebeu pela direita e, com categoria, lançou para Neymar na esquerda. O camisa 10 do Brasil dominou com tranquilidade, deu um drible desconcertante em Dragovic, que ficou no chão, e fuzilou para o gol.
    Em desvantagem e já batida em campo, a Áustria já não conseguia mais parar os brasileiros. E, aos 23 minutos, o Brasill fez o seu terceiro gol. Em jogada pela esquerda, Roberto Firmino, que substituiu Gabriel Jesus, tabelou com Philippe Coutinho. A bola sobrou livre para o meia que chutou forte para fazer 3 a 0.
     
    Nos minutos finais, Tite aproveitou para realizar alterações e dar ritmo de jogo a alguns reservas, entre eles Douglas Costa, que substituiu Neymar. A Seleção Brasileira ainda teve chances para marcar o quarto gol, por exemplo, com Firmino em duas oportunidades.
    O time que iniciou o amisoso contra a Áustria deverá ser o mesmo da estreia contra a Suiça: Alisson; Danilo, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho, Philippe Coutinho e Willian; Neymar e Gabriel Jesus.
  • Prevenção e planejamento estratégico: ações de combate aos crimes em Barueri
    Visando combater a criminalidade em Barueri, a Guarda Civil Municipal tem realizado um trabalho com muito foco e planejamento estratégico, buscando sempre a segurança do munícipe diariamente. Antes de ir às ruas, a equipe da Romu (Ronda Ostensiva Municipal), por exemplo, participa de uma reunião que apresenta os pontos de patrulhamento e as áreas que possuem maior índice de ocorrências, para que sejam acompanhadas de perto.
    Esse procedimento visa inibir a ação dos bandidos e quaisquer outros problemas que possam surgir eventualmente, ou seja, um trabalho preventivo de combate à criminalidade, que já tem dado exceentes resultados. Exemplos disso eram os chamados “pancadões” e bailes funks que importunavam muitos moradores. Eles não são mais problemas em Barueri desde que a Guarda Civil Municipal atuou preventivamente, checando os pontos de encontro e enviando viaturas aos locais antes dos eventos. Aos poucos, as badernas diminuíram sem nenhum confronto ou risco à população.
    A Romu realiza treinamento diário sobre conduta de patrulha, abordagem e contraemboscada. Essas são algumas maneiras de manter os agentes atualizados e seguros na legalidade de suas ações. O patrulhamento tático também tem cooperado fortemente para estancar a criminalidade na cidade.
    Parte da rotina da corporação são ocorrências de tráfico de entorpecentes. Na quarta-feira (30 de maio), véspera de feriado, a Romu recebeu denúncia do bairro Recanto Phrynea e uma equipe, ao realizar o patrulhamento pela alameda Antuérpia, abordou dois jovens que condiziam com o relatado. Com L.H.A.S (18 anos) e M.G.B.S (20 anos) foram encontrados 60 pinos de cocaína. Foi dada voz de prisão e os jovens infratores foram conduzidos ao 1º Distrito Policial de Barueri.
    Barueri prevenção contra o crime 2
     
    Cenas como essa são cotidianas. Não é raro encontrar menores de idade traficando e é justamente neles que a Guarda tem reforçado o patrulhamento. “Todos os dias vamos às ruas combater o crime. Já reduzimos muito os índices de ocorrências e trabalhamos duro para que cada cidadão tenha mais segurança na cidade”, comentou o inspetor Leandro Jesus, diretor do Departamento Técnico de Ações Especializadas da GCMB. (SECOM/PMB)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.