Sexta, 19 Abril 2019 | Login
LIGA DAS NAÇÕES: Brasil perde da Alemanha por 3 a 1 na estreia

LIGA DAS NAÇÕES: Brasil perde da Alemanha por 3 a 1 na estreia Featured

As alemãs surpreenderam as meninas brasileiras e, de virada, venceram por 3 sets a 1 no primeiro jogo da Liga das Nações em Barueri. Nesta quarta, o Brasil enfrenta o Japão a partir das 15h no Poliesportivo José Corrêa
 
 
Desfalcado de algumas jogadoras consideradas titulares, a Seleção Brasileira de Vôlei Feminino perdeu nesta terça-feira, 15/05, da Alemanha por 3 sets 1 no primeiro jogo da Liga das Nações, que acontece na cidade de Barueri, região Oeste da Grande São Paulo. As parciais foram de 25/15, 22/25, 18/25 e 20/25. Após ganhar o primeiro set, as meninas do Brasil, sob o comando de José Roberto Guimarães, foram surpreendidas por uma Alemanha descontraida que não encontrou dificuldades para vencer os três sets seguintes. No segundo jogo, a Servia venceu o Japão por 3 sets a 0.
 
Liga das Nações Ginásio J. Corrêa
O grande número de torcedores compareceu ao belo Ginásio José Corrêa para torcer pela Seleção Brasileira
 
Nesta quinta-feira, 16, a partir das 15h, a Seleção Brasileira tentará a recuperação diante do Japão. Na outra partida, jogarão as duas equipes vencedores na estreia: Alemanha e Sérvia. Já na quinta-feira, 17, na última rodada da etapa brasileira da Liga das Nações, o Brasil jogará contra a Sérvia, enquanto a Alemanha pegará o Japão.
 
A surpresa pela derrota brasileira é maior ainda se levarmos em consideração os confrontos entre Brasil e Alemanha no Gran Prix, cujo torneio deu lugar à Liga das Nações em 2018. Como o maior ganhador do Gran Prix, com 12 títulos, as brasileiras nunca haviam perdido das alemãs na competição.
 
Liga das Nações Furlan na torcida
Nas arquibancadas, o Brasil contou com a torcida do prefeito de Barueri, Rubens Furlan, (à esquerda)
 
Mas, mesmo com esse histórico negativo, as alemãs não se intimidaram diante do grande número de torcedores que estiveram no Ginásio Poliesportivo José Corrêa empurrando as brasileiras. Jogando com eficiência no ataque, as visitantes se impuseram e venceram por 3 a 1.
Liga das Nações Brasil
O Brasil venceu bem o primeiro set, mas, foi supreendido pela Alemanha ao longo da partida
 
A Seleção Brasileira pode ter sentido a ausência de atletas importantes para o grupo, como Thaisa, Natália e Gabiru. Hoje, elas não entraram em quadra por problemas físicos. A ponteira Gabi, também se recuperando de contusão, jogou só no primeiro set por recomendação médica. Para o técnico José Roberto Guimarães, a Seleção visa o título da Liga das Nações, mas, segundo o treinador tricampeão olímpico, o mais importante é resguardar as atletas para que todas tenham condições plenas para disputar o Mundial da categoria. (Fotos: Sérgio Barzaghi / Gazeta Press)
000

About Author

Related items

  • MUNDO: Brasil e Israel firmam cinco acordos e um memorando de entendimento

     

    Os governos do Brasil e de Israel firmaram neste domingo, 31/03, cinco acordos de cooperação em áreas distintas. A cerimônia ocorre no primeiro dia de visita do presidente Jair Bolsonaro a Israel onde ficará até a próxima quarta-feira, 3.

    Foram assinados acordos nas áreas de defesa, serviços aéreos, prevenção e combate ao crime organizado, ciência e tecnologia e um memorando de entendimento em segurança cibernética.

    O presidente e o primeiro-ministro israelense, Benajmin Netanyahu, têm encontro privado e depois ampliado com os ministros de ambos os países. À noite, haverá uma cerimônia de homenagem a Bolsonaro, oferecida por Netanyahu e sua mulher, Sara.

    Agenda
    Na segunda-feira (1º), o presidente visitará a Unidade de Contra-Terrorismo da Polícia israelense, e participará da cerimônia de condecoração da Insígnia da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul à Brigada de Busca e Salvamento do Comando da Frente Interna de Israel.

    Na terça-feira (2), o presidente recebe CEOs de empresas israelenses e israelenses-brasileiras, participa de encontro empresarial Brasil-Israel e almoça com os empresários. A previsão é de que o presidente retorne ao Brasil na quarta-feira, dia 3. (Agência Brasil)

  • SUPERLIGA FEMININA: Em jogo emocionante, Osasco vence Barueri e força terceira partida nos playoffs

     

    Na noite desta sexta-feira, 22/03, o Vôlei Osasco Audax e o Hinode Barueri fizeram uma partida que vai ficar na história da Superliga Feminina de Vôlei. Depois de perder os dois primeiros sets - com a primeira parcial de 25 a 5 - o time de Osasco virou o jogo e venceu por 3 sets a dois, com parciais de 5/25, 17/25, 25/22, 25/20 e 15/11. A partida valeu pela segunda rodas dos playoffs das quartas de final. O primeiro duelo foi vencido pelas baruerienses por 3 sets a 2.

    Mais de 4 mil torcedores lotaram o Ginásio José Liberatti, em Osasco, e fizeram uma festa inesquecível com a virada histórica das meninas comandadas por Luizomar de Moura. Agora, Walewska, Mari Paraíba, Camila Brait, Hooker e cia. se preparam para a terceira e decisiva, que será realizada na terça-feira, 26, às 19h, no Ginásio José Corrêa, em Barueri. O vencedor desta série vai enfrentar o Minas Tênis Clube que venceu os dois jogos contra o Vôlei Curitiba

    Técnica e garra

    Osasco e Barueri torcida

    Ao fim da fase de classificação da Superliga 2018/19, os apaixonados por vôlei já sabiam que os confrontos entre Hinode Baruei (4º colocado) e Osasco Audax (5º), seriam os mais equilibrados das quartas de final. E os dois primeiros jogos confirmaram essa expectativa.

    Depois da vitória por 3 sets a 2, na primeira partida, atuando fora de casa, o Barueri fez um primeiro set impecável, em Osasco, dando a entender que poderia avançar às semifinais com apenas dois jogos.

    Com grande atuação de toda a equipe, as comandadas de José Roberto Guimarães venceram tranquilamente por 25 a 5. No segundo set, o Osasco acordou e chegou a atuar melhor em diversos momentos, porém, o Barueri voltou a vencer por 25 a 17.

    E quando a partida parecia já resolvida para o Barueri, o time da casa mostrou que ainda estava vivo no jogo. No terceiro set, o Audax teve uma grande atuação e venceu por 25 a 22. No quarto, o roteiro se repetiu e o Osasco fechou a parcial por 25 a 20. Já no quinto set, as osasquenses foram novamente mais eficientes e venceram por 15 a 11.

    Sesc/Rio e Sesi/Bauru empatam

    Sesc e Sesi

    Também na noite de sexta-feira, as equipes do Sesc RJ e do Sesi Bauru fizeram a segunda partida das quartas de final. E o time de Bernardinho empatou a série ao vencer por 3 sets a 0. Na primeira partida, em Bauru, a vitória foi das paulistas por 3 sets a 1. A terceira e decisiva será realizada na próxima terça-feira, 16, às 21h30, novamente no Rio de Janeiro. O vencedor desta série irá enfrentar o Praia Clube que passou pelo Fluminense vencendo a série por 2 a 0. (Renato Ferreira)

  • MUNDO: Trump diz que apoia entrada do Brasil na OCDE e fala em estreitar laços entre os dois países
    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta terça-feira, 19/03 que apoia a entrada do Brasil na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Durante encontro com o presidente Jair Bolsonaro, na Casa Branca, Trump disse que os dois países nunca estiveram tão próximos. "Eu estou apoiando os esforços deles [brasileiros] para entrar [na OCDE]", afirmou o presidente norte-americano sem entrar em detalhes.
    Segundo ele, os Estados Unidos têm interesse em estreitar laços comerciais com o Brasil. "Estamos trabalhando para isso. Um dos aspectos é o comércio. O Brasil fabrica ótimos produtos e nós produzimos ótimos produtos. No passado, nosso comércio nunca foi tão bom quanto deveria ser. Em alguns casos, deveria ser muito mais. Então achamos que nosso comércio com o Brasil aumentará substancialmente em ambos os sentidos e estamos ansiosos para isso", declarou.
    Bolsonaro também disse que o Brasil mudou “depois de algumas décadas de presidentes antiamericanos” e que “tem muita coisa em comum” com Trump. “Ele quer uma América grande e eu também quero um Brasil grande. Estou engajado com o nosso Estados Unidos. Isso é motivo de orgulho e satisfação para os nossos povos.”
    Os dois presidentes tiveram encontro a portas fechadas. Antes, porém, os dois trocaram camisas oficiais das seleções de seus países. Trump deu a camisa 19 dos Estados Unidos para Bolsonaro, que retribuiu com a número 10 do Brasil.
    O presidente brasileiro levou o filho Eduardo Bolsonaro, deputado que preside atualmente a Comissão de Relações Exteriores, para o encontro com Trump. O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, porém, não foi chamado a comparecer à reunião no Salão Oval.
    Antes do encontro na Casa Branca, o presidente brasileiro esteve com o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro.
    De acordo com a agência Reuters, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que os Estados Unidos impõem uma condição para apoiar o ingresso do Brasil na OCDE: que o país deixe a lista de países em desenvolvimento que recebem tratamento especial da Organização Mundial do Comércio (OMC). O governo norte-americano quer acabar com essa lista.
    Bolsonaro está em sua primeira viagem oficial aos Estados Unidos desde domingo e deve voltar ao Brasil nesta quarta-feira (20). O encontro com Trump era o principal compromisso do presidente brasileiro em Washington. Ele visitará ainda hoje o cemitério nacional de Arlington, onde estão enterrados cerca de 400 mil soldados mortos em guerra. (Congresso em Foco)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.