Sexta, 14 Dezembro 2018 | Login
Praia Clube atropela o Sesc/RJ e conquista título inédito na Superliga Feminina de Vôlei

Praia Clube atropela o Sesc/RJ e conquista título inédito na Superliga Feminina de Vôlei Featured

 

Time de Uberlândia vence o segundo jogo da final  por 3 a 0; vence o Golden Set e quebra a hegemonia de cariocas e paulistas na competição

 

A cidade de Uberlândia, no Triângulo Mineiro está em festa e, com certeza, jamais vai esquecer a manhã deste domingo, 22/04. Com mais de 6 mil pessoas lotando o Ginásio do Sabiazinho, o Praia Clube, comandado pelo técnico Paulo Coco atropelou o Sesc/RJ do supercampeão Bernardinho, e conquistou pela primeira vez o título da Superliga Feminina. Como havia perdido o primeiro jogo da final por 3 sets a 1, no Rio de Janeiro, o Praia entrou focado e não deu chances ao adversário.

 

Praia Clube campeão 2

Fazendo um jogo emocionante, as mineiras venceram por 3 sets a 0, com parciais de 25/19, 25/23 e 25/17,  e levaram a decisão para o Golden Set, quando venceram também, faturando o título inédito  da Superliga Feminina. Neste ano, foi a primeira vez que que CBV fez a final da competição em dois jogos e o Golden Set, caso houvesse empate nos dois jogos. 


Praia Clube campeão 4

Além da conquista inédita do Praia Cluba, o jogo de hoje em Uberlândia marcou também a despedida da supercanpeã Fabi, líbero  do Sesc/RJ. A Fabizinha, como é conhecida, já havia deixado a Seleção Brasileira e, hoje, se aposentou das quadras. Aos 38 anos, sendo vinte deles dedicado ao vôlei, a bicampeã olímpica (Pequim 2008 e Londres 2012) deixa o esporte após 13 temporadas no time do Rio de Janeiro. Ao todo, ela disputou 14 finais de Superliga, faturando dez títulos. Emocianada, no final do jogo, Fabi reconheceu a superiodidade das mineiras, mas, agradeceu por ter se aposentar disputando mais uma decisão da Superliga.

 

O jogo

Mesmo jogando fora de casa e enfrentando a empolgante torcida adversária, o Sesc/RJ iniciou melhor a partida, abrindo 5/2 logo no começo. Em devantagem,o técnico Paulo Coco parou a partida e orientou as jogadoras do Praia, que, em seguida, conseguiram a virada na parcial (6/5). O confronto, então, passou a ser disputado ponto a ponto, com vários bloqueios e Fê Garay fazendo a diferença para o time da casa. Fabi defendia bolas incríveis para o Rio, mas sua equipe estava com dificuldade de virar bolas, e com isso as mandantes abriram quatro pontos na reta final do set (21/17). O Praia fechou a parcial, após uma jogadora carioca invadir por cima da rede, em 25/19: 1 set a 0.

 

O segundo set começou com o Sesc/RJ tendo novamente dificuldades no ataque. Com a  levantadora Roberta não estando bem na partida, o time carioca não consequirar as viradas. enquanto Claudinha, do Praia, fazia, com certeza, a sua melhor partida na competica e distribuia as bolas com falicidade para as suas companheiras. E, novamente, o Praia, com Fernanda Garay, numa disputada na rede, fechou a parcial em 25/23: 2 sets a 0.

 

Com 2 a 0 no placar, o Praia começou ainda mais tranquilo e virando bolas no terceiro set. Contando cada vez mais com o apoio de sua torcida, o time de Uberlândia não tinha dificuldade para atacar, além de conquistar pontos também nos bloqueios. O Sesc tentava reagir na partida, mas, sem êxito. Administrando bem a vantagem, as mineiras venceram o set por 20 a 17, fazendo 3 a 0.

 

Golden Set

 

Com o empate na série, a decisão foi para o Golden Set. E o time da casa começou a parcial decisiva demonstrando a mesma confiança dos três sets vencidos. A cada ponto conquistado, o Sabiazinho explodia em vibração e gritos da torcida.. Porém, aos poucos, o time de Bernardinho, que fazia a sua 14ª decisão consecutiva, começou a reagir e chegou a fazer 13/11, o que fez Paulo Coco a pedir tempo técnico. E a estratégia funcionou.  O Praia Clube reagiu e fechou o Golden Set por 25/18, para vibração das companheiras, comissão técnica e da grande torcida no Sabiazinho. O último ponto foi da americna Fawcett.

 

Veja, aqui, os minutos finais do Golden Set, a vibração da torcida no Ginásio Sabiazinho e as palavras da emocionada Fabizinha:  https://www.facebook.com/orenatoferreira/posts/1695503283873238

000

About Author

Related items

  • SUPERLIGA FEMININA: Praia Clube estreia com vitória de 3 a 0 sobre o Pinheiros
     
    Nesta terça-feira, 13/11, o Praia Clube mostrou que quem quiser conquistar o título da Superliga Feminina de Vôlei terá de suar bastante dentro de quadra. O time mineiro visitou o Pinheiros, no Ginásio Henrique Villaboin, em São Paulo, e venceu por 3 sets a 0. Mas a equipe anfitriã vendeu caro a derrota e impôs dificuldades às visitantes, que fecharam com parciais de 31/29, 26/24 e 26/24. A ponteira Rosamaria, um dos reforços do clube de Uberlândia, foi eleita a melhor em quadra por votação na internet. A maior pontuadora foi a cubana Herrera, ex-Minas e atualmente no Pinheiros. Ela assinalou 20 pontos na partida.
     
    Com o resultado, o Praia Clube inicia a Superliga Feminina somou os primeiros três pontos. O jogo desta terça-feira, válido pela sexta rodada, foi antecipado por causa da participação das mineiras no Mundial de Clubes. Na sequência, a equipe de Uberlândia visitará o Balneário Camboriú, nesta sexta-feira, às 20h, no Ginásio Multieventos Hamilton Linhares Cruz, em Santa Catarina. O Pinheiros, por sua vez, receberá o Fluminense, no Ginásio Henrique Villaboin, no mesmo dia e horário. A primeira rodada completa será realizada na sexta-feira, 16.
    Em uma partida extremamente equilibrada, o Praia Clube teve de ser fatal nos momentos decisivos e se mostrou mais eficiente sob pressão. Em todos os sets, as duas equipes tiveram de continuar disputando cada bola mesmo passando dos 25 pontos, já que ninguém abria uma vantagem de dois tentos para fechar a parcial.
    No último set, porém, o Pinheiros conseguiu desgarrar das visitantes e parecia reagir na partida. Resistente em relação à derrota por 3 a 0, a equipe paulista acabou caindo de desempenho na reta final, em que o Praia Clube cresceu e não só empatou como também virou a parcial para garantir o primeiro triunfo nesta Superliga. (Portal Uai - Estado de Minas)
    PINHEIROS 0 X 3 PRAIA CLUBE
    PINHEIROS
    Loyd, Mari Cassemiro, Roberta, Camila Paracatu, Herrera, Clarisse e Ju Perdigão (líbero)
    Entraram – Fran, Lorrayna, Pietra, Aline
    Técnico: Sérgio Negrão
    PRAIA CLUBE
    Carli, Fawcett, Fabiana, Carol, Rosamaria, Fernanda Garay e Suelen (líbero)Entraram – Michelle, Ellen, Ananda, Payne
    Técnico: Paulo Coco
  • SUPERLIGA FEMININA: Praia Clube e Pinheiros abrem a competição 2018/19 nesta terça

    O Vôlei Osasco Audax, vice-campeão da Supercopa, estreia na próxima sexta-feira, 16, às 20h contra o São Caetano, no ABC, enquanto o Sesc Rio, vice-campeão da Superliga, faz seu primeiro jogo, também na sexta, às 21h30, contra o Curitiba Vôlei, no Rio

     

    A partida entre o EC Pinheiros e o Dentil/Praia Clube, atual campeão, nesta terça-feira, 13/11, abre a 25ª edição da Superliga Feminina 2018/19. O único jogo de hoje (antecipado da sexta rodada), será realizado às 21h30 (de Brasília), em São Paulo, com transmissão do SporTv 2. Com 12 clubes, a Superliga desta temporada promete ser uma das mais disputadas dos últimos anos.

    Pinheiros

    Ao contrário das edições anteriores, quando o Sesc-RJ despontava sempre como o grande candidato ao título, disputando a hegemonia com o Vôlei Osasco Audax, nesta temporada 2018/19, as equipes de Bernardinho e de Luizomar, respectivamente, terão adversários à altura e deverão dividir o favoritismo com outros times. E uma dessas equipes fortes de 2018 é o Praia Clube. O time do Triângulo Mineiro faturou o troféu inédito na última temporada, quebrando a histórica supremacia carioca e conquistou também a Supercopa 2018, no último sábado, quando venceu o Vôlei Osasco Audax.

    Regulamento

    Os 12 clubes da Superliga 2018/19 se enfrentam em turno e returno na primeira fase, Após 22 rodadas, os oito melhorets imes se classificam para os playoffs, enquanto os dois últimos colocados serãorebaixados para a Superliga B. Os playoffs das quartas de final, da semifinal e da final serão disputados em melhor de três jogos.

    Confira os jogos da primeira rodada:

    16 de novembro - 19h30 - Sesi Vôlei Bauru x Hinode Barueri 
    16 de novembro - 20h00 - Pinheiros x Fluminense
    16 de novembro - 20h00 - Camboriú x Praia Clube 
    16 de novembro - 20h00 - Brasília Vôlei x Minas Tênis Clube 
    16 de novembro - 20h00 - São Caetano x Osasco Audax 
    16 de novembro - 21h30 - Sesc RJ x Curitiba Vôlei

  • Praia Cube vence Osasco e é campeão da Supercopa
    De virada, time de Uberlândia venceu as osasquenses por 3 sets a 1, sábado, em Fortaleza
     
    A taça da Supercopa Brasileira de Voleibol Feminino tem novas donas. Na noite deste sábado 10/11, a equipe do Praia Clube bateu o Osasco, de virada, por 3 a 1. É o primeiro título da equipe na temporada 2018/2019, e assim acaba a hegemonia do Rio de Janeiro, de Bernardinho - até então único campeão do torneio (2015-2017). A partida aconteceu no Centro de Formação Olímpica, em Fortaleza, e contou com a torcida de 4.248 torcedores.
    A equipe mineira perdeu a primeira parcial por 29 a 27, mas se recuperou e venceu os outros três sets por 25 a 17, 25 a 22 e 25 a 23. O bloqueio foi um fundamento em destaque pelo lado do Praia Clube, com 16 pontos marcados.
    Em 2018, a Supercopa de vôlei consagrou apenas campeões inéditos. No último mês de outubro, o Sesi, de São Paulo, bateu o "super campeão" Cruzeiro, por 3 sets a 0, em confronto realizado na casa dos mineiros. De 2015 a 2017, apenas o Cruzeiro havia levantado a taça. Em 2016 e 2017, Fortaleza também foi o palco da decisão masculina.
    O jogo
    O primeiro set ilustrou bem o que seria a partida. Ambos os times começaram bastante focados e parecendo ter estudado bastante o adversário. O primeiro desafio da partida foi pedido logo no quarto ponto disputado, quando o Praia solicitou um toque no bloqueio paulista durante um contra-ataque.
    O Osasco chegou a abrir 23 a 19 no fim do primeiro set, mas o Praia conseguiu diminuir a vantagem e empatar o jogo. Os times ficaram revezando pontos, até que o time paulista conseguiu fechar a primeira parcial em 29 a 27.
    No segundo set, o Praia Clube não baixou a cabeça com o revés anterior, e entrou com tudo na segunda parcial. Ao passo que evoluía o jogo das mineiras, o Osasco baixou a agressividade, especialmente no ataque — a oposta paulista Lorenne não pontuou durante todo o set. O Praia Clube aproveitou todas as oportunidades que teve, e jogou com vantagem praticamente todo o set. A equipe mineira fechou a segunda parcial em 25 a 17.
    No terceiro set, o Praia mais uma vez começa bem a parcial e abre 4 a 0, com boa atuação da oposta americana Nicole Fawcett que faz três, dos quatro, pontos. O Osasco diminui a vantagem e o set fica equilibrado mas o Praia abre 16 a 13 e chega na frente na segunda parada técnica.
    Para tentar mudar a situação, o técnico Luizomar de Moura coloca a bicampeã olímpica Paula Pequeno no lugar de Angela Leyva, mas o Osasco para no bloqueio mineiro, especialmente com a central Carol. A equipe praiana vira o jogo, fechando a terceira parcial em 25 a 22, em um bloqueio da ponteira Ellen.
    No quarto set, o técnico Luizomar põe em quadra uma equipe modificada, com Paula Pequeno e a oposta americana Hooker de titulares. A campeã olímpica inicia bem o quarto set pontuando no bloqueio, ataque e saque logo no começo da parcial e o Osasco chega a abrir 13 a 9.
    No entanto, o Praia Clube se recupera e vira o set em 22 a 21, com um bloqueio, parando um contra-ataque da americana Hooker. O time mineiro chega ao match point com um saque da Fernanda Garay. E finaliza a partida com um contra-ataque da ponteira Michelle Pavão, em 25 a 23.
    Superliga 2018/2019
     Praia Clube e Osasco Audax
     
    Osasco e Praia Clube são dois clubes que entram como alguns dos favoritos na próxima Superliga Feminina. A equipe mineira estreia no próximo dia 13 contra o Pinheiros. Do lado de Osasco, a estreia é contra a equipe São Cristóvão/São Caetano. Ambos jogam fora de casa. (G1)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.