Quarta, 20 Junho 2018 | Login
Semifinais da Superliga Feminina começam com dois jogos inesquecíveis

Semifinais da Superliga Feminina começam com dois jogos inesquecíveis Featured

Praia Clube e Sesc/RJ largam na frente em partidas duríssimas contra o Vôlei Nestlé e Minas, respectivamente.
 
A julgar pelos dois primeiros jogos das semifinais da Superliga Feminina de Vôlei, realizados nesta sexta-feira, 23/03, fica impossível indicar quem são os favoritos às finais da competição. Foram duas partidas vencidas somente no tie-break e com parciais apertadas. Os times voltam a se enfrentar na próxima segunda-feira, 26, com a inversão dos mandos de jogos. São mata-matas em melhor de cinco jogos e quem vencer três partidas avançará para a grande final da Superliga.
Praia 3 X 2 Vôlei Nestlé
Praia
 
Jogando em Uberlândia, neste sexta-feira, o Dentil/Praia Club largou na frente nos playoffs das semifinais da Superliga. Diante de 2.200 torcedores, que empurraram o time da casa durante os cinco sets, a equipe mineira venceu por 3 sets a 2 com parciais de 23/25, 25/19, 25/23, 25/27 e 15/13.
Todas as jogadoras do Praia jogaram muito bem e a ponteira Fernanda Garay foi o destaque da partida. Ela foi eleita a melhor da partida e ficou com o Troféu VivaVôlei Cimed. Garai marcou 19 pontos. A central Fabiana também se destacou nesse jogo com 21 acertos. E para se ter uma ideia de como foi a partida no Triângulo Mineiro, apesar da derrota, o Vôlei Nestlé teve a maior pontuadora do confronto, com 24 pontos, que foi a atacante Tandara.
Vôlei Osasco
 
No final do jogo, o técnico do Praia deu a sua opinião sobre a partida. “Foi um jogo disputado, difícil e o time acreditou até o final. Tivemos a chance de fechar no quarto set e faltou um pouco de lucidez naquele momento. No entanto, o importante foi termos conseguido reverter o placar no tie-break mesmo não começando bem a parcial", disse Paulo Coco.
As duas equipes voltarão se enfrentar na segunda partida da série na próxima segunda-feira (26.03), às 21h30, no Ginário José Liberatti, em Osasco.
O jogo
O Vôlei Nestlé começou melhor, principalmente, no saque e fez 7/3. Jogando também melhor nos contra-ataques, as osasquenses mantiveram a vantagem no placar e venceram o primeiro set por 25/23.
Na segunda parcial, o Praia Clube melhorou abrindo 4 a 0 e, jogando com velocidade, chegaram a fazer 10 a 4. O técnico de Osasco promoveu algumas mudanças e chegou e a encostar no placar de 21 a 18, mas, não conseguiu evitar a derrota por 25/19.
Com a partida empatada, o terceiro set começou equilibrado e mais uma vez com a Fernanda Garay virando todas as bolas. A parcial foi equilibrada até o final com o time da casa vencendo por 25/23.
No quarto set, o Praia comandou o placar apertado até 15 a 14. Daí para frente, as visitantes reagiram e empataram por 19 a 19. Disputado ponto a ponto, o set foi vencido pelo Vôlei Nestlé por 27/25.
No quinto e decisivo set, o Vôlei Nestlé chegou a fazer 3 a 0 pressionando o time da casa. Porém, numa reação incrível e mostrando também muito equilíbrio, as mineiras acabaram fazendo 15 a 13, vencendo o a primeira partida dos playoffs por 3 sets a 2.
Minas 2 X 3 Sesc/RJ
Sesc rio
 
Em jogo fantástico também nesta sexta-feira, o Sesc-RJ bateu o Minas no tie-break e também saiu na frente por uma vaga na final da Superliga
Jogando diante de sua vibrante torcida na Arena JK, o Camponesa/ Minas, do técnico italiano Stefhani Lavorine, começou arrasador fazendo 2 a 0 no placar. Porém, o time carioca, sob o comando de Bernardinho, reagiu e venceu de forma emocionante o primeiro jogo dos playoffs por 3 sets a 2, com parciais de 26/24, 25/23, 21/25, 25/27 e 15/7. O destaque do confronto em Belo Horizonte foi a ponteira Monique Pavão, do Sesc. Ela recebeu o Troféu VivaVôlei de melhor em quadra.
 Minas Tênis
Mais de 3.500 torcedores lotaram a Arena JK para empurrar o time da casa. Na entrada das jogadoras em quadra, parecia final de campeonato, pela recepção calorosa dos torcedores mineiros. Antes da partida, a levantadora Karine foi homenageada com flores e um discurso que a emocionou. Grávida de sete meses aos 39 anos, ela não entrará em quadra mais. No entanto, Karine está ficando no banco de reservas apenas para incentivar as companheiras. A jogadora completou 20anos de carreira e defendeu a equipe minas-tenista em três temporadas fazendo 150 partidas com a camisa minas-tenista.
Os dois próximos jogos da série serão disputados no Rio de Janeiro, nos dias 26, às 21h30, e 31 de março, às 15h (o Minas disponibilizou ingressos e transporte para este último duelo). Se necessário for, o quarto jogo volta para Belo Horizonte, previsto para o dia 3 de abril. A equipe carioca decide o quinto confronto, se necessário, na Arena da Barra, no dia 6 de abril.
O jogo
O Sesc-RJ mostrou superioridade no inicio do jogo, aproveitando de erros na recepção do Minas, e chegou a abrir 7 a 3 no placar. Mas, daí para frente, as mineiras reagiram e conseguiram empatar fazendo 14 a 14., No final, o Minas virou com 24 a 23 e fecharam o set por 26/24.
No segundo set, o Minas começou embalado pela vitória na primeira parcial. e abriram 6 a 2 no placar. Apesar da reação das cariocas, as mineiras se distanciaram fazendo um placar de 21 a 15. No final, o Minas venceu também o segundo set por 25/23, fazendo 2 a 0.
No terceiro set, a história do jogo começou a mudar. A parcial começou equilibrada e foi assim até os últimos. Na reta final, o time do Rio se distanciou e fechou a parcial por 25/21.
Com 2 a 1 no jogo para o time da casa, o quarto set começou com o Sesc-RJ ainda motivado pela vitória anterior. Mas, logo o Minas se impôs e abriu 6/3 no placar. A vantagem minas-tenista aumentou, mas, logo o time de Bernadinho reagiu empatou em 19 a 19. Mostrando nervosismo, as mandantes até chegaram ao match point (24/20), mas o Sesc chegou ao empate e conseguiu a virada por 27/25, empatando a partida em 2 sets a 2.
No quinto set, o Minas começou desestabilizado emocionalmente e errando vários ataques. Tanto que o Sesc-RJ chegou a abrir 5/1, placar pouco comum entre duas equipes do gabarito de Sesc e Mina. O time da casa conseguiu ainda diminuir a desvantagem, mas, não o suficiente para evitar a derrota por 157 e a partida por 3 sets a 2.
Desafio eletrônico
Nesta fase de semifinal da Superliga Feminina a novidade é desafiou eletrônico. Superliga foi o desafio. Cada técnico tem o direito de solicitar até dois desafios por set. A arbitragem consulta o vídeo para tomar a decisão. Se a reivindicação estiver correta, o árbitro revisará a marcação e o desafio não será computado. Se o pedido for malsucedido, o técnico solicitante terá um pedido a menos no set.
Nas duas partidas desta sexta-feira, tanto em Uberlândia como em Belo Horizonte, as equipes fizeram uso do desafio e muitos pontos duvidosos foram modificados com a presença do computador.

000

About Author

Impossibilite a ingestão de carboidratos à noite, uma vez que eles são metabolizados mais de forma acelerada. Anote tudo o que você consome ao longo do dia, da mesma maneira que você controla as usas despesas. Esta é uma excelente maneira de verificar a tua alimentação e rotina e ver de perto onde está ocorrendo excessos, que são capazes de ser eliminados para que você consiga perder um quilo por semana. O consumo exagerado de cloreto de sódio, e também ser perigoso a saúde do sistema cardiovascular, causa inchaços e dificulta o emagrecimento - por causa de acarreta a retenção de líquidos. Substitua o sal por ervas e temperos mais saudáveis. Os alimentos termogênicos são aqueles que alteram a temperatura corporal, fazendo com que o nosso corpo queima energia pra restaurar a homeostase. Apimente o teu jantar com pimentas vermelhas, tome chá-verde, cafeína, especiarias, entre outros alimentos e elimine de vez os quilinhos extras!

Você necessita ta se perguntando será que salsa emagrece? A salsa é uma erva muito saudável utilizada em algumas cozinhas diferentes pelo o mundo. Porém a quantidade de salsa colocadas nos pratos não é o suficiente para fazer uma legal limpeza do fígado e não corta os fluídos acumulados no corpo por conta de má alimentação e intoxicação de imensos alimentos industrializados que ingerimos.

Isto acontece porque deixa-se de ingerir nutrientes e vitaminas necessárias e presentes em alimentos que não estão inclusos excepcionalmente nesses 3 dias de dieta, todavia que necessitam fazer cota da rotina alimentar, como arroz e feijão como por exemplo. Também, perder peso de forma não saudável em uma dieta restritiva poderá conduzir o paciente ao efeito sanfona ao retomar a dieta normal, visto que sem a modificação dos hábitos o reganho de peso se torna inevitável. Para o nutrólogo Roberto Navarro, essa dieta não é inteiramente contraindicada e pode até já ser seguida por quem quer começar uma reeducação alimentar e precisa de um empurrãozinho. Entretanto, o cardápio da dieta das setenta e duas horas deve ser feito de forma personalizada, principalmente para pessoas com problemas de saúde, como diabetes, pressão alta e colesterol alto.

Há diversas pessoas que confundem os termos e acreditam que o "veganismo" é só uma dieta. Como neste instante dissemos em um momento anterior, ele é um movimento de libertação animal. A dieta seguida pelos veganos é o "vegetarianismo estrito" — que bem como é seguida por novas pessoas que não são veganas. Eu não poderia esquecer-me de nomear um outro web site onde você possa ler mais sobre o assunto, talvez neste momento conheça ele contudo de qualquer maneira segue o hiperlink, eu amo extremamente do conteúdo deles e tem tudo existir com o que estou escrevendo neste artigo, veja mais em dę uma olhada no site aqui. Pode parecer perturbado no início, no entanto na realidade é bem descomplicado apreender. A tabela é do website Visibilidade-se, que buscou no link anterior desprender os tipos de vegetarianos que existem atualmente.

Você é adepta a academia? Caso tua resposta seja NÂO e também foge de dietas rigorosas, mais está ciente que precisa perder uns quilinhos, nós encontramos cinco truques que se praticados todos os dias irá te ajudar muito a diminuir uns quilinhos. Esconda o Controle Remoto: No momento em que o ser humano senta em frente a tv, podes chover canivete lá fora que o mesmo não sai do ambiente para ver, já que bateu aquela preguiça . Acobertar o controle é uma maneira informal de queimar calorias, cada vez em que tiver que erguer pra trocar de canal queima alguns calorias de forma simples e manso. Isso não é uma excelente ideia?

1 punhado de brotos de alfafa
1 O que é dieta alcalina
onze de julho Os Melhores Tipos de Dança Para Perder gordura
um fatia média de melão
Frutas da estação, bem maduras
3° Faça academia

02/10/2017 10h42 Atualizado 02/dez/2017 10h42
Bem como podes reunir abacaxi e manjericão para alcançar outra pluralidade de sabor. O abacaxi é um antioxidante e anti-inflamatório, com poucas calorias. O manjericão é desintoxicante e muito favorável ao funcionamento dos rins. Outro ingrediente para doar sabor: o gengibre! Poderoso anti-inflamatório, de sabor forte. Recomendamos a tua utilização em razão de ele estimula o metabolismo do porto e alivia as náuseas. Se for hipertenso, não utilize esse mecanismo.

Ocasionando esta porcentagem em calorias, significa uma perda de muitos quilos por mês. Apesar de acomodar 40% menos comida, você ainda terá a impressão de que teu prato está cheio, o que tem êxito como um motivador psicológico. O nosso corpo humano gasta mais calorias pra digerir proteínas do que carboidratos. Assim sendo, pela última refeição da noite, dê preferência a alimentos ricos em proteínas, como carne, ovos, leite, peixes e feijão.

½ maço de acelga
Existem diversas receitas diferentes de chá de salsa e todas elas são ótimas e eficazes no procedimento de limpeza do fígado, no emagrecimento e pela precaução de doenças renais. Adicione 5 ramos de salsa picada em 1 litro água. Deixe ferver. Desligue o fogo, deixe descansar por 10 minutos, e tome. Este chá vai te perder peso veloz. Beba até três xícaras do chá de salsa por dia. Você poderá armazenar o restante do chá pela geladeira por no máximo até 48 horas.

Related items

  • Hooker volta a jogar no Vôlei Osasco, agora, com patrocínio do Audax
    Oposta norte-americana é o primeiro reforço anunciado oficialmente para a temporada 2018/19. Atleta tem grande identificação com a torcida e o clube desde a conquista da Superliga 2011/12
    Como ensina o ditado popular, 'a boa filha à casa torna'. Seis anos após a vitoriosa passagem por Osasco e que culminou no título da Superliga 2011/12, Destinee Hooker está de volta. A oposta é o primeiro reforço anunciado oficialmente pelo Vôlei Osasco-Audax para a temporada 2018/19 e chega para manter alta a potência ofensiva de um dos mais tradicionais time do mundo. “Estou voltando e muito agradecida pela oportunidade de jogar novamente no Liberatti para defender a nossa equipe, que foi onde tive minha primeira experiência no Brasil. Estarei cercada de familiares, amigos e, claro, nossos incríveis fãs. Nos veremos em breve”, garante a atleta norte-americana.
    O técnico Luizomar comemora a contratação. “A Hooker tem uma identificação muito forte com o nosso projeto. Sua primeira passagem por aqui foi extremamente positiva, acredito que para os dois lados. Foi um grande momento da nossa equipe, com a conquista da Superliga 11/12, e ela defendeu os Estados Unidos na Olimpíada de Londres/2012 como uma das melhores jogadoras do mundo. O seu retorno agrega muito ao time. Hoje, ela chega mais experiente e em um momento importante do clube. Contamos com ela, que tem uma ligação muito forte com a torcida. Espero que essa conjunção de fatores nos traga bons frutos”, atesta o treinador.
    Essa identificação com os fanáticos torcedores osasquenses foi sentida nas redes sociais. Quando a atleta postou fotos e vídeos vestindo a camiseta com a hashtag ‘maisosascodoquenunca’, dando indícios de sua volta, os torcedores foram à loucura. “Fico muito feliz com a lealdade dos fãs. Aqui é mais Osasco do que nunca. Estamos juntos nessa temporada. Quero mandar beijos para toda a torcida, que é demais. Estou ansiosa para chegar e rever cada um”, completou Hooker, que não vai morar sozinha. Ela trará os filhos Keitany e Robert, de 6 e 4 anos, respectivamente.
    Entre as melhores lembranças da torcida, estão os 20 pontos marcados por Hooker na final da Superliga 2011/12. Luizomar lembra bem dessa época e enaltece as qualidade da oposta. “Minha relação com ela sempre foi muito boa e extremamente vitoriosa em 2012. Mesmo longe, ela sempre demonstrou muito carinho e respeito pela nossa equipe, então, essa atmosfera tem tudo para nos ajudar. A Hooker é uma atleta de muita potência ofensiva e grandes recursos técnicos. Certamente vai nos ajudar muito na caminhada para o heptacampeonato paulista e na luta para estarmos entre os quatro finalistas da Superliga e lutar pelo título”, explica.
    Destinee Hooker tem 30 anos e nasceu na Alemanha, tendo se naturalizado norte-americana. A oposta integrou a seleção dos EUA na conquista da medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 2012, em Londres. Pela seleção de seu país, ganhou ouro no Grand Prix de 2011, sendo eleita a melhor jogadora. Em clubes, além de Osasco, teve passagens pelo voleibol da Itália, Rússia, Porto Rico, Coreia do Sul e China, antes de retornar ao Brasil para a temporada 2016/2017, para defender o Camponesa/Minas, onde conquistou a medalha de ouro no Campeonato Sul-Americano de Clubes de 2018.
    Time em construção - Hooker chega como primeira contratação oficial e vai se juntar à ponteira Mari Paraíba, à libero Camila Brait e à levantadora Carol Albuquerque, que foram confirmadas dia 29 de maio, durante o anúncio do apoio do Audax ao Osasco Voleibol Clube. Para os próximos dias, mais nomes, que farão parte do novo time osasquense, serão anunciados. (Assessoria de Imprensa do Vôlei Osasco Audax)
    FICHA TÉCNICA
    Hooker
    Destinee Dante Hooker
    Nascimento: 7/9/1987
    Frankfurt (ALE)
    Altura: 1,93m
    Posição: Oposta
  • Osasco Voleibol Clube anuncia o Audax como seu novo patrocinador
    Nova equipe da cidade que respira vôlei está em fase final de estruturação e o técnico Luizomar de Moura já confirma as renovações da líbero Camila Brait, da ponteira Mari Paraíba e da levantadora Carol Albuquerque. Reforços serão anunciados em breve
     
     
    A cidade de Osasco, na região Oeste da Grande São Paulo, que no final da Superliga Feminina 2017/18, ficou apreensiva com o fim do patrocinador da sua equipe de vôlei feminino, recebeu uma excelente notícia na manhã desta terça-feira, 29/05. Osasco continuará brilhando no vôlei nacional e internacional. Agora, com a marca do Audax em sua camisa.
     
    Osasco Audax Volei Mari e Camila
     
    Campeã mundial, pentacampeã da Superliga, dona de 14 títulos estaduais e polo de uma torcida apaixonada, Osasco é considerada a capital mundial do vôlei feminino. Por essa tradição e conquistas, o Osasco Voleibol Clube vai, uma vez mais, mostrar sua força nas quadras brasileiras. Com apoio do Audax, a equipe para a temporada 2018/19 está confirmada e em fase final de formação. O novo projeto foi apresentado na manhã desta terça-feira (29), no Centro de Treinamento da Vila Yolanda, onde o time que passará a ser chamado de Osasco-Audax recebeu mais de 40 jornalistas.
    Os primeiros nomes confirmados são a ponteira Mari Paraíba, a líbero Camila Brait e a levantadora Carol Albuquerque. O trio defendeu a equipe de Osasco na temporada passada e tem grande identificação com a fanática torcida local. “Trabalhamos muito nesse período para, primeiro, manter o projeto e, na sequência, formar nosso grupo de atletas. Estamos em fase final de renovações e novas contratações. Em breve teremos muitas e boas novidades e vamos trabalhar para lutar pelo heptacampeonato paulista consecutivo, para estar entre os quatro finalistas da Superliga e, a partir daí, lutar pelo título”, garantiu o técnico Luizomar de Moura.
    Osasco Audax Volei Lins
     
    Para superar as dificuldades geradas pela crise econômica pela qual o passa o país, o Osasco Voleibol Clube conta com apoio irrestrito da Prefeitura. O prefeito Rogério Lins (Podemos) assumiu o compromisso de manter o projeto e amealhou apoio do empresariado local. “O vôlei feminino é um verdadeiro patrimônio da cidade de Osasco e jamais permitiríamos que um projeto de tamanha importância e tradição chegasse ao final. Nossos munícipes e todos os amantes do esporte pelo Brasil podem ficar tranquilos, pois o ginásio José Liberatti continuará sendo palco de grandes espetáculos esportivos. Agora é mais Osasco do que nunca", disse o prefeito.
     
    “Nós, do Audax, somos apaixonados por esporte. Até hoje, investimos no futebol, mas quando surgiu a oportunidade de firmar essa parceria e aliar o nosso clube a um projeto vencedor como o do vôlei feminino de Osasco, fizemos todos os esforços para colaborar. O Resultado é essa parceria que, tenho certeza, continuará a render conquistas para a cidade que é considerada a capital do vôlei”, afirma o empresário Gustavo Teixeira, diretor executivo do Audax, agremiação com equipes masculina e feminina na disputa do Campeonato Paulista de futebol.
    Com o apoio do poder público municipal, empresas locais e Audax, o Osasco Voleibol Clube está em fase final de estruturação da nova equipe. Entre os primeiros nomes confirmados, Camila Brait comemora a continuidade do projeto. “Nós temos uma equipe de tradição, que sempre briga para estar no pódio em todos os campeonatos que disputa. Tenho plena confiança que o novo grupo manterá essa pegada e o alto nível dignos da história de Osasco. Não vejo a hora de iniciar os treinos para a nova temporada em Osasco, que é a minha casa, onde cheguei aos 18 anos e construí minha carreira e família”, atestou a jogadora, que já conquistou vários títulos defendendo a cidade, como o Mundial de Clubes 2012, duas Superligas, oito Paulistas, além do tricampeonato da Copa Brasil.
    Em parceria com a Prefeitura de Osasco e o Audax, o técnico Luizomar de Moura e a diretoria do clube foram a campo em busca de apoio para manter o projeto em pé. Agora, prestes a anunciar a nova equipe, o treinador é enfático ao ressaltar a importância da união de forças para o sucesso. “Entendemos que a delicada situação pela qual passa o Brasil é um fator de dificuldade. Mas a tradição do nosso clube, tudo que já fez pela cidade e pelo Brasil, tem um peso enorme. E esse peso se reflete no esforço feito pela prefeitura, membros do clube, e empresários para seguirmos em frente. Estou muito feliz por esse novo momento e só posso agradecer toda a ajuda que recebemos”, disse o treinador.
    Mari Paraíba também fez questão de falar sobre o bom momento do time, agora Osasco Audax. "Também me sinto em casa em Osasco, onde cheguei aos 14 anos. Naquela época, a cidade já contava com uma estrutura diferenciada para o esporte e é uma felicidade, depois de ter retornado na temporada passada, continuar na equipe. Acredito que, com as atletas que estão renovando, mais as jogadores que chegarão, faremos novamente um grande trabalho e vamos em busca de vitórias dentro e quadra", completou a ponteira.
    Força e Tradição
    A força do vôlei de Osasco apareceu na temporada passada, quando conquistou o hexampeonato Paulista e o tricampeonato da Copa Brasil. Além disso, chegou à semifinal da Superliga e venceu caro a vaga na decisão, no quinto e último jogo da série contra o Dentil/Praia Clube. “Nós temos camisa, tradição e muito trabalho no dia a dia. Tudo isso tem se refletido, ao longo dos anos, em grandes resultados, títulos, lugares no pódio e atuações memoráveis”, completa Luizomar.
    Torcida número 1
     
    Osasco Audax Volei José Liberatti
     
    - A tradição do vôlei de Osasco se mostra também fora de quadra. Com arquibancadas cheias e show de animação a cada partida no José Liberatti, a torcida osasquense é a número 1 há várias temporadas. Foi assim também em 2017/18. Em 11 rodadas, 28.443 pessoas foram ao ginásio incentivar a equipe local. Nenhum clube do campeonato nacional teve números tão expressivos.
    Na média, Osasco recebeu mais de 2.500 torcedores por jogo no José Liberatti, que tem capacidade para 4 mil pessoas. Esse foi o número registrado na partida contra o Dentil/Praia Clube, dia 16 de fevereiro, quando, com lotação máxima, o time osasquense bateu recorde ao registrar o maior público da temporada 2017/18 da Superliga. Para a temporada 2018/19, a expectativa é para mais um show da fanática e apaixonada torcida de Osasco.
    O treinador
    Osasco Audax Volei Luizomar
    - O técnico Luizomar de Moura tem uma carreira vitoriosa na modalidade, com um título mundial, três conquistas de Superliga, sendo duas pelo time de Osasco (2009/10 e 2011/12) e uma pelo Flamengo (2000/01), em seu primeiro ano como técnico. Ele também é tricampeão da Copa Brasil (2008, 2012 e 2018), tetracampeão Sul-Americano de Clubes (2009, 2010, 2011 e 2012), octacampeão Paulista (2006, 2007, 2008, 2012, 2013, 2014, 2015 e 2016), todos comandado o time osasquense. Além da conquista do mundial de clubes na temporada 2012/13, chegou a mais duas finais, em 2010/11 e 2014/15.
    Luizomar comandou as seleções de base do Brasil de 2003 a 2016. Nesse período conquistou um recorde e até hoje é o único treinador campeão mundial em todas as categorias. Ele tem em seu currículo um tetracampeonato mundial, sendo três pela seleção e um pelo clube de Osasco. Também ganhou os títulos do Mundial Infanto Juvenil, de 2005, na China, do Mundial Juvenil, de 2007, na Tailândia, do Mundial Infanto Juvenil, em 2009, também na Tailândia, e o do Mundial de Clubes, em 2012, no Qatar, além do hexacampeonato sul-americano pelas seleções de base (2004, 2006, 2008, 2010, 2012, 2014).
    A ponteira
    Osasco Audax Volei Mari Paraíba
     
    - Mariana Andrade Costa desembarcou em Osasco aos 14 anos para se tornar uma jogadora de vôlei. Começou na categoria infantil e, ainda juvenil, defendeu o time adulto em duas campanhas que resultaram na medalha de prata da Superliga nas temporadas 2005/06 e 2006/07. Dez anos depois, agora conhecida nacional e internacionalmente como Mari Paraíba, a ponteira voltou à cidade onde tudo começou. Na temporada 2017/18, conquistou o hexacampeonato paulista e o tricampeonato da Copa Brasil. Mari continua defendendo a equipe de Osasco para acrescentar variação no ataque e qualidade no passe.
    FICHA TÉCNICA
    Mari Paraíba
    Mariana Andrade Costa
    Nascimento: 30/07/1986
    Campina Grande, PB
    Altura: 1,80m
    Posição: Ponta
    A líbero
    Osasco Audax Volei Camila Brait
    - Camila Brait chegou a Osasco na temporada 2008/09, quando tinha apenas 19 anos, trazida por Luizomar. Desde então, sempre atuou pelo clube da cidade, conquistando diversos títulos. Foi campeã da Superliga 2009/10 e 2011/12, do Paulista nas edições de 2007, 2008, 2012, 2013, 2014 e 2015, 2016 e 2017, do Sul-Americano em 2009, 2010, 2011 e 2012, da Copa Brasil 2014 e 2018, do Top Volley 2014, e do Mundial de Clubes 2012.
    FICHA TÉCNICA
    Camila Brait
    Camila de Paula Brait
    Nascimento: 28/10/1988
    Frutal-MG
    Altura: 167m
    Posição: Líbero
    A levantadora
    Osasco Audax Volei Carol Albuquerque
     
    - Campeã olímpica em Pequim 2008, Carol Albuquerque continua no vôlei de Osasco para a temporada 2018/19. A experiente levantadora traz muita bagagem e qualidade técnica para o time que está sendo formado para lutar entre as forças da modalidade. Na temporada passada, Carol foi fundamental nas conquistas do hexacampeonato Paulista e do tri da Copa Brasil. "Como jogadora mais experiente do time, procuro ajudar as atletas mais novas de alguma forma, seja nos treinos, nos jogos ou nas concentrações. Na verdade, é uma troca entre experiência e juventude e isso sempre é muito bom, pois também estou em busca da minha evolução em prol da equipe", afirma a atleta de 40 anos, natural de Porto Alegre, Rio Grande do Sul.
    FICHA TÉCNICA
    Carol Albuquerque
    Carolina Demartini Albuquerque
    Nascimento: 25/07/1977
    Porto Alegre-RS
    Altura: 1,82m
    Posição: Levantador
    *(Fonte: Assessoria de Imprensa)
  • LIGA DAS NAÇÕES: Brasil vence o Japão e se recupera no torneio
    Depois da derrota de ontem contra a Alemanha, hoje, a Seleção Brasileira voltou a jogar bem e passou com facilidade pela Seleção Japonesa por 3 a 1
     
     
    Jogando na tarde desta quarta-feira, 16/05, em Barueri, pela segunda rodada da Liga das Nações, a Seleção Brasileira de Vôlei Feminino venceu o Japão por 3 sets a 1, com parciais de 22/25, 25/18, 25/23 e 25/11. Ao contrário de ontem, quando a Seleção não se encontrou em quadra e perdeu de 3 a 1 para a Alemanha, hoje, as meninas brasileiras, comandadas por José Roberto Guimarães, deram um show de vôleibol e venceram as japonesas de virada. Amanhã, o Brasil enfrentará a Sérvia, que venceu o Japão na primeira rodada.
     
    Além dos três pontos conseguidos pelo placar de 3 a 1, a vitória do Brasil nesta quarta-feira serviu também para recuperar a confiança das jogadoras, que ontem saíram de cabeça baixa do Ginásio José Correa. Diante do Japão, mesmo perdendo o primeiro set, as brasileiras não se deram por vencidas diante das orientais que já haviam vencido o Brasil no Gran Prix do ano passado. Jogando bem em todos os fundamentos, a Seleção Brasileira venceu o segundo set por 25 a 19, o terceiro por 25 a 23 e arrasaram as adversárias no quarto set por 25 a 11.
    Liga das Nações Amanda.jpgx
     
    A atacante Tandara, que ontem não foi tanto exigida pela levantadora Roberta, hoje, voltou a ser um dos destaques, principalmente, no ataque do Brasil. Outras jogadoras que também não foram bem contra a Alemanha, diante do Japão mostraram que não desaprenderam de jogar. É o caso da Amanda. Mesmo sendo caçada no saque das japonesas, a campeã da Superliga com o Praia Clube foi muito bem na recepção e também no ataque. Inclusive, foi dela o ponto final da partida.
    Nesta quinta-feira, na última rodada da Liga das Nações, em Barueri, o Brasil terá outro grande teste. As brasileiras jogarão contra a Sérvia, que venceu o Japão na primeira rodada e, nesta tarde joga contra a Alemanha. Depois, as brasileiras participarão de outras três fases no exterior buscando a classificação entre as 16 melhores seleções que vão disputar o título na fase final, que será realizada na China.
     

    Atualizado às 19h20

    Sérvia vence a segunda por 3 a 0

    Jogando contra a Alemanha, a Sérvia venceu a Alemanha por 3 a 0, em sua segunda partida na Liga das Nações. Foi a segunda vitória das sérvias na competição. Na primeira rodada, elas venceram o Japão também por 3 a 0.

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.