Domingo, 23 Julho 2017 | Login

 

Como já era esperado pelo mundo político e jurídico, o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao juiz Sérgio Moro, nessa quarta-feira (10/06), em Curitiba, pouco acrescentou de novidades ao inquérito em que o petista é acusado pelo Ministério Público Federal de ter recebido mais de R$ 3 milhões em propinas da empreiteira OAS no caso que envolve um tríplex no Guarujá. Como nenhum réu é obrigado a confessar um crime e nem produzir provas contra si próprio, Lula negou todas as acusações. "Nunca solicitei e nunca recebi esse apartamento", afirmou Lula reiteradas vezes durante o interrogatório. Lula é acusado também em outros inquéritos no âmbito da Operação Lava Jato, que investiga o mega esquema de corrupção na Petrobras com ramificações em países das Américas, Europa e África.

 

"Foi a dona Marisa"

 

O ex-presidente da República, orientado por seus advogados permaneceu calado na maioria das perguntas e quando admitiu qie tinha conhecimento sobre o caso do tríplex, acabou afirmando que se houve interesse de sua família em algum momento por esse imóvel, isso foi da sua esposa, dona Marisa Letícia, falecida há poucos meses. Lula admitiu ter ido apenas uma vez com a sua esposa ao tríplex, quando encontrou com o empreiteito Léo Pinheiro, dono da OAS, ocasião em que teria colocado "500 defeitos" no imóvel e que o mesmo não atenderia às necessidades de sua família. Ele confirmou também que dona Marisa teria ido mais uma vez com o seu filho Fábio visitar o tríplex no Guarujá, afirmando, no entanto, desconhecer os motivos dessa nova visita dela ao apartamento. Em seu último depoimento a Sérgio Moro, Léo Pinheiro afirmou que "a familia Lula pedia pressa na reforma do tríplex porque queria passar o final de ano no imóvel". 

 

Tentanto também a todo momento politizar o depoimento e falar das boas ações de seus dois mantados, a ponto de ser interpelado por Sérgio Moro, Lula reiteirou o  seu discurso recorrente de que é um político perseguido no Brasil, principalmente, pela elite econômica e pela imprensa. Essa tentativa de politizar o interrogatório na Lava Jato já era uma estratégia de Lula para produzir material para a sua pretensa campanha à Presidência em 2018. Tanto é assim que logo após o encerramento do interrogatório, Lula e a ex-presidente Dilma Roussef foram para uma praça de Curitiba, onde cerca de quatro mil militantes os aguardavam para um ato político.

 

Contradição

 

O fato que pode ser considerado novo no depoimento de Lula e que pode lhe complicar nesse inquérito foi quando ele caiu em contradicação ao afirmar que se encontrou com o ex-diretor da Petrobras, Renato Duque, indicado pelo PT a fazer parte de uma das diretorias da estatal de Petróleo. O encontro foi realizado num angar do Aeroporto de Congonhas. Nessa parte do interrogatório, Lula voltou atrás em sua própria versão sobre se tinha conhecimento a respeito das relações entre o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto e Renato Duque, ambos condenados na Operação Lava Jato.  

 

Ao ser questionado num primeiro momento por Sérgio Moro, o ex-presidente disse ter descoberto a relação de ambos "pela denúncia do Ministério Público Federal". Em seguida, no prosseguimento do interrogatório, Lula alegou ter pedido a Vaccari para marcar a reunião com Dugue, quando então ele - Lula - teria adverdito o ex-diretor da Petrobras sobre contas na Suíça.

Em seu primeiro depoimento à Justiça, Duque negou a existência de contas no exterior, mas, recentemente, admitiu que possuía a tal conta, adimindo também que vai devolver cerca de 20 milhões de euros, adquidos no esquema de corrupção da Petrobras. Há de se destacar que esse encontro entre Lula e Renato Duque para tratar de recebimentos de propinas ou conta na Suíça ocorreu em meados de 2014, quando ele já não era mais presidente da República. No depoimento, Lula disse ainda que desde 2003 não tem mais influência nos assuntos internos do Partido dos Trabalhadores. (Renato Ferreira)

 

Veja, aqui, a íntegra dos vídeos do depoimento de Lula: http://veja.abril.com.br/politica/assista-na-integra-ao-depoimento-de-lula-ao-juiz-sergio-moro/

Sem politicagem, sem espetáculo e sem baderna.
Por Renato Ferreira -
A partir das 14h desta quarta-feira (10/05), o ex-presidente Lula (PT) estará frente a frente com o juiz Federal Sérgio Moro, em Curitiba, para prestar depoimentos e se defender no âmbito da operação Lava Jato, que investiga o mega esquema de corrupção na Petrobras.
Claro que por ser o réu, acusado de vários crimes, um ex-presidente da República, que governou o País por oito anos e ainda elegeu sua sucessora, cassada no segundo mandato, esse depoimento desperta a atenção do mundo político e econômico não somente do Brasil, como também do exterior.
Mas, só isso. Será apenas mais um depoimento da Lava Jato, que já levou dezenas de outros políticos e empresários para a prisão condenados no maior esquema de corrupção já visto no Brasil com ramificações em outros países das Américas, Europa, Ásia e África.
 Curitiba
Policias Federais vistoriam ônibus e manifestantes que chegam a Curitiba para acompanhar o depoimento de Lula
As autoridades do Estado do Paraná, como também em nível Federal, já tomaram providências no sentido de evitar que manifestantes de ambos os lados não cheguem próximo ao prédio onde ocorrerá a audiência e que Curitiba e seus moradores não sofram quaisquer danos causados pelas manifestações contra ou a favor do ex-presidente petista.
Afinal, será apenas mais um depoimento que reúne advogados, procuradores, um juiz Federal de primeira instância, subordinado a outros três Tribunais Superios, e um cidadão comum que é réu da Lava Jato. (Renato Ferreira)

 

Não deu certo a estratégia dos advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que nesta segunda-feira (08/05) entraram com pedido de suspensão do depoimento do ex-presidente petista ao juiz Sérgio Moro, marcado para esta quarta-feira, 10. Hoje, o juiz federal Nivaldo Brunoni, do Tribunal Regional da Federal da 4ª região, negou o pedido da defesa do ex-presidente. No habeas corpus, os advogados do petista argumentavam que a defesa não teve acesso à íntegra dos documentos do processo. Assim, fica confirmado o depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro, nesta quarta-feira, em Curitiba, no âmbito das investigações da Lava Jato.

Ainda segundo a defesa do ex-presidente, foram juntados ao processo “expressivo volume de documentos”, cerca de 100 mil páginas, a poucos dias do interrogatório. Para os advogados, com a proximidade do dia do depoimento eles teriam tempo suficiente para analisar todo o material juntado aos autos. 


Conforme informaram os advogados Cristiano Zanin Martins e Roberto Teixeira, os documentos – referentes a contratos entre a Petrobras e a OAS – foram solicitados desde outubro do ano passado.

Por outro lado, para o juiz Nivaldo Brunoni, que substitui o desembargador João Pedro Gebran Neto, de férias, os papeis juntados ao processo não estariam relacionados ao contratos da denúncia. E afirma que a defesa não pode “escolher” a forma como os interrogatórios ocorram. 

“A ampla defesa não pode ser confundida com a possibilidade de a defesa escolher a forma que entender mais adequada, mesmo sem qualquer utilidade prática”, argumentou o magistrado.

Foi negado também outro pedido feito pela defesa de Lula de que a tramitação da ação fosse suspensa até  que a defesa examinasse todos os documentos. (Fonte: Estado de Minas - Site: UAI)

Entre segunda e terça desta semana, técnicos da Seplag e representantes de todas as secretarias debatem os planos e metas da Admnistração Municipal para 2018 em onze eixos

Na manhã desta segunda-feira, 8/5, a Prefeitura de Osasco, por meio da Seplag (Secretaria de Planejamento e Gestão), iniciou mais uma fase de discussão do PPA (Plano Plurianual), que já vem sendo discutido desde fevereiro, visando a avaliação e elaboração de políticas públicas. O PPA resume os planos e metas da Administração Municipal para 2018. Técnicos, consultores da Seplag, representantes de todas as Secretarias e órgãos públicos voltam a se reunir nesta terça-feira 9/5, para as discussões divididas em onze eixos estruturantes na Sala Osasco.

Após essa etapa com indicadores nacionais e mundiais, objetivos e metas dentro desses onze eixos, o PPA continuará a ser avaliado em outras fases até a conclusão em 31 de julho, quando será enviado para avaliação do prefeito Rogério Lins. Depois de julho, todo o plano deverá ser discutido também com os vereadores e com a população em audiências públicas para, então, ser concluído definitivamente até o final do ano e enviado para votação na Câmara Municipal. “Todos os objetivos de uma gestão pública devem ser embasados em justificativas”, enfatiza Nilson Brizoti, consultor da Seplag.

Na segunda-feira, os grupos discutiram os seguintes eixos estruturantes do PPA: Esporte, Lazer e Cultura, Assistência e Inclusão Social, Mobilidade Urbana e Transportes, Meio Ambiente e Habitação. Na terça-feira, serão discutidos: Desenvolvimento Urbano, Econômico-Social e do Trabalho, Zeladoria e Infraestrutura Urbana, Segurança e Ordem Urbana, Educação e Saúde. O 11º eixo, que trata dos temas: Modernização da Gestão, Transparência e Gestão – será discutido posteriormente. (SECOM/PMO - Foto: Ivan Cruz)

As grandes torcidas de futebol do Sudeste brasileiro e, certamente, também as mais populares do país, estão em festa, com os títulos de campeões conquistados no último domingo (07/05) pelo Corinthians, em São Paulo; Flamengo, no Rio de Janeiro; e pelo Atlético, em Minas Gerais.

Corinthians campeão

 Corinthians

Jogando na Arena Itaquera, com mais de 47 mil pessoas, bastou um empate ao Corinthians contra a Ponte Preta, para o time do Parque São Jorge conquistar o seu 28º título do Campeonato Paulista. Depois dos 3 a 0 contra a Macaca, em Campinas, no jogo de ida, nem o mais pessimista corintiano acreditava em virada do time campineiro na casa do Timão. E mesmo podendo perder até por 2 a 0, foi o Corinthians quem abriu o placar com gol do paraguaio Romero, o artilheiro do Itaquerão. Nem mesmo o gol pontepretano no final do jogo tirou a empogação dos corintianos com mais um troféu do Paulistão. 

 

Flamengo campeão

 Flamengo

No Fla-Flu decisivo no Maracanã, com mais de 68 mil pessoas, deu Flamengo. O time da Gávea, de maior torcida no país, levantou a taça do Campeonato Carioca pela 34ª vez. A festa rubronegra se repetiu 26 anos depois da última decisão estadual entre Flamengo e Fluminense com dois jogos decisivos, quando o Maestro Junior levantou a taça para o Mengão. Agora, foi a vez do peruano, Guerrero, artilheiro do estadual com dez gols, praticamente decidir o título ao empatar o jogo nos minutos finais da partida. Mas, antes do apito final e com um jogador de linha no gol do Flu, Rodnei ainda fez o gol da vitória, para aumentar ainda mais a euforia dos flamenguistas.

 

Galo campeão

Galo campeão 2017

E no Independência, o Atlético-MG conquistou mais um título de Campeão Mineiro. O troféu do Galo foi garantido após a vitória sobre o Cruzeiro por 2 a 1, com recorde de público no estádio Independência. Além da taça, o triunfo atleticano acaba também com a sequência sem vitórias: mais de dois anos sem bater o seu maior rival, fato que já incomodava  os torcedores do alvinegro das Alterosas. No primeiro jogo, no Mineirão, com o Cruzeiro tendo a maior torcida e pressionando o tempo todo, o Atlético se segurou. No jogo decisivo e na sua "casa", o Galo se impôs e não decepcionou a massa atleticana que lotou o Independência.  

 

Chape campeã

Chapecoense

Nas outras regiões do país, houve surpresas e muita emoção. Como em Santa Catarinha, onde a Chapecoense conquistou o bicampeonato. E esse título da Chape veio após um processo de reconstrução da equipe e a certeza de que Chapecó voltou a ter alegria com o seu time. Foi um processo muito rápido para  a Chapecoense desde o fatídico acidente aério de 29 de novembro, na Colômbia, quando o time brasileiro perdeu, praticamente, todo o seu elenco. Em apenas quatro meses, o clube remontou a equipe para a temporada mais importante de sua história, soube lidar com as incertezas e precisou de apenas 159 dias para trocar a tristeza e as lágrimas pelos sorrisos com direito a  muita festa pelas ruas de Chapecó.

Outros campeões

No Rio Grande do Sul, o título desta vez não saiu da dupla Gre-Nal. O Novo Hamburgo derrou o Internacional nos pênaltis e conquistou pela primeia vez o título de campeão gaúcho. No Paraná, a decisão foi mais uma vez no famoso Atletiba, com o Coritiba conquistando mais um título estadual. Na decião do campeonato goiano, o título ficou com o Goiás que superou o Vila Nova. E na Bahia, deu Vitória. Na decisão contra o seu maior rival, o Bahia, os rubronegros levaram a melhor e levantaram mais um título baiano. (Renato Ferreira com Agências)

 

Por Renato Ferreira - 

 

Já fazia algum tempo que eu não usava os trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), como transporte, o que fiz no início da tarde desta segunda-feira (08/05), para me dirigir de Osasco ao Centro de São Paulo, usando também o Metro para chegar até as proximidades do Anhangabaú. Fiquei sem carro hoje, mas já tinha programado para ir de trem e Metro, inclusive, por ser mais rápido.

 Segurança na CPTM e no Metro vão da CPTM

Vão entre a plataforma e o vagão na maioria das estações da CPTM

E ao fazer esse trajeto, notei um fato que já deve ter sido observado por outros colegas, mas, que hoje me chamou muito a atenção pela sua gravidade. Trata-se do enorme vão que separa a plataforma dos vagões na maioria das estações da CPTM, como mostra a foto acima. Eu não medi com exatidão, mas, acredito que esse vão é, no mínimo, de 30 cm, fato que verifiquei nas estações de Osasco e na Domingos de Morais. 

Segurança na CPTM e no Metro vão do metro

Vão entre a plataforma e o vagão nas estações do Metro de São Paulo

Segurança na CPTM e no Metro extenção

Em algumas estações do Metro, ainda existe uma extenção que, praticamente, acaba com o vão

Segurança na CPTM e no Metro biombo no Metro

Biombo de proteção nas estações da Linha Amarela do Metro de São Paulo

Isso não ocorre, por exemplo, nas estações do Metro, conforme a sequência das fotos acima. Inclusive, em algumas estações do Metro, além do vão ser muito menor, foi providenciada ainda uma extenção de aço que praticamente fecha todo o vão, aumentando a segurança no momento do embarque e desembarque. Isto, sem falar, que nas estações mais modernas, como na Linha Amarela (Luz-Butantã), que também usei hoje ao retornar pra minha casa, há aquele biombo que impede qualquer acesso ao trem antes que ele esteja devidamente parado, uma vez que as portas do biombo abrem ao mesmo tempo das portas do vagão.

Claro que não estamos sugerindo que as estações da CPTM tenham o mesmo tipo de segurança das estações do Metro, isso não ocorre em nenhum país. Mas, com certeza, com o avanço da tecnologia e da engenharia, algo já poderia ter sido pensado para aumentar a segurança na CPTM. Por exemplo, acho que não seria nenhum bicho de sete cabeças e nem quebraria a empresa se fosse colocado também um biombo protegendo quem está nas plataforma. Ou, então, se não pudesse colocar em toda a extenção da plataforma, que fosse colocado apenas como proteção em frente às portas para proteção no momento de entrar ou sair dos trens.

E, mesmo assim, se não pudesse proteger o cidadão com biombo, que pensasse numa saída mais simples para diminuir esse vão. Hoje, ao embarcar em Osasco, notei esse fato, justamente, porque uma senhora estava tendo dificuldades para embarcar; E, ao ajudá-la notei o perigo que idosos, pessoas com necessidade especial e crianças correm ao embarcar nessas estações.

E as estatísticas mostram que ocorre um grande número de acidentes de pessoas que caem na linha ao embarcar ou desembarcar, além daquelas que num momento de desespero se jogam na linha pela facilidade que encontram. E na correria de um transporte ferroviário, com certeza, se uma pessoa cai quando o trem já está partindo, o risco de morte é quase certo.

Então, essa nossa matéria tem por objetivo de alertar mais uma vez a CTPM e solicitar que a mesma pense com mais atenção sobre isso. Certamente, prevenir nessa questão ficaria mais barato do que ter que correr para socorrer um cidadão em acidentes que poderiam facilmente ser evitados. (Renato Ferreira)

Segunda, 08 Maio 2017 00:21

Cruzeiro é pentacampeão da Superliga

 

Jogando na manhã deste domingo (07/05), o Cruzeiro conquistou o pentacapeonato da Superliga de Vôlei Masculino e se tornou o maior ganhador de todos os tempos da competição.

Embalado por quase 14 mil torcedores, que fizeram uma grande festa nas arquibancadas do Mineirinho, o time celeste venceu o Taubaté, por 3 a 1, com parciais de 25/22, 25/22, 18/25 e 25/19. Foi o quarto título consecutivo do time mineiro na Superliga em sete decisões seguidas.

É também a primeira vez que uma equipe conquista quatro títulos nacionais consecutivos, superando os tris seguidos de Banespa, Minas (duas vezes) e Florianópolis.

E, definitivamente, o Cruzeiro registra seu nome na história do vôlei brasileiro emundial com números impressionantes. Foi o 26º título em 30 finais de 33 campeonatos disputados desde 2010.

Na Superliga, a equipe do técnico Marcelo Mendez ficou com o título também em 2012, 2014, 2015, 2016. Além do técnico Marcelo Mendez, os jogadores Filipe, William e Serginho também estiveram em todos os cinco títulos nacionais da equipe.

Além do belíssimo espetáculo em quadra, os torcedores fizeram uma festa de arrepiar nas arquibancadas do Mineirinho. Foram 10.163 pagantes e 13.957 presentes no principal templo do vôlei nacional.

Veja, aqui, o último ponto da partida e o início da festa cruzeirense: 

https://www.facebook.com/orenatoferreira/posts/1343640632392840?pnref=story

 

Neste sábado e domingo, 6 e 7/5, das 12 às 21h, a cidade de Osasco será palco do 1º Osasco Barbecue Festival, uma ação inédita que apresentará os diversos tipos de assados, e realizará uma competição do melhor churrasco e do melhor chef. O torneio reunirá diversas equipes que concorrerão ao Troféu de Mestre Assador em quatro categorias de assados: churrasco com carne bovina, churrasco com aves, churrasco com costelinha de porco e churrasco vegetariano.

O evento será realizado pela Associação dos Churrasqueiros do Brasil, que representa a WBQA – World Barbecue Association, em parceria com a Prefeitura de Osasco, no estacionamento da Prefeitura. No local os apreciadores de um bom churrasco terão a disposição uma Praça de Alimentação com grande variedade de churrascos, bares com cervejas artesanais, chopes e drinques, sorvetes artesanais, espaço kids, palestra com chefs churrasqueiros, palco com apresentações musicais e venda de produtos e equipamentos para churrasco.

A entrada será 1 quilo de alimento não perecível que será destinado ao Fundo Social de Solidariedade. (Fonte: SECOM/PMO)

 

O ex-prefeito de Osasco, Jorge Lapas (PDT), deixou de pagar o aluguel do imóvel que abriga a 2ª Companhia da Polícia Militar, instalada na rua Victor Brecheret, na Vila Yara. Com uma dívida superior a R$ 375 mil, a justiça acatou ação de despejo e determinou a desocupação do prédio em até 60 dias.

 

De acordo com o processo na 1ª Vara da Fazenda Pública do Fórum de Osasco, o contrato de locação do imóvel, que teve início em 28 de junho de 2007, sendo renovado para o período de 6 de junho de 2011 a 5 de junho de 2012, previa pagamento mensal de R$ 10.200, o que não ocorreu de forma regular. Ou seja, a administração Lapas optou por acumular os aluguéis e efetuar pagamentos esporádicos sem saldar por completo a dívida gerada.

 

O pagamento irregular provocou uma dívida de R$ 375.936,17, até o momento. O juiz titular da 1ª Vara, José Tadeu Picolo Zanoni, determinou em seu despacho que a prefeitura salde o valor “que deverá ser atualizado monetariamente desde a data do vencimento e acrescidos de juros de mora desde a citação”.

 

Para que a população não seja prejudicada, uma vez que a Polícia Militar define locais estratégicos para a instalação das companhias, a Prefeitura de Osasco, através da Secretaria de Administração, verifica, junto com o comandante da 2ª Cia da PM, um outro imóvel para abrigar a unidade.

 

 

Atenção! Neste sábado, 6 de maio, você e sua família têm um compromisso com a alegria. Vocês não podem perder a peça "Não sou gordo, são seus olhos", única apresentação no Teatro Municipal Glória Giglio, de Osasco, às 20h.

O Teatro fica na Avenida dos Autonomistas, em frente ao Carrefour.

O ingresso custa R$ 40,00, mas, levando 1 kg de alimento não perecível, você pagará apenas meia entrada. Os alimentos arrecadados serão entregues ao Fundo Social de Solidariedade.

Portanto, não perca! Vá rir até morrer com um dos melhores atores do Brasil, o meu amigo Hermes Carpes no Teatro Muncipal de Osasco! (Renato Ferreira)

 

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.