Sexta, 20 Setembro 2019 | Login
Vereador do Podemos, partido da base do governo de Rogério Lins, votou contra um Projeto sobre reestruturação administrativa da Prefeitura.
 
Conversando com jornalistas durante a sessão ordinária - primeira parte - desta terça-feira, 10/09, na Câmara Municipal de Osasco, o vereador Ralfi Silva diz que se sente tranquilo no Podemos, mesmo após as polêmicas surgidas após o seu voto contrário ao Projeto do Executivo sobre Reestruturação Administrativa da Prefeitura proposta pelo prefeito Rogério Lins, também do Podemos.
Um dos assuntos mais comentados nos últimos dias nas redes sociais e também na imprensa local é justamente a posição tomada pelo vereador, que é do mesmo partido de Lins e, portanto, da base de seu governo. "Voto com a minha consciência", enfatizou Ralfi.
Indagado se, após a polêmica, ele se sente tranquilo, pensa em sair ou teme ser expulso do partido dirigido nacionalmente pela deputada Federal, Renata Abreu, Ralfi Silva afirmou que, além de se sentir "tranquilo", não teme ser expulso a julgar pelas conversas com membro do Podemos.
"Como eu disse, voto de acordo com a minha consciência e, além disso, existe um parecer contrário da Procuradora da Câmara sobre alguns pontos desse Projeto. Tenho recebido telefonemas de membros da Executiva municipal do partido e, portanto, não vejo nenhum problema. Não pretendo também deixar o partido", disse.
O vereador disse também que tem recebido convites de outras legendas. "Não pretendo sair, mas, fico lisongeado pelos convites que tenho recebido, por exemplo, de grandes legendas, como PSDB, DEM e PRB, dentre outros partidos", finalizou Ralfi.
Segundo o líder do Prefeito na Câmara, verador Toniolo, a reestruturação se faz necessária, uma vez que Executivo precisa se adequar às exigências da Lei. Conforme explicou Toniolo, haverá extinção de alguns cargos e criação de outros, porém, sem aumento de cargos ou despesas para os cofres públicos do Município.
Tumulto
O presidente da Câmara de Osasco, Ribamar Silva (sem partido) teve muito trabalho para conter os gritos da plateia, que lotou o auditório do Legislativo. Eram ex-funcionários da Prefeitura, que foram lá para acompanhar, justamente, a segunda votação do Projeto do Executivo que, segundo o líder do Prefeito, Antônio Toniolo, será aprovado, apesar das polêmicas.
Mesmo antes da votação da proposta de reestruturação administrativa, os servidores gritavam muito contra as falas dos vereadores de oposição - Dra. Régia (PDT), Dr. Lindoso (PSDB), e Tinha di Ferreira (PTB), principalmente, quando estes usavam a tribuna para criticar o Executivo e apontar os problema na rede municipal de Saúde.
Tinha di Ferreira chegou a discutir com a plateia, quando um ou dois manifestantes, o xingaram de "ladrão de tinta". Tinha ficou bastante revoltado e a sessão foi suspensa temporariamente pelo presidente Ribamar Silva para que os ânimos exaltados voltassem ao normal. (Renato Ferreira)
Published in Cidade

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.