Domingo, 19 Novembro 2017 | Login
Gustavo Anitelli fala sobre a sua saída da Secretaria da Cultura de Osasco

Gustavo Anitelli fala sobre a sua saída da Secretaria da Cultura de Osasco Featured

"Sou um militante em prol da Cultura e para se fazer política não é necessário ter mandato e nem cargo público", afirma Gustavo Anitelli

 

Na tarde desta sexta-feira, (10/11), o produtor cultural e ex-secretário da Cultura de Osasco, Gustavo Anitelli, reuniu a imprensa para fazer um balanço dos 10  meses que esteve à frente da pasta e também para falar sobre a sua exoneração do cargo - https://goo.gl/xL3Azj  - no início desta semana. Ele considera que a sua saída reflete um clima de censura por parte da Câmara Municipal e também do Executivo, fato que, segundo ele, é "um retrocesso político e cultural". Durante a coletiva, Anitelli disse duas frases que deverão nortear a sua atuação como militante político na cidade, onde pretende continuar batalhando em defesa dos movimentos culturais e artísticos: "Censura é uma forma de esconder a corrupção" e "Pra se fazer política não é necessário ter mandato e nem cargo público". Segundo Anitelli, na próxima semana, ele já vai participar de uma ação com artistas da cidade que o apoiaram durante a sua gestão.

Antes de abrir para as perguntas, Anitelli fez uma explanação sobre as ações que executou nesses dez meses e também sobre os planos e metas que ele tinha para a Secretaria da Cultura. E falou, principalmente, sobre dois episódios que foram o estopim para as críticas que recebeu do Legislativo culminando com a sua exoneração, Um dos fatos, que iniciou a crise e que o ex-secretário fez questão de enfatizar, foi um cartaz do Batman beijando o Super Homem, que foi publicado na página da Secretaria como chamada para uma ação do Grupo LGBT. Em seguida, ele falou sobre a exibição de uma peça  com críticas a policiais militares. Esses dois episódios foram duramente criticados pelos vereadores de Osasco, que aprovaram, inclusive, uma moção de repúdio ao Secretário. "Tudo isso me causou espanto devido ao conservadorismo dos vereadores,que não reflete o pensamento da maioria da população. Censura é uma forma de esconder a corrupção. Hoje, nos proíbem de criticar a PM. Amanhã, vão nos proibir de criticar os políticos da cidade", disse Anitelli.

O ex-secretário negou também que a sua exoneração tenha sido um ato político/partidário. "A minha entrada no governo foi um convite pessoal do prefeito Rogério Lins pelo meu trabalho. Inclusve, agradeço ao Rogério pelo reconhecimento ao nosso trabalho e pelo convite. Não fui indicado pelo PT. Então, a minha saída também não foi motivada por eu ser do PT. Isso é apenas uma cortina de fumaça para esconder esse clima de censura que a Câmara Municipal, pela sua maioria, quer implantar em Osasco. E é contra isso que estamos preparados para lutar".

Gustavo Anitelli negou ainda que tenha planos para ser candidato nas eleições de 2018. "No momento quero apenas descansar e estar pronto para a nossa luta política em prol de todos os movimentos culturais e artísticos de Osasco, uma cidade que esqueceu a sua periferia. Por isso, investimos em políticas em prol da juventude. Não pretendo ser candidato a nenhum cargo", afirmou Anitelli. No final, ele disse que espera que o Lula seja candidato. "Sem o Lula na disputa, as esquerdas terão mais dificuldades,  mas, acho que o PT, sabendo dialogar com os demais partidos de esquerda, tem condições de vencer mesmo sem ele na disputa", concluiu. (Renato Ferreira)

Notícias & Opinião esteve presente e registrou, em vídeo, o início da coletiva. Veja aqui: https://www.facebook.com/orenatoferreira/posts/1519011288189106?pnref=story

 

000

About Author

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.