Segunda, 26 Junho 2017 | Login
Marcha para Jesus reúne milhões de pessoas em São Paulo e em outras regiões do Brasil

Marcha para Jesus reúne milhões de pessoas em São Paulo e em outras regiões do Brasil Featured

 

Nesta quinta-feira (15/06), acontece desde a parte da manhã,  a 25ª edição da Marcha para Jesus em São Paulo, considerada o maior evento gospel do Brasil e um dos maiores do mundo. Segundo os organizadores, a expectativa é de que mais de três mihões de pessoas estejam participando do evento que vai até por volta das 22 h, com a presença de diversos líderes, pastores e cantores evangélicos. Também hoje, a Marcha para Jesus está sendo realizada em quase todas as capitais do Brasil e em outras centenas cidades de norte a sul do país.  Promovido pela Igreja Renascer em São Paulo, em outras cidades, o evento conta com o apoio dos Conselhos de Pastores e reúne membros das mais diversas igrejas para oração e louvor.

Tudo começou em  Londres,  em 1987, quando o pastor pentecostal Roger Forster reuniu diversos cristãos de várias igrejas para orar pela capital da Inglaterra.  E em 1990 a Marcha chegou ao Brasil. 

A primeira Marcha para Jesus no Brasil foi realizada em  São Paulo, em 1993, promovida pela Renacer em Cristo, sob a liderança do apóstolo  Estevam Hernandes.  Naquele ano, o evento reuniu cerca de 300 mil pessoas na Avenida Paulista. Posteriormente, a Marcha em São Paulo foi crescendo a cada ano e se transformou no maior evento gospel do Brasil com a presença, inclusive, de trios elétricos, com forte apelo político.


No ano passado, a Marcha para Jesus em São Paulo contou com quase 5 mil caravanas oriundas de várias partes do Brasil.  Desde 2009, o evento faz parte do calendário oficial do país conforme lei sancionada pelo ex-presidentente Luiz Inácio Lula da Silva.. Em 2015, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin assinou a lei que oficializa o feriado de Corpus Crhisti como a data anual da Marcha em São Paulo.  

Desgaste político

Como cresceu muito, houve o natural interesse de políticos em participar e usar o evento evangélico.  Em quase todos os anos, houve discursos de políticos, sempre no sentido de exaltar o trabalho social das igrejas, mas, também sobre a necessidade de os evangélicos "participar" da política ou "assumir seus espaços" na vida política do Brasil.  E, assim, consequentemente, acabou havendo também o desgaste político do evento, que começou com o objetivo de louvar a Deus e de orar pelo país e pelo povo. 

Neste ano, Hernandes fez questão de envatizar que a Marcha passa longe de qualquer motivação eleitoral. “A Marcha não tem objetivos políticos, mas, apenas, o de unir as pessoas em torno do amor por Cristo. Também, é uma manifestação de amor pelo país, quando oramos por nossas famílias, mas também pelo futuro da pátria”, afirmou o líder da Renascer em Cristo.  Na  oração que abriu o evento de 2017, , o apóstolo pediu: “Pai, tira a fome e a corrupção do Brasil. O Deus de paz vai esganar o satanás sob os teus pés”.

Temer vetado

Para a Marcha que vai até às 22h desta quinta-feira, o prefeito de São Paulo, João Doria gravou um vídeo sobre o evento. O Governador Alckmin não participou e a presença de Temer foi vetada.  Mas, mesmo assim, políticos como Marcelo Criviella, prefeito do Rio de Janeiro (PRB),  e o deputado Federal Tiririca (PR-SP),  participaram.  Participaram também atletas de futebol e artistas como o jogador Neymar, o técnico do Corinthians, Fábio Carille, os apresentadores Raul Gil e Sonia Abrão, além do sambista Neguinho da Beija Flor. No entanto, o vídeo gravado por Michel Temer foi vetado.  Segundo informações, o evento tem um custo estimado em R$ 1 milhão. Uma parte desse valor é bancado pela Prefeitura, enquanto o restante é custeado pela organização com a venda de camisetas temáticas. (Renato Ferreira com Agências)

000

About Author

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.