Quinta, 20 Junho 2019 | Login
ADMINISTRAÇÃO: Araçariguama adquire novo Ônibus Escolar

ADMINISTRAÇÃO: Araçariguama adquire novo Ônibus Escolar Featured

 
A Prefeitura de Araçariguama, por meio da Secretaria de Educação, acaba de adquirir novo Ônibus Escolar zero quilômetro. Essa nova conquista da Prefeitura, sob o comando da Prefeita Lili Aymar (foto), foi feita através de convênio com o FNDE/MEC (Governo Federal) PAR (Plano de Ações Articuladas - Programa Caminho da Escola).
Trata-se de um termo de compromisso firmado em 2018 proveniente de emenda parlamentar da deputada Federal Bruna Furlan (PSDB), no valor de R$274.050,00, sendo R$250.000,00 da emenda e R$24.050,00 coomo contrapartida da Prefeitura de Araçariguama.
Araçariguama ônibus 2
 
Esse novo benefício para o povo de Araçariguama só foi possível graças ao esforço de todo o grupo da Secretaria de Educação pela agilidade e organização, da equipe de Projetos Especiais e, principalmente, pela iniciativa da Prefeita Lili Aymar na busca de recursos para o município.
“A aprovação do convênio aconteceu no dia 31 de dezembro de 2018, onde a equipe de supervisão, liderada pelo professor Fernando Cunha, se dedicou e com muita expertise, conseguiu a aprovação deste novo ônibus para nossa educação”, disse o Secretário Michel Vicentine.
“É com muita alegria que entregamos mais um ônibus 0k para nossos alunos. Nossa meta é tornar Araçariguama uma cidade referência na educação, e isso já está se tornando realidade. Transporte é essencial para a qualidade de acesso de nossos alunos, além da economicidade gerada pelo convênio”, destacou a Prefeita Lili Aymar. (Departamento de Comunicação)
000

About Author

Related items

  • OSASCO: Zona Norte receberá Hospital da Criança, anuncia Rogério Lins

    Nesta quarta-feira, 12/06, o prefeito de Osasco, Rogério Lins, anunciou que em breve Osasco contará com uma unidade do Hospital da Criança. O prédio terá três andares, 40 leitos de internação e dez de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

    Rogério Lins

    Rogério Lins, Prefeito de Osasco

    “Já temos os recursos e o projeto está em fase final de elaboração. Em seguida será aberto o processo licitatório. O hospital terá todas as especialidades e infraestrutura necessárias para atender nossas crianças. Há anos nossa população reivindicava um hospital infantil. Agora estamos perto de tornar esse sonho realidade”, disse o chefe do Executivo osasquense, durante a visita ao local que sediará a unidade hospitalar.

    O Hospital da Criança de Osasco será construído na Avenida Presidente Getúlio Vargas, próximo à Policlínica da zona Norte, no Jardim Piratininga. (Texto:Marco Borba - Imagem: Jean Bueno/Secom)

  • ARAÇARIGUAMA: Prefeita Lili Aymar participa da apresentação do programa “Meu Emprego”, no Palácio dos Bandeirantes
    Portal reúne vagas dos cursos profissionalizantes ofertados pelo Estado; ampliação do número de posições será de 25%, totalizando 130 mil.
     
    Na manhã desta terça-feira, 04/06, a prefeita de Araçariguama, Lili Aymar, esteve no Palácio dos Bandeirantes  - sede do governo do estado de São Paulo – para acompanhar a apresentação do novo programa de governo – “Meu Emprego – ao lado do Secretário de Habitação, José Fernandes da Costa (Costa do Gás) e do vereador Rogério Guilherme.
    O programa Meu emprego é uma plataforma online que integra todos os cursos gratuitos de qualificação profissional oferecidos pelo Governo do Estado. O site disponibiliza também um sistema para registro de cursos pelas prefeituras paulistas, a fim de atender as demandas atuais do mercado de trabalho por mão de obra qualificada.
    Com o programa, o número de vagas de qualificação foi ampliado em 25% em todo o Estado, passando de 103 mil, para 130 mil vagas.
    “A ampliação deste programa de qualificação vem muito dentro da nossa proposta de governo. Desde o início, ainda na campanha, falávamos em geração de emprego como uma de nossas prioridades. Gerar empregos é gerar oportunidades, é qualificar”, comentou Doria.
    Para a prefeita Lili Aymar é mais uma oportunidade de recolocação no mercado de trabalho. “Um programa que veio para trazer mais oportunidades de emprego, qualificação e aumentando a autoestima das pessoas”, comentou Lili.
    Programas de qualificação e empregabilidade oferecidos pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico no Meu Emprego:
    Meu Emprego Cidadão Trabalhador: Programa Emergencial de Auxílio-Desemprego que proporciona qualificação profissional e renda para cidadãos que estão desempregados e em situação de alta vulnerabilidade social. Os beneficiários receberão qualificação profissional para atuação em áreas de zeladoria predial e urbana e atuarão em atividades como limpeza, conservação e manutenção de órgãos públicos estaduais e municipais em contrapartida ao benefício financeiro oferecido pelos municípios.
    Meu Emprego Pró-Egresso: Os egressos recebem apoio para obtenção da carteira profissional e são inseridos em iniciativas de qualificação profissional e intermediação de mão de obra para sua inserção ou reinserção no mercado de trabalho.
    Meu Emprego Trabalho Inclusivo: Tem como objetivo promover a inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho e conscientizar o empresariado. O programa de assistência ao deficiente físico foi remodelado e passará a oferecer cursos de qualificação profissional.
    Via Rápida: O oferece cursos gratuitos de qualificação profissional de curta duração, de 100h a 160h, para jovens e adultos em busca de uma oportunidade no mercado ou de geração de renda. Os cursos são oferecidos de acordo com demandas locais e dinâmicas regionais de empregabilidade.
    Via Rápida Expresso/ Escola Mais Bonita: Oferece cursos de qualificação profissional básica de curta duração na área de construção civil, especificamente de pintor de obras e edificações, com enfoque na qualificação profissional para a reintegração social. As aulas teóricas geralmente são ministradas na unidade prisional, e as aulas práticas são realizadas em equipamentos públicos, garantindo sua revitalização durante o curso. Neste momento, há priorização para execução das aulas práticas nas escolas estaduais paulistas.
    São Paulo Criativo: O São Paulo Criativo é uma iniciativa com enfoque na qualificação e formação profissional para o desenvolvimento da criatividade, em um ambiente de aprendizagem que favorece a inovação e o empreendedorismo. A carga horária é de 160h a 230h e o objetivo é contribuir com a geração de emprego e renda nas áreas de Tecnologia, design, artes, gastronomia, arquitetura, marketing digital, dentre outras que compõem o setor da economia criativa.
    Novotec: O Novotec dá oportunidade aos alunos do Ensino Médio da Rede Pública Estadual de cursarem também o Ensino Técnico profissionalizante. O programa oferece duas modalidades: Novotec Expresso, com cursos de curta duração e o Novotec Virtual, com cursos complementares à distância. (Imagen – Rutty Baxtton / SECOM)
  • EDUCAÇÃO: Nova reitora da UFRJ defende ampliação de parcerias com empresas privadas
    Médica e pesquisadora quer fortalecer núcleos de apoio a graduandos.
     
    A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) sempre esteve presente na vida adulta da médica e pesquisadora Denise Pires de Carvalho que, aos 54 anos, será a primeira mulher a assumir a reitoria da maior universidade pública do país.
    Professora titular do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da UFRJ, Denise vai liderar uma comunidade de 4 mil docentes e de 67 mil estudantes de graduação, pós-graduação e ensino a distância.
    "A UFRJ é a maior [universidade] federal. Já foi, durante muito tempo, a melhor federal do país e tem perdido, nos últimos tempos, esse posto, porque nós temos problemas administrativos e acadêmicos", diz a carioca que foi a primeira colocada na lista tríplice encaminhada ao presidente da República, Jair Bolsonaro, com as sugestões de nomes de reitor e vice-reitor para comandar a federal no período de 2019 a 2023. O presidente já confirmou Denise para o cargo, a partir de julho, e sua nomeação deve ser publicada nesta segunda-feira (3) no Diário Oficial da União.
    Denise recebeu 9.427 votos da comunidade acadêmica. Esta foi a segunda vez que ela entrou na disputa pela reitoria da UFRJ. Em 2015, ela perdeu para o atual reitor Roberto Leher.
    Dedicação à Instituição
    A pesquisadora entrou para a graduação em medicina na UFRJ em 1982. Era o início de uma vida dedicada à universidade. Formada em 1987, ela concluiu o mestrado em Ciências Biológicas (Biofísica) na mesma instituição em 1989. Em 1994, conquistou o título de doutora, também em Ciências Biológicas, pela UFRJ. Concluiu o pós-doutorado no Hôpital de Bicêtre, Unité Tiroïde, Paris, em 1995, e na Universitá Degli Studi di Napoli, Nápoles, em 2006.
    Hoje, ela atua como docente nos cursos de graduação da área da saúde e como orientadora nos Programas de Pós-graduação em Ciências Biológicas-Fisiologia e Endocrinologia da UFRJ. Denise também foi diretora do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho.
    O amor pela universidade também deixou marcas nas filhas Daniela, 28 anos, bióloga formada pela UFRJ, e Isabela, 23 anos, prestes a se formar em medicina pela mesma instituição. O marido de Denise, o biólogo Álvaro Leitão, é professor aposentado do Instituto de Biofísica da universidade.
    Elegante em uma saia preta e blusa clara com bordados nas mangas, a futura reitora concedeu uma entrevista à Agência Brasil, nesta semana, durante lançamento da campanha da Escola Politécnica (Poli-UFRJ) #EsseLugarTambémÉMeu, para ampliação do número de estudantes mulheres nas áreas de engenharia.
    Pequena em estatura, Denise se mostrou grande nas ideias que têm para a universidade. Ela pretende retomar a liderança entre as federais, reforçar um núcleo psicopedagógico para auxiliar alunos de graduação, além de ampliar a internacionalização e as parcerias com empresas privadas.
    Para isso, ela terá a ajuda do professor Carlos Frederico Leão Rocha, do Instituto de Economia (IE) da UFRJ, eleito vice-reitor na chapa escolhida pela comunidade acadêmica.
    Foco na graduação
    Nova reitora da UFRJ denise pires
    Denise Pires de Carvalho, nova Reitora da UFRJ (Foto: Diogo Vasconcellos Coordcom UFRJ)
    A nova reitora disse que pretende fazer com que a UFRJ retome a liderança entre as federais. Segundo ela, será dado um importante destaque aos alunos de graduação.
    "A gente faz muita pesquisa, desenvolve muita pós-graduação de excelência, mas a nossa graduação tem estado esquecida. Muitos estudantes evadem, não conseguem concluir os cursos”, destacou a nova reitora dizendo que quer fazer a instituição voltar a ocupar um lugar de vanguarda na educação brasileira.
    Entre as sugestões, ela citou a elaboração de um projeto para diminuir a evasão que, se bem-sucedido, poderá ser aplicado em outras universidades brasileiras. "Quem sabe, a UFRJ não consegue inovar também sob esse aspecto", apostou.
    A pesquisadora defendeu ainda a necessidade de fortalecer os núcleos de apoio psicopedagógico para os graduandos. “Muitos alunos entram na universidade em cursos que não gostariam e só percebem isso ao longo do ano”, destacou.
    No início da gestão, Denise afirma que vai atacar questões que não dependam do orçamento. Ela pretende reorganizar a área de comunicação da universidade com o intuito de aumentar a interação com a imprensa e mostrar para a sociedade o que a UFRJ faz. "São questões que dependem muito mais de mudança administrativa do que orçamentária. Essas são as questões mais importantes, de início", afirmou.
    Inovação e integração
    Denise reconheceu que, embora seja feita muita pesquisa e haja produção de conhecimento na universidade, há pouca inovação. Esse é um conceito que ela pretende induzir juntamente com a ampliação da internacionalização. Na avaliação dela, a diretoria de Relações Internacionais da UFRJ é subdimensionada e ela vai trabalhar para tornar a estrutura uma superintendência – o que tornará o trabalho maior e mais relevante.
    A nova reitora propõe a integração da universidade em torno de um projeto institucional de “voltar para o primeiro lugar”. "Quem sabe a gente consegue daqui a quatro anos. Eu estou muito confiante, porque a gente tem muita excelência aqui dentro. O que falta é um ajuste administrativo".
    Parcerias privadas
    Durante a entrevista à Agência Brasil, ela citou ainda a necessidade de ajustes no orçamento da UFRJ, atualmente, deficitário. "É um momento muito difícil porque o governo anuncia cortes e a gente sabe que o financiamento das instituições públicas, em todo lugar do mundo, é majoritariamente público", destacou.
    Ela aponta como um caminho o aumento das parcerias já existentes com empresas privadas, mas critica a atual concentração de verbas em determinadas áreas. Denise cita ainda o interesse em ampliar o parque tecnológico da UFRJ para áreas como a biomedicina. Atualmente, as áreas de óleo e gás são as que mais desenvolvem pesquisa.
    "Tem que haver uma ampliação diária de atuação dessas empresas. O que nós pretendemos é que haja mais transparência na utilização dos recursos que são arrecadados por meio dos projetos com essas empresas e que esses recursos possam ser distribuídos por todas as áreas da universidade, não fiquem concentrados apenas nas áreas que têm interação com as empresas", disse Denise defendendo a democratização do uso dos recursos. (Agência Brasil - Foto: Diogo Vasconcellos Coordcom UFRJ)).

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.