Sábado, 21 Julho 2018 | Login
Prefeitura de Osasco inicia Vacinação Antirrábica na próxima segunda-feira

Prefeitura de Osasco inicia Vacinação Antirrábica na próxima segunda-feira Featured

Proteja o seu animalzinho de estimação, levando-o pra vacinar em Osasco
 
A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Saúde, inicia na próxima segunda-feira, 16/07, a Campanha de Vacinação Antirrábica 2018. Serão duas etapas de vacinação. A primeira de 16 a 27 de julho, das 9h às 14h, com uma única equipe que percorrerá os locais de difícil acesso do município. Já a segunda etapa, de 1 a 31 de agosto, das 9h às 16h, será com postos volantes percorrendo os bairros.
Além disso, durante a campanha, a Prefeitura manterá o posto fixo de vacinação no Núcleo de Controle de Zoonoses (Avenida Lourenço Belloli, 1.480, Parque Industrial Mazzei), de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h, que atenderá enquanto houver estoque de vacinas, e manterá um posto alternativo no Quartel da Defesa Civil (Rua José Júlio, 333, Jardim Sindona), de segunda a sábado, das 9h às 16h.
Devem ser vacinados cães e gatos a partir dos 3 meses de idade. Não podem ser vacinados os animais debilitados, fêmeas prenhas ou animais que estejam em tratamento. Os cães devem ser levados com coleira, guia e focinheira, se necessário.
A raiva é uma doença transmitida por mordidas, arranhões ou lambeduras de animais aos seres humanos. Anualmente ocorre a Campanha de Vacinação Antirrábica, com doses gratuitas da vacina. Neste ano, a meta em Osasco é imunizar 55 mil cães e 11 mil gatos.
A lista dos postos volantes de vacinação antirrábica ficará disponível no portal www.osasco.sp.gov.br (Secom/PMO)
SERVIÇO
Postos fixos:
Núcleo de Controle de Zoonoses
(Avenida Lourenço Belloli, 1.480 – Parque Industrial Mazzei)
Segunda a sexta-feira, das 9h às 15h
Quartel da Defesa Civil
(Rua José Júlio, 333 – Jardim Sindona)
Segunda a sábado, das 9h às 16h
Postos volantes, sempre das 9h às 14h:
16 e 17/7
Jardim Santa Fé – equipe circulará pelo bairro
18 e 19/7
Colinas D’Oeste e Socó
Rua Herbert de Sousa (abaixo do Mercado do Mineiro)
20 e 23/7
Três Montanhas
E.E. Gastão Ramos (Rua Serra das Antas)
24/7
Jardim Adalgisa – equipe circulará pelo bairro
Portal 1 (Rua Luís Bonfá, próximo ao CEU)
26 e 27/7
Morro do Sabão
A partir da Rua Lagoinha
000

About Author

Related items

  • DEBATE: Gelso Lima reúne especialistas para falar sobre Segurança Pública

    Falhas na Educação e no Planejamento foram apontadas como as principais causas dos problemas na área de segurança para a sociedade

     

    Com o objetivo de discutir as causas dos problemas na área de segurança pública e elaborar projetos futuros, o ex-secretário de Governo de Osasco e pré-candidato a deputado estadual pelo Podemos, Gelso Lima, promoveu na noite de quarta-feira, 18, um importante debate sobre o tema, na cidade Osasco.

    Realizado no auditório da ACEO (Associação Comercial e Empresarial de Osasco), o evento reuniu mais de 200 pessoas e os seguintes palestrantes: Benedito Mariano (Ouvidor das polícias Civil e Militar do Estado de São Paulo); Paulo Sérgio Maluf Barroso (Delegado Assistente da Ouvidoria); Alexandre Volpiani Carnelós (Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB Osasco); Tenente Coronel Ricardo Tahara (Comandante do CPA/M-8); inspetor Rildo (GCM-Osasco); e o Tenente Coronel Marcos Abondanza Vitiello (Comandante do 36º BPM/M).

    Debate sobre Segurança Público

    Cada debatedor falou sobre as principais ações de suas instituições, destacando que todas as forças ligadas à segurança pública tem se empenhado no trabalho preventivo e de inteligência para combater a criminalidade. E todos apontaram, de um modo geral, que investimentos nas áreas da Educação e de Planejamento são essenciais para a solução dos problemas enfrentados na Segurnça Pública, como também o aumento do efetivo e a valorização dos policiais. (Fotos: Reinaldo Vaz)

    Principais trechos do debate:

    Cel. Tahara

    Em sua fala, o Ten. Cel. Tahara elencou os principais motivos pelos quais crimes continuam acontecendo, apesar dos esforços da polícia. Ele salientou que em 20 anos a população que compreende a região do CPAM-8 cresceu mais de 26%, enquanto que o efetivo da polícia cresceu apenas 4%. Além disso, as leis que regem o sistema prisional contribuem de certa forma para que criminosos estejam nas ruas, já que 5% dos presos liberados nos indultos em datas especiais não retornam à prisão. Tahara também citou a crise econômica, o desemprego, falhas na prevenção primária, falhas na ressocialização do preso e sistema educacional deficitário como fatores que ajudam o crescimento dos índices criminais.
    Cel. Vitiello
    Para o também Ten.Cel. Vitiello, a Educação é fator primordial para diminuição do crime na sociedade. “Segurança pública se faz com educação. Educação é fundamental e é nisso que os governos precisam investir porque é através da Educação que vamos rodear todos os outros fatores que culminam na prática do crime. Se investirmos em Educação teremos uma segurança pública sustentável”. Ele aproveitou a ocasião para agradecer Gelso Lima pela promoção do evento, explicando que “muita gente fala mal das polícias, e que uma oportunidade como essa é dada por gente que tem coragem”.
    Benedito Mariano
    Benedito Mariano, que já foi ouvidor da polícia de São Paulo de 1995 a 2000 e que agora retorna ao cargo, considera que o grande problema da instituição paulista hoje é a desvalorização profissional, cujos salários estão em 23º lugar no ranking das piores remunerações do Brasil, que tem 26 Estados, além da diminuição do efetivo tanto da PM como da Polícia Civil. “Para fortalecer a segurança pública, a polícia de São Paulo precisa de valorização profissional e a sociedade precisa cobrar essa questão de todos os candidatos ao Governo de São Paulo. Essa seria a primeira grande contribuição do governo para melhorar a segurança pública no Estado de São Paulo”.
    Entre outros fatores, Mariano também falou sobre a estrutura deficiente da polícia, lembrando que o Estados tem mais de 600 municípios e que cerca de 300 deles não tem delegados. “Um único delegado às vezes cobre 12, 15 cidades. Tem cidades em que a presença da polícia judiciária se faz com um único investigador. A polícia civil diminuiu de tamanho. Há 20 anos tínhamos 37 mil policiais e hoje temos 25 [mil]. O Estado cresceu, os problemas cresceram, e a polícia diminuiu de tamanho. É isso que temos que discutir na segurança pública”, salientou.
    Delegado Sérgio Maluf
    Paulo Sérgio Maluf Barroso defende a união das polícias para combater a criminalidade. “Quando o Estado, através dos seus aparatos trabalha em conjunto, o crime tende a perder”. Ele ratificou o que Mariano disse, e salientou a importância da valorização salarial do policial de São Paulo. “A polícia não vai ser forte se o policial não tiver tranquilidade para trabalhar”.
    Inspetor Rildo
    Por sua vez, o inspetor Rildo lembrou que a lei 13022, de 2014, regulamentou o papel da Guardas Municipais, e que isso foi de extrema importância no contexto da segurança pública dos municípios. “A lei quebra paradigmas, porque havia muito questionamento sobre a atuação das GCM’s. O artigo 3º diz que a GCM tem que preservar a vida. As pessoas pensam que nós estamos ligados ao cuidado do patrimônio, mas nós temos que preservar a vida. Está na lei”, explicou.
    Advogado Alexandre Carnelós
    Encerrando a primeira parte do evento, antes das perguntas dos jornalistas, o Dr. Alexandre Carnelós falou sobre a questão dos Direitos Humanos dentro do tema segurança pública e assim como os outros, defendeu a Educação e o Planejamento como pilares para todos os segmentos da sociedade.

    Notícias & Opinião esteve presente e registrou o evento. Veja aqui: https://www.facebook.com/orenatoferreira/posts/1805355392888026

  • SAÚDE: Casos de sarampo aumentam no mundo, alerta OMS

    Lembre-se disso: sarampo mata!  No Brasil, há surtos em Roraima e no Amazonas e na região Sudeste já casos registrados da doença

     

    Relatório divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) alerta para o aumento de casos de sarampo no mundo. Os números mostram que, nos quatro primeiros meses deste ano, foram registrados 79.329 casos da doença, contra 72.047 no mesmo período de 2017.

    O pico da doença foi registrado no mês de março, quando foram identificados 25.493 casos. A maior parte dos casos de sarampo registrados em 2018 foram identificados em países como Uganda e Nigéria, na África; Venezuela, nas Américas; Iêmen, Emirados Árabes Unidos, Síria, Sudão e Paquistão, no Mediterrâneo Oriental; Ucrânia, Sérvia, Rússia e Romênia, na Europa; Índia, Tailândia, Mianmar e Indonésia, no Sudeste Asiático; e Filipinas e Malásia, no Sudeste Asiático.

    Surtos no Brasil
    De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil enfrenta pelo menos dois surtos de sarampo – em Roraima e no Amazonas. Até o dia 27 de junho, foram confirmados 265 casos de sarampo no Amazonas, sendo que 1.693 permanecem em investigação. Já Roraima confirmou 200 casos da doença, enquanto 179 continuam em investigação.

    Ainda segundo a pasta, casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos estados de São Paulo (1), Rio Grande do Sul (6); e Rondônia (1). Outros estados têm casos suspeitos, mas que ainda não foram confirmados. Até o momento, o Rio de Janeiro informou oficialmente 18 casos suspeitos e dois casos confirmados de sarampo.

    “O Ministério da Saúde permanece acompanhando a situação e prestando o apoio necessário ao Estado. Cabe esclarecer que as medidas de bloqueio de vacinação, mesmo em casos suspeitos, foram realizadas em todos os estados", diz o ministério.

    Em 2016, o Brasil recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) o certificado de eliminação da circulação do vírus do sarampo. (Matéria extraída da Agência Brasil - EBC)

  • Prefeitura de Osasco realiza zeladoria e manutenção em vários bairros da cidade
     
    A Prefeitura de Osasco mobilizou as equipes das secretarias de Serviços e Obras (SSO) e Meio Ambiente (Sema) para a realização de ações de zeladoria e manutenção de vários bairros da cidade. As ações incluem poda de árvores, paisagismo, troca de lâmpadas, operação tapa buraco, roçagem, desratização e vistoria contra a dengue, remoção de lixo e entulho depositados em locais indevidos, obras de manutenção, pinturas de guias e postes, sinalização viária, entre outros.
    Zona Sul
    Na zona Sul, a transformação já pode ser conferida na Praça do Samba, reduto tradicional daqueles que gostam de música, caminhada ou reunião de amigos. O local passa por reforma geral, com pintura, poda de árvores, paisagismo, reforma de guias, nivelamento das calçadas, roçagem, capinagem, manutenção dos brinquedos do playgrond e da academia ao ar livre, recuperação da pista de caminhada e das esculturas, entre outras melhorias.
    Com a renovação do espaço, os moradores poderão apropriar-se da praça, denominada Joaquim dos Santos Ribeiro, mas popularmente conhecida como Praça do Samba, e ajudar na sua manutenção, impedindo que despejem lixo em local indevido ou que destruam o patrimônio. A revitalização completa da praça está em fase de conclusão e será entregue à população no sábado, 14/7, em cerimônia que terá início às 14 horas.
    Próximo dali, a Avenida Comandante Sampaio e as praças Cristo Rendentor e Florinda Sinegalha Saraiva também tiveram poda de árvores, limpeza e recuperação. Ainda na zona Sul, outro ponto a receber manutenção foi o Centro Esportivo e de Lazer Antônio Temporim, que foi revitalizado e entregue à população no sábado, dia 7/7. Entre as melhorias destaque para a renovação da Quadra de Bocha. Vale a pena passar por lá e conferir as melhorias.
    No Jardim Bela Vista, a calçada em frente à UBS Santa Maria Goretti, na Avenida Analice Sakatauskas, 145, foi reformada, para melhorar a acessibilidade, atendendo um pedido dos usuários da unidade de saúde e comerciantes locais.
    Zona Norte
    Na zona Norte, os moradores do Parque Imperial, já podem notar a diferença no Escadão que liga as ruas Maria Eugênia da Conceição e Patrick Dimitruck. As tampas das bocas de lobo foram trocadas e alguns degraus do Escadão refeitos. O serviço contou ainda com capinagem, recuperação das valetas, pintura, e colocação de caixa de inspeção em duas saídas de esgoto para escoamento direto na rede coletora da Rua Maria Eugência.
    As ruas Sanhaço, no Jardim Aliança, Arno Barreto de Magalhães e Viela Gaudêncio Rebelo, no Munhoz Júnior; Sérgio Ribeiro da Silva, no Bonança; e Rua Roberto Carlos Sassounian, no Portal, também já receberam a visita das equipes de zeladoria e manutenção.
    Os próximos mutirões acontecerão no Jardim Rochdale, envolvendo as Avenidas Cruzeiro do Sul e Brasil e Rua Agudos, entre os dias 16 e 20/7; e na Vila Yolanda, entre os dias 23 e 27/7.
    A administração está trabalhando pela recuperação dos espaços públicos, incentivando a população a apropriar-se desses lugares, para resgatar o convívio em sociedade e manter a cidade limpa e organizada.
     
    Serviço
    Os cidadãos podem solicitar serviços semelhantes. Basta fazer contato com a Central 156, que funciona 24 horas por dia. É importante que o cidadão ligue na Central 156 para registrar seu pedido e receber um número de protocolo, que permitirá o acompanhamento dos trabalhos. A Central também disponibiliza o telefone: (11) 3651-7080. (Texto: Olga Liotta -Fotos: Sérgio Gobatti/Secom/PMO

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.