Domingo, 24 Março 2019 | Login
Marcos Martins e Emidio de Souza promovem ato em defesa de Lula na cidade de Osasco

Marcos Martins e Emidio de Souza promovem ato em defesa de Lula na cidade de Osasco Featured

Está marcada para o próximo dia 19 de maio - sábado - um ato em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), na cidade de Osasco, região Oeste da Grande São Paulo. A plenária, que acontecerá na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, em Presidente Altino, a partir das 9h, foi organizada pelo deputado Estadual Marcos Martins e o ex-prefeito Emidio de Souza, pré-candidato a uma cadeira na Assembleia Legislativa de São Paulo.

O objetivo dos organizadores é discutir a liberdade de Lula, que encontra-se preso pela Lava Jato, em Curitiba, e que ainda é o candidato à Presidência da República, segundo a cúpula petista. A plenária tem também como meta mobilizar a militância para as eleições gerais de outubro deste ano.

Segundo a nota divulgada, são esperadas nesse encontro em Osasco, diversas lideranças do partido, como o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad; o presidente estadual do PT e pré-candidato ao governo do Estado, Luiz Marinho; o vereador de São Paulo e ex-senador, Eduardo Suplicy; o pré-candidato ao Senado, Jilmar Tatto, e a presidente nacional da legenda, senadora Gleisi Hoffmann.

000

About Author

Related items

  • DE PAI PRA FILHO: Lula e filho são indiciados por lavagem de dinheiro pela Polícia Federal
    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), já condenado a mais de 20 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, tem agora uma companhia familiar em outro indiciamento: seu filho, Luís Cláudio Nesta quarta-feira, 20/03, a Polícia Federal indiciou os dois pelos crimes de lavagem de dinheiro e tráfico de influência por pagamentos para a empresa de marketing esportivo Touchdown, de propriedade do Lulinha.
    A empresa passou a ser investigada pela Polícia Federal em 2017, com as delações da Odebrecht na Lava Jato. A investigação descobriu que, ao longo dos anos, a Touchdown recebeu mais de R$ 10 milhões de grandes patrocinadores, mas o capital social da empresa era de R$ 1 mil.
    A pedido da PF, a juíza Bárbara de Lima Issepi, da 4ª Vara Criminal Federal de São Paulo, determinou que a investigação seja encaminhada para uma vara especializada em crimes financeiros. O caso agora está sendo analisado pela Força Tarefa da Lava Jato em São Paulo.
    Para a defesa de Lula, o relatório da PF é "opinativo, com fragilidade jurídica e distanciamento da realidade dos fatos".
    Em deleção, o ex-executivo Alexandrino Alencar disse que, em 2011, o ex-presidente Lula pediu ajuda a Emílio Odebrecht para que o filho Luís Cláudio iniciasse a carreira de empresário. Na ocasião da delação, o instituto Lula divulgou nota: "Delações são relatos unilaterais para a obtenção de benefícios judiciais. São indícios de provas, não provas. Mesmo que o relato de Alexandrino Alencar seja verdadeiro, os fatos teriam acontecido após Lula ter deixado a presidência, quando não exercia nenhum cargo público e sequer seriam atos ilegais."
    “Então, ele pede isso de uma maneira digamos eu diria de um pai pedindo para outro pai muito interessante esse evento. E na mesma maneira, Lula pede para ele que se pudesse ajudar o filho dele a iniciar uma carreira empresarial”, disse Alencar em depoimento.
    Alexandrino entregou à força-tarefa recibos de pagamento da Empresa Concept, contratada por ele para ajudar na criação de uma liga de futebol americano no Brasil. Alexandrino revelou que a Odebrecht pagou a maior parte do serviço, o equivalente a cerca de R$ 2 milhões e cerca de R$ 120 mil foram pagos por Luís Cláudio.
    “Combinei com o Luis Claudio que nós pagaríamos 90% do custo da Concept e ele e a Touchdown pagariam 10%. Meu compromisso original com o presidente e com o Emílio era de 2 anos. Depois, ele voava sozinho. Então, ampliamos porque ele se atrapalhava e não decolava. Renovamos mais um ano. Soube depois, agora, que ele teve de desistir do projeto”, contou Alencar.
    No relatório final da investigação, a Polícia Federal afirma que, apesar das expressivas quantias pagas, não houve formalização do contrato entre a empresa de Luís Cláudio e a Concept.
    Segundo o inquérito, os serviços prestados pela Concept à empresa de Luís Cláudio estavam, pelo menos, 600% acima do valor de mercado. Em depoimento, o diretor da Concept disse que a consultoria realizada para a Touchdown custou entre R$ 300 e R$ 400 mil.
    A Polícia Federal também diz que Luís Cláudio usou um laranja para movimentar dinheiro ilícito. Os investigadores identificaram que uma empresa de recreação e produção de doces e salgados, que tem capital social de apenas R$ 1 real recebeu, só em 2013, cerca de R$ 846 mil da Touchdown.
    Segundo a polícia, antes de começar a receber os valores da empresa de Luís Cláudio, a dona da empresa tinha renda mensal de apenas um salário mínimo.
    Representantes da Confederação Brasileira de Futebol Americano também prestaram depoimento e disseram que não tiveram patrocínio anual e nem investimentos que durassem tantos anos, em valores tão expressivos, e sem formalizar um contrato.
    Um relatório da Receita Federal, que faz parte do inquérito, também aponta indícios de irregularidades e omissão de receitas na movimentação financeira da Touchdown, os autores dizem que “causa estranheza que a empresa comprove pagamentos apenas a partir de dezembro de 2012, sendo que os serviços já eram prestados pelo menos desde março do mesmo ano
    Lula está preso na sede da Polícia Federal em Curitiba, no Paraná, condenado a 12 anos de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção no caso do triplex no Guarujá (SP). (G1)
     
  • OSASCO: Vereadores vão a Brasília para agradecer destinação de emendas para a cidade
    O Município receberá R$ 2 milhões para a Infraestrutura e R$ 820 mil para a Saúde.
     
    Uma comitiva de vereadores esteve em Brasília nesta quarta-feira, 20/03, para se reunir com os deputados federais Gilberto Nascimento (PSC) e Antônio Bulhões (PRB). Os dois parlamentares destinaram para Osasco R$ 2,8 milhões em emendas do Orçamento federal de 2019.
    Participaram do encontro o presidente da Câmara Municipal de Osasco, Ribamar Silva (PRP) e os vereadores Daniel Matias (PRP) e Ricardo Silva (PRB). “Foi uma visita de agradecimento. Há muita disputa pelos recursos das emendas, por isso é importante prestigiar os deputados que destinaram sua cota para a nossa cidade”, afirmou Matias após o encontro.
    Desse total, R$ 2 milhões (R$ 1 milhão da cota de cada parlamentar) serão aplicados em ações de manutenção e melhoria da infraestrutura da cidade, como o recapeamento de ruas. Nascimento também destinou R$ 820 mil para o custeio dos serviços de assistência hospitalar e ambulatorial do município.
    “Hoje tivemos a confirmação de que a verba já está em fase final de liberação pelo Governo Federal”, declarou o Presidente da Câmara., Ribamar Silva.
    Economia
    Vereadores de Osasco em Brasília 2
     
    Na Capital Federal os vereadores também tiveram uma reunião com o deputado federal Marcos Pereira (PRB) e dois diretores da Associação Brasileira de Fomento ao Pescado (ABRAPES), David Veiga e Thamires Quinhões. David Veiga é proprietário de uma empresa em Osasco, a Damm Produtos Alimentícios, que comercializa pescados processados e in natura.
    Em sua conta no Instagram, Pereira disse que o encontro serviu para discutir temas relacionados à cadeia produtiva de pesca no Brasil.
    “Todo processo envolve importadores, exportadores, indústria, distribuidores, consumidores e comerciantes. Por isso, fomentar e desenvolver o consumo de pescado fortalece, além do setor, a economia como um todo”, declarou o parlamentar. (Departamento de Comunicação)
     
     
  • OSASCO: Vereadores aprovam projeto que proíbe inauguração de obras inacabadas
    Proposta foi aprovada em segunda discussão e agora depende da sanção do Prefeito para virar lei.
     
    A Câmara Municipal de Osasco aprovou na terça-feira (12) o Projeto de Lei (PL) 398/2017, que proíbe a inauguração de obras públicas sem condições de funcionamento. A proposta é de autoria do Presidente da Câmara, o vereador Ribamar Silva (PRP).
    Ribamar diz que, embora não seja uma prática da atual administração municipal, a inauguração de equipamentos públicos sem condições de uso ainda é comum no país, seja por falta de materiais, equipamentos ou funcionários. A medida seria, portanto, uma garantia para que essas situações não voltem a ocorrer no futuro.
    "Quantas vezes a população já foi enganada com construções eleitoreiras, seguidas do abandono após o pleito eleitoral? Sabemos que isso gera muita expectativa e, consequentemente, muita frustração. O povo não pode ser mais enganado", afirma o parlamentar.
    O texto aprovado pelos vereadores inclui todos os equipamentos públicos construídos, reformados ou ampliados com recursos municipais. Toda instalação inaugurada deve estar com sua estrutura física completamente finalizada, atender as exigências legais e apresentar condições mínimas de funcionamento.
    O projeto, que recebeu 12 votos a favor e nenhum contrário, foi aprovado em segunda votação e agora segue para o Prefeito, que pode vetá-lo ou sancioná-lo. Só após a sanção do chefe do Executivo o texto se torna lei. (Comunicação/PMO)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.